Cm aula 6

233 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
233
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cm aula 6

  1. 1. 13/04/2014 1 1º sem. 2014 Prof. Carina Campese prof.carina.c@gmail.com Ciências dos materiais Naturais  Metais  Cerâmicos e vidros  Polímeros  Naturais  Compósitos Fibras Madeiras Minerais - Orgânico (formado basicamente por carbono); - Heterogêneo (grande variação tanto em tipos quanto em componentes básicos); - Poroso (a disposição de seus componentes formam poros); - Higroscópico (capacidade de absorção de água da atmosfera e também de evaporação); - Flexível (não quebra); - Vulnerável a agentes externos (pouco resistente quando em contato com agentes prejudiciais e umidade); - Combustível; - De baixo custo ambiental (desde que sejam realizadas reposições); - Bom isolante acústico; - Boa resistência mecânica, principalmente compressão (vigas); - Isolante elétrico (desde que seco). 53% - combustível (alto poder calorífico) 37% - material de construção civil (é o segundo mais utilizado, depois do aço) 10% - outros usos industriais (celulose para papel, álcool, rayon, resinas, plásticos...)
  2. 2. 13/04/2014 2 CASCA Função: proteger a árvore contra fungos e bactérias MEDULA Parte central sem aplicação comercial ALBURNO Transporte de seiva. Parte mais clara do tronco. Faz parte do lenho (principal tecido de sustentação da planta) CERNE Sustentação estrutural da árvore. Região mais apreciada comercialmente. TRANSVERSAL: corte perpendicular às fibras. Observa- se o cerne, alburno e medula. RADIAL Corte perpendicular ao plano transversal e longitudinal ao eixo. TANGENCIAL Corte perpendicular ao plano transversal. Percebem-se as características de veios como opção de escolha. IN NATURA SERRADA (peças estruturais) ROLIÇA INDUSTRIALIZAÇÃO LÂMINAS COMPENSADOS AGLOMERADOS FIBRAS RECONSTITUÍDA VIGAS Nome da peça Espessura (cm) Largura (cm) Comprimento Viga 4 11 a 20 Variado
  3. 3. 13/04/2014 3 PRANCHAS e PRANCHÕES; TÁBUAS Nome da peça Espessura (cm) Largura (cm) Comprimento Prancha 4 a 7 > 20 Variado Pranchão > 7 > 20 Variado Tábua 1 a 4 > 10 Variado SARRAFOS Nome da peça Espessura (cm) Largura (cm) Comprimento Sarrafo 2 a 7 2 a 10 Variado RIPAS Nome da peça Espessura (cm) Largura (cm) Comprimento Ripa < 2 < 10 Variado Sobreposição de madeiras serradas unidas por adesivo (cola). Espessura de 20 mm.
  4. 4. 13/04/2014 4 Lâminas finas (1mm espessura). Utilizadas para revestimentos em madeiras (compensados, aglomerados) com propósito de dar ideia de madeira maciça. Utilizadas como papel de parede. Lâmina natural: obtida do tronco da madeira, sem tingimento. Lâmina natural tingida: lâmina natural modificada pelo tingimento industrial de toda a sua estrutura. Lâmina pintada: lâmina que apresenta defeitos de manchas. MOGNO MARFIM CEREJEIRA FREIJÓ IMBÚIA IMBUIA NOZADA GOIABÃO LOURO FAIA LOURO PRETO EUCALÍPTO FIGUEIRA BRANCA KAMBALA PÁTINA Lâminas SECAS ou RESSECADAS sobrepostas, coladas. - Chapas de 7 camadas Compensados não devem ser utilizados em obras sem terem passado por uma ressecagem de três a cinco meses! Elevada resistência mecânica! (contraposição das fibras)
  5. 5. 13/04/2014 5 Partículas de diversos tamanhos (até pó) aglutinadas e coladas. Material não deforma Pouco resistente a pregos e parafusos Pouquíssima resistência à umidade Pouca durabilidade Material de baixo custo Partículas conectadas: serragem e cavacos (partículas mais sofisticado). Compactadas com resina! Mais resistente e com textura mais uniforme que os compensados e aglomerados. Melhores acabamentos (verniz, pintura, aplicações de tecidos, papel, lâminas de madeiras e PVC). "Medium Density Fiberboard“ - "chapa de fibra (de madeira) de média densidade". Após extração de uma árvore, sua seiva permanece no material em 3 estados: - Água de constituição (impossível de ser retirada); - Água de impregnação (entre as fibras e células lenhosas. Sua saída causa retração); - Água livre (presente nos vasos capilares. Sua saída não causa retração). Quanto à umidade: a madeira seca mais rápido quando cortada no sentido do comprimento! a madeira contrai mais quando cortada no sentido transversal! Quanto ao corte: é realizado em épocas específicas do ano (normalmente em meses que não tenham a letra “R” – inverno). não influi na resistência, mas determina a durabilidade.
  6. 6. 13/04/2014 6 A madeiras sofrem retração ou inchamento com a variação da umidade. O fenômeno é mais comum em cortes tangenciais (a retrabilidade cai pela metade em cortes radiais!). Na direção longitudinal a retração é menos pronunciada. Precauções: Uso de produtos de madeira em locais com pouca umidade, uso de verniz, pintura, resinas. É o índice de compactação das fibras de madeira. Indica maior ou menos quantidade de fibras por volume. Varia com a umidade e espécie da madeira. Madeiras leves – até 500 kg/m³ Madeiras médias – 501 a 700 kg/m³ Madeiras pesadas – mais de 700 kg/m³ Etapas de obras (estacas, gabaritos, estruturas) Esquadrias (portas, janelas, batentes) Elementos de acabamento (pisos, escadas) Elementos estruturais (pontes, estacas, casas pré-fabricadas, postes) Diversas (decks, painéis divisórios)

×