Escola: Escola Estadual Luiz Salgado Lima 
Diretor(a): Joana Darc Arruda Gonçalves Ferraz 
Endereço da Escola: Rua Cândida...
estimulam o raciocínio lógico, desenvolvem a inteligência emocional, a cooperação, a 
disciplina e ajudam a melhorar o con...
a costa africana e chegava até a Ásia - a fonte das especiarias orientais desejadas pelos 
europeus, percurso semelhante a...
id_projeto=27&id_objeto=38836&tipo=ob&cp=994d99&cb=&n1=&n2=Proposta 
%20Curricular%20-%20CBC&n3=Fundamental%20-%206%C2%BA%...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projeto jogo & ensino de história

1.113 visualizações

Publicada em

Experiência pedagógica selecionada para apresentação no III Congresso de Práticas Educacionais da MAGISTRA.
Caeté, Belo Horizonte. Setembro de 2014.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.113
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
739
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto jogo & ensino de história

  1. 1. Escola: Escola Estadual Luiz Salgado Lima Diretor(a): Joana Darc Arruda Gonçalves Ferraz Endereço da Escola: Rua Cândida Maria Fajardo Lamoglia, nº 55. Maria Guimarães França. CEP 36700-000 Leopoldina-MG SRE – Leopoldina Por mares nunca dantes navegados: jogo de tabuleiro e ensino da Expansão Marítima europeia no século XV Professor Rodolfo Alves Pereira prof.rodolfopereira@gmail.com Introdução O presente trabalho surgiu a partir da necessidade de tornar as aulas de História mais atrativas e cativantes para os alunos do Ensino Fundamental. Escolhemos as duas turmas do 7º ano da Escola, totalizando sessenta e três alunos (63). Muitos deles apresentam problemas de indisciplina, além de pouco interesse e baixo rendimento nos conteúdos curriculares da disciplina. A partir dessa reflexão e da apropriação de resultados não satisfatórios, optamos por desenvolver nas aulas oficinas para confecção de Jogos de Tabuleiros com as temáticas históricas abordadas em classe. Os jogos de tabuleiro existem desde a Antiguidade. Suas origens remontam à Mesopotâmia e ao Egito Antigo por volta do ano 5000 a. C. e eles continuam presentes em nossa sociedade até os dias atuais. Embora estejamos vivendo na época dos videogames e dos jogos eletrônicos, os clássicos de tabuleiro (xadrez, Banco Imobiliário, Jogo da Vida, War) ainda fazem parte do lazer de muitas famílias, crianças e adolescentes, inclusive de nossos alunos. Eles são importantes instrumentos que
  2. 2. estimulam o raciocínio lógico, desenvolvem a inteligência emocional, a cooperação, a disciplina e ajudam a melhorar o convívio social. Devido ao caráter lúdico dos jogos de tabuleiro, percebemos que seu potencial integrador e dinâmico poderia contribuir significativamente para consolidarmos a aprendizagem do conteúdo de História prevista no Conteúdo Básico Comum (CBC). Descrição da Experiência Começamos o trabalho no 3º bimestre do corrente ano, com o estudo do tópico do CBC de História, número 7, o qual prevê o seguinte: “Expansão econômica européia e descobrimentos marítimos nos séculos XV e XVI”. E destaca a seguinte habilidade: “ Analisar o processo da expansão econômica e marítima européia nos séculos XV e XVI”. Ministramos duas aulas expositivas e dialogadas, apresentando o contexto histórico, o Mundo conhecido pelos europeus no início do século XV, o imaginário coletivo acerca do desconhecido, os objetivos e as principais consequências que resultaram do processo de expansão marítima promovido pelas nações da Europa. Foram realizadas todas as atividades do livro didático adotado pela escola e a correção dos exercícios em sala de aula. Em seguida, explicamos aos alunos das turmas que iríamos elaborar um jogo de tabuleiro sobre a Expansão Marítima, chamado “Jogo das Grandes Navegações”. Solicitamos a formação de equipes, com quatro ou cinco estudantes, e pedimos que trouxessem o material para a confecção do jogo, como cartolina, régua, tesoura, cola e lápis de cor. Com mais duas aulas, iniciamos a montagem dos jogos. Cada equipe recebeu um guia com algumas orientações e sugestões, contendo também mapa do Mundo no século XV, perguntas sobre a Expansão Marítima, bônus e obstáculos que deveriam ser inseridos ao longo da trilha no tabuleiro. Os alunos confeccionaram a trilha, tendo como referência o mapa histórico e o oceano. A trilha era composta por uma rota marítima, que partia da Europa, contornava
  3. 3. a costa africana e chegava até a Ásia - a fonte das especiarias orientais desejadas pelos europeus, percurso semelhante ao realizado pelos argonautas portugueses ao longo do século XV. Foram elaborados cartões, com perguntas, bônus e obstáculos, moedas de ouro com pontos para o jogador que respondesse corretamente às perguntas, peões e dados. Na última aula, os grupos apresentaram o jogo e puderam jogar, se divertir e aprender enquanto brincavam com a enriquecedora experiência de um jogo de tabuleiro. O objetivo do jogo era chegar ao final da trilha, “navegando” pelo conteúdo da disciplina. Reflexão sobre o trabalho O resultado dessa experiência foi muito bom, superando nossas expectativas, pois vimos o quanto os alunos se envolveram com a proposta, que exigiu disciplina, trabalho coletivo e a contribuição de todos para conclusão da tarefa. A avaliação do trabalho ocorreu ao longo das etapas da experiência. Para isso, observamos a participação dos alunos nas aulas, a realização das atividades do livro, bem como a correção em classe, e a participação de cada um deles na criação e utilização do jogo enquanto facilitador da aprendizagem. Do ponto de vista pedagógico, o efeito surtido foi positivo. Notamos que houve melhora significativa da aprendizagem, comprovada pelo bom rendimento dos estudantes na avaliação interna sobre o assunto. Portanto, essa prática será mantida e executada novamente no quarto bimestre letivo. Referência Bibliográfica DOMINGUES, J. E. História em documento: imagem e texto. 7º ano. São Paulo: FTD, 2013. FRANCO JR., Hilário. A idade média: nascimento do ocidente. São Paulo: Brasiliense, 2001. Conteúdo Básico Comum (CBC) de História no Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental. Disponível on-line em: <http://crv.educacao.mg.gov.br/sistema_crv/index.aspx?
  4. 4. id_projeto=27&id_objeto=38836&tipo=ob&cp=994d99&cb=&n1=&n2=Proposta %20Curricular%20-%20CBC&n3=Fundamental%20-%206%C2%BA%20ao %209%C2%BA&n4=Hist%C3%B3ria&b=s> MARQUES, A. L. de V. Onde está Carmen Sandiego: a procura por novos desafios na História. Disponível on-line: <http://www.anpuhpb.org/anais_xiii_eeph/textos/ST %2004%20-%20Ana%20Luiza%20de%20Vasconcelos%20Marques%20TC.PDF> Acesso em 22 ago. 2014. PEREIRA, R. A. Jogos e ensino. Disponível on-line em: <http://acropolemg.blogspot.com.br/2014/08/jogos-e-ensino.html> acesso em 22 ago. 2014. Anexo (Fotos: acervo pessoal do autor).

×