Afasias

18.590 visualizações

Publicada em

Aula do Dr. Rafael Higashi, médico neurologista, sobre afasia. Aula ministrada para médicos residêntes da UFRJ.
www.estimulacaoneurologica.com.br

Publicada em: Educação, Saúde e medicina
3 comentários
9 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
18.590
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
347
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
462
Comentários
3
Gostaram
9
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Afasias

  1. 1. AFASIAS Dr Rafael Higashi Médico Neurologista http://www.estimulacaoneurologica.com.br/home.aspx
  2. 2. CONCEITOS : <ul><li>Córtex cerebral humano : </li></ul><ul><li>Área sensória primária </li></ul><ul><li>Área motora primária </li></ul><ul><li>Córtex de associação: </li></ul><ul><li>Cognição </li></ul><ul><li>Emoção </li></ul><ul><li>Comportamento </li></ul>< 10 % > 80 %
  3. 3. DISTÚRBIO DA COGNIÇÃ0 : <ul><li>Afasia </li></ul><ul><li>Apraxia </li></ul><ul><li>Agnosia </li></ul><ul><li>Distúrbio da memória </li></ul><ul><li>Disfunção executiva </li></ul><ul><li>Distúrbio visoespacial </li></ul>
  4. 4. Áreas anatomicamente bem definidas com importância na prática clínica <ul><li>Perisilviana : linguagem </li></ul><ul><li>Parieto-frontal : cognição espacial </li></ul><ul><li>Occipto-temporal : reconhecimento de face e objeto </li></ul><ul><li>Límbica : retenção da memória </li></ul><ul><li>Pré-frontal : para atenção e comportamento </li></ul>
  5. 5. CONEXÕES PERISILVIANAS À ESQUERDA: <ul><li>Afasias : Wernicke , Broca , Global , Transcortical Não Fluente, Transcortical Fluente , Isolada e Anômica </li></ul><ul><li>Apraxias : Ideomotora , Bucofacial , Cinética dos Membros e Ideacional . </li></ul><ul><li>Síndromes : Gertsmann’s </li></ul>
  6. 6. AFASIA: <ul><li>Perda ou deterioração da linguagem provocada por dano cerebral. </li></ul><ul><li>(Perkin, 1998) </li></ul>
  7. 10. VIAS MOTORAS DOS MOVIMENTOS ESPECIALIZADOS
  8. 11. AFASIA DE WERNICKE <ul><li>Lesão em giro superior/posterior do lobo temporal esquerdo; </li></ul><ul><li>Artéria cerebral média divisão inferior; </li></ul><ul><li>Compreensão oral e escrita alteradas; </li></ul><ul><li>Parafasias e/ou Jargão; </li></ul><ul><li>Fala com muitas palavras de função e poucos substantivos e verbos; </li></ul><ul><li>Quadrantopsia superior e hemianopsia; </li></ul><ul><li>Diagnóstico diferencial com quadros psiquiátricos como mania e esquizofrenia; </li></ul>
  9. 12. ARTÉRIA CEREBRAL MÉDIA
  10. 13. AFASIA TRANCORTICAL SENSITIVA <ul><li>Lesão em região têmporo-parietal: </li></ul><ul><li>Zona de transição entre artéria cerebral posterior e artéria cerebral média; </li></ul><ul><li>Compreensão prejudicada; </li></ul><ul><li>Fluência preservada; </li></ul><ul><li>Diagnóstico diferencial com Wernicke: repetição preservada; </li></ul><ul><li>Associação com hemioanopsias; </li></ul>
  11. 14. AFASIA DE BROCA <ul><li>Lesão na área de Broca (posterior, inferior em hemisfério dominante para linguagem - H.E.); </li></ul><ul><li>Artéria cerebral média (divisão superior) </li></ul><ul><li>Agramatismo (alteração morfossintática); </li></ul><ul><li>Usualmente associada à disartria espástica; </li></ul><ul><li>Compreensão da leitura preservada; </li></ul><ul><li>Insight preservado; </li></ul><ul><li>Déficits neurológicos adicionais comum; </li></ul><ul><li>Campo visual intacto; </li></ul>
  12. 15. ARTÉRIA CEREBRAL MÉDIA
  13. 16. AFASIA TRANSCORTICAL MOTORA <ul><li>Lesão em área frontal; </li></ul><ul><li>Zona de transição entre a artéria cerebral média ou artéria cerebral anterior; </li></ul><ul><li>Paciente sem iniciativa comunicativa; </li></ul><ul><li>Diagnóstico diferencial com Broca: repetição preservada; </li></ul>
  14. 17. INFARTO WATERSHED CORTICAL
  15. 19. AFASIA GLOBAL <ul><li>Lesão que envolvem as áreas de Broca à Wernicke; </li></ul><ul><li>Artéria cerebral média (antes da ramificação); </li></ul><ul><li>Fala não fluente; </li></ul><ul><li>Compreensão oral e escrita alteradas; </li></ul><ul><li>Nomeação e repetição prejudicadas; </li></ul><ul><li>Lesões neurológicas associadas mais graves; </li></ul>
  16. 21. AFASIA DE CONDUÇÃO <ul><li>Lesão nos feixes arqueados (entre Broca e Wernicke); </li></ul><ul><li>Fala fluente; </li></ul><ul><li>Compreensão e fluência preservadas; </li></ul><ul><li>Nomeação e a escrita prejudicadas; </li></ul><ul><li>Realização de parafasias; </li></ul><ul><li>Ocasionalmente pacientes com Wernicke evoluem para esse quadro; </li></ul>
  17. 23. AFASIAS SUBCORTICAIS <ul><li>Causadas por lesões das conexões subcorticais da linguagem ex:estriado e tálamo; </li></ul><ul><li>Raramente enquadram-se num padrão específico; </li></ul><ul><li>Afasia anômica acompanhada por disartria e afasia fluente com hemiparesia são sugestivas deste tipo de afasia; </li></ul>
  18. 24. ARTÉRIA CEREBRAL MÉDIA
  19. 25. AFASIA ANÔMICA <ul><li>Lesão em qualquer área de linguagem do H.E.; </li></ul><ul><li>Também chamada de síndrome da disfunção mínima da linguagem; </li></ul><ul><li>Articulação, compreensão, fluência e repetição preservados; </li></ul><ul><li>Confrontação da nomeação, achado de palavras é alterado; </li></ul><ul><li>Fala enriquecida por palavras de funções e pobre em substantivos e verbos; </li></ul><ul><li>Alta frequência de circunlocunções e parafasias; </li></ul><ul><li>Mais comuns em pacientes com Encefalopatias Metabólicas, TCE e Doença de Alzheimer em estágio inicial; </li></ul>
  20. 26. CARACTERÍSTICAS CLÍNICAS DA AFASIA : COMPREENSÃO REPETIÇÃO NOMEAÇÃO FLUÊNCIA Wernicke alterada alterada alterada preservada Broca preservada alterada alterada alterada Global alterada alterada alterada alterada Condução preservada alterada alterada preservada Transcortical motora preservada preservada alterada alterada Transcortical sensitiva alterada preservada alterada preservada Anômica preservada preservada alterada preservada
  21. 27. APRAXIA <ul><li>Caracteriza-se por uma alteração da atividade gestual, que impossibilitam que o indivíduo obedeça a comandos motores apesar de compreenderem-nos. </li></ul><ul><li>Para que a definição de apraxia seja válida, é necessário que os órgãos executores estejam intactos. </li></ul><ul><li>(Perkins,1998) </li></ul>
  22. 28. VIAS MOTORAS DOS MOVIMENTOS ESPECIALIZADOS
  23. 29. APRAXIA IDEOMOTORA <ul><li>Lesão em parietal,lobo temporal superior ou do fascículo uncinado do hemisfério dominante ou do corpo caloso anterior; </li></ul><ul><li>Dificuldade em realizar gestos simples que são constituídos de sequência lógica ( ex: acender um cigarro com fósforo) devido à desconexão da linguagem com o sistema piramidal; </li></ul><ul><li>Mais comum em área parietal do hemisfério dominante; </li></ul><ul><li>Possibilidade de realização do gesto após imitação ou com o objeto real à mão (alguns). </li></ul><ul><li>É o tipo de apraxia mais frequente na prática clínica; </li></ul>
  24. 30. APRAXIA IDEATÓRIA <ul><li>Déficit na execução de determinado movimento em sequência em um indivíduo que não tem dificuldade em realizar o componente individual da sequência, ou seja, um dos atos motores da sequência isolado; </li></ul><ul><li>Frequente em indivíduos em estado confusional agudo e demência e não em alterações focais como as afasias; </li></ul><ul><li>Possibilidade de ocorrer após danos no lobo frontal; </li></ul>
  25. 31. SINDROME DE GERTSMAN <ul><li>Lesão em lobo parietal, inferior, esquerdo; </li></ul><ul><li>Acalculia; </li></ul><ul><li>Disgrafia; </li></ul><ul><li>Anomia digital; </li></ul><ul><li>Desorientação esquerda/direita; </li></ul>

×