Estruturas 02

6.776 visualizações

Publicada em

1 comentário
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • ola boa tarde eu gostaria de saber em que setor da engenharia é aplicado o calculo de vinculos estruturais e o de centro de gravidade.. se puder me ajudar eu agradeço...
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.776
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
348
Comentários
1
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estruturas 02

  1. 1. Na análise das estruturas: FORÇA => CARGA•FORÇA É CARACTERIZADA POR:Ponto de aplicação;Intensidades; VETORDireção;Sentido;
  2. 2. MOMENTO FLETOR:=> força aplicada sobre um corpo: translação=> dependendo do ponto de aplicação da força no corpo:rotação
  3. 3. Definição de Momento FletorMomento fletor é o produto da força e a distância entre esta força eo ponto de giro analisado. IMPORTANTE: FORÇA E DISTÂNCIA PERPENDICULARES ENTRE SI!!•Momento fletor = binário
  4. 4. Equilíbrio de um corpoPara um corpo estar em equilíbrio:* não deve haver translação;* não deve haver rotação; ∑Fx=0 ∑ Fy 0 Equações de equilíbrio da estática ∑ M=0
  5. 5. Em análise estrutural: trabalha-se com forças oucomponentes de forças atuando na direção dos eixoscartesianos x e y: Convenção de sinais
  6. 6. Graus de liberdadeUm corpo rígido livre em um espaço é suscetível de sofrerdeslocamentos, ou seja, descrever determinada trajetória noespaço;Qualquer condição que limita a possibilidade de que o corpo sedesloque em certa forma, denomina-se vínculo;Uma condição que deixa estabelecida uma possibilidade dedeslocamento do corpo rígido é denominada grau de liberdade;
  7. 7. No plano um corpo rígido tem três graus de liberdade,correspondentes às duas translações segundo duas direçõesortogonais e a uma rotação em torno da direção perpendicular aoplano.
  8. 8. Apoios Os apoios são sistemas que realizam as ligações do corpo rígido com o exterior, restringindo graus de liberdade (translações e rotações) e dando origem às reações nas direções dos movimentos impedidos.Tipos de apoios Os apoios são classificados em função do número de movimentos que impedem, podendo ser, então, de 3 tipos diferentes, no caso plano:
  9. 9. Apoio simples, ou Apoio do 1º gênero
  10. 10. Apoio duplo, Apoio do 2º gênero, Articulação ou Rótula
  11. 11. Apoio do 3º gênero ou Engaste
  12. 12. CONDIÇÕES DE EQUILÍBRIO DAS ESTRUTURAS Sobre as estruturas atuam forças ou cargas, chamadas forças atuantes, que são suportadas pelos elementos estruturais através de forças reativas. O equilíbrio entre as forças atuantes e as forças reativas é o objetivo do dimensionamento estrutural.
  13. 13. Para uma estrutura permanecer em equilíbrio é necessário, masnão suficiente que as dimensões de suas seções sejamcorretamente determinadas.Embora corretamente dimensionada, a estrutura pode perder oequilíbrio se seus apoios ou as ligações entre as partes que aconstituem, denominados vínculos, não forem corretamenteprojetados.
  14. 14. Graus de liberdade e apoiosExistem 3 graus de liberdade a serem restringidos, de modo a evitartoda tendência de movimento da estrutura, a fim de ser possível seuequilíbrio.Os graus de liberdade a combater são as translações nas direçõesdos eixos x e y e a e a rotação em torno de um eixo z perpendicularao plano, pois estas são as únicas tendências de movimentocapazes de serem produzidas nas estruturas planas.
  15. 15. Tipos de apoioApoio simplesArticulação ou rótulaEngaste
  16. 16. CargasExistem três tipos de carregamentos: concentrado, distribuído/m triangular/m distribuído/m2
  17. 17. Cargas Concentradas: Representa uma força aplicada em um único ponto da estrutura. Pode acontecer nos seguintes elementosestruturais: lajes, vigas, pilares e fundações.
  18. 18. Exemplos de carga concentrada:sobre uma laje:um cofre no meio de uma salasobre uma viga:reação de uma outra vigasobre um pilar:reação das vigas que se apoiam no pilarsobre a fundação:carga do pilar que chega na fundação
  19. 19. Cargas distribuídas/m Representa uma força distribuída sobre uma linha da estrutura. Pode acontecer nos seguintes elementos estruturais: lajes, vigas.
  20. 20. Exemplos de carga distribuída/m:sobre uma laje:peso de uma parede de alvenaria.sobre uma viga:peso de uma parede de alvenaria.
  21. 21. Cargas triangulares/m Pode acontecer nos seguintes elementos estruturais: caixas d’água, piscinas, muros de arrimo.

×