Agdi -caxias_do_sul_v2

291 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
291
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Agdi -caxias_do_sul_v2

  1. 1. Política Industrial – Modelo de desenvolvimento do Estado do Rio Grande do Sul Caxias do Sul – Julho de 2013
  2. 2. Estrutura do SDRS 2 Governador SDPI Secretaria de Desenvolvimento CDES Conselho de Desenvolvimento BRDE Banco de Desenvolvimento BADESUL Banco de Desenvolvimento BANRISUL Banco Comercial SEFAZ Secretaria da Fazenda AGDI Agência de Desenvolvimento
  3. 3. Localização Estratégica 3 São Paulo Mendoza Córdoba Buenos Aires Santiago Montevideo
  4. 4. Destaques da Indústria • Primeiro parque industrial de: – Automação – Biodiesel – Implementos Rodoviários e Ônibus – Máquinas e Implementos Agrícolas – Couro e Calçados – Vinhos e Espumantes – Agroindústria do Arroz • Segundo parque industrial de: – Eletroeletrônicos – Móveis – Bebidas – Máquinas e Equipamentos – Produtos Químicos – Metal-mecânica – Plástico e Borracha – Naval • Terceiro maior centro de geração de energia eólica • Quarto parque industrial de: – Alimentos – Veículos Automotores Fonte: SDPI 44
  5. 5. Política Industrial do RS EIXO I – POLÍTICA SETORIAL • Programas Setoriais • Programa de Ações Internacionais EIXO II – POLÍTICA DA ECONOMIA DA COOPERAÇÃO • Programa Estadual de Fortalecimento das Cadeias e Arranjos Produtivos Locais (Programa de APLs) • Programa de Redes de Cooperação (PRC) / SESAMPE • Programa de Apoio aos Polos Tecnológicos / SCIT • Apoio ao Sistema Cooperativista: Programa Gaúcho do Cooperativismo Rural / SDR EIXO III – POLÍTICA DA FIRMA • Sala do Investidor • Programa de Apoio à Captação de Recursos para Empresas Inovadoras • Programa Extensão Produtiva e Inovação 5 EIXO IV – INSTRUMENTOS TRANSVERSAIS • FUNDOPEM/RS • Programa Estadual de Desenvolvimento Industrial (PROEDI) • Programa de Apoio a Iniciativas Municipais • Programa Pró-Inovação / SCIT • Programa Gaúcho de Parques Científicos e Tecnológicos (PGTec) / SCIT • INVESTE/RS / SEFAZ • Sistema Financeiro do RS: Banrisul, Badesul e BRDE • Inovacred EIXO V – INFRAESTRUTURA PARA O DESENVOLVIMENTO • Informação e Planejamento da Infraestrutura para o Desenvolvimento • Logística / SEINFRA • Energia / SEINFRA • Comunicação • Irrigação / SEAPA
  6. 6. EIXO I: POLÍTICA SETORIAL
  7. 7. Setores Estratégicos Prioritários  Indústria Oceânica e Polo Naval Preferenciais  Reciclagem e Despoluição  Energia Eólica Especiais  Biocombustíveis (Etanol e Biodiesel)  Semicondutores  Saúde Avançada e Medicamentos  Indústria da Criatividade NOVA ECONOMIA PARA O RS Prioritários  Agroindústria Preferenciais  Bens de Capital – Máquinas, Equipamentos e Implementos Agrícolas e Industriais  Madeira, Celulose e Móveis Especiais  Equipamentos para Indústria de Petróleo e Gás  Petroquímica, Produtos de Borracha e Material Plástico  Software  Eletroeletrônica, Automação e Telecomunicações  Calçados e Artefatos ECONOMIA TRADICIONAL DO RS  Automotivo e implementos Rodoviários • Carne Bovina • Carne Suína • Vitivinicultura • Grãos - Arroz • Leite e Derivados• Grãos – Soja e Milho • Avicultura
  8. 8. Ações do Programa Setorial • Automechanika 2012 (9 empresas) – PARCERIA: SDPI/AGDI/SIMECS • Preparação para Automechanika 2014 Feiras (apoio financeiro) • 20 empresas RS apoiadas - PARCERIA: SDPI/AGDI/ABDI/FIERGS/SIMECS /SINDIPEÇAS/IGEAFOCEM Auto • Missão Prospectiva China – PARCERIA: SDPI/AGDI/APEX • Missão Japão e Missão Governamental China • Prospecções estratégicas no RS e no Brasil Atração de Investimentos • Diferimentos na aquisição de insumos • Redução prazo de creditamento na aquisição máquinas e equipamentos Incentivos Fiscais • APL Metalmecânico – PARCERIA: AGDI/UCS, SIMECS • Projeto Extensão Produtiva – 40 empresas atendidas – PARCERIA: AGDI/UCS Outras ações
  9. 9. Ações Transversais do Programa Setorial • Financiamento do ICMS incremental • Abatimento das parcelas FUNDOPEM/ INTEGRAR • Abatimento do ICMS incremental ligado a projetos de inovaçãoPró-Inovação • 149 mil vagas de qualificação previstas para 2013 Pacto Gaúcho pela Educação • R$ 110 milhões para implantação e qualificação de distritos industriais municipais e estaduais Áreas e Distritos Industriais
  10. 10. Participação de empresas do COREDE Serra no Programa de Feiras (SDPI) Ano Número de empresas do COREDE Serra expositoras em Estande do Rio Grande do Sul em Feiras no BR e no exterior Número de feiras apoiadas Feiras no BR Feiras no exterior 2011 55 11 8 3 2012 64 18 10 8 2013 (até 31/Maio) 32 7 4 3
  11. 11. EIXO II: POLÍTICA DA ECONOMIA DA COOPERAÇÃO
  12. 12. APLs no Corede Serra APL Cidade Polo Apoio financeiro Metalmecânico e Automotivo da Serra Gaúcha Caxias do Sul (2011-2013): R$ 209.790,00 Moveleiro da Serra Gaúcha Bento Gonçalves (2011-2013): R$304.708,00 Polo de Moda da Serra Gaúcha Caxias do Sul (2011-2013): R$332.000,00 Tecnologia da Informação Caxias do Sul (Consulta Popular 2011): R$ 30.500,00 Situação: Este APL foi enquadrado no Edital 01/2013 – está publicado no DOE de 31/05/2013. Está apto, pois, a receber do Estado recursos de apoio à Governança – até R$ 100.000,00 – e à elaboração do Plano de Desenvolvimento – até R$ 100.000,00.
  13. 13. Outros APLs relacionados com o Corede Serra APL Cidade Polo Apoio financeiro Vitivinícola Caxias do Sul APL reconhecido porém não apoiado pelo Programa de Fortalecimento de APLs da AGDI. Recebeu recursos via Consulta Popular em 2011: R$ 30.700,00 Máquinas e Equipamentos Industriais Porto Alegre, abrangendo também o COREDE SERRA. APL apoiado pelo Programa de Fortalecimento de APLs. Situação: Convênio assinado em maio/2013; ainda não iniciado, pois aguarda abertura de conta da ABIMAQ no Banrisul para o repasse de recurso de R$ 100.880,00. Eletroeletrônico de Automação e Controle Porto Alegre, abrangendo também o COREDE SERRA. APL apoiado pelo Programa de Fortalecimento de APLs. Situação: assinatura do Convênio de apoio à Governança, no valor de R$ 100.940,00, prevista para o mês de junho de 2013.
  14. 14. Projeto Simbiose Industrial e Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos para APLs Simbiose Industrial é a troca de recursos entre empresas, tais como resíduos, energia, logística, área física e conhecimento. É um fórum para discussões e colaboração entre os diversos setores, órgãos governamentais e ambientais, além de ser uma plataforma para troca de ideias e conhecimento. Para que tenhamos uma eficiente execução do projeto, será necessária a adesão de, no mínimo: 80 empresas do APL Metalmecânico e Automotivo – Cidade Polo: Caxias do Sul (COREDE Serra); 60 empresas do APL Moveleiro – Cidade Polo: Bento Gonçalves (COREDE Serra); 40 empresas do APL Polo de Moda da Serra Gaúcha – Cidade Polo: Caxias do Sul (COREDE Serra). A adesão é voluntária e sem custos, sendo fundamental o trabalho em parceria. Workshop de Sensibilização Banco de dados e Georreferenciamento Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos por APL (Lei nº12.305/10 – Política Nacional de Resíduos Sólidos) PRINCPAIS ETAPAS DO PROJETO
  15. 15. Parques Tecnológicos • 10,000 pessoas nos principais parques tecnológicos: – PUC - Tecnopuc (60 empresas) – UNISINOS - Tecnosinos (52 empresas) – FEEVALE - Valetec (21 empresas) • 11 outros parques sendo construídos • PGTEC (Programa Gaúcho de Parques Tecnológicos) – R$ 14,7 Mi em 2013 para infraestrutura dos parques tecnológicos 16
  16. 16. EIXO III: POLÍTICA DA FIRMA
  17. 17. Projeto Extensão Produtiva e Inovação Indicador Valor Atual (25/06/2013) Meta Acumulada 2014 Número de núcleos 10 20 Número de Universidades conveniadas 07 14 Coredes atendidos 14 (50% dos COREDES) 28 (100% dos COREDES) Número de empresas atendidas 1.000 3.765 Investimento do Governo RS no Projeto R$ 6.3 milhões R$ 18.6 milhões Obs: A AGDI faz a Gestão do projeto e existe um convênio com a Universidade Unisinos que realiza o monitoramento do mesmo
  18. 18. Projeto extensão produtiva e inovação Dados do programa para o COREDE ALTO DA SERRA DO BOTUCARAÍ 1. Instituição/Município: UCS/Caxias do Sul. Foco nos APLs Metalmecânico e Automotivo, Moveleiro e Polo de Moda. Número de Extensionistas: 7 Meta de Atendimento: 140 empresas Valor do Convênio: R$ 540.000,00 Situação: concluído. Empresas atendidas: 140 2. Instituição/Município: UCS/Caxias do Sul Número de Extensionistas: 7 Meta de Atendimento: 140 empresas Valor do Convênio: R$ 516.510,80, assinado em maio/2013. Situação: em execução.
  19. 19. Sala do Investidor • É o mecanismo do Sistema de Desenvolvimento do Rio Grande do Sul para coordenar das ações de investimentos das empresas • Tem como objetivo profissionalizar o processo de promoção de investimentos. • É gerenciada pela Secretaria do Desenvolvimento e Promoção do Investimento (SDPI).
  20. 20. Sala do Investidor • Gerente por projeto  Cada projeto é operado por um gerente preparado.  Ajuda o investidor na tomada de decisão.  Atua como interlocutor em todas as etapas do investimento, da recepção da demanda até a implantação do empreendimento. • Diálogo profissional e eficiente entre o empreendedor e os demais atores públicos. • Orientações para o investimento:  Incentivos fiscais;  Financiamento pelo Badesul, BRDE e/ou Banrisul;  Distritos industriais do Estado ou de municípios;  Licenciamento ambiental;  Infraestrutura e logística;  Inteligência;  Informações econômicas;  Outros. O que é oferecido:
  21. 21. Carteira de Projetos Dados em 14/06/2013 Atendimentos no conceito da Sala do Investidor – 819 atendimentos desde 2011. 240 projetos ativos – 26 gerentes de projeto. 133 Salas do Investidor realizadas. Status na Carteira de Projetos Número de Projetos Investimento Empregos Diretos Ativo 240 R$ 28.301.246.749,78 45.204 Negociados (Investimentos definidos para RS) 166 R$ 19.928.160.102,78 22.343 Em Negociação 74 R$ 8.373.086.647,00 22.861 Concluído 13 R$ 519.361.666,34 4.174 Em Avaliação pela Empresa 30 R$ 1.709.234.254,67 5.283 Total Geral 283 R$ 30.529.842.670,79 54.661
  22. 22. 12,8% 3,9% 1,7% 5,0% 16,2% 4,5% 9,5% 8,9% Projetos Negociados e Concluídos – Distribuição Espacial (Número de Projetos) 2,8% 3,4% 1,1% 2,8% 1,1% 3,9% 2,2% 1,7% 1,7% 3,4% 3,4% 1,1% 3,9% 1,7% 1,1% 0,6% 1,1% Acima 0% até 2,9% 3% ou mais Projetos Ativos Negociados + Projetos Concluídos 179 projetos - R$ 20.447.521.769,12
  23. 23. CMPC GMB REFAP/UTC EBR RANDON ENGEVIX HYUNDAI ELEVATORS PROCABLE FUJIKURA STARA VINEMA STIHL GERDAU INNOVA MARCOPOLO SHIYAN YUNLIHONG CG POWER SYSTEMS FITESA QUIP CONSÓRCIO UTC METASA IESA KLEY HERTZ ALSTOM WIND MAHINDRA VIDROFORTE SCA MÓVEIS AMMANN Investimentos Anunciados 2011 – 2013 Alguns Projetos que estiveramna Sala do Investidor: Dados em 16/06/2013
  24. 24. Carteira de Projetos Investimentos Anunciados Projetos em Carteira: R$ 30.529.842.670,79 283 projetos Investimentos Anunciados: R$ 33.258.374.434,28 185 projetos Interseção: R$ 23.542.959.434,28 118 projetos Perspectiva de Investimentos para o Rio Grande do Sul Total - R$ 40.245.257.670,79 Dados em 14/06/2013
  25. 25. 27 Sala do Investidor para Secretarias Municipais de Desenvolvimento • Outra modalidade de atendimento • Agentes de divulgação da Sala do Investidor – APOIO A EMPRESAS • Infraestrutura local – APOIO AO MUNICÍPIO • Número de Atendimentos:  Realizados: 46  Agendados: 13 • Guia “Como investir no Rio Grande do Sul”. Dados em 15/04/2013
  26. 26. Questionário Portal da Sala do Investidor 30 Informações solicitadas: - INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE A EMPRESA. - INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO DE INVESTIMENTO – valor total do investimento, previsão de geração de empregos, apoio demandado. - DETALHES SOBRE O INVESTIMENTO – cronograma, produção projetada (NCM e perfil de vendas), principais matérias primas e máquinas e equipamentos (NCM e origem). - Outras informações. www.saladoinvestidor.rs.gov.br
  27. 27. EIXO IV: INSTRUMENTOS TRANSVERSAIS
  28. 28. Sistema Financeiro RS Programa Inovacred • Recursos da FINEP • R$150 Mil até R$10 Milhões • Juros TJLP (até Junho/2013: 5% a.a.) • Garantias reais de 130%. Itens financiáveis: - Custeio - Capital O objetivo é financiar o risco tecnológico
  29. 29. Pró-Inovação • Abatimento de ICMS incremental para empresas com despesas correntes em P&D Tecnológico e crescimento de faturamento maior que 10% ao ano; • O incentivo do Programa PRÓ-INOVAÇÃO fica limitado: I. a 75% (setenta e cinco por cento) do ICMS incremental da empresa; II. ao prazo de três anos, renováveis mediante repactuação; e III. a 3% (três por cento) do valor do faturamento bruto da empresa. • Programa de fluxo contínuo
  30. 30. FUNDOPEM/RS 34 10% 90%40% 75% 0% +15% (FINANCIAMENTO) % FINANCIAMENTO % FRUIÇÃO % ABATIMENTO DESENVOLVIMENTO SOCIAL DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO % CONTEÚDO LOCAL Pontuação diferenciada PPE ou Fornecedor PPE. FUNDOPEM/RS - O QUE É? Um financiamento do ICMS incremental mensal devido (Base média de 12 meses anteriores ao mês do protocolo da Carta-Consulta) - PARA QUEM? Empresas ou Cooperativas de Produtores Rurais com atividade industrial INTEGRAR/RS O QUE É? Um benefício complementar ao FUNDOPEM/RS na forma de abatimento na forma de percentual, incidente sobre cada parcela a ser amortizada do financiamento (principal mais encargos)
  31. 31. FUNDOPEM - Centro de P&D interno • Abatimento de até 5% do ICMS devido limitado a 50%, 75% ou 100% do valor dos investimentos fixos para implantação de Centro de P&D interno + • Remuneração parcial do pessoal alocado no centro de P&D interno pelo período de 2 anos. 35
  32. 32. MUITO OBRIGADO! Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento Travessa Francisco de Leonardo Truda, 40, 23º andar CEP 90010-050, Porto Alegre – RS, Brasil F.: +55 51 3079 7000 Ivan De Pellegrin – Presidente AGDI Ivan-pellegrin@agdi.rs.gov.br

×