Simbologia do espelho

7.330 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.330
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
42
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Simbologia do espelho

  1. 1. Significado simbólico do espelho O espelho pode assumir diversos significados simbólicos, mas quase todos estão ligados à verdade, à sinceridade e à pureza. Segundo os dicionários de símbolos, os espelhos podem ser encarados como instrumentos de autocontemplação e reflexão do universo. Ligados ao mito de Narciso, jovem que se vê a si mesmo, podem representar a consciência humana, simbolizando o pensamento em si mesmo. Muitas vezes, o objecto especular tem sentido ambíguo, pois simboliza a verdade, que supostamente mostra a mentira, por gerar enganos e imagens deturpadas. Os espelhos também podem ser emblemas de pureza e sinceridade, ao se apresentarem límpidos, ao mesmo tempo que trazem significados pejorativos, tal como a vaidade, um dos sete pecados mortais. Portanto, o espelho está presente na actual vida quotidiana, seja na simples representação física do objecto, ou, nos símbolos que traz de referências passadas. É o espelho quebrado dá sete anos de azar. É o espelho que leva Alice para um de seus mundos mágicos. È ao espelho que a madrasta má faz as suas perguntas. Forte é sua presença e mais intensa ainda é sua simbologia.
  2. 2. Contos de Fadas, mitos, lendas e fábulas, são temas que mexem com o nosso interior. Muitas vezes, estas histórias estão cheias de simbologia, que nos vão ajudar a resolver problemas no nosso eu. “Castelo” Introspecção ao nosso mundo interior; busca de autoconhecimento; “Espelho mágico” Símbolo do conhecimento e da sabedoria é o instrumento da iluminação; simboliza também o coração do iniciado; “Floresta” Símbolo do inconsciente, pela obscuridade e pelo enraizamento profundo; “Relógio” Ligado ao simbolismo do tempo e ao ciclo da vida; “Castiçal” Símbolo de luz espiritual, de semente de vida e de salvação; “Pai” Ligado ao simbolismo da dominação, da posse, do valor, é uma forma de representação da autoridade; representa a consciência diante dos impulsos instintivos e dos desejos espontâneos do inconsciente; “Lobo” Imagem inciática e arquetípica cujo simbolismo está ligado ao fenómeno de alternância dia-noite, morte-vida; também simboliza a sexualidade instintiva.
  3. 3. Os contos de fadas existem há milénios, em diversas culturas, em todos os continentes existem histórias com estruturas e narrativas semelhantes aos contos que conhecemos. (...) Apenas para citar um exemplo: A história da Cinderela, tem um registo de narrativa muito semelhante à sua, na China do séc.. IX d.c.”. Elementos que estruturam um conto de Fadas: - Situação Inicial; - Conflito; - Antagonismos ou elementos do malévolo; - Herói /heroína; - Objecto Mágico; - O Motivo; - Resolução dos conflitos / Final. Estes contos são muito simbólicos e respondem ao universo da criança: - Era uma vez... - Num Reino Encantado… - Há muitos, muitos anos... - Num lugar distante... Com esta narrativa temos um princípio, um meio e um fim, ficando assim a criança a perceber a existência de uma tipologia que não é sua, ela é inteiramente pertencente a um mundo imaginário.
  4. 4. Numerologia nos contos infantis. A numerologia funciona, como um elemento simbólico, nos contos infantis. Os números mais encontrados são o 3 , 4 e o 12. O três é associado à sagrada família, à Santíssima Trindade. A composição do homem (corpo, alma, espírito). As três esferas concêntricas do Universo: natural, humano e divino. Os três ciclos de vida: nascimento, apogeu, morte. Contos: “Três fios de ouro do cabelo do Diabo”, “Três Porquinhos”, entre outros. O sete é o número mágico, por excelência. Na Bíblia aparece 77 vezes. No quotidiano, temos os sete dias da semana, sete notas musicais, sete cores do arco-íris, sete pecados mortais. Diz-se que representa a totalidade do Universo em movimento. Contos: “Os sete cabritinhos”, “Branca de neve e os sete anões” O número doze é visto como figuração de um ciclo completo, como símbolo da ordem cósmica, ou seja, como perfeita representação do mundo manifestado ordenadamente. A expressão mais completa do simbolismo do doze é o zodíaco composto por doze signos que são as estações percorridas pelo sol no seu circuito anual. Contos: “As doze princesas” e “Os doze irmãos”

×