Arte romana

509 visualizações

Publicada em

Arte romana

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
509
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Arte romana

  1. 1. ARTE ROMANAProfessor: Sandro Bottene sandro.bottene@hotmail.com lattes.cnpq.br/9367634204406259 Mestre em Artes Visuais (2015/PPGART/CE/UFSM)
  2. 2. A cultura grega tornou-se uma referência (base) para todas as outras culturas subsequentes. O estilo da arte na Grécia surgiu por volta de 900 a.C. até 100 a.C. Para os gregos, o conhecimento expressado pela razão, assumia papel supremo, acima de qualquer divindade ou crença. O ser humano ocupa lugar especial no Universo. A estética da cultura romana teve por base o estilo grego do período helenístico. No entanto, logo adquiriu características próprias construindo uma arte intensa adaptada ao seu modo de vida e suas necessidades. O legado romano inicia por volta de 753 a.C. (fundação de Roma) e se extingue em 476 d.C. (fim do Império romano).
  3. 3. LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA
  4. 4. ARQUITETURA A arquitetura romana destaca-se por contribuições grandiosas com o uso de dois elementos arquitetônicos: o arco e a abóboda. Suas construções possibilitaram a ampliação do espaço livre reduzindo o excesso de colunas (estilo grego). A organização das edificações procurava suprir a necessidade das moradias (funcional) enfatizando o caráter político e social da sociedade de Roma. Maquete do Modelo da Roma Antiga. Museu Della Civiltà Romana, Roma. Dentre os gêneros de edifícios sobressaem-se: - Coluna comemorativa: Trajano. - Templo: Panteon. - Teatro: Coliseu. - Arco de Triunfo. - Aqueduto.
  5. 5. Os arquitetos romanos usaram técnicas de construção desenvolvendo a invenção de formas curvas como o ARCO sustentados através do encaixe de blocos de pedra. As colunas tornam-se decorativas pois não sustentam toda a cobertura, mas sim como apoio nas extremidades.
  6. 6. Estrutura curva: o arco.
  7. 7. Arco de Triunfo para Constantino (cerca de 315 d.C.). Mármore, 25 m de altura. Monumento em baixo-relevo como lembrança de grandes feitos.
  8. 8. Anfiteatro Flávio (conhecido por Coliseu – forma oval): baseado nos moldes do teatro grego destinava-se principalmente às lutas dos gladiadores.
  9. 9. Vista interna.
  10. 10. COLISEU ROMANO cerca de 70 a 82 d.C. 54 m de altura. Capacidade para 50 mil espectadores. Reconstituição por computador.
  11. 11. Aquedutos: imensas construções para levar água até a cidade. Estruturas em declive contínuo para transportar água com a força da gravidade.
  12. 12. Panteon (cerca de 130 d.C.): templo construído com o estilo grego e com a invenção romana da abóboda.
  13. 13. Os romanos projetaram a primeira cúpula utilizando como material uma massa obtida da mistura de cinza vulcânica, água e cal (semelhante ao atual concreto).
  14. 14. Coluna de Trajano (cerca de 114 d.C.): coluna comemorativa que narra as lutas do imperador dos exércitos romanos na Dácia através de figuras esculpidas em relevo.
  15. 15. MOSAICO A arte de elaborar padrões e imagens através da organização de fragmentos coloridos de vidro, mármore e outros materiais adequados, fixando-os a uma base de cimento ou argamassa. Técnica desenvolvida em paredes e pisos como forma de decoração nas casas romanas. Os exemplos mais preservados encontram-se nos edifícios de Pompéia formados por figuras e motivos decorativos.
  16. 16. PINTURA EM AFRESCO A pintura romana que sobreviveu até os dias atuais localizam-se nas cidades de Pompéia e Herculano. Em sua grande maioria, essas pinturas foram produzidas com a técnica de afresco recobrindo as paredes das casas. O estilo predominante nas residências apresenta painéis compostos por cenas realistas mescladas com a imaginação. Destacam- se na temática os retratos, as paisagens e as naturezas-mortas.
  17. 17. TROMPE-L’OEIL Termo aplicado a uma pintura feita com o intuito de levar o observador a pensar (ainda que apenas por um breve momento) que está diante de um objeto real, e não de uma representação bidimensional. Através da ilusão dessas imagens, como janelas imaginárias emolduradas por colunas imaginárias, os artistas executam a pintura com técnicas de perspectiva e efeitos de luz e sombra.
  18. 18. ESCULTURA A escultura romana procede, inicialmente, com forte tendência ao estilo grego, em particular ao período helenístico. Inúmeras esculturas romanas são cópias da arte grega que serviam como peça decorativa para embelezar a casa dos nobres. No entanto, o ideal e a proporção de beleza humana da escultura grega é abdicado pelo interesse da representação imponente das personalidades políticas como os imperadores. Os escultores passam a representar as feições do rosto com extremo realismo desprezando a pesquisa anatômica em relação aos gregos.
  19. 19. Augusto de Prima Porta. cerca de 17 a.C. Mármore. 204 cm de altura. Museu do vaticano, Roma.
  20. 20. Busto do Imperador Caracala. 211 a 217 d.C. Mármore.
  21. 21. Ruínas da cidade de Pompéia e Herculano.
  22. 22. O maior exemplo da vida cotidiana do povo romano encontra-se preservada nas ruínas das cidades de Pompéia e Herculano soterradas pela erupção do vulcão Versúvio em 79 d.C.
  23. 23. As escavações mostraram que a população morreu instantaneamente.

×