Livromêsoutubro

695 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
695
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
171
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Livromêsoutubro

  1. 1. Alves Redol 1911/2011Centenário do nascimento do autor
  2. 2. Alves Redol BiografiaBia António Alves Redol nasceu a 29 de dezembro de 1911, em Vila Franca de Xira e faleceu a 29 de novembro de 1969, em Lisboa. Romancista e dramaturgo, filho de um pequeno comerciante ribatejano, obteve apenas um curso comercial. Em Angola conheceu a pobreza e o desemprego. Em Lisboa desenvolveu várias atividades profissionais. Foi militante do partido comunista e empenhado na luta de resistência ao regime salazarista. Compreendeu a literatura como forma de intervenção social, sendo Gaibéus um dos seus primeiros romances, considerado um dos textos literários fundadores da narrativa neorrealista. Ao longo de uma longa e coerente produção literária, Alves Redol trouxe para o romance personagens, temas e situações ignorados pela literatura, postura que lhe valeu, simultaneamente, o êxito junto de um grande público e o ataque impiedoso da crítica, que apontava como deficiências de escrita a linguagem simples da sua prosa e o esquematismo das tramas romanescas.
  3. 3. BibliografiaNasci com passaporte de turistaPorto mansoOlhos de águaMarésBarca dos sete lemesAvieirosGaibéusFangaUma flor chamada MariaMaria Flor abre o livro das surpresasA flor vai ver o marA flor ai pescar num boteGlória - uma aldeia do ribatejoMarésA vida mágica da sementinhaBarranco de cegosConstantino guardador de vacas e de sonhosO muro brancoAnúncioO Cavalo espantadoUma fenda na muralhaVindima de sangueOs Homens e as sombrasHorizonte cerradoHistórias afluentesMarésTeatro ITeatro I I
  4. 4. Resumo da obra Constantino guardador de vacas e de sonhosConstantino é um menino como qualquer outro de dozeanos, embora ainda não tenha deitado corpo. Frequentaa escola primária, é inteligente mas prefere contar ninhosem vez de saber de cor os afluentes do mondego ou doguadiana. O único afluente que lhe interessa é o trancão,que no seu sonho o levará ao tejo e ao grande mar.Constantino guarda vacas como quem guarda sonhos,transportando-os numa alma risonha que encara o futurocomo aquela nuvem de sonhos que só a infância nospode oferecer. Enquanto guarda as vacas, Constantinosonha em ser serralheiro de navios e fazer um barco queo leve até Lisboa.

×