Barroco e RococóBarroco e Rococó
Europeu e BrasileiroEuropeu e Brasileiro
O uso de contrastes no BarrocoO uso de contraste...
O Barroco EuropeuO Barroco Europeu
 A arte barroca originou-se na Itália noA arte barroca originou-se na Itália no
século...
Ou Judith degola HolofernesOu Judith degola Holofernes
Não tem o equilíbrio e racionalismoNão tem o equilíbrio e racionalismo
renascentista.renascentista.
Velásquez- Vênus se olha noVelásquez- Vênus se olha no
espelhoespelho
As meninasAs meninas
Infanta MargaritaInfanta Margarita
Papa InocêncioPapa Inocêncio
Cristo CruxificadoCristo Cruxificado
Rembrandt- Auto-retratoRembrandt- Auto-retrato
Lição de anatomiaLição de anatomia
Rubens- Dança dos aldeõesRubens- Dança dos aldeões
O Sequestro das filhas de LeucipoO Sequestro das filhas de Leucipo
Andrea Pozzo- A glória de santoAndrea Pozzo- A glória de santo
InácioInácio
Na arquitetura barroca os tetos dasNa arquitetura barroca os tetos das
igrejas são altos e as pinturasigrejas são altos e ...
Dinamismo e Imponência do Barroco naDinamismo e Imponência do Barroco na
Basílica de São Pedro no Vaticano.Basílica de São...
Catedral de São PedroCatedral de São Pedro
 Observem a grandiosidade desseObservem a grandiosidade desse
RetábuloRetábulo
Catedral de Santiago deCatedral de Santiago de
CompostelaCompostela
Igreja de Jesus- Roma Séc. XVIIgreja de Jesus- Roma Séc. XVI
Palácio de Versalhes na FrançaPalácio de Versalhes na França
Sua arquitetura parece estender-seSua arquitetura parece estender-se
sem limites sobre a paisagem...sem limites sobre a pa...
Várias alas...Várias alas...
Galeria dos lustresGaleria dos lustres
Salão do ReiSalão do Rei
Madeira trabalhada, muitosMadeira trabalhada, muitos
detalhes, dourado...detalhes, dourado...
Busto do ReiBusto do Rei
Meandros, elementos contorcidos eMeandros, elementos contorcidos e
espirais...espirais...
Na escultura barroca destacam-seNa escultura barroca destacam-se
as emoções, as linhas curvas, osas emoções, as linhas cur...
O êxtase de Santa Tereza- BerniniO êxtase de Santa Tereza- Bernini
RococóRococó
 Também conhecido como "estiloTambém conhecido como "estilo
regência", reflete o comportamento daregência", ...
TUDO É DOURADO...TUDO É DOURADO...
 Existe uma alegria na decoração carregada, naExiste uma alegria na decoração carregad...
ARQUITETURAARQUITETURA
EsculturaEscultura
Pintura- A Toilete de VênusPintura- A Toilete de Vênus
BoucherBoucher
Festa do Amor-WatteauFesta do Amor-Watteau
O Beijo Roubado- FragonardO Beijo Roubado- Fragonard
O Barroco BrasileiroO Barroco Brasileiro
 Os modelos barrocos europeus se aclimatam eOs modelos barrocos europeus se acli...
Igreja São Francisco de Assis - Ouro PIgreja São Francisco de Assis - Ouro P
Igreja São Francisco de Assis - Ouro PIgreja São Francisco de Assis - Ouro P
 Considerada uma das obras-primas do barroco...
O teto da igreja por mestre AthaideO teto da igreja por mestre Athaide
A igreja vista por outro ângulo.A igreja vista por outro ângulo.
Antônio Francisco Lisboa oAntônio Francisco Lisboa o
AleijadinhoAleijadinho
O maior artista do barroco mineiroO maior artista do barroco mineiro
 Aleijadinho (Antônio Francisco Lisboa)Aleijadinho (...
Santuário de Bom Jesus doSantuário de Bom Jesus do
matosinhos, Congonhas, MGmatosinhos, Congonhas, MG
A Santa Ceia- Mestre AthaideA Santa Ceia- Mestre Athaide
Nossa Senhora da ConceiçãoNossa Senhora da Conceição
Altar-mor da igreja de N. Sra doAltar-mor da igreja de N. Sra do
CarmoCarmo
A Virtude- Mestre ValentimA Virtude- Mestre Valentim
As pinturas nos caixotõesAs pinturas nos caixotões
Outro exemplo de pintura noOutro exemplo de pintura no
teto em painéis separadosteto em painéis separados
A pintura arquitetural ilusionista, cenas queA pintura arquitetural ilusionista, cenas que
dão continuidade à arquitetura ...
OS RETÁBULOS BARROCOSOS RETÁBULOS BARROCOS
 O retábulo-mor é a peça maisO retábulo-mor é a peça mais
importante na decora...
Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e ArtísticoTombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico
Nacio...
O retábulo-mor da Catedral Nossa Senhora da Vitória foiO retábulo-mor da Catedral Nossa Senhora da Vitória foi
concebido e...
OUTROS RETÁBULOSOUTROS RETÁBULOS
Oratórios barrocosOratórios barrocos
 Como vimos a arquitetura do barroco brasileiro éComo vimos a arquitetura do barroco...
Oratório afro-brasileiroOratório afro-brasileiro
Todos estes oratórios são deTodos estes oratórios são de
madeira .madeira .
História da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiro
História da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiro
História da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiro
História da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiro
História da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiro
História da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiro
História da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiro
História da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiro
História da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiro
História da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiro
História da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiro
História da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiro
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

História da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiro

891 visualizações

Publicada em

História da Arte: Barroco e Rococó (Europa e Brasil)

Publicada em: Educação
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
891
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
26
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
121
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

História da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiro

  1. 1. Barroco e RococóBarroco e Rococó Europeu e BrasileiroEuropeu e Brasileiro O uso de contrastes no BarrocoO uso de contrastes no Barroco expressa as idéias opostas, comoexpressa as idéias opostas, como amor e dor, vida e morte, etc...amor e dor, vida e morte, etc... Profª Beth RaposoProfª Beth Raposo
  2. 2. O Barroco EuropeuO Barroco Europeu  A arte barroca originou-se na Itália noA arte barroca originou-se na Itália no século XVI, irradiando-se por outrosséculo XVI, irradiando-se por outros países da Europa.países da Europa.  Na arte barroca predominam asNa arte barroca predominam as emoções...emoções...  como esta de Caravaggio, Incredulidadecomo esta de Caravaggio, Incredulidade
  3. 3. Ou Judith degola HolofernesOu Judith degola Holofernes
  4. 4. Não tem o equilíbrio e racionalismoNão tem o equilíbrio e racionalismo renascentista.renascentista.
  5. 5. Velásquez- Vênus se olha noVelásquez- Vênus se olha no espelhoespelho
  6. 6. As meninasAs meninas
  7. 7. Infanta MargaritaInfanta Margarita
  8. 8. Papa InocêncioPapa Inocêncio
  9. 9. Cristo CruxificadoCristo Cruxificado
  10. 10. Rembrandt- Auto-retratoRembrandt- Auto-retrato
  11. 11. Lição de anatomiaLição de anatomia
  12. 12. Rubens- Dança dos aldeõesRubens- Dança dos aldeões
  13. 13. O Sequestro das filhas de LeucipoO Sequestro das filhas de Leucipo
  14. 14. Andrea Pozzo- A glória de santoAndrea Pozzo- A glória de santo InácioInácio
  15. 15. Na arquitetura barroca os tetos dasNa arquitetura barroca os tetos das igrejas são altos e as pinturasigrejas são altos e as pinturas reproduzem céus de um azul vivo...reproduzem céus de um azul vivo...
  16. 16. Dinamismo e Imponência do Barroco naDinamismo e Imponência do Barroco na Basílica de São Pedro no Vaticano.Basílica de São Pedro no Vaticano.
  17. 17. Catedral de São PedroCatedral de São Pedro  Observem a grandiosidade desseObservem a grandiosidade desse RetábuloRetábulo
  18. 18. Catedral de Santiago deCatedral de Santiago de CompostelaCompostela
  19. 19. Igreja de Jesus- Roma Séc. XVIIgreja de Jesus- Roma Séc. XVI
  20. 20. Palácio de Versalhes na FrançaPalácio de Versalhes na França
  21. 21. Sua arquitetura parece estender-seSua arquitetura parece estender-se sem limites sobre a paisagem...sem limites sobre a paisagem...
  22. 22. Várias alas...Várias alas...
  23. 23. Galeria dos lustresGaleria dos lustres
  24. 24. Salão do ReiSalão do Rei
  25. 25. Madeira trabalhada, muitosMadeira trabalhada, muitos detalhes, dourado...detalhes, dourado...
  26. 26. Busto do ReiBusto do Rei
  27. 27. Meandros, elementos contorcidos eMeandros, elementos contorcidos e espirais...espirais...
  28. 28. Na escultura barroca destacam-seNa escultura barroca destacam-se as emoções, as linhas curvas, osas emoções, as linhas curvas, os drapeados. A dramaticidade e umadrapeados. A dramaticidade e uma infinidade de anjos, arcanjos,infinidade de anjos, arcanjos, santos e virgens, deuses pagãos esantos e virgens, deuses pagãos e heróis míticos.heróis míticos.  ESCULTURA BARROCAESCULTURA BARROCA
  29. 29. O êxtase de Santa Tereza- BerniniO êxtase de Santa Tereza- Bernini
  30. 30. RococóRococó  Também conhecido como "estiloTambém conhecido como "estilo regência", reflete o comportamento daregência", reflete o comportamento da elite francesa de Paris e Versailles,elite francesa de Paris e Versailles, empenhada em traduzir o fausto e aempenhada em traduzir o fausto e a agradabilidade da vida. O nome vem doagradabilidade da vida. O nome vem do francês rocaille (concha), um dosfrancês rocaille (concha), um dos elementos decorativos maiselementos decorativos mais característicos desse estilo, não somentecaracterísticos desse estilo, não somente da arquitetura, mas também de todada arquitetura, mas também de toda manifestação ornamental e de adereços .manifestação ornamental e de adereços .
  31. 31. TUDO É DOURADO...TUDO É DOURADO...  Existe uma alegria na decoração carregada, naExiste uma alegria na decoração carregada, na teatralidade, na refinada artificialidade dosteatralidade, na refinada artificialidade dos detalhes, mas sem a dramaticidade pesada nemdetalhes, mas sem a dramaticidade pesada nem a religiosidade do barroco.a religiosidade do barroco.  Tudo é mais leve, como a despreocupada vidaTudo é mais leve, como a despreocupada vida nas grandesnas grandes cortes de Paris ou Viena.cortes de Paris ou Viena.
  32. 32. ARQUITETURAARQUITETURA
  33. 33. EsculturaEscultura
  34. 34. Pintura- A Toilete de VênusPintura- A Toilete de Vênus BoucherBoucher
  35. 35. Festa do Amor-WatteauFesta do Amor-Watteau
  36. 36. O Beijo Roubado- FragonardO Beijo Roubado- Fragonard
  37. 37. O Barroco BrasileiroO Barroco Brasileiro  Os modelos barrocos europeus se aclimatam eOs modelos barrocos europeus se aclimatam e se desenvolvem no Brasil ao longo do séculose desenvolvem no Brasil ao longo do século XVIII, resvalando em soluções rococó - maisXVIII, resvalando em soluções rococó - mais leves, simples e suaves - nas vilas e cidades deleves, simples e suaves - nas vilas e cidades de Minas Gerais a partir de 1760.Minas Gerais a partir de 1760.  Aí, as construções perdem suas feiçõesAí, as construções perdem suas feições monumentais, e os templos adquirem toquesmonumentais, e os templos adquirem toques intimistas e dimensões reduzidas. A decoraçãointimistas e dimensões reduzidas. A decoração em pedra-sabão constitui outro traço peculiar eem pedra-sabão constitui outro traço peculiar e original do barroco mineiro que se expande pororiginal do barroco mineiro que se expande por diversos núcleos de mineração da colônia.diversos núcleos de mineração da colônia.
  38. 38. Igreja São Francisco de Assis - Ouro PIgreja São Francisco de Assis - Ouro P
  39. 39. Igreja São Francisco de Assis - Ouro PIgreja São Francisco de Assis - Ouro P  Considerada uma das obras-primas do barrocoConsiderada uma das obras-primas do barroco brasileiro, além de ser uma das maioresbrasileiro, além de ser uma das maiores realizações do Aleijadinho (1730 - 1814). Arealizações do Aleijadinho (1730 - 1814). A Igreja é uma das raras construções em que oIgreja é uma das raras construções em que o projeto, a obra escultórica e a talha são deprojeto, a obra escultórica e a talha são de autoria de um mesmo artista, o que confereautoria de um mesmo artista, o que confere grande unidade e harmonia ao conjunto. Agrande unidade e harmonia ao conjunto. A pintura e o douramento do forro, retábulos epintura e o douramento do forro, retábulos e laterais ficaram sob a responsabilidade delaterais ficaram sob a responsabilidade de Manoel da Costa Ataíde (1762 - 1830). AManoel da Costa Ataíde (1762 - 1830). A encomenda do risco para a igreja, feita ao entãoencomenda do risco para a igreja, feita ao então jovem escultor, arquiteto e entalhadorjovem escultor, arquiteto e entalhador (Aleijadinho), se efetiva em 1766, logo após a(Aleijadinho), se efetiva em 1766, logo após a morte do pai do artista, importante arquiteto emorte do pai do artista, importante arquiteto e mestre de obras local.mestre de obras local.
  40. 40. O teto da igreja por mestre AthaideO teto da igreja por mestre Athaide
  41. 41. A igreja vista por outro ângulo.A igreja vista por outro ângulo.
  42. 42. Antônio Francisco Lisboa oAntônio Francisco Lisboa o AleijadinhoAleijadinho
  43. 43. O maior artista do barroco mineiroO maior artista do barroco mineiro  Aleijadinho (Antônio Francisco Lisboa)Aleijadinho (Antônio Francisco Lisboa) nasceu em Vila Rica no ano de 1730 (nãonasceu em Vila Rica no ano de 1730 (não há registros oficiais sobre esta data). Erahá registros oficiais sobre esta data). Era filho de uma escrava com um mestre-de-filho de uma escrava com um mestre-de- obras português. Iniciou sua vida artísticaobras português. Iniciou sua vida artística ainda na infância, observando o trabalhoainda na infância, observando o trabalho de seu pai que também era entalhador.de seu pai que também era entalhador.
  44. 44. Santuário de Bom Jesus doSantuário de Bom Jesus do matosinhos, Congonhas, MGmatosinhos, Congonhas, MG
  45. 45. A Santa Ceia- Mestre AthaideA Santa Ceia- Mestre Athaide
  46. 46. Nossa Senhora da ConceiçãoNossa Senhora da Conceição
  47. 47. Altar-mor da igreja de N. Sra doAltar-mor da igreja de N. Sra do CarmoCarmo
  48. 48. A Virtude- Mestre ValentimA Virtude- Mestre Valentim
  49. 49. As pinturas nos caixotõesAs pinturas nos caixotões
  50. 50. Outro exemplo de pintura noOutro exemplo de pintura no teto em painéis separadosteto em painéis separados
  51. 51. A pintura arquitetural ilusionista, cenas queA pintura arquitetural ilusionista, cenas que dão continuidade à arquitetura ou criamdão continuidade à arquitetura ou criam uma nova perspectivauma nova perspectiva
  52. 52. OS RETÁBULOS BARROCOSOS RETÁBULOS BARROCOS  O retábulo-mor é a peça maisO retábulo-mor é a peça mais importante na decoração doimportante na decoração do interior da igreja, onde sãointerior da igreja, onde são colocados as esculturas sacras,colocados as esculturas sacras, relíquias e símbolos variados darelíquias e símbolos variados da cristandade como o sacrário,cristandade como o sacrário, lugar de oração e presençalugar de oração e presença material da divindade.material da divindade.
  53. 53. Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e ArtísticoTombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) em 1954, o retábulo-mor da CatedralNacional (IPHAN) em 1954, o retábulo-mor da Catedral Nossa Senhora da Vitória, a Igreja da Sé, é um exemplarNossa Senhora da Vitória, a Igreja da Sé, é um exemplar da arte sacra brasileira .da arte sacra brasileira .
  54. 54. O retábulo-mor da Catedral Nossa Senhora da Vitória foiO retábulo-mor da Catedral Nossa Senhora da Vitória foi concebido e desenhado pelo jesuíta Felipe Bettendorf, emconcebido e desenhado pelo jesuíta Felipe Bettendorf, em 1690. Feito em talha dourada, a peça foi construída pelo1690. Feito em talha dourada, a peça foi construída pelo entalhador português Manoel Manso, que contou com aentalhador português Manoel Manso, que contou com a colaboração dos índios da aldeia de Nossa Senhoracolaboração dos índios da aldeia de Nossa Senhora Conceição de Maracu., principalmente do índio Francisco,Conceição de Maracu., principalmente do índio Francisco, exímio entalhador.exímio entalhador.
  55. 55. OUTROS RETÁBULOSOUTROS RETÁBULOS
  56. 56. Oratórios barrocosOratórios barrocos  Como vimos a arquitetura do barroco brasileiro éComo vimos a arquitetura do barroco brasileiro é mais simples e leve que a do barroco europeu.mais simples e leve que a do barroco europeu.  Terminamos com imagens dos oratórios,Terminamos com imagens dos oratórios, "Trata-se de armários ou nichos, geralmente feitos de"Trata-se de armários ou nichos, geralmente feitos de madeira e em pequenos formatos, em cujo interiormadeira e em pequenos formatos, em cujo interior se guardavam as imagens dos santos católicos dese guardavam as imagens dos santos católicos de devoção pessoal, familiar ou comunitária", explicadevoção pessoal, familiar ou comunitária", explica Ângelo O. de Araújo Santos (Instituto Cultural FlávioÂngelo O. de Araújo Santos (Instituto Cultural Flávio Gutierrez).Gutierrez).
  57. 57. Oratório afro-brasileiroOratório afro-brasileiro
  58. 58. Todos estes oratórios são deTodos estes oratórios são de madeira .madeira .

×