Vasos maravilhosos

8.109 visualizações

Publicada em

Aula sobre Vasos Maravilhosos ou Canais Curiosos.
Matéria dada dentro do Curso de Acupuntura

Publicada em: Saúde e medicina
1 comentário
24 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.109
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
175
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
785
Comentários
1
Gostaram
24
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vasos maravilhosos

  1. 1. VASOS MARAVILHOSOS RENATA PATRICIA PUDO 2014
  2. 2. Breve Histórico  Antecede aos Canais Principais  Nei-Ching 2698 a 2598 a.C. -0 Imperador Amarelo Huang-DI  Huang-di Nei Ching – 206 a.C. – 220 d.C.  Su Wen – questões simples e princípios básico da MTC  Ling-Shu – prática da Acupuntura  Os oito pontos dos Vasos Maravilhosos apareceu em 1295  Textos escritos depois refere o agulhamento primeiro do ponto mestre e sem seguida do ponto acoplado. Sem maiores esclarecimentos
  3. 3. Oito Vasos Maravilhosos  4 com função In (Yin Wei Mai, Yin Qiao Mai, Chong Mai e Ren Mai)  4 com função Yang (Yang Wei Mai, Yang Qiao Mai, Dai Mai e Du mais)  Formam-se pares com funções complementares Yin e Yang  2 tem trajeto próprio – Ren Mai e Du Mai Vaso Concepção e Vaso Governador
  4. 4. Comparação entre os VM e os CP Chave geral de energia 1. Os VM Du Mai, Ren Mai e Dai Mai são ímpares 2. Os VM não tem trajeto nos MMSS 3. O sentido dos VM é de baixo para cima, com excessão do Chong Mai e do Dai Mai 4. Não apresentam relação interior /exterior 5. Não se relacionam diretamente com o Zang-Fu Interruptor de um comodo 1. Todos são em pares 2. Percorrem MMSS e MMII 3. Sentido da circulação é de cima para baixo e de baixo para cima 4. Apresentam relação interno/externo 5. Relacionam-se diretamente com o Zang-Fu
  5. 5. Reservatório de energia  Os Canais Curiosos (ou Vasos Maravilhosos, Extraordinários), funcionam como reservatório de Qi dos Canais principais, podendo tanto absorver o excesso de Qi destes Canais, quanto transferir Qi para eles, nas condições de deficiência.
  6. 6. “O Qi circula dentro dos doze canais de energia como a água do rio que corre ao longo de seu leito. Em época de chuvas abundantes a água do rio pode transbordar e inundar os vales formado os lagos. Em épocas de estiagem a água dos lagos pode abastecer o leito do rio” Inada, 2000
  7. 7.  Todos os Vasos Maravilhosos possuem o Qi derivado do Rim e todos contêm a Essência que é estocada no Rim.  Integração da circulação do Qi Nutritivo com a da Essência.  Laço entre o Pré-celestial e o Pós-celestial
  8. 8.  Circulação do Qi defensivo por todo o tórax, abdômen e costas  Função exercida pelos Chong Mai (Penetrador), Ren Mai (Concepção) e Du Mai (Governador)  Chong Mai e Ren Mai regulam o ciclo de vida das mulheres (7anos) e dos homens (8 anos)
  9. 9. Esquemas para ativar os VM A forma de colocar as agulhas sugere-se que seja em harmonização
  10. 10. Técnica de Utilização dos VM  Trabalham mais na pratica constituindo pares ambos Yin ou ambos Yang, com funções terapêuticas complementares  A ativação de cada VM é realizada através de um ponto de comando
  11. 11. Pares terapêuticos In ou Yang Sensorial Motor Psicossomático Metabólico Yang Wei (TA5) Du Mai (ID3) Yin Wein (CS6) Ren Mai (P7) Dai Mai (VB41) Yang Qiao (B62) Chong Mai (BP4) Yin Qiao (R6)
  12. 12. Escolha do VM  Quadro Clínico  Trajetos – Relações com estruturas anatômica  Tartaruga Mística – escolhem-se os pontos de comando (conexão, abertura dos VM conforme a energia do Céu e da Terra no instante do tratamento)  O-Ring Test
  13. 13. Esquemas para ativar os VM O mais difundido no Brasil é de David Sussmann 1. A partir do quadro clínico escolher o VM mais adequado 2. Avaliar o paciente em termos de Yin e Yang 3. Tratamento unilateral indicado para os casos em que os sintomas se localizam em apenas um lado do corpo (abertura e fechamento do mesmo lado) 4. Tratamento bilateral indicado para casos de patologias com sintomas mentais e psicoemocionais como depressão, ansiedade, fobias (abertura e fechamento bilateral) 5. Tratamento cruzado 1. Mulher abre do lado direito e acoplado no lado esquerdo 2. Homem abre do lado esquerdo e acoplado no lado direito
  14. 14. Trajeto e função de cada Vaso Maravilhoso
  15. 15. YANG WEI MAI Trajeto  Origina-se no calcanhar e sobe para o maléolo externo, seguindo para cima ao longo do meridiano da vesícula biliar, passando através da articulação coxofemural, região do baixo tórax e hipocôndrio.  Atinge as axilas e ombro, depois passa pelo pescoço lateralmente e chega a região frontal (VB 14); volta para trás pelo couro cabeludo, seguindo ao longo do meridiano da vesícula biliar até a nuca terminando no ponto VG 15.
  16. 16. YANG WEI MAI Pontos por onde passa  B 63 (Jin Men) PORTA DOURADA  VB 35 (Wai Qiu) MONTÍCULO EXTERNO  VB 30 (Huan Tiao) CIRCULO DO PULO  ID 10 (Nao Shu) BURACO DO OMBRO  TA 15 (Tian Liao) ORIFICIO DO CÉU  VB 21 (Jian Jing) NASCENTE DO OMBRO  VB 13 (Bem Shen) MENTE ESSENCIAL  VB 16 (Mu Chuang) ABERTURA DO OLHO  VB 17 (Zheng Ying) MEDO E PAVOR  VB 18 (Cheng Ling) SUPORTE DA MENTE  VB 19 (Nao Kong) CAVIDADE DO CÉREBRO  VB 20 (Feng Chi) POÇO DO VENTO  VG 16 (Feng Fu) PALÁCIO DO VENTO  VG 15 (Ya Men) PORTA DA FALA
  17. 17. YANG WEI MAI – TA,Be,R,F e C Indicação Terapêutica  Predominância de sintomas álgicos localizados mais na superfície do corpo.  Maior influência na parte lateral do corpo  Trata sintomas de aumento do Fogo do Fígado (epistaxe, hematêmese, hemoptise)  Febre e transpiração, dor e edema nos membros e articulações, cefaléia, dor nos ombros, calor nas mãos e pés, dor de coluna, dificuldades no movimento das extremidades, sudorese noturna, sensação de frio no joelho, dor e inchaço no calcanhar, edema e vermelhidão no olho.
  18. 18. YANG WEI MAI Pontos de Abertura TA 5 (Wai Guan) PORTÃO DO EXTERIOR. Este vaso exerce o controle do espaço Yang. Seu ponto de comando está sobre o nível do Shao Yang, intermediário entre o Yang Ming (abertura ao interior) e o Tai Yang (abertura ao exterior). Localização: 02 tsun acima da prega dorsal do punho entre os ossos rádio e ulna. Exatamente oposto ao CS 6 Ponto acoplado VB41
  19. 19. YANG QIAO MAI Trajeto  Começa no ponto B 62 (Shen Mai), abaixo do maléolo externo, subindo ao lado da borda posterior da fíbula, continua subindo pelo lado externo da coxa, chegando a região posterior do tórax. Na altura da linha axilar posterior, sobe pelo ombro, pescoço e pelo canto da boca, passa pelo lado das narinas chegando ao canto medial do olho no ponto B 1 (Jing Ming) BRILHO DO OLHO. Continua para cima e para trás no couro cabeludo, terminando no ponto VB 20 (Feng Chi) POÇO DO VENTO.
  20. 20. YANG QIAO MAI Pontos opor onde passa  B 62 (Shen Mai) EXTENSÃO DO CANAL  B 61 (Pu Shen) REVERÊNCIA DO VASSALO  B59 (Fu Yang) CALCANHAR YANG  VB 29 (Ju Liao) FOSSA DO AGACHAMENTO  ID 10 (Nao Shu) BURACO DO OMBRO  IG 15 (Jian Yu) DOBRA DO OMBRO  IG 16 (Ju Gu) OSSO LARGO  E 4 (Di Cang) GRÃOS DA TERRA  E 3 (Ju Liao ) GRANDE PROEMINENCIA  E 1 (Cheng Qi) RECEBENDO AS LAGRIMAS  VB 20 (Feng Chi) POÇO DO VENTO
  21. 21. YANG QIAO MAI – Be, R, F e C Indicação Terapêutica  Quando esta em desarmonia ocorre maior tensão deste canal e maior relaxamento do seu canal Yin  Sintomas ligados a alterações do SNC como paralisia, hemiplegias, etc  Utilizado para dominar o Vento Interno e Vento Externo (Frio/Calor)  Rigidez nas costas e coluna, edema de membros inferiores, cefaléia, sudorese na cabeça, vermelhidão e edema nos olhos, dor nos ombros, dor nas junturas ao longo do trajeto, paralisia das mãos e pés, surdez, edema generalizado.
  22. 22. YANG QIAO MAI Ponto de Abertura  B 62 (Shen Mai) EXTENSÃO DO CANAL. Esse vaso é uma ramificação do meridiano da bexiga, e parte desse ponto.  Localização: 0,5 tsun abaixo do maléolo externo, numa reentrância óssea do calcâneo, na linha onde muda a cor da pele, entre a região plantar e dorsal do pé.  Ponto acoplado ID3
  23. 23. DAI MAI Trajeto  Começa na 4a vértebra lombar  Descendo ao redor da cintura, abaixo do hipocôndrio, passa transversalmente entre a cintura e o abdome.
  24. 24. DAI MAI Pontos por onde passa  VB 26 Dai Mai (VASO DA CINTURA)  VB 27 Wu Shu (CINCO EIXOS)  VB 28 Wei Dão (Manutenção da Passagem)
  25. 25. DAI MAI – VB, E e F Indicações Terapêuticas  Abdômen fica dilatado -  Relacionado a dores nos MMII  Harmoniza o F e VB, principalmente em casos de excesso  Dispersar Calor-Umidade do sistema geniturinário  Dores no quadril, lombar em faixa  Paralisia das extremidades por apoplexia (interrupção súbita e completa da função encefálica), febre dor de cabeça, sensação de inchaço no pescoço e bochecha, dor e vermelhidão nos olhos, dor de dente, dor de garganta, vertigem, surdez, dor nos membros inferiores.
  26. 26. DAI MAI Ponto de Abertura  VB 41 (Zu Ling) REGULAGEM DAS LAGRIMAS DO PÉ. Este vaso apresenta função de ligação entre a região posterior e anterior, entre o alto e a parte baixa do corpo, promovendo o movimento da energia e a sua distribuição.  Localização: Na face dorsolateral do pé, numa reentrância intersóssea localizada na base do 4º e 5º metartasiano
  27. 27. DU MAI – ID e Be Indicações Terapêuticas  Mar dos Meridianos Yang – fortalece o Yang do corpo  A coluna se enrijece e se curva para trás  Expeli o vento Interno e Externo- convulsões, rigidez da coluna, torcicolo, tontura  Nutre a medula e o cérebro – memória fraca, tontura e zumbido
  28. 28. DU MAI – ID e Be Ponto de Abertura  ID3 – Houxi – Riacho Posterior –Harmoniza o VG  Localização: atrás da junta metacarpo-falangeana do 5º dedo, entre a pele do dorso e da palma.  Ponto acoplado B 62
  29. 29. YIN WEI MAI Trajeto  Inicia-se no R 9, subindo ao longo do lado medial da coxa, chega ao baixo abdome, comunica-se com o meridiano do baço pâncreas, seguindo o seu trajeto até o rebordo costal no ponto F 14, depois pela garganta no ponto VC 22, terminando na raiz da língua, comunicando-se com o VC.
  30. 30. YIN WEI Pontos por onde passa  R 9 (Zhu Bin) REFORÇO DA BASE  BP 12 (Chong Men) PORTA DE PASSAGEM RÁPIDA  BP 13 (Fu She) MORADIA DAS VÍSCERAS  BP 15 (Da Heng) Grande Movimento Horizontal  BP 16 (Fu Ai) DOR NO ABDOMEM  F 14 (Qi Men) PORTA CICLICA  VC 22 (Tian Tu) PROJEÇÃO DO PARAÍSO  VC 23 (Lian Quan) FONTE DE ÁGUA LIMPIDA
  31. 31. YIN WEI MAI – PC,BP,F e R Indicações  Sintomas relacionados com alterações psicoemocionais  Útil no tratamentos por Deficiência de Sangue e Yin (agitação mental, angustia, ansiedade, confusão, depressão fobias, lamentações, pânico  Acalma a mente – principalmente nas mulheres  Sensação de tórax cheio, diarréia, espirros, massa palpável no abdome, dor no baixo tórax, angina de peito, doença febril como tifo ou malária.
  32. 32. YIN WEI MAI Ponto de abertura  CS 6 (Nei Guan) PORTÃO DO EXTERIOR. Este vaso faz o controle do espaço interior Yin. Seu ponto de comando esta situado sobre o nível do Jue Yin, intermediário entre Tai Yin (superficial) e Shao Yin (profundo).  Localização: 02 tsun acima da prega do punho, no meio da face anterior do antebraço, entre os dois tendões dos músculos palmar longo e flexor radial do carpo,
  33. 33. YIN QIAO MAI Trajeto Inicia-se no ponto R2 (Ran Gu) VELA RESPLANDESCENTE , passando em volta do maléolo interno, sobe diretamente ao longo da borda posterior da tíbia e lado medial da coxa. Chega na região do púbis, subindo ao longo do abdome e tórax, insere-se na fossa supra clavicular, sobe ao longo da musculatura esternocleidomastóideo, passando pelo ponto E 9, sobe para a face pelo lado medial da região zigomática até o canto medial do olho. No ponto B1 encontra- se com o meridiano da bexiga e Yang Qiao Mai penetrando dentro do encéfalo.
  34. 34. YIN QIAO MAI Pontos por onde passa  R 2 (Ran Gu) VALE RESPLANDESCENTE  R 6 (Zhao Hai) MAR BRILHANTE  R 8 ( Jiao Xin) ENCONTRO COM A FÉ  E 9 (Ren Ying) CHEGADA DA PESSOA  B1 (Jing Ming) BRILHO DO OLHO
  35. 35. YIN QIAO MAI – R,E e Be Indicação Terapêutica  Relação com os olhos, indicado para distúrbios de sono e sonolência  Distúrbios da visão  Quando esta em desarmonia este canal fica mais flácido e os pés viram-se para dentro ficando mais propenso a tropeçar  Relação com o abdômen, tratamento contra aborto, cistites, dor pélvica  Obstrução da garganta, dor na bexiga, melena, vômitos, regurgitação de alimentos, constipação intestinal, histeria.
  36. 36. YIN QIAO MAI Ponto de abertura R 6 (Zhao Hai) MAR BRILHANTE. Esse vaso é uma ramificação do meridiano do rim e seu trajeto parte desse ponto Localização: Situa-se numa reentrância óssea localizada a 1 Tsun abaixo da borda inferior do maléolo interno
  37. 37. CHONG MAI Trajeto  Inicia-se no abdome inferior descendo surge no períneo, começa a subir pela coluna vertebral; outro ramo superficial cruza em E 30 (mar dos alimentos) e vai para o Meridiano do Rim, subindo ao longo deste, inserindo-se em volta da boca.
  38. 38. CHONG MAI Pontos por onde passa  E 30 (Qi Chong) QI PENETRANTE  R 11 (Heng Gu) OSSO DO PÚBIS  R 12 (Da He) GRANDE ILUSTRE  R 13 (Qi Xue) ORIFICIO DO QI  R 14 (Si Man) QUARTA PLENITUDE  R 15 (Zhong Zu) VAZAMENTO DO MEIO  R 16 (Huang Shu) BURACO DA MEMBRANA  R 17 (Shang Gu) SOM DE METAL  R 18 (Shi Guan) PEDRA IMPORTANTE  R 19 (Yin Du) REUNIÃO DO YIN  R 20 (Fu Tong Gu) PASSAGEM DE COMIDA  R 21 (You Men) PORTA PROFUNDA
  39. 39. CHONG MAI – R, E Indicação Terapêutica  Em desarmonia seu Qi circula no sentido contra-corrente gerando tensão no abdômen e causando vômito  Ótimo para tratar Estagnação de Qi e Sangue no abdômen, regula o útero e a menstrução  Controla sintomas digestivos como anorexia, borborigmo, flatulência , gastrite, plenitude gástrica  Dor e plenitude no epigástrio, vômito, indigestão, diarréia leve, dispnéia, distensão da região subcostal, dor periumbilicaL, hemorragia intestinal, retenção placentária.
  40. 40. CHONG MAI Ponto de Abertura  BP 4 (Gong Sun) PEQUENOS CANAIS DE LIGAÇÃO. Este vaso tem sua origem nos rins como o VG e VC e também se dirige ao exterior  Localização:Face interna do pé, numa depressão ósse antes da base do 1º metartasiano, onde ocorre a mudança da cor da pele.  Ponto de acoplado CS6
  41. 41. REN MAI – TAS, TAM e TAI Indicação Terapêutica  Mar dos Meridianos Yin  Nutre o Yin Qi do organismo como tonifica o Sangue. Ex. Yin das mulheres na menopausa, reduz os efeitos do Calor-Vazio decorrente da Def. de Yin  Controla o útero, menstruação, fertilização  Ajuda na função descendente do Pulmão e a função receptora de Qi pelos Rins
  42. 42. REN MAI  Ponto de abertura P7 (Sequência quebrada)  Localização: 1,5 tsun da prega do punho, lateralmente a artéria radial
  43. 43. Orientação geral para dores periféricas DORES SUPERFICIAIS com processos inflamatórios tipo tendinite, tenossinovite, mialgia ou neurite. MERIDIANOS TENDINIO MUSCULARES
  44. 44. Orientação geral para dores periféricas DORES SUPERFICIAIS E UNILATERAIS de distribuição anárquica, evolução INTERMITENTE com precordialgia e alguns outros sinais viscerais MERIEIANOS DISTINTOS
  45. 45. Orientação geral para dores periféricas Desordens “torrenciais e anarquicas” não obedecendo a nenhuma sistematização dos meridianos principais (colagenoses: reumatismo, articular agudo, artrite reumatoide, dermatomiosite, lúpus eritematoso sistêmico, exclerodermia, poliartrite nodosa e espondilite anquilosante VASOS MARAVILHOSO

×