Meiose

419 visualizações

Publicada em

Conteúdo da aula do dia 09/05/2013 da professora Alaíde.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
419
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Meiose

  1. 1. Divisão celularMeiose = formação de gametas
  2. 2.  ZigótenoOs cromossomos homólogos começam a combinar-se estreitamente ao longo de todaa sua extensão.O processo de pareamento ou sinapse é muito preciso.
  3. 3.  PaquítenoOs cromossomos tornam-se bem mais espiralados.O pareamento é completo e cada par de homólogos aparece como um bivalente.Às vezes denominados tétrade porque contém quatro cromátides.Neste estágio inicia-se o crossing-over.Ou seja, a troca de segmentos homólogos entre cromátides não irmãs de um par decromossomos homólogos.
  4. 4.  DiplótenoOcorre o afastamento dos cromossomos homólogos que constituem os bivalentes.Embora os cromossomos homólogos se separem, seus centrômeros permanecemintactos.De modo que cada conjunto de cromátides-irmãs continua ligado como inicialmente.Depois, os dois homólogos de cada bivalente mantêm-se unidos apenas nos pontosdenominados quiasmas. Quiasma é o local onde os pedaços se soldam em cromossomos trocados
  5. 5.  DiacineseNeste estágio os cromossomos atingem a condensação máxima. Na diacinese ocorre a terminalização dos quiasmas.Os pedaços trocados escorregam para as extremidades de cadacromossomo.Terminando, assim, o crossing over e a prófase I.
  6. 6.  METÁFASE IHá o desaparecimento da membrana nuclear.Forma-se um fuso e os cromosomos pareados se alinham no plano equatorial dacélula.Com seus centrômeros orientados para pólos diferentes.
  7. 7.  ANÁFASE IOs dois membros de cada bivalente se separam.Seus respectivos centrômeros com as cromátides-irmãs fixadas sãopuxados para pólos opostos da célula.Os bivalentes distribuem-se independentemente uns dos outros e.Em consequência, os conjuntos paterno e materno originais sãoseparados em combinações aleatórias.
  8. 8. TELÓFASE INesta fase os dois conjuntos haplóides de cromossomosse agrupam nos pólos opostos da célula.
  9. 9. Meiose IIPRÓFASE IIÉ bem simplificada, visto que os cromossomos não perdem a sua condensação durante atelófase I.Assim, depois da formação do fuso e do desaparecimento da membrana nuclear, ascélulas resultantes entram logo na metáfase II.
  10. 10. METÁFASE IIOs 23 cromossomos subdivididos em duas cromátidesunidas por um centrômero prendem-se ao fuso.
  11. 11.  ANÁFASE IIApós a divisão dos centrômeros as cromátides de cada cromossomo migram parapólos opostos.
  12. 12. TELÓFASE IIForma-se uma membrana nuclear ao redor de cadaconjunto de cromátides.

×