PROJETO
CONHECER E PREVENIR
Colégio Estadual Vinícius de Moraes – Colombo/PR
Integrantes do grupo
Celma Regina Baggio (Ciências)
Edna Orozimbo (Língua Portuguesa)
Eliane Teruel Carmona (Matemática)
I...
Curso de Prevenção do Uso de Drogas para
Educadores de Escolas Públicas (quinta edição)
Parcerias:
Secretaria Nacional de ...
O QUE É DROGA?
Droga, segundo definição da Organização Mundial
da Saúde (OMS), é qualquer substância não
produzida pelo or...
As substâncias listadas na Classificação Internacional de Doenças,
10ª Revisão (CID-10), (Transtornos Mentais e de Comport...
Classificação das drogas do ponto de vista legal
Drogas Lícitas Drogas Ilícitas
Existem as que podem ser
livremente comer...
PARA PREVENIR
O que significa ACOLHER?
Na prevenção do uso de drogas no contexto da escola, acolher
significa preservar e ...
A relação família-escola no resgate da autoridade
É preciso dimensionar a disciplina escolar como uma
reconstrução da auto...
A moral da heteronomia, isto é, ausência de autonomia,
presente no início do desenvolvimento moral da
criança, é dada pelo...
RESGATE DA AUTORIDADE
Conceito Definição
O autoritarismo
Resulta de um exercício equivocado de autoridade, realizado
por ...
Conhecer e Prevenir
Promover a criação de um ambiente escolar
favorável à saúde que implica num modelo
contemporâneo da vida que compreende o
...
Uma intervenção ou uma compreensão sistêmica
que se transponha a visão específica de cada
uma das disciplinas: psicológica...
OBJETIVO GERAL
 Criar um ambiente escolar favorável à saúde
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
 Implantar gradativamente temas relaci...
Envolver a família com as ações educativas centradas
no conhecimento da realidade e na identificação de
situações de risc...
Projeto: Conhecer e prevenir
Ações e conquistas
Alteração nas PPC, inicialmente nas
disciplinas de Arte, Ciências, Filosofia,
Língua Portuguesa, LEM – Inglês –
Fevereiro/...
Aplicação de questionário para os
alunos (diagnóstico do perfil dos
alunos – Março/2013)
Palestra com pais e filhos (Abril/2013)
Palestra da bióloga Dra. Bianca Reinert
(Maio/2013)
Parceria com a UFPR, com o NIED (Núcleo
Interdisciplinar de Enfrentamento a
Drogadição)
Produção de Gibis pelos alunos sobre a
temática DROGAS;
Criação do grupo de teatro CenAção com
apoio da Associação de Moradores do
Bairro (Maio/ 2013 até o momento)
Referências
BRAMBATTI, L. P.; GUSSI, M. A. e SEIDL, E. F. Saúde e Escola: Identificando
Interfaces e Fortalecendo Redes (p...
Projeto Escolar: Conhecer e Previnir - Simone Moraes - II Congresso Brasileiro de Saúde Mental e Dependência Química
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projeto Escolar: Conhecer e Previnir - Simone Moraes - II Congresso Brasileiro de Saúde Mental e Dependência Química

2.054 visualizações

Publicada em

Slides da palestra "Projeto Escolar: Conhecer e Prevenir", apresentada por Simone Cardoso de Moraes, no II Congresso Brasileiro de Saúde Mental e Dependência Química.
http://cbsmdq.lafcuritiba.com

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.054
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.191
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
32
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto Escolar: Conhecer e Previnir - Simone Moraes - II Congresso Brasileiro de Saúde Mental e Dependência Química

  1. 1. PROJETO CONHECER E PREVENIR Colégio Estadual Vinícius de Moraes – Colombo/PR
  2. 2. Integrantes do grupo Celma Regina Baggio (Ciências) Edna Orozimbo (Língua Portuguesa) Eliane Teruel Carmona (Matemática) Irde Zanoni da Luz (Pedagoga) Paola Cristina Rodrigues (LEM – Inglês) Patricia dos Santos Bortokoski (Filosofia) Percedes Fatima Trevisan (Pedagoga) Rosalino Luiz Bordignon (Química) Simone Cardoso de Moraes (Arte)
  3. 3. Curso de Prevenção do Uso de Drogas para Educadores de Escolas Públicas (quinta edição) Parcerias: Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (SENAD), do Ministério da Justiça Secretaria de Educação Básica (SEB), do Ministério da Educação (MEC) Universidade de Brasília (UnB), na modalidade EaD Tutora: Profa. Paula Rodrigues Froes Associação de Moradores do Bairro - Monte Castelo - Colombo
  4. 4. O QUE É DROGA? Droga, segundo definição da Organização Mundial da Saúde (OMS), é qualquer substância não produzida pelo organismo que tem a propriedade de atuar sobre um ou mais de seus sistemas, produzindo alterações em seu funcionamento.
  5. 5. As substâncias listadas na Classificação Internacional de Doenças, 10ª Revisão (CID-10), (Transtornos Mentais e de Comportamento) incluem:  álcool;  opioides (morfina, heroína, codeína, diversas substâncias sintéticas);  canabinoides (maconha);  sedativos ou hipnóticos (barbitúricos, benzodiazepínicos);  cocaína;  outros estimulantes (como anfetaminas e substâncias relacionadas à cafeína);  alucinógenos;  tabaco;  solventes voláteis.
  6. 6. Classificação das drogas do ponto de vista legal Drogas Lícitas Drogas Ilícitas Existem as que podem ser livremente comercializadas. Algumas estão submetidas a certas restrições. Por exemplo, bebidas alcoólicas e tabaco não podem ser comercializados para crianças e adolescentes. No caso de medicamentos, alguns só podem ser adquiridos por meio de prescrição médica especial. Proibidas por lei.
  7. 7. PARA PREVENIR O que significa ACOLHER? Na prevenção do uso de drogas no contexto da escola, acolher significa preservar e aprofundar o vínculo com adolescentes vulneráveis, fragilizados ou em sofrimento pelo uso de álcool e outras drogas, podendo ou não estar vinculados a situações de violências. A principal ferramenta do acolhimento é a escuta sensível e compromissada do educando, identificando suas reais demandas, ou seja, descobrindo que ele precisa e o que ele espera como ajuda.
  8. 8. A relação família-escola no resgate da autoridade É preciso dimensionar a disciplina escolar como uma reconstrução da autoridade do professor e dos pais e uma permanente construção da autonomia dos estudantes.
  9. 9. A moral da heteronomia, isto é, ausência de autonomia, presente no início do desenvolvimento moral da criança, é dada pelo respeito às regras, inspirado pelos sentimentos de medo, amor e sagrado. Na moral da autonomia, esses sentimentos de respeito unilateral são substituídos pelo respeito mútuo.
  10. 10. RESGATE DA AUTORIDADE Conceito Definição O autoritarismo Resulta de um exercício equivocado de autoridade, realizado por meio da imposição da vontade do adulto sem respeitar a da criança. O que caracteriza o autoritarismo é o predomínio de uma relação de violência baseada em ameaças.  A postura autoritária é amedrontadora e impinge medo. A autoridade Refere-se à habilidade de estabelecer regras e valores para crianças e adolescentes e permitir atos de negociação. Na relação de autoridade predomina uma relação de afeto que assegura a proteção da criança e do adolescente, por meio do exemplo e do diálogo respeitoso, aberto e sincero. A postura de autoridade é afetiva e assegura proteção e os limites.
  11. 11. Conhecer e Prevenir
  12. 12. Promover a criação de um ambiente escolar favorável à saúde que implica num modelo contemporâneo da vida que compreende o indivíduo como um sujeito ativo em relação com o outro e com as instituições. (BRAMBATTI, GUSSI E SEIDL, 2012).
  13. 13. Uma intervenção ou uma compreensão sistêmica que se transponha a visão específica de cada uma das disciplinas: psicológica, sociológica, social, legal, política, econômica e que conte com a participação de profissionais de várias áreas que trabalhem em cooperação (SUDBRACK, 2012).
  14. 14. OBJETIVO GERAL  Criar um ambiente escolar favorável à saúde OBJETIVOS ESPECÍFICOS  Implantar gradativamente temas relacionados ao uso de drogas em disciplinas curriculares  colaborar na ampliação do conhecimento específico dos alunos.
  15. 15. Envolver a família com as ações educativas centradas no conhecimento da realidade e na identificação de situações de riscos quanto ao uso de drogas através de vídeos, palestras e oficinas. Mobilizar recursos comunitários construindo vínculos afetivos e redes sociais no âmbito da escola, com eventos escolares e produções elaborados pelos alunos como teatro, mostras, seminários referente à temática (direta ou indiretamente).
  16. 16. Projeto: Conhecer e prevenir Ações e conquistas
  17. 17. Alteração nas PPC, inicialmente nas disciplinas de Arte, Ciências, Filosofia, Língua Portuguesa, LEM – Inglês – Fevereiro/2013)
  18. 18. Aplicação de questionário para os alunos (diagnóstico do perfil dos alunos – Março/2013)
  19. 19. Palestra com pais e filhos (Abril/2013) Palestra da bióloga Dra. Bianca Reinert (Maio/2013)
  20. 20. Parceria com a UFPR, com o NIED (Núcleo Interdisciplinar de Enfrentamento a Drogadição)
  21. 21. Produção de Gibis pelos alunos sobre a temática DROGAS;
  22. 22. Criação do grupo de teatro CenAção com apoio da Associação de Moradores do Bairro (Maio/ 2013 até o momento)
  23. 23. Referências BRAMBATTI, L. P.; GUSSI, M. A. e SEIDL, E. F. Saúde e Escola: Identificando Interfaces e Fortalecendo Redes (p. 157-162). In: BRASIL, Curso de Prevenção do Uso de Drogas para Educadores de Escolas Públicas. 5. ed. Brasília: Ministério da Justiça, 2012. SUDBRACK, M. F. O. O trabalho comunitário e a construção de redes sociais (p. 162-166). In: BRASIL, Curso de Prevenção do Uso de Drogas para Educadores de Escolas Públicas. 5. ed. Brasília: Ministério da Justiça, 2012. MINISTÉRIO DA JUSTIÇA; MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Curso de prevenção do uso de drogas para educadores de escolas públicas. 5.ed. Brasília, Ministério da Justiça, 2012.

×