BIOLOGIA
Embriologia
Por Roberta Almeida
DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO
 Estudo do embrião que começa a se formar a partir da
fecundação ( célula ovo). Os embriões d...
FECUNDAÇÃO
 É a união entre o gameta feminino (óvulo) e o
gameta masculina (espermatozoide), que são
células haploides ( ...
SEGMENTAÇÃO OU CLIVAGEM
 Refere-se a divisão mitótica do zigoto, que dará origem a mórula,
aglomerado de células ( mais o...
BLÁSTULA
 Estágio em que os blastômeros se organizam na porção
periférica da célula e acabam secretando um líquido,
denom...
GÁSTRULA
 Após a Blástula, o embrião passa por
uma divisão de polos, tendo o
endoderma composto pela invaginação
dos Macr...
NEURULA
 Ocorre a formação do sistema
nervoso, através da invaginação
do ectoderma que dará origem
a placa neural. ( Dará...
ORGANOGENESE
 Processos de especialização das células do embrião, que
formará novos órgãos.
FOLHETOS EMBRIONÁRIOS
 São tecidos dos quais se originam todos os outros tecidos e órgãos do
organismo.
 Na fase da neur...
CLASSIFICAÇÃO EMBRIOLÓGICA DOS ANIMAIS
 Quanto ao número de folhetos embrionários:Os de dois folhetos
são chamados Diblás...
TIPOS DE OVOS E SEGMENTAÇÃO
 São classificados quanto a distribuição do vitelo ( composto
de proteínas e lipídeos que ali...
Tipos de ovos Definição Ocorrência
Oligolécitos
(Isolécitos ou alécitos)
São ovos com pouco vitelo,
distribuídos de forma
...
TIPOS DE SEGMENTAÇÃO
Ovos Tipos de segmentação
Oligolécitos Holoblástica Igual : Divide o ovo de forma
total, de modo que ...
ANEXOS EMBRIONÁRIOS
 Estruturas que permitiram questões como a nutrição, a proteção por
choque térmico, a excreção de sub...
Anexos Função Ocorrência
Saco Vitelínico Bolsa que fica acoplada ao
futuro intestino do embrião,
com função de nutrição.
P...
A OCUPAÇÃO DOS ANIMAIS PELO AMBIENTE TERRESTRE
 Através de estudos compreendeu-se que os vertebrados
surgiram de ancestra...
O OVO DAS AVES
A PLACENTA
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Embriologia

539 visualizações

Publicada em

Espero ajudar :)

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
539
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Embriologia

  1. 1. BIOLOGIA Embriologia Por Roberta Almeida
  2. 2. DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO  Estudo do embrião que começa a se formar a partir da fecundação ( célula ovo). Os embriões dos vertebrados são muito semelhantes.  O embrião se forma a partir da formação do zigoto, com 50% de material genético do pai e 50% de material genético da mãe.  Este embrião vai sofrer sucessivas mitoses, que posteriormente darão origem ao embrião com as características do adulto da espécie.  As fases de embriologia são: fecundação, segmentação, mórula, blástula, gástrula, neurula e organogenese.
  3. 3. FECUNDAÇÃO  É a união entre o gameta feminino (óvulo) e o gameta masculina (espermatozoide), que são células haploides ( apresentam 23 cromossomos).  Na maioria dos casos é intraespecífica, ou seja, entre duas espécies iguais. Mas também pode ser interespecífica, gerando descendentes inférteis e chamados de HÍBRIDOS  O óvulo possui algumas barreiras de proteção, como a coroa radiada ( células foliculares) e a zona pelúcida ( células glicoproteicas). Os espermatozoides, porém, possuem no acrossomo enzimas hidrolíticas capazes de destruir a proteção da célula ovo e se fundir com esta. Assim que o primeiro espermatozoide consegue entrar no óvulo, seu citoplasma se fecha e nenhum mais poderá entrar.  Ocorre a formação de uma célula DIPLOIDE ( célula ovo ou zigoto) que vem a partir de duas células HAPLOIDES ( gametas).
  4. 4. SEGMENTAÇÃO OU CLIVAGEM  Refere-se a divisão mitótica do zigoto, que dará origem a mórula, aglomerado de células ( mais ou menos 64) denominadas blastômeros.  Essas sucessivas mitoses formarão, de início, blastômeros com o mesmo tamanho. Com o passar do tempo, eles vão se dividindo em menores ( micrômeros) e maiores ( macromeros). Geralmente a mórula tem um tamanho quase igual ao do ZIGOTO.
  5. 5. BLÁSTULA  Estágio em que os blastômeros se organizam na porção periférica da célula e acabam secretando um líquido, denominado BLASTOCELE. É nessa fase que ocorre a NIDAÇÃO. Blastomeros Blastocele Blastoderma
  6. 6. GÁSTRULA  Após a Blástula, o embrião passa por uma divisão de polos, tendo o endoderma composto pela invaginação dos Macromeros e o Ectoderma composta pelos Micromeros.  A invaginação do endoderma dará origem ao arquentero, que será o intestino PRIMITIVO do embrião. Esse arquentero terá ligação com o exterior através de uma cavidade denominada BLASTÓPORO. Nos poríferos e artrópodes, o blastóporo originara primeiro a boca e depois o anus (protostômios). Nos equinodermos e cordados, originará primeiro o anus e depois a boca ( deuterostômios)
  7. 7. NEURULA  Ocorre a formação do sistema nervoso, através da invaginação do ectoderma que dará origem a placa neural. ( Dará origem ao sistema nervoso do animal).  O teto do Arquentero formará a Mesoderma, que dará origem ao celoma.  Ao mesmo tempo, este mesmo teto sofre EVAGINAÇÔES que darão origem a notocorda, que originará a coluna dorsal do cordado e continuará sendo notocorda nos invertebrados.
  8. 8. ORGANOGENESE  Processos de especialização das células do embrião, que formará novos órgãos.
  9. 9. FOLHETOS EMBRIONÁRIOS  São tecidos dos quais se originam todos os outros tecidos e órgãos do organismo.  Na fase da neurula, considerando-se um embrião como o anfioxo, já existem os três folhetos embrionários : Endoderma, Mesoderma e Ectoderma.  Considerando o desenvolvimento embrionário de um mamífero, estão listados abaixo o destino de cada folheto: Folhetos Embrionários Destino dos folhetos embrionários Ectoderma  Epiderme e anexos ( pelos, cascos, unhas;  Sistema Nervoso;  Pele do ânus e da boca Mesoderma  Derme;  Sistema cardiovascular;  Sistema Urogenital  Músculos e ossos. Endoderma  Pele do Sistema Digestório;  Sistema Respiratório;  Fígado e Pâncreas
  10. 10. CLASSIFICAÇÃO EMBRIOLÓGICA DOS ANIMAIS  Quanto ao número de folhetos embrionários:Os de dois folhetos são chamados Diblásticos (Cnidários) e os de três folhetos são chamados Triblásticos ( platelmintos, nematelmintos, anelídeos, moluscos, artrópodes, equinodermos, cordados)  Quanto ao destino do blastóporo: Se originar primeiro a boca, são chamados de protostomios ( anelídeos, moluscos e artrópodes). Se originar primeiro o ânus, são chamados de deuterostômios ( equinodermos e cordados).  Quanto a presença de cavidades ( só representados os animais triblásticos):  Acelomados: Aqueles que não apresentam celoma ( cavidade) : Platelmintos.  Pseudocelomados: Apresentam celoma, responsável por levar as substâncias do corpo, formado por mesoderma e endoderma: Nematelmintos.  Celomados: Apresentam celoma totalmente formado por mesoderma: Anelídeos, moluscos, artrópodes, equinodermos e cordados.
  11. 11. TIPOS DE OVOS E SEGMENTAÇÃO  São classificados quanto a distribuição do vitelo ( composto de proteínas e lipídeos que alimentam o embrião) em seu zigoto.
  12. 12. Tipos de ovos Definição Ocorrência Oligolécitos (Isolécitos ou alécitos) São ovos com pouco vitelo, distribuídos de forma homogênea no citoplasma. Em razão de pouca nutrição, o embrião deverá buscar fontes externas de nutrição. Mamíferos placentários, equinodermos e anfioxos. Mediolécitos (heterolécitos ou telolécitos incompletos) Possuem quantidade intermediária de vitelo, distribuída de forma heterogênea no citoplasma ( Polo vegetativo – maior parte do vitelo/ Polo animal- menos parte e núcleo) Anfíbios e alguns tipos de peixe. Anfíbios apresentam fase larval por conta da precisão de nutrientes, assim como os alevinos dos peixes. Megalécitos ( Telolécitos completos) Ovos com muito vitelo, no qual o polo animal é o disco germinativo e o polo vegetativo é a parte ocupada pelo vitelo.Se desenvolvem fora do corpo da mãe. Aves, répteis, alguns tipos de peixes e mamíferos monotremados ( ornitorrinco). Centrolécitos O vitelo é concentrado ao redor do núcleo. Encontrado nos artrópodes, principalmente insetos. Na maioria dos casos desenvolvem-se larvas.
  13. 13. TIPOS DE SEGMENTAÇÃO Ovos Tipos de segmentação Oligolécitos Holoblástica Igual : Divide o ovo de forma total, de modo que os blastômeros formados são todos iguais em tamanho. Médiolécitos Holoblástico Desigual: Divide o ovo de forma total, de modo que o polo animal, por possuir menos vitelo, tem blastômeros de tamanho menor que os do polo vegetativo, com mais vitelo. Megalécitos Meroblástica Discoidal: Acontece apenas em parte do zigoto, no disco germinativo ( polo animal) com menos quantidade de vitelo. Centrolécitos Meroblástica Superficial: Ocorre de forma parcial, na superfície do zigoto, onde não há vitelo. Vale salientar que o vitelo acaba por dificultar ou mesmo impedir a segmentação de um zigoto nos chamados blastômeros. Assim sendo, esta se apresenta de formas diferentes, como na tabela abaixo.
  14. 14. ANEXOS EMBRIONÁRIOS  Estruturas que permitiram questões como a nutrição, a proteção por choque térmico, a excreção de substâncias tóxicas e o dessecamento do embrião, propiciando também a colonização do meio terrestre. Tais estruturas , muitas vezes, não ocorrem em anfíbios e peixes, pois grande parte delas está relacionada ao meio terrestre.
  15. 15. Anexos Função Ocorrência Saco Vitelínico Bolsa que fica acoplada ao futuro intestino do embrião, com função de nutrição. Peixes,aves e répteis ( bem desenvolvido) e mamíferos ( bem reduzido, por conta da placenta). Âmnio Membrana que envolve todo o embrião, contendo um líquido chamado líquido amniótico. Protege contra choques térmicos e desidratação. Répteis, aves e mamíferos e foi essencial para o desenvolvimento da vida terrestre, por não necessitar de água. Alantoide Armazena as excretas do embrião e participa da respiração, em conjunto com o Cório. Encontrado em aves e répteis e atrofiado em mamíferos, por conta da placenta. Cório Envolve todos os demais anexos e é responsável pelas trocas gasosas. Em aves e mamíferos está preso a casca do ovo e em mamíferos forma dobras que originarão a placenta.
  16. 16. A OCUPAÇÃO DOS ANIMAIS PELO AMBIENTE TERRESTRE  Através de estudos compreendeu-se que os vertebrados surgiram de ancestrais que viviam em oceanos. Estes sofreram adaptações e passaram tais adaptações adiante.  Os primeiros animais a ocuparem o ambiente terrestre foram os anfíbios, apesar de ainda precisarem da água para a reprodução pois realizam fecundação externa com fase larval.  Os primeiros animais a conseguirem independência do meio aquático foram os répteis. Eles possuem ovos amnióticos, Cório, alantoide e âmnio , além da reprodução interna na qual não há necessidade de ambiente aquático.
  17. 17. O OVO DAS AVES
  18. 18. A PLACENTA

×