AS PORTAS PARA DEMÔNIOSPARTE 6
JOÃO 8:31 JESUS DIZIA,  POIS, AOS JUDEUS QUE   CRIAM NELE: SE VÓSPERMANECERDES NA MINHA         PALAVRA,VERDADEIRAMENTE SE...
“O ESPÍRITO DO SENHOR DEUSESTÁ SOBRE MIM, PORQUE OSENHOR ME UNGIU, PARAPREGAR BOAS-NOVAS AOSQUEBRANTADOS, ENVIOU-ME ACURAR...
Continuando nosso estudo, vejamos o 4º.   Exemplo que a Dra Rebecca Brown nos                   mostra:  Uma mulher de qua...
“Sabia que o quê estava praticando era errado e grave.Na verdade, não queria fazer aquilo, mas não consegui  ajudar a mim ...
Foi a inúmeros psiquiatras e psicólogos e tomou incontáveis drogas e tranqüilizantes. Nada ajudava. Nãoconseguia manter re...
Não sentia mais a presença do Senhor. Estava em grande aflição. Continuava indo à igreja porque sabia que era a   única re...
“Oh! Sim, freqüentemente sinto. Com todacerteza sei que há algo dentro de mim quenão é meu. Perguntei a vários ministros s...
 Como   as pessoas são ignorantes! Havia, realmente, dentro de Sarah um demônio poderoso acompanhado de muitos outros men...
 “Sabe, é engraçado que você faça esta pergunta. Consigo me lembrar, vagamente, do que minha mãe me disse que, quando mui...
 Aquela era a porta. O demônio  entrara enquanto ela estava sendo  estuprada e ficara lá, por muitos e muitos anos, sem s...
 Ele possui milhares de tentáculos que atira e entrelaça profundamente cada área. Foi ele que fechara a porta no espírito...
 Assim, Sarah, depois de muitos e muitos anos, estava liberta. Podia sentir a presença do Senhor e do mesmo modo ler, jub...
Portas para demônios parte 6
Portas para demônios parte 6
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Portas para demônios parte 6

811 visualizações

Publicada em

continuação do estudo

Publicada em: Espiritual
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
811
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Portas para demônios parte 6

  1. 1. AS PORTAS PARA DEMÔNIOSPARTE 6
  2. 2. JOÃO 8:31 JESUS DIZIA, POIS, AOS JUDEUS QUE CRIAM NELE: SE VÓSPERMANECERDES NA MINHA PALAVRA,VERDADEIRAMENTE SEREIS MEUS DISCÍPULOS; 32 E CONHECEREIS AVERDADE, E A VERDADE VOS LIBERTARÁ.
  3. 3. “O ESPÍRITO DO SENHOR DEUSESTÁ SOBRE MIM, PORQUE OSENHOR ME UNGIU, PARAPREGAR BOAS-NOVAS AOSQUEBRANTADOS, ENVIOU-ME ACURAR OS QUEBRANTADOS DECORAÇÃO, A PROCLAMARLIBERTAÇÃO AOS CATIVOS E APOR EM LIBERDADE OSALGEMADOS.” (ISAÍAS 61.1).
  4. 4. Continuando nosso estudo, vejamos o 4º. Exemplo que a Dra Rebecca Brown nos mostra: Uma mulher de quarenta e quatro anos foi levada ao meu consultório pelas amigas, porque estava à beira do suicídio. Elas a levaram, porque sabiam que eu era cristã e tinham esperança de que pudesse ajudá-la. A história dela não era muitodiferente de outras que eu já ouvira. Os pais eram cristãos e a amavam muito. Ela sabia disso, mas por alguma razão, na adolescência, sua vida começou a tomar adireção errada. Ela começou a relacionar-secom más companhias na escola, passando a participar de todo tipo de relações sexuais ilícitas.
  5. 5. “Sabia que o quê estava praticando era errado e grave.Na verdade, não queria fazer aquilo, mas não consegui ajudar a mim mesma. Eu crescera na igreja e sabia o que era certo e errado. Nunca fui capazde, realmente, aceitar a Jesus e comprometer-me com Ele do mesmo modo que meus irmãos o fizeram. Nunca soube o porquê, simplesmente acho que não estava pronta.” Solteira, ela tivera, aos dezessete anos, um bebê que seus pais obrigaram-na a entregarpara a adoção. No mesmo ano, mais tarde, ela chegou perto de cometer suicídio e passou três meses em umhospital para doentes mentais, desse modo, o resto de sua vida foi dentro de uma ou outra instituição psiquiátrica.
  6. 6. Foi a inúmeros psiquiatras e psicólogos e tomou incontáveis drogas e tranqüilizantes. Nada ajudava. Nãoconseguia manter relacionamentos estáveis e amorosos.Aos dezenove anos, ela teve outro bebê e temendo que os pais a obrigasse a dar o segundo filho, saiu de casa. Finalmente, dois anos antes de conhecê-la, ela começou a freqüentar uma igreja e eventualmente aceitou a Jesus. A vida dela melhorou muito ao ano que se seguiu. Parou de beber e conseguiuum emprego. Encontrou cristãos genuínos que passaram muito tempo com ela ajudando-a na mudança e limpeza da vida. A alegria dela era orar e ler a Bíblia. Porém, repentinamente, um dia: “Senti como se alguém tivesse fechado a porta, deixando tudo escuro. Não conseguia mais ler a Bíblia ou orar.
  7. 7. Não sentia mais a presença do Senhor. Estava em grande aflição. Continuava indo à igreja porque sabia que era a única resposta. Não tinha qualquer alegria. Os váriosministros com quem conversei disseram-me que deveria haver algum pecado não confessado em minha vida ou que talvez o Senhor estivesse me testando. Mas, sei que estou sendo destruída, não tenho mais desejo de continuar vivendo e o único caminho que vejo é o do suicídio.” Perguntei-lhe se sentia, sempre, dentro de sialgo que não fosse ela, mas que controlava-lhe as ações e os pensamentos.
  8. 8. “Oh! Sim, freqüentemente sinto. Com todacerteza sei que há algo dentro de mim quenão é meu. Perguntei a vários ministros seseria um demônio, mas eles me disseramque “Cristãos não podem ter demônios. Dequalquer jeito, acho que estou louca.Quando tentei falar aos psiquiatras sobreisso eles me disseram que eu eraesquizofrênica.”
  9. 9.  Como as pessoas são ignorantes! Havia, realmente, dentro de Sarah um demônio poderoso acompanhado de muitos outros menos poderosos. O Senhor instruiu-me a procurar a porta que fora aberta a eles e sob a orientação d’Ele, perguntei a ela se lembrava, na infância, de algum incidente traumático. Depois de pensar por alguns instantes ela me respondeu:
  10. 10.  “Sabe, é engraçado que você faça esta pergunta. Consigo me lembrar, vagamente, do que minha mãe me disse que, quando muito criança, eu havia sido estuprada. Disse que era melhor que eu esquecesse. Ela nunca falava comigo a respeito. Lembro-me de um homem agarrando-me e atirando-me ao chão, entretanto, tudo o mais que consigo lembrar é de, deitada ao chão, ficar olhando para um pé de maçã em flor”.
  11. 11.  Aquela era a porta. O demônio entrara enquanto ela estava sendo estuprada e ficara lá, por muitos e muitos anos, sem ser detectado e destruíra-lhe a vida. Ele é de uma determinada classe que ao mesmo tempo pode habitar a alma, o corpo e o espírito. Discutirei sobre isso mais tarde.
  12. 12.  Ele possui milhares de tentáculos que atira e entrelaça profundamente cada área. Foi ele que fechara a porta no espírito dela para que ela não mais pudesse sentir a presença do Senhor. A presença e o encher do Espírito Santo era algo que ele não podia tolerar. Então, tentou afastar Sarah do compromisso dela com o Senhor. Entretanto, o Senhor envolveu-a e duas horas depois aquele demônio, juntamente com seus subordinados, foi expelido.
  13. 13.  Assim, Sarah, depois de muitos e muitos anos, estava liberta. Podia sentir a presença do Senhor e do mesmo modo ler, jubilosamente, a Sua Palavra, e pela primeira vez, começou a levar uma vida normal e saudável. Passou, também, a experimentar o amor de Jesus Cristo. Novamente eu me lembrei de Oséias 4.6 que diz: “O meu povo está sendo destruído pela falta de conhecimento...”

×