Novena 1 a 4

498 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
498
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
64
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Novena 1 a 4

  1. 1. Maria, Modelo Vocacional
  2. 2. Motivação Amar é encarnar o Amor, Maria encarnou o Mistério do amor de Deus porque se deixou amar por Ele. Contemplaremos Maria nas palavras que pronunciou e nos títulos que como adjetivos recebidos e que nos mostram os Evangelistas Lucas e João, suficientes e curtos que nos ajudam a rezar com Maria e oferecer nossa intenção dentro deste Ano Vocacional, olhando Maria como modelo de nossa vocação. Nossas Constituições nos apresenta Maria como Mãe, Modelo e Guia de nossa espiritualidade. Ela com seu Sim fez possível a revelação do Plano de Deus. A veremos em Nazaré, Ain Karen, Jerusalém e Galileia, lugares que marcam significativamente porque Deus se faz caminho de Encontro, marcando assim em sua vocação de Mãe do Salvador, um dinamismo silencioso porém, eloquente, fecundo, atraente. Maria é modelo vocacional para cada uma de nós, para cada pessoa consagrada que lê sua história e seu processo à luz do Evangelho, seu processo ilumina nossos processos e a olhamos hoje inculturada em cada povo marcando um ritmo que faz sintonia de quem é bendita e bem-aventurada. Não podemos esquecer que se estamos hoje aqui, é porque Deus fez algo em nós. Deus não só faz hoje, senão que já fez e este passado faz possível o hoje que vivemos, assim renovamos nossa alegria pelo primeiro chamado, renovamos o Mistério de Jesus encarnado em nossos corações, é como a brisa da manhã que toca a terra, lhe dá frescor e aroma. Somos convidadas a encarnar a Palavra e dar à luz a Jesus no mundo. Apresentação Apresentamos as nossas comunidades este simples esquema para rezar durante estes nove dias que precedem a Festa de Nossa Senhora da Consolação. O importante é preparar o coração e desde a unidade da oração comunitária elevemos com fé a Maria como modelo vocacional nossas súplicas a Deus por meio de seu Filho e de sua Mãe intercedem pelas necessidades de nossa humanidade e seguir rezando ao Dono da Messe para que envie fieis seguidores a sua vinha para seguir cultivando a terra de tantos corações e fazer possível com alegria a extensão do Reino.
  3. 3. Oração Inicial para todos os dias Maria, Virgem e Mãe, Filha do pai, Esposa do Espírito de Deus, nossas súplicas nesta oração. Contemplamos o amor de Deus que te escolheu E por obra do espírito em teu ventre se encarnou, O fruto desse amor,é Jesus Cristo, Teu Filho,a quem seguimos com amor. Teu doce nome invocamos, Maria, terna, Mãe de Consolação, Mãe da fé, da esperança e do amor, Modelo de entrega e de nossa vocação. Mãe da escuta atenta, Coração aberto,olhar profundo e sereno. Mãe do Evangelho vivente, Ensina-nos a gerar o Consolador. Mãe disponivel e mulher de pés ligeiros, Alcança-nos a audácia para percorrer novos caminhos, Ser portadores da Boa Notícia e apaixonadas pela extensão do Reino. Sensibilize nossos sentidos para escutar a voz de Deus, E nos sustente na resposta de nosso Sim ao Senhor, Que acolhemos os mistérios da vida,luz, gozo ou dor e cantemos finalmente as maravilhas do Senhor. Mãe jovem, modelo de juventude, Atrae aos nossos jovens para que conheçam a teu Filho, O amem e o sigam com liberdade de coração. Tu,Mãe da escuta e da contemplação, intercede pela Igreja, por nossa Congregação E alcança-nos a graça que te pedimos nesta oração, Mãe da alegria, Modelo de nossa Consagração, Mãe de Consolação. Amém.
  4. 4. Maria, mulher agraciada. É revelado seu nome, Deus nos chama por nosso próprio nome. 1º Dia
  5. 5. Seu nome é revelado. Deus nos chama pelo nosso próprio nome. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. Oração Inicial para todos os dias. “ No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, a uma virgem desposada com um homem que se chamava José, da casa de Davi e o nome da virgem era Maria.” ( Lc 1,26-27) Maria, adolescente nazarena, natural de um povo que não se espera nada de bom., Ali, no simples e no humilde, Deus detém seu olhar. Maria, um nome simples e doce. De jovem adolescente a jovem mulher, Agraciada, Louvada, Senhora, Estrela do Mar. Um nome que expressa seu ser e uma missão, como Mãe, Mestra, Servidora, Modelo, Guia,centro de união de Deus com os homens, Consoladora da humanidade. Formosa com aquilo que transmite com sua vida silenciosa e simples em Nazaré. Maria, seu nome conhecido e pronunciado em tantas línguas, lábios, corações que pensam e rezam, é presença e consolo no Encontro. Assim, como Maria,com nosso próprio nome e procedência, com nossa cultura e nossa história, Deus se faz presente através das mediações para nos atrair até Ele, e mostrar um modo de viver, um estilo de comprometer nossa vida e nossa existência. Assim começou a ressoar o nosso nome, em uma família, em uma nova missão a ser chamada em fé para abraçar e acolher a Boa Nova, nome que soma e multiplica com nossos dons para estender o Reino. Entre tantas pessoa no caminho, trabalho, universidade, cidade, o nome da jovem eleita começou a soar, indícios de ser olhadas e eleitas por Deus, soaram ecos de esperança e de alegria, nome que encerra um nova criatura para Deus e é levada a oração, nome que comporta todo um Ser. Ser que começa a ser acompanhada neste desejo onde se conjuga miséria humana com Graça de Deus, eleição com decisão, entendimento com sentimentos, chamada com resposta, temores com confiança, nome que comporta toda uma dimensão humana enlaçada para um Projeto de Amor e crescimento constante na fé, caminho interior. Nome que mais Maria, Mulher agraciada
  6. 6. adiante sabe harmonizar a unidade a família congregacional no Espírito, que também recebeu um nome: Irmãs de Nossa Senhora da Consolação, nome que expressa nosso Carisma e sintetiza nossa missão. Maria é exemplo de Mãe, Modelo e Guia de nossa espiritualidade, que como Ela, todo nosso ser, todo nosso eu, toda nossa personalidade confiada a Deus se transforme segundo seus desejos e suas vontade. É que Deus conhece a todas as suas criaturas, conta o número das estrelas e cada uma chama pelo seu nome e o nome de suas eleitas durará para sempre. Maria Hermosa (Ruben D. Hoyos)/Miles de ermitas (C. Gabarán) PRECES Pela intercessão de Maria, Mãe Agraciada, Mãe de Consolação,oremos ao Senhor dizendo: Por tua doce Mãe, escuta, Senhor nossa oração. 1. Oremos por aqueles jovens que estão com inquietude e em acompanhamento vocacional, cujos nomes conhecemos, para que sintam a alegria de ser chamados no caminho de seguimento a Cristo e respondam com generosidade e alegria. 2. Oremos por cada Irmã da Consolação que desde o Batismo foi pronunciado seu nome e reservado para a Consagração religiosa, para que cada dia possa sentir como o Senhor chama através de tantos rostos e pessoas que esperam nosso serviço de consolação. 3. Para que os sacerdotes e as pessoas consagradas, vivam com fidelidade e alegria a castidade consagrada, a pureza de coração e as boas intenções na missão para dar a conhecer o nome de Jesus, sua vida e seus ensinamentos. 4. Intenções Livres. ORAÇÃO FINAL Concede-nos Senhor, levar nossa vida consagrada com elegância desde a transparência e o serviço, a simplicidade e a doçura de mulheres recriadas com tua vida, respondendo dignamente no serviço pelo nome que como família recebemos, te pedimos por intercessão de tua Mãe, modelo e guia em nossas vidas. Amém.
  7. 7. Maria, mulher amada. Uma saudação desde a iniciativa de Deus. É Deus quem nos chama. 2º Dia
  8. 8. Uma saudação desde a iniciativa de Deus. Maria, Mulher Amada. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. Oração Inicial para todos os dias. É Deus quem nos chama. “Entrando, o anjo disse-lhe: Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo. Perturbou-se com estas palavras e pôs-se a pensar no que significaria semelhante saudação. O anjo disse- lhe: Não temas, Maria, pois encontraste graça diante de Deus.” ( Lc 1,28-30) A primeira saudação de Deus a Maria por meio de seu mensageiro é uma manifestação de alegria. Alegra-te, sim alegria porque Deus fixou em ti,em meio de tantas jovens de teu povo. Encontrou graça em ti, Maria, jovem de Nazaré, recriou contigo, em tua simplicidade e beleza, em teu candor e inocência, em tua capacidade de escutar, acolher e aceitar. Alegra-te jovem mulher, porque Deus te ama e viu em ti, um projeto realizável para consolar a humanidade, viu possível tua disponibilidade para ser Mãe do Consolador. Alegra-te em meio do desconcerto, do não entender, do sobressalto que produz esta graça Divina que se faz fonte inesgotável de alegria verdadeira para quantos acolhem este Mistério de Amor e Salvação. Podemos recordar aquele momento quando Deus se aproximou de maneira especial a nossas vidas, rompendo nossos projetos em nosso caminho, aquele momento tão ocupado em outras coisas, cheio de nada e vazio, onde o Senhor quis mudar o ritmo, atraindo-nos com sua vida e um modo de segui-lo e servi-lo em nossa história. Nós, também, como Maria sentimos o chamado: Alegra-te! Irmã, porque o Senhor te chamou para seguir estendendo e manifestando no tempo e espaços concretos seu amor e sua consolação. Medos, dúvidas, incerteza, obscuridades, conflitos internos e externos, muitas moções fomos experimentando, porém, como Maria, buscamos sintonizar nosso sentir com aquela voz: “Alegra-te, não temas,o Senhor está contigo.” Hoje somos convidadas a viver a alegria do Evangelho, a viver renovando a experiência do primeiro amor que nos seduziu e atraiu, transparentar com nossa vida o amor que de Deus recebemos. “Ao vê-lo se alegrará nosso coração.” (Is 66, 14) porque“ a alegria do Evangelho preenche o coração e a vida inteira dos que se encontram com Jesus, com Ele sempre nasce e renasce a alegria. (EG),como palavra que nos expressou o Papa Francisco. “Queria dizer uma palavra e a palavra é alegria. Sempre, onde estão os consagrados, sempre tem alegria!” Manifestemos pois, ao mundo esta alegria de seguí-Lo e serví-Lo, a alegria de nosso carisma, de nossa família congregacional, de nosso ser Igreja, de nossa vida entregada, de ser Irmãs da Consolação.
  9. 9. Cantos Alegra-te Maria / Alegrate (Glenda) PRECES Pela intercessão de Maria, Mãe e Mulher Amada, oremos ao Senhor dizendo: Por tua Mãe Amada, escuta, Senhor nossa oração. 1. Oremos para que os jovens de hoje busquem o sentido da vida e a verdadeira felicidade, que é Deus revelado em Jesus Cristo. 2. Oremos por cada uma de nós, Irmãs da Consolação, para que sirvamos ao Senhor cada dia com alegria e este gozo se manifeste como testemunho atraente para quantos entram em contato conosco. Por todos nossos jovens que se encontram imersos no medo de dar uma resposta a Deus com sua vida, concede-lhes Senhor, decisão e valentia a exemplo de Maria e possam sentir-se amados e eleitos por Ti. 4. Intenções livres. ORAÇÃO FINAL Senhor Jesus, que a exemplo de tua amada Mãe, sintamos cada dia a saudação de Deus Pai e a graça do seguimento, alegrando-nos desta renovada entrega e um constante chamado a estar atentas para escutar tua Palavra e seja o bálsamo de consolo que damos com alegria a nossos irmãos. Amém.
  10. 10. Maria, MORADA DE DEUS. Uma missão, uma pergunta inquietante e um abraço desde o alto. Chamadas para uma missão 3º Dia
  11. 11. Maria, Morada de Deus. Uma missão, uma pergunta inquietante e um abraço desde o alto. Chamadas para uma missão. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. Oração Inicial para todos os dias. Palavra de Deus “ Eis que conceberás e darás à luz a um filho e lhe porás o nome de Jesus. Ele será grande e chamar-se-á Filho do Altíssimo e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi e reinará eternamente na casa de Jacó e o seu Reino não terá fim. Maria perguntou ao anjo: Como se fará isso, pois não conheço homem? Respondeu-lhe o anjo: O Espírito Santo descerá sobre ti e a força do Altíssimo te envolverá com a sua sombra, por isso, o santo que nascer de ti, será chamado Filho de Deus.” ( Lc 1,31-35) Meditação A ação de Deus é surpreendente, não só fixa em Maria e a chama por seu nome, senão que a habita e comunica uma missão: ser Mãe do Consolador, do Salvador, Filho do Altíssimo. Diante da confusão humana de Maria, o mensageiro de Deus lhe comunica o que é e como será esta missão. Antecipa a missão desse Filho, Maria, com este abraço de Deus fica totalmente habitada, gera o Consolador, a consolação da humanidade, uma consolação que passa pelo silêncio e incompreensão, silêncio e escuta, silêncio e aceitação, silêncio alegre, silêncio habitado, sintonizado com o plano de Deus. Maria, teu seio de mulher se converte em casa de Deus, tuas entranhas hospeda o “Santo”, Deus te concedeu uma grande missão em meio da tua pobreza, simplicidade, pequenez, porém com grande capacidade para proteger todo o amor de Deus derramado em ti, por uma sombra que te cobriu, um abraço recebido desde o Alto. No teu seio materno gerará ao longo da história muitos filhos e filhas que desejam entrar em tua morada de Mãe. Maria todas as vocações religiosas, mulheres virgens, que consagraram todo o seu ser para servir a teu Filho, te acolhemos como Modelo neste seguimento. Nesta entrega está nossa vida a exemplo de Maria, no seguimento de Cristo. Deus também nos confiou uma missão e podemos recordar nosso fim de ser eleitas e chamadas Irmãs da Consolação: “amar, honrar, fazer conhecer e venerar a Nosso Senhor Jesus Cristo, manacial e modelo de toda caridade, consolo e perfeição, dilatando seu reino e favorecendo sua Missão sobre a terra”, para esta missão necessitamos aprender de Maria o valor da escuta, deixar-nos olhar e amar por Deus para que seja possível seu plano em nós e gerar seu Filho, para que na missão possamos dar à luz com verdadeiraalegria e esse seja nosso zelo: Cristo, conhecido, amado, servido e seguido por tantas vidas.
  12. 12. Cantos Hoy te quiero cantar (C. Gabaran) / El Angelus (Glenda) PRECES Pela intercessão da Virgem Maria, Morada de Deus e consolo em nossa entrega, oremos ao Pai dizendo: Olha a Mãe de seu Filho e escuta a nossa oração. 1. Por todos os jovens, que em meio das incompreensões lutam pelo seguimento de Cristo, se sentem chamados e o ambiente hostil dificulta sua resposta, para que Maria lhes proteja e conceda por meio de seu Filho as forças necessárias para manter e alimentar seu desejo e empreender o caminho. 2. Peçamos a Virgem que cuide dos que se preparam para ir aos seminários e casas de formação para ser apostólos de seu Filho e recebam com abundância os dons do Espírito Santo. 3. Por todas as Irmãs da Consolação para habitadas do Senhor, sejamos fieis a nossa missão e zelo apostólico para que Ele por meio de nossas vidas , seja conhecido, amado e servido nos irmãos. 4. Intenções Livres. ORAÇÃO FINAL Senhor Jesus, que não fiquemos confundidas diante da inquietude, da dúvida e imensidade de teus dons e da Graça que queres fazer com nossa vida, alcança-nos o abraço do Pai e sintamos como sua mão nos protege e como seu amor nos consola. Prepara como Maria, nossas entranhas e nosso coração para que habites e sempre fiques como o eterno hóspede de nosso interior, que possamos dar luz à missão que hoje nos confias. Amém.
  13. 13. Maria, mulher de fé e escuta. Uma resposta exclamada desde o abandono, em fé respondemos ao chamado de Deus. 4º Dia
  14. 14. Maria, Mulher de Fé e Escuta. Uma resposta exclamada desde o abandono, em fé respondemos ao chamado de Deus. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. Oração Inicial para todos os dias. Palavra de Deus “ Então disse Maria: Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a Tua Palavra. E o anjo afastou-se dela.” ( Lc 1,38) Meditação Como consequência do chamado está a resposta: “ Aqui está a serva do Senhor!”, da inquietude desconcertante diante da eleição, segue com uma afirmação serena: “Faça-se em mim” e não como eu proponha ou quero, mas, “segundo a tua Palavra”. Este é o ânimo confiado de Maria, resposta que nos tomou dias para pensar, senão que aquele abraço divino, daquela vida de sentidos abertos da jovem de Nazaré, o olhar contemplativo, o coração seduzido, mãos trabalhadoras, pés que percorrem caminhos, ouvidos atentos a escuta, voz silenciosa, se abre toda uma confiança para perceber a ação de Deus, não vacila,só se abandona e sua resposta compromete sua vida, planos e revoluciona a história que de agora em diante abre nosvos horizontes para a humanidade. Como Maria, também temos ficado perplexas quando começamos a sentir o sabor pelas coisas de Deus. Alguém se aproximava de nossa vida com uma proposta evangélica, começo de um discernimento e escutar a voz que nos chamou, que nos seduziu, nos colocamos em caminho para amadurecer o Sim que mudaria nossa vida. Não se trata de um sim impulsivo e primário, senão que aquele que passará por situações adversas e momentos escuros e que nos levou a confiar incondicionalmente em quem nos chamou. Meditar este Mistério da Encarnação é meditar sobre nossa obediência. Maria por sua fé e obediência coopera na salvação da humanidade. Nossa obediência a vontade de Deus deve passar por uma fina sensibilidade a escuta atenta de sua Palavra e dos acontecimentos da vida e deve brotar da relação pessoal com Ele que toque toda nossa profundidade e sentir que dependemos dele e o necessitamos, por isso, aderimos com fé a sua vontade. Escutar é a atitude necessária para obedecer, para encarnar sua Palavra e responder com fé: “Aqui, estou, Senhor.Tu me chamastes”, é o “faça-se” confiado de cada Irmã em
  15. 15. resposta a vontade de Deus, que também se renova e compromete toda nossa existência. Começa a gerar o Sim que dará à luz a Consolação que a humanidade necessita hoje. Assim, vemos a Escrava do Senhor que corre com prontidão para fazer-se Escrava da Humanidade, onde o amor de Deus se demonstra no amor a humanidade. Cantos Madre del Redentor/ Hagase en mí (Glenda)/Era una Mujer sencilla/ Una joven Nazarena (C. Gabarán) PRECES Maria desde Nazaré até o Calvário viveu o Mistério da Obediência a Cristo, nos abandonamos como Ela, com confiança a Deus Pai dizendo: Fortalece nossa resposta e escuta nossa oração. 1. Oremos para que os jovens estejam abertos ao chamado de Deus e dispostos a dizer um Sim humilde e generoso como disse Maria. 2. Oremos pela vida contemplativa e para que todos os cristãos descubram na oração, a beleza do seguimento de Jesus. 3. Oremos para que todos os cristãos vivam a vocação à santidade, como fruto da graça recebida no Batismo. 4. A exemplo da Mãe de teu Filho, faça-nos mulheres de fé e abertas a tua vontade, que aprendamos a ler os sinais dos tempos com um olhar de fé, desde a leitura orante da vida. 5. Intenções livres. ORAÇÃO FINAL Senhor, Maria é nossa Mãe, Ela faz também que tua Igreja cresça com o Sim de tantos corações que vão dando resposta a teu chamado. Ela como mulher de escuta, de fé e obediência a teu plano de salvação seja sempre exemplo vivo para nós, que inspire nossa resposta a tua vontade e estimule a resposta de muitos jovens, aceita nossa oração e ajuda-nos a abrir nossos ouvidos a escuta e a crescer em resposta renovada. Amém.
  16. 16. Irmãs de Nossa Senhora da Consolação. Julho 2014 ANO VOCACIONAL

×