Sandra Marques
Autorrepresentação
nas organizações
Perfis, expetativas e
desafios para o profissional de
apoio
Autorrepresentação
►O que é?
►Porque é importante?
►Quando é importante?
►Em que contextos?
►Quem são os autorrepresentant...
Autorrepresentação
►Poder escolher e decidir
►Participar no desenho do seu projeto de
vida e na construção do seu plano in...
Autorrepresentação
►Fatores condicionantes
 Falta de oportunidades para desenvolver
competências de gestão e decisão
 Fa...
Autorrepresentação
►Fatores facilitadores
 Auto-conhecimento
 Auto-confiança
 Respeito
 Experiência do risco
 Oportun...
O Perfil
► Quem são as pessoas de apoio?
 Apoio um para um
 Apoio ao grupo
 Vínculo com a organização
►Autonomia e inde...
Sandra Marques
Capacitação
Perfil do capacitador
► Ouve
► Valoriza
 Verbaliza aprendizagens bem sucedidas
► Autonomiza e ...
Características pessoais
► Ex:
 Capacidade de estabelecer relações
com base no respeito e na confiança
 Ouvir – mudar de...
Expectativas
► Claramente relacionadas com os valores
 Da organização
 Do profissional
► Positivas
 Qual o impacto para...
Desafios
►Pessoais
 Estabelecer limites
►Como, quais
►Organização
 Estar preparada para mudar
 Promover espaços (físico...
Criação e funcionamento dos grupos
► Tempo
 Alocação de tempo específico para as atividades do grupo
► Espaço
 Disponibi...
Autorrepresentação
► Estratégias possíveis
 Promover oportunidades para praticar
as competências de autorrepresentação
 ...
Temos os ingredientes,
vamos pensar!
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Autorrepresentação - perfil, expetativas e desafios à pessoa de apoio

184 visualizações

Publicada em

I Encontro Nacional de Pessoas de Apoio, Montemor-o-Velho, 2014

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
184
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Autorrepresentação - perfil, expetativas e desafios à pessoa de apoio

  1. 1. Sandra Marques Autorrepresentação nas organizações Perfis, expetativas e desafios para o profissional de apoio
  2. 2. Autorrepresentação ►O que é? ►Porque é importante? ►Quando é importante? ►Em que contextos? ►Quem são os autorrepresentantes?
  3. 3. Autorrepresentação ►Poder escolher e decidir ►Participar no desenho do seu projeto de vida e na construção do seu plano individual ►Ser respeitado enquanto pessoa ►Ver respeitados os seus direitos ►Ser assertivo
  4. 4. Autorrepresentação ►Fatores condicionantes  Falta de oportunidades para desenvolver competências de gestão e decisão  Falta de informação  Falta de oportunidades para assumir riscos  Baixas expetativas relativamente à sua capacidade de decidir  Atitudes que marginalizam e/ou desvalorizam a PcDI
  5. 5. Autorrepresentação ►Fatores facilitadores  Auto-conhecimento  Auto-confiança  Respeito  Experiência do risco  Oportunidades de decidir sobre a sua vida  Oportunidades de decidir e de resolver problemas
  6. 6. O Perfil ► Quem são as pessoas de apoio?  Apoio um para um  Apoio ao grupo  Vínculo com a organização ►Autonomia e independência  Competências ►Pessoais  Quais as características/qualidades pessoais relevantes  Quais as crenças e os valores ►Técnicas  Que tipo de formação de base  Que tipo de formação específica  Que competências  Que necessidades de formação adicional
  7. 7. Sandra Marques Capacitação Perfil do capacitador ► Ouve ► Valoriza  Verbaliza aprendizagens bem sucedidas ► Autonomiza e Promove a responsabilização  Promove oportunidades para fazer planos e escolhas  Promove a auto-avaliação ► Partilha informação  Envolve nos processos e nas tomadas de decisão  Partilha informação sobre forças e necessidades
  8. 8. Características pessoais ► Ex:  Capacidade de estabelecer relações com base no respeito e na confiança  Ouvir – mudar de “emissor” para “receptor”  Ser capaz de reconhecer e identificar as suas próprias características que podem interferir nos processo de capacitação
  9. 9. Expectativas ► Claramente relacionadas com os valores  Da organização  Do profissional ► Positivas  Qual o impacto para a implementação da autorrepresentação ►Ex: Aumento da autonomia e funcionalidade ► Negativas  Qual o impacto para a implementação da autorrepresentação ►Ex: Maior dependência emocional e funcional
  10. 10. Desafios ►Pessoais  Estabelecer limites ►Como, quais ►Organização  Estar preparada para mudar  Promover espaços (físicos, temporais, etc) e disponibilizar recursos ►A família  Como envolver
  11. 11. Criação e funcionamento dos grupos ► Tempo  Alocação de tempo específico para as atividades do grupo ► Espaço  Disponibilização de espaço físico ► Custos  Disponibilização de recursos humanos a materiais ► Motivação  Das pessoas com deficiência  Dos profissionais  Dos dirigentes ► Envolvimento  Das pessoas com deficiência  Das famílias  Dos profissionais  Dos dirigentes ► Gestão  Periodicidade de reuniões  Responsabilidades
  12. 12. Autorrepresentação ► Estratégias possíveis  Promover oportunidades para praticar as competências de autorrepresentação  Responsabilizar  Promover oportunidades de experimentar o sucesso  Perguntar à pessoa o que quer ou como aprende melhor  Permitir a experiência do erro e das consequências das decisões  Experimentar vários métodos e estilos de aprendizagem  Trabalhar áreas como a comunicação, a escolha informada, a tomada de decisão, a consciencialização de opções, direitos e responsabilidades  Aumentar a consciência dos diferentes tipos de interação – assertiva, passiva, agressiva  etc
  13. 13. Temos os ingredientes, vamos pensar!

×