Apresentação Relatório Final - PPT

3.506 visualizações

Publicada em

Apresentação do Relatório Final na UC de Prática I

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.506
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação Relatório Final - PPT

  1. 1. Universidade do AlgarveEscola Superior de Educação e ComunicaçãoLicenciatura em Educação SocialUnidade Curricular de Práticas I3º Ano – 1º Semestre1
  2. 2. • Características territoriais- Património histórico, arqueológico e paisagístico;- Recursos;- Localização sociogeográfica;- “Rurbano”.• Entidade/Instituição acolhedora - Junta de Freguesia- Administração local; serviços administrativos;- Prestação de serviços à comunidade;- Apoio Social;- Representante de todas as outras junto do CLAS.• Áreas de intervenção- Apoio à população mais idosa e desfavorecida;- Emprego ao abrigo do RSI e Instituto de Emprego;- Toxicodependência (CAT).2
  3. 3. 3Dados primários:Qualitativos - observação não participante;- conversas informais;- fóruns auto diagnóstico;- entrevistas semi-diretivas.Dados secundários:Qualitativos - pesquisas documentais; bibliografia.Quantitativos - organigrama institucional; dadosoficiais; estatísticas; relatórios…
  4. 4. 4- Desemprego;- Êxodo;- Parca produtividade agrícola;- Proximidade geográfica e vias de acesso;- Isolamento.- Envelhecimento populacional;- Fraca atratividade do sector agrícola;- Dependência socioeconómica de serviços;- Baixa taxa de natalidade;- Dificuldades em fixar os jovens comformação superior;- Serviços de saúde insuficientes;- Pouca dinamismo e criatividade(empreendorismo);- Resistência à mudança e desmotivação;- Pouca participação em ações socioculturais;- Desânimo para o reaproveitamento dosrecursos (naturais, físicos, humanos).- Forte identificação com o território;- Recursos naturais;- Exploração agrícola;- Gastronomia;- Presença de estruturas de apoio ao turismorural e lazer;- Associativismo;- Serviços e equipamentos (sociais,culturais, educacionais, etc.);- Segurança;- Património natural, paisagístico, histórico ecultural.- Localização geográfica;- Turismo Rural e lazer;- Transportes e Serviços;- Recursos endógenos, energéticos ecinegéticos;- Utilização das atividades rurais comoanimação;- Elevada paisagem acessível
  5. 5. 5Afetos à Junta de Freguesia de Almodôvar:• Físicos: vários espaços públicos (ruas, jardins, parques, etc.);instalações próprias e salas de formação.• Materiais: equipamento informático, maquinaria de apoioe transportes próprios.• Humanos: alguns funcionários e grupos corais.Instalações afetas à Câmara Municipal (pavilhões; salas deconferências; biblioteca; polidesportivos, etc.); instalações dasEscolas (primárias, E,B 2+3/S e CNO); instalações dosBombeiros Voluntários; instalações das várias associações.
  6. 6. FRACA PARTICIPAÇÃO DA COMUNIDADEEM ATIVIDADES SOCIO-CULTURAIS6Espinoza (1986, citado por Serrano, 2008), refere queum diagnóstico «(…)é o reconhecimento que serealiza, no próprio terreno em que se projeta aexecução de uma acção determinada, dos sintomasou signos reais e concretos de uma situaçãoproblemática» (p.29)
  7. 7. 7Recursos Institucionais• Financeiros e logísticos: combustível e transportes.• Materiais: equipamento de som e imagem.• Humanos: oradores para temáticas e motoristas.Adesão às atividades programadas.Existência de grupos comunitários motivados;identidade territorial; forte sentimento de pertença;presença de estruturas de apoio (turismo rural, delazer e espaços lúdicos); movimento associativo;segurança; património natural/paisagístico,ambiental, histórico e cultural; localizaçãogeográfica; serviços e equipamentos.
  8. 8. 83 Dimensões:• Informativa/Formativa• Socioeducativa• CulturalAnder-Egg (1987, citado por Pérez Serrano, 2008), «(…) consisteessencialmente em organizar um conjunto acções e actividades arealizar que implicam o uso e aplicação de recursos humanos,financeiros e técnicos, numa determinada área ou sector, com ofim de alcançar certas metas ou objetivos» (p. 19)
  9. 9. 9Promover a participação comunitária- Realizar ações de desenvolvimento (in)formativo e educativo nacomunidade (sobre temáticas pouco abordadas relacionadas com asTIC - Internet);- Desenvolver atividades práticas e educativas ao nível dos recursos epatrimónio (desenvolvimento humano e sustentável);- Incentivar a participação efetiva da comunidade na prática de hábitosde vida saudáveis (envelhecimento ativo);- Reforçar a relação intergeracional (unir gerações);- Potenciar a difusão cultural, com vista a promover a cultura interna emoutros territórios – “interculturageracionalidade”).
  10. 10. 10Recursos HumanosElementos do grupo de Práticas I;Comunidade em geral; técnicos efuncionários das várias entidadesenvolvidas no projeto; oradoresexternos.Recursos FísicosJunta de Freguesia; Escolas, CNO,Bombeiros Voluntários; CâmaraMunicipal, Piscinas; Jardins;Pavilhão…Recursos Institucionais(Financeiros e Logísticos)Junta de Freguesia e CâmaraMunicipal.
  11. 11. 11
  12. 12. 12
  13. 13. 13
  14. 14. 14Espinoza (1986) «(…) é comparar num determinado instante oque foi alcançado mediante uma acção e o que se deveria teralcançado de acordo com a prévia programação» (p. 14)Avaliação mista• Quem a faz?Avaliadores InternosAvaliadores ExternosComo?- Se correu como o planeado?- A expetativa foi atingida ou superada?- Qual o feedback da comunidade?- O que se poderia fazer para melhorar a perfomance?• Entrevistas, observações, o “face a face”.Dadosqualitativos
  15. 15. 15Quando?- Realizada após o diagnóstico (antes do projeto);- Durante o processo, isto é, avaliação formativa;- No fim do processo, isto é, avaliação sumativa.- Perguntas e respostas diretas;- Adesão da comunidade (n.º);- Números de oradores/formadores;- Número de entidades envolvidas.• Através formulários ou questionáriosDadosquantitativos
  16. 16. 16COMUNIDADEPARTICIPAÇÃOINTERGERACIONALIDADECULTURAEMPOWERMENTINTERAÇÃO(IN)FORMAÇÃOSENSIBILIZAÇÃOEDUCAÇÃO
  17. 17. 17• Ander-Egg, E. (2001), “Metodologia y prática de la animacionsociocultural”, 16ªEdição, Editorial CCS, Madrid;• Cardoso, A. (2006), “Alguns desafios que se colocam àEducação Social”. Cadernos de Estudo. Porto, EscolaSuperior de Educação de Paula Frassinetti, n.º 3, pp. 7-15.• Fragoso, A. (2005), “Desenvolvimento Participativo: umasugestão de reformulação conceptual”. Revista Portuguesa deEducação. Braga. Volume 18, n.º 1, pp. 23-51;• Freire, P. (1987), “Acção Cultural para a Liberdade”. SãoPaulo: Editora Paz e Terra.• Pérez Serrano, G. (2008), “Elaboração de Projectos Sociais”.Casos práticos. Porto: Porto editora.
  18. 18. 18
  19. 19. 19

×