 O reinado de Dom Pedro II (ou Segundo Reinado)  é a fase da História do Brasil que corresponde ao  governo de D. Pedro I...
 Antes do novo regime monárquico, o período  regencial foi caracterizado por uma política  conservadora e autoritária que...
 Entre seus primeiros atos de governo, decretou a  anistia geral e restabeleceu o conselho de Estado.  Neste primeiro per...
 Entre 1864 e 1870, quando o Brasil esteve envolvido  na guerra contra o Paraguai, chegou a se  incorporar ao Exército na...
 Em seu Império, ocorreram o fim do tráfico  negreiro (4 de setembro de 1850), a implantação do  sistema de esgotamento d...
O declínio do Segundo Reinado Em 1870, com o final da Guerra do Paraguai, as  divergências políticas se acirraram e o sur...
 O declínio do segundo império foi resultado das  transformações processadas na economia e na  sociedade, a partir do séc...
O declínio do Segundo Reinado foi marcado poruma série de questões que    desembocaram naProclamação da República:
 QUESTÃO ABOLICIONISTA: Os senhores de escravos não se conformaram com a abolição da escravidão e com o fato de não terem...
 QUESTÃO RELIGIOSA: A questão religiosa  consistiu num conflito entre dois bispos, D. Vital e  D. Macedo Costa, que insis...
 QUESTÃO MILITAR: Durante o Império havia  sido aprovado o projeto Montepio, pelo qual as  famílias dos militares mortos ...
Proclamação da República O Governo Imperial, percebendo, embora  tardiamente, a difícil situação em que se  encontrava co...
 Entretanto, as reformas chegaram tarde demais.  No dia 15 de novembro de 1889, o Marechal  Deodoro da Fonseca assumiu o ...
O reinado de dom pedro II by robertsdesouza™
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O reinado de dom pedro II by robertsdesouza™

1.726 visualizações

Publicada em

Apresentação de slides sobre o Reinado de Dom Pedro II para a aula de história.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.726
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O reinado de dom pedro II by robertsdesouza™

  1. 1.  O reinado de Dom Pedro II (ou Segundo Reinado) é a fase da História do Brasil que corresponde ao governo de D. Pedro II. Teve início em 23 de julho de 1840, com a mudança na Constituição que declarou Pedro de Alcântara maior de idade com 14 anos e, portanto, apto para assumir o governo. O 2º Reinado terminou em 15 de novembro de 1889, com a Proclamação da República. O governo de D. Pedro II, que durou 49 anos, foi marcado por muitas mudanças sociais, política e econômicas no Brasil.
  2. 2.  Antes do novo regime monárquico, o período regencial foi caracterizado por uma política conservadora e autoritária que deu origem a diversas revoltas no Brasil. As disputas políticas do período e o desfavor promovido em torno do autoritarismo vigente permitiram que a manobra em favor de Dom Pedro de Alcântara tivesse sustentabilidade política. Nos quarenta e nove anos subseqüentes o Brasil esteve na mão de seu último e mais longevo monarca.
  3. 3.  Entre seus primeiros atos de governo, decretou a anistia geral e restabeleceu o conselho de Estado. Neste primeiro período, tentou buscar a pacificação do país, contornando diversas revoltas como a dos Liberais (1842), em Minas Gerais e São Paulo; a Guerra dos Farrapos (1845) e a Insurreição Praieira (1848), em Pernambuco.
  4. 4.  Entre 1864 e 1870, quando o Brasil esteve envolvido na guerra contra o Paraguai, chegou a se incorporar ao Exército nacional, durante o período do cerco da cidade de Uruguaiana, e foi até o local do conflito, numa viagem que durou seis meses. Durante o seu governo, foram construídas as primeiras linhas telegráficas e a primeira estrada de ferro do país. A imigração estrangeira e a instrução pública também receberam incentivos do imperador, que por diversas vezes foi nomeado árbitro em litígios internacionais.
  5. 5.  Em seu Império, ocorreram o fim do tráfico negreiro (4 de setembro de 1850), a implantação do sistema de esgotamento das duas principais cidades da época, São Paulo e Rio de Janeiro (1850); a Lei do Ventre Livre (28 de setembro de 1871); a libertação dos escravos sexagenários e a lei Áurea, em 13 de maio de 1888, sancionada pela princesa Isabel, que ocupava a regência.
  6. 6. O declínio do Segundo Reinado Em 1870, com o final da Guerra do Paraguai, as divergências políticas se acirraram e o surgimento do Partido Republicano neste ano deu início à decadência política do Império. O anseio por mudanças parecia vir em passos tímidos ainda controlados por uma elite desconfiada com transformações que pudessem ameaçar os seus antigos privilégios. A estranha mistura entre o moderno e o conservador ditou o início de uma república nascida de uma quartelada desprovida de qualquer apoio popular.
  7. 7.  O declínio do segundo império foi resultado das transformações processadas na economia e na sociedade, a partir do século XIX, somando-se, conduziram importantes setores da sociedade a uma conclusão: a Monarquia precisava ser superada para dar lugar a outro regime político mais adaptado aos problemas da época.
  8. 8. O declínio do Segundo Reinado foi marcado poruma série de questões que desembocaram naProclamação da República:
  9. 9.  QUESTÃO ABOLICIONISTA: Os senhores de escravos não se conformaram com a abolição da escravidão e com o fato de não terem sidos indenizados. Sentindo- se abandonados pela Monarquia passaram a apoiar a causa republicana, surgindo os chamados Republicanos de 13 de Maio (chamada assim por causa da data em que a Lei Áurea foi assinada). As principais leis que contribuíram para o fim da escravidão no Brasil foram: 1850, Lei Eusébio de Queiroz (extinguia o tráfico negreiro); 1871, Lei do Ventre Livre (os filhos de escravos seriam considerados livres, devendo aos proprietários criá-los até os oito anos); 1885, Lei dos Sexagenários (quando o escravo completasse 65 anos eles estariam libertos); e 13 de Maio de 1888, Lei Áurea (abolição total da escravidão, assinada pela princesa Isabel, que substituía provisoriamente o Imperador).
  10. 10.  QUESTÃO RELIGIOSA: A questão religiosa consistiu num conflito entre dois bispos, D. Vital e D. Macedo Costa, que insistiram em aplicar no país determinações papais que não haviam obtido a aprovação (placet) do Imperador, como determinava a constituição. Esse poder de veto imperial chamava-se beneplácito. Processados e condenados, o assunto serviu para afastar a igreja do trono.
  11. 11.  QUESTÃO MILITAR: Durante o Império havia sido aprovado o projeto Montepio, pelo qual as famílias dos militares mortos ou mutilados na Guerra do Paraguai recebiam uma pensão. A guerra tinha terminado em 1870 e, em 1883 o montepio ainda não estava pago. Os militares encarregaram então o tenente-coronel Sena Madureira de defender os seus direitos. Este, depois de se pronunciar pela imprensa, atacando o projeto Montepio, foi punido. A partir de então, os militares ficaram proibidos de dar declarações à imprensa sem prévia autorização imperial.
  12. 12. Proclamação da República O Governo Imperial, percebendo, embora tardiamente, a difícil situação em que se encontrava com o isolamento da Monarquia, apresentou à Câmara dos Deputados um programa de reformas políticas, do qual constavam: liberdade de fé religiosa; liberdade de ensino e seu aperfeiçoamento; autonomia das Províncias; mandato temporário dos senadores.
  13. 13.  Entretanto, as reformas chegaram tarde demais. No dia 15 de novembro de 1889, o Marechal Deodoro da Fonseca assumiu o comando das tropas revoltadas, ocupando o Quartel General do Rio de Janeiro. Na noite de do dia 15, constituiu-se o Governo Provisório da República dos Estados Unidos do Brasil. D. Pedro II, que estava em Petrópolis durante esses acontecimentos, recebeu, no dia seguinte, um respeitoso documento do novo Governo, solicitando que ele se retirasse do País, juntamente com sua família. Proclamada a República, no mesmo dia 15 de novembro de 1889, forma-se um governo provisório, sendo o chefe do governo Marechal Deodoro da Fonseca, pondo fim a 49 anos de Segundo Reinado sob domínio de D. Pedro II.

×