Doenças cardiovasculares no idoso

848 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
848
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
25
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Doenças cardiovasculares no idoso

  1. 1. DOENÇAS CARDIOVASCULARES NO IDOSO
  2. 2. Grupo:  Ana Claudia  Rosa Angela  Vanessa  Valéria  Vivian
  3. 3. Conceito:  As doenças cardíacas são definidas como todas as doenças que atingem o sistema circulatório (coração, artérias, veias e vasos capilares). São doenças muito comuns e perigosas, presentes em grande parte da população.
  4. 4.  São doenças provocadas pelo acúmulo de placas de gordura nas artérias, que podem bloquear total ou parcialmente a passagem do sangue, causando infarto ou derrame cerebral.
  5. 5. Fatores de risco:  Sedentarismo  Obesidade  Diabetes  Tabagismo  Colesterol alto  Estresse  Hipertensão alta
  6. 6. EPDEMIOLOGIA: Estudo de  Mortalidade por Doenças Cardiovasculares no Brasil e na Região Metropolitana de São Paulo.  1990 à 2009
  7. 7. TABELA 04 MORTE AJUSTADA PARA IDADE, POPULAÇÃO PADRÃO EUROPA DE 35 A 74 ANOS MORTES POR DOENÇAS CIRCULATÓRIAS DE 35 A 74 ANOS - BRASIL 2006 2007 2008 2009 VAR (%) DIC HOMENS 183,02 171,29 171,48 158,74 -13,27 DIC MULHERES 63,33 62,71 60,44 54,17 -14,46 AVC HOMENS 91,54 79,94 83,66 77 -15,88 AVC MULHERES 54,48 48,88 51,37 47,19 -13,88 MORTE POR DOENÇAS CIRCULATÓRIAS DE 35 A 74 ANOS - CIDADE DE SÃO PAULO 2006 2007 2008 2009 VAR (%) DIC HOMENS 155,59 139,74 141,1 137,29 -11,76 DIC MULHERES 76,38 67,22 67,99 64,9 -15,03 AVC HOMENS 119,84 104,35 104,2 100,38 -16,24 AVC MULHERES 82,94 71,56 70,84 67,26 -18,91 Arq Bras Cardiol. 2012; [online].ahead print, PP.0-0
  8. 8. Estudo de prevalência de e padrão de distribuição das doenças cerebrovasculares em 242 idosos em um hospital de Minas Gerais (1976 à 1997)
  9. 9. CUSTOS  A estimativa de custos seguiu a seguinte escala de prioridades: dados de artigos originais baseados em análise econômica, dados de registros nacionais, estimativas nacionais baseadas em registros incompletos, estimativas gerais e extrapolações.
  10. 10.  Custos não hospitalares  Custos de saúde relacionados a DVC – Setor Publico  Custos totais da Saúde referentes a DVC- Todos os setores
  11. 11.  Os custos anuais totais para cada caso de DCV grave foram significativos. Estima-se tanto os custos per capita como aqueles correspondentes ao subgrupo de pacientes com DCV grave aumentem significativamente à medida que a população envelhece e a prevalência de casos graves aumente.
  12. 12. PREVENÇÕES
  13. 13. CAMPANHAS DE PREVENÇÃO  Programa de Reabilitação Cardiovascular do Instituto de Cardiologia  'Saúde Não Tem Preço‘ - Academia da Saúde
  14. 14.  Mutirão do Coração – Cartilha

×