Abordagem da fármaco dependência em atenção primaria

851 visualizações

Publicada em

Slides da apresentação sobre Abordagem da fármaco dependência em atenção primária, ministrada por Aier Adriano Costa para a Liga Acadêmica de Farmacodependências. www.lafcuritiba.com

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
851
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
147
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Abordagem da fármaco dependência em atenção primaria

  1. 1. Aier Adriano Costa Acadêmico de Medicina – 12 º Período Presidente Instituto D.N.A Conselheiro Grupo #TAMOJUNTO Abordagem da Fármaco Dependência em Atenção Primaria
  2. 2. O QUE É ATENÇÃO PRMARIA??
  3. 3. SUS ATENÇÃO TERCIARIA ATENÇÃO SECUNDARIA ATENÇÃO PRIMARIA
  4. 4. EQUIPES DA ATENÇÃO PRIMARIA Unidades de saúde  EQUIPE SAÚDE DA FAMILIA - ESF  MEDICO  ENFERMEIRO  TECNICO EM ENFERMAGEM  AGENTE COMUNITARIO
  5. 5. EQUIPES DA ATENÇÃO PRIMARIA Unidades de saúde  NÚCLEO DEAPOIO DA SAÚDE DA FAMILIA – NASF  NASF 1 ( 5 PROFISSIONAIS)  Psicólogo;Assistente Social; Farmacêutico;Fisioterapeuta; Fonoaudiólogo; Profissional da Educação Física; Nutricionista;Terapeuta Ocupacional; Médico Ginecologista; Médico Homeopata;MédicoAcupunturista; Médico Pediatra; Médico Psiquiatra  NASF 2 (3 PROFISSIONAIS)  Assistente Social; Profissional de Educação Física; Farmacêutico; Fisioterapeuta; Fonoaudiólogo; Nutricionista; Psicólogo; eTerapeuta Ocupacional),
  6. 6. EQUIPES DA ATENÇÃO PRIMARIA Unidades de saúde  Equipe de Consultório na Rua - eCR  enfermeiro;  psicólogo;  assistente social;  terapeuta ocupacional;  médico;  agente social;  técnico ou auxiliar de enfermagem; e  técnico em saúde bucal.
  7. 7. Os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS)  entre todos os dispositivos de atenção à saúde mental, têm valor estratégico para a Reforma Psiquiátrica Brasileira. Com a criação desses centros, possibilita-se a organização de uma rede substitutiva ao Hospital Psiquiátrico no país. Os CAPS são serviços de saúde municipais, abertos, comunitários que oferecem atendimento diário.
  8. 8. EQUIPES DA ATENÇÃO PRIMARIA CAPSCAPS II  •Atende pessoas  com sofrimento  e/ou transtornos  mentais graves e  persistentes,  podendo também  atender pessoas  com necessidades  decorrentes do uso  de crack, álcool e  outras drogas,  conforme a  organização da  rede de saúde local;  indicado para  municípios com  população acima de  70.000 habitantes CAPS I  •Atende pessoas  com sofrimento  e/ou transtornos  mentais graves e  persistentes e  também com  necessidades  decorrentes do uso  de crack, álcool e  outras drogas de  todas as faixas  etárias; indicado  para municípios  com população  acima de 20.000  habitantes  habitantes. CAPS III  •Atende pessoas  com sofrimento  e/ou transtornos  mentais graves e  persistentes.  Proporciona  serviços de atenção  contínua, com  funcionamento 24  horas, incluindo  feriados e finais de  semana, ofertando  retaguarda clínica e  acolhimento  noturno a outros  serviços de saúde  mental, inclusive  CAPS Ad; indicado  para municípios ou  regiões com  população acima de  200.000 habitantes CAPS AD  •Atende adultos ou  crianças e  adolescentes,  considerando as  normativas do  Estatuto da Criança  e do Adolescente,  com necessidades  decorrentes do uso  de crack, álcool e  outras drogas.  Serviço de saúde  mental aberto e de  caráter  comunitário,  indicado para  municípios ou  regiões com  população acima de  70.000 habitantes. CAPS AD III  •Atende adultos ou  crianças e  adolescentes,  considerando as  normativas do  Estatuto da Criança  e do Adolescente,  com necessidades  de cuidados clínicos  contínuos. Serviço  com no máximo 12  leitos para  observação e  monitoramento, de  funcionamento 24  horas, incluindo  feriados e finais de  semana; indicado  para municípios ou  regiões com  população acima de  200.000 habitantes CAPS i  •Atende crianças e  adolescentes com  prioridade para  sofrimento e  transtornos  mentais graves e  persistentes e os  que fazem uso de  crack, álcool e  outras drogas.  Serviço aberto e de  caráter comunitário  indicado para  municípios ou  regiões com  população acima de  150.000 habitantes.
  9. 9. Abordagem da Fármaco Dependência em Atenção Primaria Abordagem Inicial • Qualquer paciente que apresente, fármaco dependência • ESF – eCR** • Abordagem medica, tratamento da dependência química.
  10. 10. Abordagem da Fármaco Dependência em Atenção Primaria Abordagem Inicial • Qualquer paciente que apresente, fármaco dependência • ESF – eCR** • Abordagem medica, tratamento da dependência química. Suplementação do tratamento • Paciente detectado pela ESF , necessita suporta de tratamento. • NASF – eCR** • Abordagem mais especifica, com equipe multidisciplinar
  11. 11. EQUIPES DA ATENÇÃO PRIMARIA Unidades de saúde  EQUIPE SAÚDE DA FAMILIA - ESF  MEDICO  ENFERMEIRO  TECNICO EM ENFERMAGEM  AGENTE COMUNITARIO
  12. 12. EQUIPES DA ATENÇÃO PRIMARIA Unidades de saúde  NÚCLEO DEAPOIO DA SAÚDE DA FAMILIA – NASF  NASF 1 ( 5 PROFISSIONAIS)  Psicólogo;Assistente Social; Farmacêutico;Fisioterapeuta; Fonoaudiólogo; Profissional da Educação Física; Nutricionista;Terapeuta Ocupacional; Médico Ginecologista; Médico Homeopata;MédicoAcupunturista; Médico Pediatra; Médico Psiquiatra  NASF 2 (3 PROFISSIONAIS)  Assistente Social; Profissional de Educação Física; Farmacêutico; Fisioterapeuta; Fonoaudiólogo; Nutricionista; Psicólogo; eTerapeuta Ocupacional),
  13. 13. EQUIPES DA ATENÇÃO PRIMARIA Unidades de saúde  Equipe de Consultório na Rua - eCR  enfermeiro;  psicólogo;  assistente social;  terapeuta ocupacional;  médico;  agente social;  técnico ou auxiliar de enfermagem; e  técnico em saúde bucal.
  14. 14. Abordagem da Fármaco Dependência em Atenção Primaria Abordagem Inicial • Qualquer paciente que apresente, fármaco dependência • ESF – eCR** • Abordagem medica, tratamento da dependência química. Suplementação do tratamento • Paciente detectado pela ESF , necessita suporta de tratamento. • NASF – eCR** • Abordagem mais especifica, com equipe multidisciplinar CAPS I ou II • Não resolução do problema em unidade básica de saúde, atenção primaria em psiquiatria • Abordagem com profissionais da área psiquiatria
  15. 15. Abordagem da Fármaco Dependência em Atenção Primaria Abordagem Inicial • Qualquer paciente que apresente, fármaco dependência • ESF – eCR** • Abordagem medica, tratamento da dependência química. Suplementação do tratamento • Paciente detectado pela ESF , necessita suporta de tratamento. • NASF – eCR** • Abordagem mais especifica, com equipe multidisciplinar CAPS I ou II • Não resolução do problema em unidade básica de saúde, atenção primaria em psiquiatria • Abordagem com profissionais da área psiquiatria CAPS III / AD • Atendimento e acolhimento de casos mais graves funcionamento 24 horas
  16. 16. Abordagem da Fármaco Dependência em Atenção Primaria  Dificuldades  Manter equipes de saúdes em contato  Fazer o multidisciplinar trabalhar de maneira efetiva  Conhecimento do SUS  ConhecimentoTécnico de todos os profissionais
  17. 17. OBRIGADO!!!

×