Responsabilidade Social
André Magalhães
Flávia Martins
Marcel Yudai
Rayssa Araújo
.
Segundo o Livro Verde da Comissão Europeia (2001),
a responsabilidade social é um conceito segundo o qual, as
empresas dec...
REGULAMENTAÇÃO DA PUBLICIDADE
BRASILEIRA – CONAR
● O CONAR nasceu para antecipar a censura do governo, na década de 70. No...
“O objetivo da Publicidade e da Propaganda é modificar a
conduta das pessoas por meio da persuasão, sem parecer obrigá-
la...
“Um dos principais meios que usam para isso é a informação:
Divulgando falsas informações, ou simplesmente selecionando
as...
Publicidade:
1. Persuadir o consumidor, antes, no ato e depois da compra;
2. Vender cada vez mais;
3. vender sem se preocu...
● A omissão;
● Embelezar ou enfear o item;
● Enfear o campo inimigo;
● Depoimentos inexistentes;
● Pseudo-acontecimentos;
...
A PUBLICIDADE QUER QUE VOCÊ
CONSUMA O QUE É PRODUZIDO.
“Para “educar” esses consumidores e convencê-los a adquirir os prod...
"Ninguém gosta de se relacionar
com pessoas que não dão
a mínima para os outros.
A gente se aproxima de
quem gosta da gent...
Uma pesquisa Meaningful Survey, do grupo Havas, em nove mercados,
conclui que “dois terços dos consumidores não se importa...
Esse conceito surge com a necessidade da publicidade
de atender bem mais que sua função inicial de vender; a
publicidade h...
A Goodvertising oferece um novo caminho – que é
cuidar de necessidades reais, em vez de ficar criando
desejos. Se você pod...
MERCADO TRANSPARENTE
● O que meus amigos dizem sobre isso?
● E os especialistas?
● O que os outros consumidores têm a dizer?
● Como o produto f...
Obrigado!
Responsabilidade social na Publicidade e Propaganda
Responsabilidade social na Publicidade e Propaganda
Responsabilidade social na Publicidade e Propaganda
Responsabilidade social na Publicidade e Propaganda
Responsabilidade social na Publicidade e Propaganda
Responsabilidade social na Publicidade e Propaganda
Responsabilidade social na Publicidade e Propaganda
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Responsabilidade social na Publicidade e Propaganda

444 visualizações

Publicada em

Trabalho desenvolvido por estudantes de Comunicação Social com habilitação em Publicidade para a matéria Publicidade e Sociedade com o tema responsabilidade social inserida dentro da publicidade.

Alunos envolvidos: Flávia Martins, André Vilas Boas, Rayssa Araújo e Marcel Yudai.

Publicada em: Dados e análise
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
444
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Responsabilidade social na Publicidade e Propaganda

  1. 1. Responsabilidade Social André Magalhães Flávia Martins Marcel Yudai Rayssa Araújo .
  2. 2. Segundo o Livro Verde da Comissão Europeia (2001), a responsabilidade social é um conceito segundo o qual, as empresas decidem, numa base voluntária, contribuir para uma sociedade mais justa e para um ambiente mais limpo. Responsabilidade Social diz respeito ao cumprimento dos deveres e obrigações dos indivíduos e empresas para com a sociedade em geral.
  3. 3. REGULAMENTAÇÃO DA PUBLICIDADE BRASILEIRA – CONAR ● O CONAR nasceu para antecipar a censura do governo, na década de 70. Nos anos 80, é fundado como uma ONG. ● Resposta às pressões sociais e para dar mais credibilidade para a publicidade. ● CONAR, e outros órgãos brasileiros, se baseiam no modelo norte-americano, em que o mercado se sobrepõe ao Estado. ● No Brasil, não é diferente. Há o fortalecimento das empresas e o esfacelamento do Estado. "Ou se é cada vez mais individualista, ou se desaparece".
  4. 4. “O objetivo da Publicidade e da Propaganda é modificar a conduta das pessoas por meio da persuasão, sem parecer obrigá- las.” As mentiras na Propaganda e na Publicidade, Guy Durandin
  5. 5. “Um dos principais meios que usam para isso é a informação: Divulgando falsas informações, ou simplesmente selecionando as informações, modificam o julgamento de seus interlocutores sobre as coisas e, através disso, até a sua conduta.” AS MENTIRAS DA PROPAGANDA, DURADIN, Guy. Professor da Universidade René-Descartes em Paris.
  6. 6. Publicidade: 1. Persuadir o consumidor, antes, no ato e depois da compra; 2. Vender cada vez mais; 3. vender sem se preocupar com o público - não estar próximo do público; 4. encorajar estilos de vida; 5. usar um recorte diferente ao divulgar um produto ou serviço “mascarando” seus contras; 6. mudar hábitos; 7. Não é apenas atingir o público e vender, é bem mais que isso; 8. vender é importante, mas o jeito que isso é feito, todo o processo bem pensado pode gerar um lucro bem maior que o financeiro. 9. As pessoas gostam de fazer parte do time que “faz a diferença” na sociedade, então se a marca fizer a diferença e mostrar isso, o público vai se sentir orgulhoso de fazer parte da marca. É simples. Ninguém quer comprar ou se ver usando uma marca que explora crianças em um país pobre, ou que usa pele de animal na produção de suas roupas. Quanto mais correta for a marca, mais o publico se identifica e quer fazer parte daquilo.
  7. 7. ● A omissão; ● Embelezar ou enfear o item; ● Enfear o campo inimigo; ● Depoimentos inexistentes; ● Pseudo-acontecimentos; ● Técnicas da publicidade – o storytelling, por exemplo; ● O desvio de atenção. MENTIRA NA PUBLICIDADE E NA PROPAGANDA
  8. 8. A PUBLICIDADE QUER QUE VOCÊ CONSUMA O QUE É PRODUZIDO. “Para “educar” esses consumidores e convencê-los a adquirir os produtos industrializados, os primeiros publicitários da era capitalista adotavam uma linguagem didática e informativa, ressaltando os aspetos materiais da mercadoria. Hoje, mais do que ofertar um produto, a publicidade promove visões de mundo, a grande maioria delas vinculadas e limitadas ao modo de produção capitalista” . “Regulamentação da comunicação publicitária no Brasil: disputas entre mercado, estado e sociedade civil” - GLICIA BEZERRA, Universidade Federal do Ceará
  9. 9. "Ninguém gosta de se relacionar com pessoas que não dão a mínima para os outros. A gente se aproxima de quem gosta da gente. Com as marcas, é a mesma coisa" THOMAS KOLSTER
  10. 10. Uma pesquisa Meaningful Survey, do grupo Havas, em nove mercados, conclui que “dois terços dos consumidores não se importam se a maioria das marcas vai estar viva amanhã ou não”. Um relatório recém divulgado pela We Are social olhou para o que as pessoas estão twittando sobre publicidade e descobriu que mais de 2 milhões de tweets durante um semestre foram negativos, de pessoas reclamando desde anúncios em geral (coisas do tipo “eu odeio publicidade”) até desagrados específicos, como comerciais que interrompem a experiência de assistir vídeos, anúncios pop-up que bloqueiam a leitura, segmentação e contexto equivocados. “78% das pessoas querem que as marcas resolvam alguns dos maiores desafios das sociedades, como o desemprego, as alterações climáticas, a pobreza e o bem-estar” GOODVERTISING - THOMAS KOLSTER 36 anos, dinamarquês, é especialista em Marketing e em Comunicação Sustentável e diretor da The Goodvertising Agency.
  11. 11. Esse conceito surge com a necessidade da publicidade de atender bem mais que sua função inicial de vender; a publicidade hoje tem que vender de uma forma consciente e responsável. As marcas hoje precisam olhar muito além da compra, e ver que os consumidores querem que sejam resolvidos também os problemas da sociedade - obesidade, racismo, desigualdades em geral, poluição, questões sociais e ambientais.
  12. 12. A Goodvertising oferece um novo caminho – que é cuidar de necessidades reais, em vez de ficar criando desejos. Se você pode contar a história de um futuro divertido, saudável e feliz ao mostrar as pessoas que empresas e marcas podem deixar de ser parte do problema para contribuírem com as soluções, então você pode ser capaz de reconstruir a confiança perdida dos consumidores na própria publicidade.
  13. 13. MERCADO TRANSPARENTE
  14. 14. ● O que meus amigos dizem sobre isso? ● E os especialistas? ● O que os outros consumidores têm a dizer? ● Como o produto foi feito? ● O que ele contém? ● Toxinas? Minerais polêmicos? Transgênicos? ● Como os trabalhadores foram tratados no processo de produção? ● Como esse produto foi transportado para a loja? ● O que vai acontecer com os resíduos quando eu terminar de usá-lo? RELAÇÃO CONSUMIDOR x MARCA
  15. 15. Obrigado!

×