O verdadeiro modificado

508 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
508
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
44
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O verdadeiro modificado

  1. 1. Jornal Absinto, Amor e Dor O primeiro jornal literário da Região do Cariri Juazeiro do Norte- 31 de julho de 2013. Jornal Quinzenal. Ano 1. Edição 01. Edgar Allan Poe: Conheça a história de um dos maiores escritores de todos os tempos Eu sou um, dentre todos os malditos (p. 02 e 03) Dupin:oprecursordas histórias de detetive moderno (p. 04) As mulheres de Poe (p. 04)
  2. 2. Juazeiro do Norte- 31 de julho de 2013. Jornal Quinzenal. Ano 1. Edição 01. Eu sou um, dentre todos os malditos Uma das f i g u r a s m a i s enigmáticas da Literatura A m e r i c a n a f o i E d g a r Allan Poe, que pertenceu ao m o v i m e n t o r o m â n t i c o . Sua vida foi repleta de altos e baixos, vícios e amores, problemas, sonhos e ilusões. Edgar foi escritor, crítico literário e editor de jornais e revistas. Muitos estudiosos afirmam que Poe foi um dos primeiros homens da América a compreender as possibilidades do jornalismo moderno, contribuindo em diversos jornais da época e deixando profundas marcas que transformariam todo cenário literário. No dia 19 de janeiro de 1809, em Boston– Massachussets (EUA)– nasceu o escritor, fruto do casamento entre David Poe e a atriz inglesa Elisabeth Arnold. Aos dois anos, foi adotado com os seus dois irmãos por um casal de comerciantes: John Allan e Frances Keeling Allan. Estudou línguas como o grego, latim, francês, espanhol e italiano na Universidade de Charlottesville, em Londres, mas por causa do vício em jogos, teve que interromper seus estudos. Em 1829, Poe publica seu primeiro trabalho literário, o livro Tamerlão e Outros Poemas. A partir daquele momento, dedica–se de corpo e alma à Literatura, rumo a Nova York, que na época, era o maior centro literário. Pouco tempo depois de sua ida a Nova Rumo ao fim O ano de 1845 é marcante na vida do escritor. Poe publica no jornal Evening Mirror, o célebre poema O Corvo. Depois, lança um ensaio chamando The Philosophy of Composition, que relata todo processo de construção do poema que viria a ser um dos mais aclamados em toda a história da literatura. Mas a dramaticidade, os vícios e os problemas de âmbito pessoal e emocional se intensificam a partir do dia 30 de janeiro de 1847. A morte de Virgínia, abala a vida do escritor profundamente. York, Edgar torna–se redator e editor do Literary Southern Messenger, em 1833. Contudo, é demitido por causa de seu vício em bebida. No dia 22 de setembro de 1835, casa–se secretamente com sua prima de 13 anos, Virgínia Eliza Clemm e começa a trabalhar como editor no Burton’s Gentleman’s Magazine, na companhia de sua esposa. É nesse período que escreve A queda da casa Usher e Contos do Grotesco e Arabesco. Em 1840, Poe passa a editar o Graham’s Magazine, publicando e inaugurando na Litera- tura Americana, um gênero conhecido como ro- mance policial, através da publicação da obra intitulada de “Os Crimes da Rua Morgue”. Aos poucos nasce o escritor 02 Jornal Absinto, Amor e Dor.
  3. 3. Juazeiro do Norte- 31 de julho de 2013. Jornal Quinzenal. Ano 1. Edição 01. Desiludido com a vida, Poe se entrega novamente ao vício do alcoolismo. Numa manhã de outubro de 1849, após uma bebedeira, ele é encontrado por um amigo em estado de profundo desespero. Levado para um hospital, permaneceu delirando e chamando repetidamente por um misterioso “Reynolds”. Depois, movendo devagar a cabeça, disse: “Senhor ajudai minha pobre alma”. Morreu na manhã de 7 de outubro de 1849, aos 40 anos. Não se sabe ao certo o que de fato causou a morte de uma das mentes mais brilhantes do cenário da Literatura Americana. Dicas de Leitura Livro Histórias Extraordinárias Contém os melhores contos de terror, mistério e romance policial de Poe, com tradução de José Paulo Paes. Preço: 15,84 R$ + frete. Onde comprar: Site das Lojas Americanas: http://www. americanas.com.br/ Livro Completo de Edgar Allan Poe (Shelley Costa Bloomfield) Um verdadeiro estudo sobre a vida do escritor, trazendo histórias inéditas, de seus vícios e amores. Preço: 33,21 R$ + frete. Onde comprar: Site das Lojas Americanas: http://www. americanas.com.br/ Frase do dia “O homem não se entrega aos anjos, nem se rende inteiramente à morte, senão pela fraqueza de sua débil vontade.” Edgar Allan Poe Cinema em casa Filme The Raven (O Corvo) Retrata de maneira ficcional, os cinco últimos dias da vida de Poe, que perseguirá um lunático serial killer, que pratica seus crimes inspirados nos contos de terror e mistério do escritor. 03 Jornal Absinto, Amor e Dor.
  4. 4. Juazeiro do Norte- 31 de julho de 2013. Jornal Quinzenal. Ano 1. Edição 01. 04 Dupin: o precursor das histórias de detetive moderno As mulheres de Poe Trabalho realizado pela estudante Raquel Alves. 5º Sem. Curso: Comunicação Social Jornal Absinto, Amor e Dor. Na segunda metade do século XIX, as histórias de  detetive  se popularizaram e sempre fascinaram o público literário, que são envolvidos nas diversas tramas, falsas pistas, crimes horrendos que duelam com a astúcia, a inteligência e o apurado olhar observador desses detetives/heróis. Edgar Allan Poe, –escritor americano do período romântico e mundialmente conhecido no cenário da Literatura Universal, após a publicação do poema The Raven em 1845– foi o pai do gênero ‘Romance Policial’ e das histórias de detetive moderno. Auguste Dupin foi sua extraordinária criação. Ele é um detetive francês, que mora em Paris, palco dos casos mais intrigantes que se propõe ou é convidado a resolver. Dupin foi o protagonista de três contos: Os assassinatos da Rua Morgue(1841), A carta roubada e O mistério de Marie Rogêt (1845). Dupinéconsideradoomodelodedetetivemaisfamoso na literatura mundial. As características que intrigam e fascinam o público, reside no grande senso de raciocínio lógico, inteligência, a observação/dedução de fatos/provas/cenas que passam despercebidas a  priori, mas que são essenciais para a montagem do quebra–cabeças dos casos misteriosos/crimes brutais, aos quais os detetives estão investigando. Mulheres enigmáticas, inocentes e doentes, muitas vezes levadas à força pelas garras da morte, perturbam e abalam os corações de homens românticos, que não conseguem se desligar ou desapegar da imagem daquelas que um dia foram suas musas e donas de seus corações sofridos e machucados pela dor da perda do ente amado. Essas “mulheres–anjas” tornam–se espectros que assombram a vida dos jovens românticos de Poe, (sejam em seus delírios causados por ópio ou usando–se de determinados vícios para encobrir os fatos sobrenaturais). Elas lutam para permanecerem vivas na mente daqueles que, nos dias mais gloriosos de sua vida, juraram amor eterno. Abaixo segue a lista das “mulheres de Poe”, que por outro lado, podem refletir indiretamente as tantas paixões platônicas (ou não) que reinaram na vida do escritor: Poema: O Corvo (1845)/ Personagem: Lenore Conto:Berenice (1835)/ Personagem: Berenice Conto: Morella (1835) / Personagem: Morella Conto: Ligeia (1838)/ Personagem: Ligeia Conto: Eleonora (1842)/ Personagem: Eleonora

×