Criação Publicitária

236 visualizações

Publicada em

Novo conteúdo da disciplina de Criação Publicitária do curso de Publicidade e Propaganda da Estácio Campus TV Morena.

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
236
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Criação Publicitária

  1. 1. PLANEJAMENTO E CRIAÇÃO EM COMUNICAÇÃO É na Criação que os Conceitos ganham formas e ideias mmo ao coração das pessoas. '
  2. 2. PLANEJAMENTO E CRIAÇAO EM COMUNICAÇAO É gerar interação, criar sensações e impressões que deixem como resultado um elo verdadeiro entre a marca e OS consumidores. t
  3. 3. ^^ÉFQ PLANEJAMENTO E CRIAÇÃO EM COMUNICAÇÃO Tudo isso, através do planejamento e execução de ações de comunicação.
  4. 4. PLANEJAMENTO E CRIÃÇÃO EM . a ç COMUNICAÇÃO Quando a mação é livre para imaginar, ' A_ / todos os tipos e formatos de mídias ° 'A' ' ' / J podem ser usados para chegar nos 'F -' melhores resultados, y
  5. 5. n _ A. n 3' - . í t. “I a i PLANEJAMENTO A ÊELCRIAÇAO EM 'COMUNICAÇAO Dependendo do público alvo da Campanha, nossos especialistas irão compor um plano contendo diferentes táticas de segmentação para atender seus objetivos em termos de alcance, frequência, e custos.
  6. 6. umíí: ~ _N f 3' x' l v “I ›. › ' ' , l A -_ _ _ _ í( ! t ~ , J . .à I. ' t¡ ' A ç. , t, »W J xr _ I . "“ l* 'l _ 'I Il . é PLANEJ _MENTO f' E CRIÃÇÃO EM COMUNICAÇÃO Eles podem utilizar: Contextual Targeting; Demograñc Targeting; Behavior Targeting; Geografic Targeting e Relationship Targeting. "' ' N s ' ( ' * _ ' A , '*-. . _ r' I_ _il_ “ÀJWÍ-SVÀ_ u WA ! q M l . , i ' . k. t_ 7 t» . ›, ~ É¡ , ' w" c. ' a 2 F? ? 2 " . rí/ “Íí ? w v, L A : Y . V' . - I Ú' " É» “É, "à
  7. 7. "Íiílr q: .El _ a K E ›' l ÉlLillÍlEtleiigtllllaalllzr i ' ' J r ' ã* I' * r U V ¡ VÂVl . u" Í INI 'JH : '., _I_ÀV _oI ulul= liu a 9:01 ¡jtonglãlfaiçxc isíilislilílllitázniio-Qlç oitauuianagg tüílsuíthlulllgliílaigñ I. 'ÉHQYIHSJA' i Yt= .1Í0lr'í.99lli; iÍl! lÍÍYlQa$! plãllllilllêlllíêtãilllêlmit.
  8. 8. Pl. .íilEJ. í;. I¡IEilTO E CRIAÇÃO EMI CO¡v¡uI~IIC. AÇ. ›:-. Quando criamos valor, despertamos a paixão. Quando despertamos a paixão, nos tomamos essenciais e geramos o relacionamento. Quando geramos o relacionamento, oonquistamos advogados da marca.
  9. 9. | í I . A | ' ' i " ' V Y' ' ii", "nki u I r ' - ' 9l _›: __IÀ' u ¡ ' ç A - . i livili lowli . u ^ “ ? lalnaqiliaao«gmzawieíw~= tt›: zI¡I(= ;p3: : idtaqiliaidiziuiziniiavav(ziniimnzoic. rawiulleicm: azqginsielivrei: ::Imnieics-sàia-: Iñviidlzidlam i : izsimiolhllirmgzmm (~~. í›2¡i0l= *0l›-“r29l= l=$".5l= . Inubiilciíinrgux-uraramgxcinulitsüarxa giniziziiõiai: lmlkgpiiciiv¡ *kicaràlaipitoumdiqp êjasllãiliãl-'lsiidfsiciskwiielt . niaixitaptpiziiiàllreie__ã_ nuizirmidlw-aciszoii-: dhidla
  10. 10. PlAnlIE Aiviizixlwro E Ciãl. '›. ^.'›, O EM COM J IllC. '›*. iÇ/ -O Conhecendo as perguntas, procuraremos as respostas mais adequadas. Com respostas adequadas, podemos trilhar um caminho. um plano que nos de alicerce para criar atividades adequadas em meios que propiciem , * ¡ A: -l estreitar o relacionamento com Os nossos publicos, _fz "g para a partir deste momento, controlar e mensurar as ações e sua efetivi de í i
  11. 11. PL/ ítilEJ! _-"*_. ii/ lE¡| TO E CRIAÇÃO EM COltliUhlIClixÇÁtO Com dados, números e informações podemos: 1 -justificar o nosso trabalho; 2 - Reavaliar e Readequar a atividade a qualquer momento, adequando c plano de execução se necessário; 3 - Criar alicerce para as próximas ações; ZÍLVJHHII
  12. 12. PLAixiEJigiiaEixiTo E CRIAÇA-. O EM coiviuixiiczixçAo 4 - Nos tomar relevantes para as indústrias, justificando os investimentos através dos resultados; 5 - Criando um legado para o nosso parceiros, Clientes e sociedade. André Heller (Gerente de Marketing, Comunicação, Planejamento e Projetos). HLVKÍIHCI
  13. 13. PLl-'tixlEJigílllEixlTo E CRIAÇAO EM CONiUi'lC. !"-t. Ç.¡-*. O O planejamento de comunicação deve apresentar o VALOR que a empresa tem para oferecer para os seus Clientes através dos seus produtos ou serviços, é importante ter em mente que as pessoas compram VALOR AGREGADO, BENEFÍCIOS, SOLUÇÕES e você entrega PRODUTOS E SERVIÇOS.
  14. 14. 1 Í . Ainl A . ÂFI| J|"ÍÃY EEIA__¡À z IM. " ¡A_IA sit; ç* '-: .'= Iu: :e @iãllltftl _animaram n: iiiciiíni: 'i 'l ou: : qjnt: lr: lni: ~z, e Jimi ; i›: It: ..o. '9í7" li: ituiziuullnm : R: lrllllltlliíês* : Iu~, .oj›i: r:li: .:', :Ir: ' . rlllltlíl? ” ake: : Ivimir ; ç llllnllKh 5*' 'en', :niunv of: ivmiitciilnggwah. . *untezimu ? tarifa DO MORE THAN JUST EXIST
  15. 15. PLANEJAMENTO E . ¡ E CRIAÇÃO EM ¡ COMUNICAÇAO , z ~ Mattos Cita que quem planeja ações integradas de comunicação precisa ficar atento aos riscos ' 5 _, _ da atividade. “Por exemplo, essas são ações ' que exigem a eelabõraçãoogwl-_g i E ” fornecedores, os quais e ¡'- À 'o 5-” - - em momentos diferentes. Garantir quet odos conheçam bem o objeto de trabalho é um desafio", destacou. ' -, Afalta de uma grande ideia, afirma Mattos, é um dos principais riscos. Segundo ele, toda ação integrada deve ser baseada em uma ideia central de grande valor para a marca.
  16. 16. !IliuIl-Jliiiz-iili- ; hamm- : lHIl-lluluili- 'R-lillell-
  17. 17. ullinl : cmi: :umillllllllivlãtqfíia-dia»lllltãnâlllplt= bñí= .um : ..: »_›: io'i: ,uo'n= lllãntaipllllnl, :gguaiauiotcualtvxqtztoi: rzlllzlíc, :unir-i: intendi-Irene. vilniuialle-zaílzllrrzaie. mu¡ r. Iinrivimztv: llÍÍ= Jllls«íillllêÊilllílliiit, rrzolklbzoinlilnltan, eu : nr Pl ainsi-ii»›~n: ›e-= ›:«= in: »ipillbilt-. a. saltam». v . ~-x. :_'i›: , (mais), êfílc~piransiiz= it= z : Lãâ- 'v-Qlil: 4* i: "vam lniiqgjtsl lllli llnllszz-sllml _min_ E f. : ff' www?
  18. 18. r ¡ . _ l-. g . i . .ami « ! í im . u 'tvi I ! ml lnll . u lllnulfãktuüiíüliêfãiê-lllilkutrmfi' »arma-teus í llliâLgjnl. Falllio»qjlltvâlr-"álêilllibl ituspzsmirci: oiargkllalllsffzluianlüa-ílswqlllãllelllsl Íl9í. :-e'i= ~*9iÍ@II'-'liv°. . (= ! lllãlllaii ~i missas-aflita ? ami SHÍOlÍQEm ínlblñtlvle : s Illãliiltâ-itibllllüilllñlãllià-*Iâtfmã illcinlni _tanlttjlltlãlliebjzl muadmitiu-vgroiunrinm : s: ¡Inimlliugnàoznininniainiiacicsce: :uicimqlll: r': .'c'f: .,: ›:llIl_0l(= l-'? =2 Nau/ c, ii: ieimizm *lljlllllk inuicinniiíl* §: ›:In. ::. s:ir Iuftlfiàlkíc.
  19. 19. PLANEJAMENTO E CRIAÇÃO EM COMUNICAÇAO Para Platão existiam duas realidades. A primeira, o Mundo das Ideias, é aquele universo perfeito em que tudo faz sentido. Muito parecido com o desenho de um projeto de comunicação.
  20. 20. .Étic-IvIiImaia-: tauistvizih&aqi-raias; 'Allanixolmiãtamillluhlliolq_ O-, lãiílãislllllfílllii píslllmllllãllltitv¡littillllñltnqllís-visttltlllrilüíãllilãlc. 3:49: á : r: ›:li'*= -wf: :i-; inlniiztoh 'm 4--53
  21. 21. r l AÍNI: .IA,1AVÁI: EHI f EiA__¡^' lijvii 2 IIvIl lvll : í'__¡í* 'em ixis- . v-pllãlllâjãllllãlllíí'â-“ülliíiãlilláüihll : t: zljliolz. numa. ãürdi= mül . liilf-lzlfalr' *cimlkv : uniunier-. tzialnngjqjsi : :m Inuietnnliílôkizprolvoiaidlai “_ -~ _a4 3 m¡ estara, -oiÍ-Jlziiimnãuçtliàiíítílol , _. (tennis, _cias-mma naianimEif-lliài u' f¡ Ifqlsñllilàiãllllt! JÍIÍIÍÊIÊHÍÍÊÍÍÉQÍÉE À _ ” r : Mirai pnlwífâmàllllpllàlélãi É lí' ll ' . . . f v 1 - _z : Wiíg . v _i '›- ÍÊ. : ; ñ-vfô? VI» . x _ p* »J v - o '- A 'C q', ;A W . V-

×