Mercado Siderúrgico Nacional
Produção e Importação 2008 a 2012
A alta nas importações de produtos siderúrgicos se dá muitas vezes
porque a própria siderurgia promove grande parte das im...
Os grupos afetados pela regulação procurarão sempre que possível,
influenciar a decisão do regulador a seu favor. A atuaçã...
As importações de fio-máquina de aço da posição 7213.91.90 da Europa e
Ásia são decrescentes a partir da Resolução Camex n...
Fio-máquina de Aço - 7213.91.90 – Total em Quilos
Cadeias que o utilizam & Importações
0
50.000.000
100.000.000
150.000.00...
Vergalhões de Aço – Insumo da Construção Civil
As importações de vergalhões de aço da posição 7213.10.00 em rolos e da
pos...
Vergalhões de Aço – Importações
Período 2008 2009 2010 2011 2012 2013
Total 1.474.254 28.818.022 154.724.212 113.050.140 2...
Produtores de Produtos Longos no Mercosul
Empresa Endereço Telefone
ArcelorMittal – Brasil BR 262 – Anel Rodoviário – B.Ht...
Tela Soldada para Concreto – Insumo da Construção Civil
Trata-se de insumo básico da construção civil, produzido a partir ...
Tela Soldada para Concreto – Insumo da Construção Civil
Turquia 7.594.820 50%
Argentina 4.337.621 29%
Espanha 1.587.895 10...
Está em jogo a liberdade e a livre concorrência no mercado por ser o
aço insumo usado na maioria das cadeias produtivas e ...
Tela Hexagonal de Aplicação Agropecuária
A Circular Secex nº 31, de 06 de agosto de 2002, investigou a existência de dumpi...
Produtos Laminados Planos
A laminação de aços planos se dá por meio de um laminador de tiras a
quente que faz a laminação ...
Produtos Laminados Planos
Produto 2008 2009 2010 2011 2012 2013
Produção brasileira de Laminados Planos 15.691.000.000 15....
Principais Importadores de Aço no Brasil – Por Grupo
Mix de Produtos Grupos Participação
7208.10.00 a 7214.90.99 Siderúrgi...
O Executivo Federal através do MDIC e da Fazenda têm os números exatos
dos setores que atuam no comércio exterior através ...
Abrifa – Associação Brasileira das Empresas
Importadoras e Fabricantes de Aço
Rinaldo Maciel de Freitas
Superintendente
ri...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Mercado siderúrgico nacional

326 visualizações

Publicada em

Apresentação sobre o mercado de produtos siderúrgicos no Brasil.

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
326
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mercado siderúrgico nacional

  1. 1. Mercado Siderúrgico Nacional Produção e Importação 2008 a 2012
  2. 2. A alta nas importações de produtos siderúrgicos se dá muitas vezes porque a própria siderurgia promove grande parte das importações em duas hipóteses: 1º capacidade de produção totalmente esgotada; 2º uso de cadeias internacionais como centro de custos. Como o aço é matéria-prima são dependentes dele no início as cadeias: • Automobilística • Auto Peças • Linha branca • Ferroviária • Aeronáutica • Construção Civil • Construção Mecânica • Outras
  3. 3. Os grupos afetados pela regulação procurarão sempre que possível, influenciar a decisão do regulador a seu favor. A atuação de duopólios no mercado e sua intenção de maximizar o lucro levam a uma alocação ineficiente de recursos, salvo em improváveis composições da demanda – decisão no cartel do aço plano: Administrativo. Cade. Processo Administrativo. Imposição de multas e publicação em jornais do extrato da decisão. Lei nº 8.884/94. Paralelismo de conduta. Cartel. Acordo de preços. 1. Não configura cerceamento de defesa o indeferimento do pedido de arrolamento como testemunha de professor economista que não presenciou fatos relevantes para o deslinde de causa, mas que a parte pretende seja ouvida na condição de especialista em ciência econômica (TRF1ª – Tribunal Regional Federal da Primeira Região – Processo nº 2000.34.00.025254-8/DF – Sexta Turma – Relatora: Desembargadora Federal Maria Isabel Gallotti Rodrigues – 14/06/2010).
  4. 4. As importações de fio-máquina de aço da posição 7213.91.90 da Europa e Ásia são decrescentes a partir da Resolução Camex nº 70, de 28 de setembro de 2012 que elevou a alíquota do imposto para 25%, enquanto as importações argentinas, onde as maiores produtoras: Acindar – Aceros Industriales de Argentina e Sipar Aceros são respectivamente controladas das empresas ArcelorMittal e Gerdau S/A. Vindos da Argentina no ano de 2012 foram 35% do total e, até junho de 2013 praticamente 100% das importações, conforme Sistema Alice do MDIC: • 2008 = 2,704% • 2009 = 0,439% • 2010 = 1,448% • 2011 = 9,467% • 2012 = 34,860% • 2013 = 95,626% Fio-máquina de Aço – Insumo de diversas cadeias
  5. 5. Fio-máquina de Aço - 7213.91.90 – Total em Quilos Cadeias que o utilizam & Importações 0 50.000.000 100.000.000 150.000.000 200.000.000 250.000.000 300.000.000 Total Argentina 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Fonte: MDIC – Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio – Sistema Alice Toneladas Período 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Total 76.890.441 94.277.718 205.791.045 234.316.462 267.348.504 54.469.688 Argentina 2.078.994 413.733 2.979.922 22.182.563 93.196.672 52.087.268
  6. 6. Vergalhões de Aço – Insumo da Construção Civil As importações de vergalhões de aço da posição 7213.10.00 em rolos e da posição 7214.20.00 em barras da Europa com predominância na Turquia, são estáveis, não se verificando importações vindas da Ásia. Importações argentinas com alíquota zero, por ser país do Mercosul, têm tendências crescentes e, em 2013 já representam 8% do total das importações brasileiras, representando estas últimas em média 6,4% em relação à produção nacional: Fonte: MDIC – Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio – Sistema Alice e IABr – Instituto Aço Brasil Período 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Importação 1.474.254 28.818.022 154.724.212 113.050.140 221.119.477 122.262.098 Produção Bras. 2.985.000.000 3.337.000.000 3.763.000.000 3.750.000.000 3.730.000.000 Toneladas
  7. 7. Vergalhões de Aço – Importações Período 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Total 1.474.254 28.818.022 154.724.212 113.050.140 221.119.477 122.262.098 Argentina 200.054 # # # 7.734.587 8.992.800 0 50.000.000 100.000.000 150.000.000 200.000.000 250.000.000 1 2 3 4 5 6 Total Argentina 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Fonte: MDIC – Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio – Sistema Alice Toneladas
  8. 8. Produtores de Produtos Longos no Mercosul Empresa Endereço Telefone ArcelorMittal – Brasil BR 262 – Anel Rodoviário – B.Hte/MG. (55) 31 – 3379.6005 Gerdau S/A. Avenida Farrapos, 1.811 – Porto Alegre/RS. (55) 51 – 3323.2000 Votorantim – Barra Mansa Avenida Homero Leite, 1.300 – Barra Mansa/RJ. (55) 24 – 3324.9655 Siderúrgica Norte Brasil Rod. PA 150 - Km 425 - D. Industrial Marabá/PA. (55) 94 – 2101-3636 Acindar (ArcelorMittal) 2900 San Nicolás - Buenos Aires Argentina. (54) 336 500200 Sipar (Gerdau) Ruta Nacional N° 33 km 844 - (2121) Pérez - Argentina (0341) 495-8100 Acerbrag (Votorantim) Ruta Nacional N° 5 Km 210 – Bragado - Argentina (0234) 2427128 Acepar Aceros Paraguay Asunción Paraguay (595 21) 452.714 Sid. Laisa (Gerdau) Camino Santos Dumont # 2239 – Montevidéu Uruguay (598-2) 5142727 Sidor (Venezuela) Av. La Estancia – Seguros – piso 7 – Chuao – Caracas. (58) 286 6007696 Fonte: Freitas, Rinaldo Maciel – “Nervos de Aço – A História do Cartel na Siderurgia Brasileira”.
  9. 9. Tela Soldada para Concreto – Insumo da Construção Civil Trata-se de insumo básico da construção civil, produzido a partir de vergalhões de aço CA-60B, classificado na posição 7314.20.00 cuja produção nacional é estimada em 3.700.000 (três milhões e setecentos mil toneladas). É produzido no Brasil e na Argentina e, as importações são decrescentes a partir do ano de 2011: 2008 2009 2010 2011 2012 2013 49.106 69.166 1.655.233 15.166.606 5.306.439 2.160.546 0 2.000.000 4.000.000 6.000.000 8.000.000 10.000.000 12.000.000 14.000.000 16.000.000 1 2 3 4 5 6 Importações Importações 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Fonte: MDIC – Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio – Sistema Alice Toneladas
  10. 10. Tela Soldada para Concreto – Insumo da Construção Civil Turquia 7.594.820 50% Argentina 4.337.621 29% Espanha 1.587.895 10% Portugal 1.392.265 9% China 71.802 0.50% Outros 182.203 1.50% As importações de telas soldadas no ano de 2011, maior período verificado, têm predominância na Turquia, Argentina, Portugal e Espanha, sendo insignificantes as importações chinesas: 0 1.000.000 2.000.000 3.000.000 4.000.000 5.000.000 6.000.000 7.000.000 8.000.000 Fonte: MDIC – Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio – Sistema Alice
  11. 11. Está em jogo a liberdade e a livre concorrência no mercado por ser o aço insumo usado na maioria das cadeias produtivas e a importação balizadora de preços que impede o abuso do poder econômico.
  12. 12. Tela Hexagonal de Aplicação Agropecuária A Circular Secex nº 31, de 06 de agosto de 2002, investigou a existência de dumping nas exportações de telas hexagonais da posição 7314.41.00 para o Brasil; não comprovado. As informações da Circular e o crescimento do mercado em 2% (dois por cento) ao ano permitem estimar a produção nacional e a representação de importações: Período 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Produção Nacional 12.800.000 13.000.000 13.200.000 13.400.000 13.600.000 Importações 2.750.539 2.259.565 3.737.562 3.616.463 3.480.952 1.962.851 0 2.000.000 4.000.000 6.000.000 8.000.000 10.000.000 12.000.000 14.000.000 16.000.000 1 2 3 4 5 6 Produção Nacional Importações 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Fonte: MDIC – Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio – Sistema Alice Toneladas
  13. 13. Produtos Laminados Planos A laminação de aços planos se dá por meio de um laminador de tiras a quente que faz a laminação de todos os aços, não havendo um laminador exclusivo por faixa de produto como 7208.10.00; 7208.20; 7208.30 e assim sucessivamente:
  14. 14. Produtos Laminados Planos Produto 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Produção brasileira de Laminados Planos 15.691.000.000 15.455.000.000 15.586.700.000 14.160.500.000 15.444.000.000 7208 – Laminados a Quente - Importação 677.158.886 596.084.142 1.515.964.538 824.467.269 578.373.501 126.732.967 7209 – Laminados a Frio - Importação 246.695.712 324.750.233 1.093.474.775 507.689.221 511.686.526 124.006.330 7210 – Laminados Revestidos - Importação 257.224.366 386.790.814 880.364.970 597.661.212 396.496.332 231.824.239 0 2.000.000.000 4.000.000.000 6.000.000.000 8.000.000.000 10.000.000.000 12.000.000.000 14.000.000.000 16.000.000.000 18.000.000.000 1 2 3 4 5 6 Produção brasileira de Laminados Planos Importação de Laminados a Quente Importação de Laminados a Frio Importação de Laminados Revestidos 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Os Laminados planos são divididos em “laminados a quente”; “laminados a frio” e “revestidos”. As importações são decrescentes e representam em média menos de 5% (cinco por cento) da produção, considerando ainda que em média 48% das importações são das próprias siderúrgicas. Fonte: MDIC – Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio – Sistema Alice Toneladas
  15. 15. Principais Importadores de Aço no Brasil – Por Grupo Mix de Produtos Grupos Participação 7208.10.00 a 7214.90.99 Siderúrgicas Brasileiras 48% 7209.10.00 a 7210.90.00 Montadoras de Veículos 14% 7208.10.00 a 7210.90.00 Máquinas e Autopeças 11% 7208.10.00 a 7210.90.00 Distribuição e Transformação 12% 7213.10.00 e 7214.20.00 Construtoras e tradings 5% O presidente executivo do IABr – Instituto Aço Brasil, antigo IBS – Instituto Brasileiro de Siderurgia, Senhor Marco Polo Mello Lopes garantiu à repórter do jornal “Estado de São Paulo” de 26 de agosto de 2010, Irany Tereza, que as importações de aço pelas siderúrgicas brasileira no primeiro semestre de 2010, não passaram de 8% (oito por cento). Fonte: Freitas, Rinaldo Maciel – “Nervos de Aço – A História do Cartel na Siderurgia Brasileira”.
  16. 16. O Executivo Federal através do MDIC e da Fazenda têm os números exatos dos setores que atuam no comércio exterior através do Departamento de Planejamento e Desenvolvimento do Comércio Exterior.
  17. 17. Abrifa – Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Aço Rinaldo Maciel de Freitas Superintendente rinaldo@abrifa.org.br

×