Divaldo Franco EUROPA 2010 - Viena / Áustria - Debant - Tirol / Áustria - Villach - Kärnten / Áustria - Budapeste / Hungri...
Viena/Áustria Em 25 de maio de 2010, Divaldo Pereira Franco proferiu uma palestra no “Verein Für Spiritistische Studien Al...
Dentre esse público, a presença de vários intelectuais que lá se encontravam para escutar, como os demais, o que um ex-mat...
Debant - Tirol/Áustria Na noite do dia 26 de maio de 2010, Divaldo Franco prendeu a atenção do público dessa encantadora c...
O tema foi “O Mundo Espiritual”, onde Divaldo abordou as questões da vida e da morte, como é esse mundo espiritual e a nos...
Ao finalizar sua conferência, Divaldo respondeu inúmeras perguntas, inclusive durante os autógrafos que concedeu, cativand...
Debant - Tirol/Áustria
Debant - Tirol/Áustria
Villach – Kärnten/Áustria Na noite de 27 de maio de 2010, na cidade de Villach/Kärnten/Áustria, Divaldo Franco, com o auxí...
Pela primeira vez Divaldo Franco esteve na aprazível Villach semeando a palavra espírita, oferecendo ao público expectante...
Afirmou Divaldo que o sentido da vida é viver em paz sob qualquer situação, seja na saúde ou na doença, na pobreza ou na r...
Divaldo questionou:  Como alcançar a autoiluminação? Como vivenciar as experiências da velhice, da morte e da doença?  Res...
Fazer o bem, ter a paz e a iluminação interior, esse é o sentido da vida. Com os semblantes serenos e enlaçados pelo amor,...
Budapeste/Hungria Na tarde do dia 29 de maio de 2010, Divaldo Franco expôs a mensagem cristã na “Revital Alapítvány” (Fund...
Divaldo Franco abordou as questões das comunicações espirituais, a faculdade mediúnica e as influências que os Espíritos e...
A finalidade da vida física é facultar a cada um preparar a sua imortalidade e, desta forma, aqueles que procedem fazendo ...
A mediunidade é uma bênção de Deus. Por seu intermédio podemos nos comunicar com os “mortos”. Dentre os que se comunicam h...
Ao finalizar, Divaldo respondeu várias perguntas formuladas pelo público, numa demonstração de atenção e de entendimento  ...
Viena/Áustria – Seminário Na tarde do dia 30 de maio, Divaldo Franco ministrou um seminário onde abordou as questões relat...
O Ser humano é eminentemente emocional. Três fatores podem levar à depressão: o medo, a ansiedade e a solidão. Após passar...
Com as pesquisas neurológicas, chegou-se à conclusão de que a depressão é o resultado da falta de três componentes do quim...
O Espiritismo apresenta o seu arsenal de socorro, como o esclarecimento do paciente, a fim de que adquira a consciência de...
A transformação moral para melhor, o hábito saudável da oração, dos bons pensamentos através de leituras edificantes, dos ...
Dando continuidade, Divaldo Franco apresentou um estudo psicológico, realizado pela Benfeitora Joanna de Ângelis, da tela ...
Texto: Paulo Salerno Colaboração: Maria Helena Marcon Música:  Franck Pourcel - Danúbio Azul   Jorge Moehlecke - jorgejhm@...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

2010 Divaldo P. Franco na Europa-Viena

1.032 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.032
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
218
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2010 Divaldo P. Franco na Europa-Viena

  1. 1. Divaldo Franco EUROPA 2010 - Viena / Áustria - Debant - Tirol / Áustria - Villach - Kärnten / Áustria - Budapeste / Hungria - Viena /Áustria
  2. 2. Viena/Áustria Em 25 de maio de 2010, Divaldo Pereira Franco proferiu uma palestra no “Verein Für Spiritistische Studien Allan Kardec” (Sociedade para Estudos Espíritas Allan Kardec), localizado na Rua Spengergasse 10/03, esquina com a Rua Eingag Jahngasse 28, em Viena. Sua abordagem foi sobre as conversões ao Espiritismo, principalmente as do início do Século XX no Brasil. Dentre elas, Divaldo fixou-se na conversão do maranhense Dr. Viriato Corrêa, reproduzindo com suas próprias emoções, a palestra proferida pelo Dr Viriato, em 1920, a um público de mais de 2.000 pessoas na sede da Federação Espírita Brasileira, ainda quando instalada no Rio de Janeiro.
  3. 3. Dentre esse público, a presença de vários intelectuais que lá se encontravam para escutar, como os demais, o que um ex-materialista tinha a dizer sobre o Espiritismo. Encerrando, Divaldo Franco relembra os ensinamentos de Jesus, especialmente os contidos no Capítulo XV do Evangelho de Lucas. Após respondeu diversas perguntas formuladas pelo público, onde esclareceu abordagens pontuais sobre o assunto da noite, sendo afetuosamente aplaudido.
  4. 4. Debant - Tirol/Áustria Na noite do dia 26 de maio de 2010, Divaldo Franco prendeu a atenção do público dessa encantadora cidade austríaca da Região do Tirol. Com 75 pessoas presentes, a sede do Instituto “Insulamea”, na Rua Zietenweg, 23, ficou lotada.
  5. 5. O tema foi “O Mundo Espiritual”, onde Divaldo abordou as questões da vida e da morte, como é esse mundo espiritual e a nossa interexistência, isto é, como vivemos entre um mundo e outro participando da realidade espiritual e da vida material.
  6. 6. Ao finalizar sua conferência, Divaldo respondeu inúmeras perguntas, inclusive durante os autógrafos que concedeu, cativando as pessoas que, com suas presenças, ofereceram-lhe uma calorosa recepção. No olhar de cada um notava-se um preito de gratidão.
  7. 7. Debant - Tirol/Áustria
  8. 8. Debant - Tirol/Áustria
  9. 9. Villach – Kärnten/Áustria Na noite de 27 de maio de 2010, na cidade de Villach/Kärnten/Áustria, Divaldo Franco, com o auxílio de uma intérprete, abordou o tema “O Sentido da Vida”.
  10. 10. Pela primeira vez Divaldo Franco esteve na aprazível Villach semeando a palavra espírita, oferecendo ao público expectante a mensagem esclarecedora da Doutrina Espírita.
  11. 11. Afirmou Divaldo que o sentido da vida é viver em paz sob qualquer situação, seja na saúde ou na doença, na pobreza ou na riqueza, vivendo com os seus amores ou na solidão, etc... Informou que a moderna psicologia propõe o autoamor, o amor ao próximo e o amor a Deus, tal qual a mensagem de Jesus.
  12. 12. Divaldo questionou: Como alcançar a autoiluminação? Como vivenciar as experiências da velhice, da morte e da doença? Respondendo, disse que é necessário alcançar a paz, modificando o temperamento, tornando-se mais tolerante, desenvolvendo o sentimento da compaixão, do amor.
  13. 13. Fazer o bem, ter a paz e a iluminação interior, esse é o sentido da vida. Com os semblantes serenos e enlaçados pelo amor, o público externou através do aplauso o seu agradecimento e o carinho a Divaldo Franco, pela primeira vez em Villach.
  14. 14. Budapeste/Hungria Na tarde do dia 29 de maio de 2010, Divaldo Franco expôs a mensagem cristã na “Revital Alapítvány” (Fundação Reviver), uma instituição voltada para a interiorização do ser humano nas Experiências de Quase Morte (EQM). A Fundação Reviver está situada na Rua Ferenciek tere 4, Budapeste/Hungria.
  15. 15. Divaldo Franco abordou as questões das comunicações espirituais, a faculdade mediúnica e as influências que os Espíritos exercem sobre a criatura humana. Discorreu sobre a faculdade especial que todos nós possuimos em graus diversos – a mediunidade – que se apresenta de forma ostensiva ou natural.
  16. 16. A finalidade da vida física é facultar a cada um preparar a sua imortalidade e, desta forma, aqueles que procedem fazendo o bem são felizes e os que procedem mal são infelizes. Devemos trabalhar para compreender aqueles que nos ofendem, perdoando-os e amando-os, isto é, fazendo-lhes todo o bem que nos seja possível, educando-os, ensinou o nobre conferencista.
  17. 17. A mediunidade é uma bênção de Deus. Por seu intermédio podemos nos comunicar com os “mortos”. Dentre os que se comunicam há os que nos ajudam e os que nos prejudicam. A prece, eivada de sentimentos nobres, nos propicia um contato direto com os benfeitores, aliviando as necessidades daquele que ora com fervor, foi outra informação dada ao público atento e participativo.
  18. 18. Ao finalizar, Divaldo respondeu várias perguntas formuladas pelo público, numa demonstração de atenção e de entendimento do tema abordado. Os aplausos espontâneos e fortes deu a medida da receptividade, tanto do conferencista, quanto do assunto em tela.
  19. 19. Viena/Áustria – Seminário Na tarde do dia 30 de maio, Divaldo Franco ministrou um seminário onde abordou as questões relativas à Depressão e como combatê-la. O seminário foi no “Österreichisches Lateinamerika-Institut” (Instituto da América Latina Austríaco), Schlickgasse, 1 – Viena.
  20. 20. O Ser humano é eminentemente emocional. Três fatores podem levar à depressão: o medo, a ansiedade e a solidão. Após passar pela história do estudo da depressão e sua cura, Divaldo Franco, com base em conclusões sérias, afirma que a depressão pode acontecer em um surto ou lentamente. Pode se dar na fase infantil, juvenil, adulta e senil, agregada a outros fatores como o pós-parto, datas especiais, perdas de objetos ou situações importantes, etc...
  21. 21. Com as pesquisas neurológicas, chegou-se à conclusão de que a depressão é o resultado da falta de três componentes do quimismo cerebral: a serotonina, a noradrenalina e a dopamina.
  22. 22. O Espiritismo apresenta o seu arsenal de socorro, como o esclarecimento do paciente, a fim de que adquira a consciência de responsabilidade, dispondo-se à recuperação a esforço pessoal.
  23. 23. A transformação moral para melhor, o hábito saudável da oração, dos bons pensamentos através de leituras edificantes, dos diálogos que enriquecem o ser interior, não fazer ao outro aquilo que não gostaria que lhe fizessem. Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo.
  24. 24. Dando continuidade, Divaldo Franco apresentou um estudo psicológico, realizado pela Benfeitora Joanna de Ângelis, da tela “O Enterro do Conde de Orgáz”, pintado por El Grecco em 1588 e que retrata, sob a ótica da Benfeitora, a depressão. O público, vivamente interessado, aplaudiu o conferencista, após este ter respondido diversas indagações onde elucidou e aprofundou pontos específicos.
  25. 25. Texto: Paulo Salerno Colaboração: Maria Helena Marcon Música: Franck Pourcel - Danúbio Azul Jorge Moehlecke - jorgejhm@terra.com.br

×