o Início das aulas do Segundo BimestreoMódulos 38 ao 48ProgramaçãoProgramação29/04...29/04...
Módulos 38 e 39Módulos 38 e 39• Hidrografia e o ciclo da água• Bacias hidrográficas I
Hidrografia é uma parte da geografia físicaHidrografia é uma parte da geografia físicaque classifica e estuda as águas do ...
Estudo de RiosEstudo de RiosRio é um curso de água que corre naturalmenteRio é um curso de água que corre naturalmentede ...
 NascenteNascenteLocal onde nasce o rio. Pode ser:Local onde nasce o rio. Pode ser:PluvialPluvial - Formada pelo acúmulo...
 LeitoLeitoCanal escavado pelo próprio rio e que serveCanal escavado pelo próprio rio e que servede escoadouro para sua á...
 FozFozLocal onde o rio despeja suas águas no mar,Local onde o rio despeja suas águas no mar,em um lago ou em outro rio. ...
LimiteLimiteentre aentre aágua do rioágua do rioPartePartemaismaisprofundaprofundado leitodo leitoEncostaEncostamontanhosa...
Trajeto do de um rio entre a sua nascente e a foz ouTrajeto do de um rio entre a sua nascente e a foz oudesembocaduradesem...
Tipos de DrenagensTipos de Drenagens1. Exorréica – Rios cujas águas desembocamdiretamente no mar.2. Endorréica – Rios que ...
Tipos de RiosTipos de Rios1.1. De Acordo com o Tipo de RegimeDe Acordo com o Tipo de RegimeRio perene - Aquele em que há ...
Bacia HidrográficaConjunto espacial constituído por um rio principal,Conjunto espacial constituído por um rio principal,se...
Principais CaracterísticasPrincipais Características1.1. Predominam rios extensos e comPredominam rios extensos e comgrand...
Bacias HidrográficasBacias HidrográficasBrasileirasBrasileiras
 A bacia do rio Amazonas envolve todo o conjunto derecursos hídricos que convergem para o rio Amazonas. Abrange uma área...
Bacia do São FranciscoBacia do São FranciscoPrincipais CaracterísticasPrincipais Características Abrange área de drenagem...
Transposição do São FranciscoTransposição do São FranciscoObjetivosObjetivos Transformar rios temporários do Semi – Árido...
Abrange uma área de 879.860 km², distribuídos em seteUnidades da Federação: Minas Gerais, Goiás, MatoGrosso do Sul, São P...
O Rio Paraná corre aproximadamente no eixo central daBacia do Paraná, O rio Paraná (parecido com o mar, dotupi Para (mar)...
Bacia do ParnaíbaBacia do ParnaíbaAbrange quase totalmente o estado do Piauí,Abrange quase totalmente o estado do Piauí,p...
Bacia Araguaia - TocantinsBacia Araguaia - TocantinsA bacia do Tocantins-Araguaia está situada na AmazôniaOriental. Possui...
Bacias Hidrográficas do NordesteBacias Hidrográficas do NordesteBacia NE OrientalBacia NE OcidentalA Região Hidrográfica ...
Bacias do AtlânticoA Bacia do Atlântico Sudeste Possui uma área de 229.972km², distribuída por terras dos estados do Espír...
Possui uma área de 1,1 milhão de km², abrangendo nãoapenas os estados do Mato Grosso e do Mato Grosso doSul como também ou...
LagosLago é uma depressão natural na superfície da Terra quecontém permanentemente uma quantidade variável deágua. Essa ág...
Lençóis FreáticosLençol freático (do grego phréar + atos, significa"reservatório de água", "cisterna") é o nome dado asupe...
GeleirasSão as massas de gelo que ocorrem onde a queda de neve ésuperior ao degelo. Podem-se acumular nas regiões altasdos...
OceanografiaOceanoGrande massa de água salgada que contorna os continentesDos 150 milhões de quilômetros quadrados da supe...
MaresOs mares são porções dos oceanos que situam-se próximoaos continentes e, por isso, são influenciados pelascaracteríst...
Movimentos da água do mar1.OndasSão provocadas pelo vento que cria forças de pressão efricção que perturbam o equilíbrio d...
USINA CASTRO ALVES, emconstrução no Rio das Antas,próximo à Nova Roma do Sul/RS
Em sala– Exercícios Aulas 43 e 44 – Apostila Caderno– Exercícios Aulas 45 e 46 – Apostila Caderno
Conteúdo do Simulado• Domínios morfoclimáticos do Brasil- Geral, comdestaque para:• Amazônico• Caatinga• Cerrado• Pradaria...
2 ano medio 2 bimestre modulo 38 a 40 2013
2 ano medio 2 bimestre modulo 38 a 40 2013
2 ano medio 2 bimestre modulo 38 a 40 2013
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

2 ano medio 2 bimestre modulo 38 a 40 2013

620 visualizações

Publicada em

Hidrografia

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
620
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2 ano medio 2 bimestre modulo 38 a 40 2013

  1. 1. o Início das aulas do Segundo BimestreoMódulos 38 ao 48ProgramaçãoProgramação29/04...29/04...
  2. 2. Módulos 38 e 39Módulos 38 e 39• Hidrografia e o ciclo da água• Bacias hidrográficas I
  3. 3. Hidrografia é uma parte da geografia físicaHidrografia é uma parte da geografia físicaque classifica e estuda as águas do planeta.que classifica e estuda as águas do planeta.O objeto de estudo da hidrografia é a água daO objeto de estudo da hidrografia é a água daTerra, abrange portanto oceanos, mares,Terra, abrange portanto oceanos, mares,geleiras, água do subsolo, lagos, água dageleiras, água do subsolo, lagos, água daatmosfera e rios. A maior parte da água estáatmosfera e rios. A maior parte da água estáconcentrada em oceanos e mares –concentrada em oceanos e mares –1.380.000.000 km³ –, correspondendo a1.380.000.000 km³ –, correspondendo a97,3% da reserva hídrica do mundo. As águas97,3% da reserva hídrica do mundo. As águascontinentais possuem um volume total decontinentais possuem um volume total deHidrografiaHidrografia
  4. 4. Estudo de RiosEstudo de RiosRio é um curso de água que corre naturalmenteRio é um curso de água que corre naturalmentede uma área mais alta para uma mais baixa dode uma área mais alta para uma mais baixa dorelevo, geralmente deságua em outro rio, lago ourelevo, geralmente deságua em outro rio, lago ouno mar.no mar.Esses cursos de água se formam a partir daEsses cursos de água se formam a partir dachuva, que é absorvida pelo solo até atingirchuva, que é absorvida pelo solo até atingiráreas impermeáveis no subsolo onde se acumula,áreas impermeáveis no subsolo onde se acumula,constituindo o que chamamos de lençol freático.constituindo o que chamamos de lençol freático.Quando o lençol freático aflora na superfície dáQuando o lençol freático aflora na superfície dáorigem à nascente de um rio. Apesar dessaorigem à nascente de um rio. Apesar dessadefinição, há rios que se formam de outrasdefinição, há rios que se formam de outrasmaneiras, como por exemplo, a partir do degelomaneiras, como por exemplo, a partir do degelo
  5. 5.  NascenteNascenteLocal onde nasce o rio. Pode ser:Local onde nasce o rio. Pode ser:PluvialPluvial - Formada pelo acúmulo de água- Formada pelo acúmulo de águada chuva.da chuva.NivalNival - Formada pelo derretimento do- Formada pelo derretimento dogelo ou da neve.gelo ou da neve.MistaMista -- Formada pela água da chuva eFormada pela água da chuva epelo derretimento da neve e do gelo.pelo derretimento da neve e do gelo.Partes de um RioPartes de um Rio
  6. 6.  LeitoLeitoCanal escavado pelo próprio rio e que serveCanal escavado pelo próprio rio e que servede escoadouro para sua águasde escoadouro para sua águas
  7. 7.  FozFozLocal onde o rio despeja suas águas no mar,Local onde o rio despeja suas águas no mar,em um lago ou em outro rio. Pode ser:em um lago ou em outro rio. Pode ser:1.1.EstuárioEstuário – Completamente aberta, sem– Completamente aberta, semnenhum obstáculo. Típica de rios jovens.nenhum obstáculo. Típica de rios jovens.2.2.DeltaDelta – Constituída por ilhas– Constituída por ilhassedimentares separada por canais. Típica desedimentares separada por canais. Típica derios velhos.rios velhos.EstuárioDelta
  8. 8. LimiteLimiteentre aentre aágua do rioágua do rioPartePartemaismaisprofundaprofundado leitodo leitoEncostaEncostamontanhosa amontanhosa amargem do riomargem do rioTambémTambémchamado dechamado deDivisor d’águasDivisor d’águasé ima elevaçãoé ima elevaçãodo terreno quedo terreno quesepara dois ousepara dois oumais riosmais rios
  9. 9. Trajeto do de um rio entre a sua nascente e a foz ouTrajeto do de um rio entre a sua nascente e a foz oudesembocaduradesembocaduraPode ser compartimentada em :Pode ser compartimentada em :A.A.Alto CursoAlto Curso – Região próximo a Nascente– Região próximo a NascenteB.B.Baixo CursoBaixo Curso – Região próximo a Foz– Região próximo a FozC.C.Curso MédioCurso Médio – Região intermediária entre a Nascente e– Região intermediária entre a Nascente ea Foza FozOBS:OBS:JusanteJusante parte do rio a partir de um determinado ponto emparte do rio a partir de um determinado ponto emdireção a Foz.direção a Foz.PontoMontanteJusanteCurso de um RioCurso de um Rio
  10. 10. Tipos de DrenagensTipos de Drenagens1. Exorréica – Rios cujas águas desembocamdiretamente no mar.2. Endorréica – Rios que despejam suas águaem outro rio (afluentes) ou em lagos.ExorréicoEndorréico3. Criptorréica – Rios subterrâneos4. Arréico – Rios temporários ou que secamdurante o período de estiagem
  11. 11. Tipos de RiosTipos de Rios1.1. De Acordo com o Tipo de RegimeDe Acordo com o Tipo de RegimeRio perene - Aquele em que há sempre água correndonunca seca Rio Temporário - Rio cujas fontes (chuvas,Rio Temporário - Rio cujas fontes (chuvas,afluentes de outros rios, neve) secam totalmenteafluentes de outros rios, neve) secam totalmenteou parcialmente em determinada época do ano,ou parcialmente em determinada época do ano,provocando uma seca parcial.provocando uma seca parcial.2. De Acordo com o Tipo de Relevo por onde corre2. De Acordo com o Tipo de Relevo por onde corresuas águassuas águas Rio de Planície – Apresenta o Escoamento desuas águas sobre Superfícies Planas e com poucaDeclividade (São propícios para a navegação) Rios de Planalto – Apresenta escoamento desuas águas sobre áreas montanhosas e inclinadas(são excelentes para geração de energia)
  12. 12. Bacia HidrográficaConjunto espacial constituído por um rio principal,Conjunto espacial constituído por um rio principal,seus afluentes e subafluentesseus afluentes e subafluentesPrincipais Bacias Hidrográficas MundiaisPrincipais Bacias Hidrográficas Mundiais
  13. 13. Principais CaracterísticasPrincipais Características1.1. Predominam rios extensos e comPredominam rios extensos e comgrandes caudais.grandes caudais.2.2. Predominam rios PerenesPredominam rios Perenes3.3. Predominam Nascentes PluviaisPredominam Nascentes Pluviais4.4. Predominam Fozes em EstuárioPredominam Fozes em Estuário5.5. Apresenta predomínio de rios deApresenta predomínio de rios dePlanaltoPlanalto6.6. A maior parte dos rios principaisA maior parte dos rios principaisapresenta drenagem Exorréicaapresenta drenagem Exorréica
  14. 14. Bacias HidrográficasBacias HidrográficasBrasileirasBrasileiras
  15. 15.  A bacia do rio Amazonas envolve todo o conjunto derecursos hídricos que convergem para o rio Amazonas. Abrange uma área de 7 milhões de km², compreendendoterras de vários países da América do Sul (Peru,Colômbia, Equador, Venezuela, Guiana, Bolívia eBrasil). É a maior bacia fluvial do mundo. De sua áreatotal, cerca de 3,8 milhões de km² encontram-se noBrasil, abrangendo os estados do Acre, Amazonas,Roraima, Rondônia, Mato Grosso, Pará e Amapá. Seus afluentes. estão situados nos dois hemisférios (nohemisfério norte e no hemisfério sul) e, devido a essefato, o rio Amazonas tem dois períodos de chuvas, pois O Rio principal nasce na cordilheira dos Andes, noPeru. Possui 6.868 km, sendo que 3.165 km estão emterritório brasileiro. Sua vazão média é da ordem de109.000 m³/s e 290.000 m³/s na estação de chuvas. Éum rio típico de planície, ele e muitos de seus afluentessão navegáveis, o que é muito importante para apopulação da Amazônia, que se serve do rio como meiode locomoção. A largura média do rio Amazonas é de aproximadamente5 quilômetros. Em alguns lugares, de uma margem éimpossível ver a margem oposta, por causa da curvaturada superfície terrestre. No ponto onde o rio mais secontrai – o chamado "Estreito de Óbidos” – a larguraBacia AmazônicaBacia Amazônica
  16. 16. Bacia do São FranciscoBacia do São FranciscoPrincipais CaracterísticasPrincipais Características Abrange área de drenagem em torno de 640.000 km²,correspondendo cerca de 8% do território nacional O Rio São Francisco nasce na serra da Canastra epercorre aproximadamente 2.700 km do territóriobrasileiro, passando pelos estados de Minas Gerais,Bahia, Pernambuco, Alagoas e Sergipe, além de parte doEstado de Goiás e do Distrito Federal. Sua foz em processo de transformação Estuário Deltaestá localizada entre os estados de Alagoas e Sergipe,próximo ao municipio de Piaçabuçu (AL).
  17. 17. Transposição do São FranciscoTransposição do São FranciscoObjetivosObjetivos Transformar rios temporários do Semi – Árido nordestinos emPerenes Garantir água às populações dessa do Nordeste Sertanejo, bem como,o desenvolvimento agrícola, comercial e industrial.HistóricoHistóricoImaginado pelo imperador D. Pedro II no final do século XIX eestruturado na virada do século XX para o XXIOperacionalidadeOperacionalidadeO projeto prevê retirar água das represas de Sobradinho e Itaparicarepresas e levá-la para duas outras bacias de rios menores, mas tambémimportantes: a do rio Paraíba (a leste) e a dos rios Jaguaribe, Apodi ePiranhas-Açu (ao norte).
  18. 18. Abrange uma área de 879.860 km², distribuídos em seteUnidades da Federação: Minas Gerais, Goiás, MatoGrosso do Sul, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e oDistrito Federal.Banha a região mais industrializada e urbanizada dopaís, destacando-se como principais aglomeradosurbanos as regiões metropolitanas de São Paulo,Campinas e de Curitiba.Trata-se da bacia hidrográfica com a maior capacidadeinstalada de energia elétrica do país e também a deBacia do ParanáBacia do ParanáPrincipais CaracterísticasPrincipais Características
  19. 19. O Rio Paraná corre aproximadamente no eixo central daBacia do Paraná, O rio Paraná (parecido com o mar, dotupi Para (mar) e Na (se parece com) nasce entre osestados de São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso doSul, no Brasil, na confluência de dois importantes riosbrasileiros: o Grande e Paranaíba. Apresenta umaextensão total de 3.998 km, tornando-o o nono rio maisextenso do mundo, caso fosse contado o trecho do rioParanaíba.O rio Paraná demarca a fronteira entre Brasil eParaguai numa extensão de 190 km até à foz do rioIguaçu quando muda de direção para oeste e passa a sero limite natural entre Argentina e Paraguai.Na confluência do rio Paraguai o rio entra inteiramenteem terras argentinas e passa a percorrer a direção sul,
  20. 20. Bacia do ParnaíbaBacia do ParnaíbaAbrange quase totalmente o estado do Piauí,Abrange quase totalmente o estado do Piauí,parte do Maranhão e uma pequena área doparte do Maranhão e uma pequena área doCeará, totalizando 344.112 km².Ceará, totalizando 344.112 km².O Rio Parnaíba é o principal da região, comO Rio Parnaíba é o principal da região, comaproximadamente 1.400 km de extensão.aproximadamente 1.400 km de extensão.O maior adensamento urbano da região é aO maior adensamento urbano da região é acapital piauiense de Teresina.capital piauiense de Teresina.Compõe junto com a bacia do Paraná e a doCompõe junto com a bacia do Paraná e a doAmazonas, as três maiores bacias sedimentaresAmazonas, as três maiores bacias sedimentaresbrasileiras.brasileiras.Usina de Boa Esperança
  21. 21. Bacia Araguaia - TocantinsBacia Araguaia - TocantinsA bacia do Tocantins-Araguaia está situada na AmazôniaOriental. Possui uma área de 967.059 km², abrangendo osestados de Goiás, Mato Grosso, Tocantins, Maranhão,Pará e também o Distrito Federal.Os principais rios da bacia são o Tocantins e seu afluenteAraguaia. A vazão média conjunta da bacia é de 15.432m³/s.Nela tem destaque a paisagem natural da ilha do Bananal(Estado do Tocantins), maior ilha fluvial do mundo, nocurso do rio Araguaia.Nessa bacia foi construída a usina de Tucuruí, no rioTocantins, Estado do Pará. Tucuruí forma uma gigantescarepresa com mais 2.800 km2, a maior hidrelétricaRio AraguaiaTucuruí – Rio Tocantins
  22. 22. Bacias Hidrográficas do NordesteBacias Hidrográficas do NordesteBacia NE OrientalBacia NE OcidentalA Região Hidrográfica Atlântico Nordeste Ocidentalcontempla, basicamente, o Estado do Maranhão e umapequena porção oriental do Estado do Pará, abrangendoas bacias hidrográficas dos rios Gurupi, Turiaçu,Pericumã, Mearim, Itapecuru, Munim e a região dolitoral do Maranhão.Nela estão inseridos, parciais ou integralmente, 223municípios. A Região tem uma área de 254.100 km2,sendo que 9% dessa área pertencem ao estado do Pará eos 91% restantes ao estado do Maranhão.A Região Hidrográfica Atlântico Nordeste Ocidentalapresenta uma vazão média de 2.514 m3/s, cerca de 1%da vazão média observada no País.A Região Hidrográfica do Nordeste Oriental possui uma área de287.348 km², abrangendo em seu território 5 estados: Ceará, RioGrande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas.Esta região sofreu, ao longo da história brasileira, grandespressões antrópicas, responsáveis não só pelo desmatamento daMata Atlântica para implantação da cultura de cana-de-açúcar,como também pela degradação dos manguezais e lagoas da zonacosteira decorrente do avanço da urbanização e pela devastaçãoda caatinga em virtude da expansão da atividade pecuária nosertão brasileiro.A Bacia do Atlântico Nordeste Oriental caracteriza-se pelaausência de grandes rios, configurando um cenário de baixadisponibilidade hídrica com relação às demandas, principalmenteem períodos de estiagem.Rio JaguaribeRio Itapecuru (MA)Rio Capibaribe
  23. 23. Bacias do AtlânticoA Bacia do Atlântico Sudeste Possui uma área de 229.972km², distribuída por terras dos estados do Espírito Santo,Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e o litoral doParaná.As principais bacias hidrográficas desta região são as dosrios Doce, Itapemirim e Paraíba do Sul. Outras baciasinseridas na região do Atlântico Sudeste são as dos riosSão Mateus, Itapemirim, Itabapoana e Ribeira de Iguape.A região do Atlântico Sudeste é caracterizada por seuexpressivo contingente populacional, localizando-se numadas regiões mais industrializadas e urbanizadas do Brasil.A bacia do Atlântico Leste Possui uma área de 374.677km², englobando 526 municípios dos estados de Sergipe,leste da Bahia, nordeste de Minas Gerais e norte doEspírito Santo. Dentro de seus limites encontram-se aRegião Metropolitana de Salvador e a capital sergipana deAracaju, além de outros centros regionais importantes.Sua vazão média conjunta é de 1.400 m³/s, englobando asbacias hidrográficas dos rios Paraguaçu, de Contas,Salinas, Pardo, Jequitinhonha, Mucuri dentre outros.A bacia do Atlântico Sul inicia-se próxima à divisa dosestados de São Paulo e do Paraná, estendendo-se até oArroio Chuí, no Rio Grande do Sul. A área total da regiãoé de 185.856 km², abrangendo terras de 451 municípios,dos quais se destacam Paranaguá, Joinville, Florianópolis,Caxias do Sul, Pelotas e a Região Metropolitana de PortoAlegre.Na região hidrográfica Atlântico Sul predominam rios depequeno porte que correm diretamente para o OceanoAtlântico. As principais exceções são os rios Itajaí eCapivari, em Santa Catarina, que apresentam maiorvolume de água. Na região do Rio Grande do Sul ocorremrios de grande porte como o Taquari-Antas, Jacuí, VacacaíAtlântico LesteAtlântico SudesteBacia do Atlântico SulRio Paraíba do SulRio DoceRio JequintinhonhaRio Jacuí
  24. 24. Possui uma área de 1,1 milhão de km², abrangendo nãoapenas os estados do Mato Grosso e do Mato Grosso doSul como também outros países vizinhos do Brasil, como aArgentina, o Paraguai e a Bolívia. O principal rio dabacia é o Paraguai, que nasce em território brasileiro naChapada dos Parecis no estado do Mato Grosso. A vazãomédia conjunta da bacia é de 363.445 m³/s.A bacia do Paraguai pode ser dividida em duas regiõesdistintas: o Planalto, com terras acima de 200 m dealtitude, e o Pantanal, de terras com menos de 200 m dealtitude e sujeitas a inundações periódicas, que mantém ociclo de vida deste bioma complexo.O Rio Paraguai apresenta duas margens brasileiras,fazendo fronteira apenas entre o Brasil e a Bolívia emum trecho ao sul d deste último país.Em seu percurso inicial tem o nome de rio Paraguaisinho,mas logo passa a ser conhecido como rio Paraguai,percorrendo um trajeto de cerca de 2.621 Km até sua foz,no rio Paraná. Dentro do território brasileiro, o rioParaguai percorre cerca de 1693 Km.A navegabilidade do rio em terras do Brasil dá-se comsatisfatoriedade a partir de Cáceres (passando porCorumbá) até a foz do rio Apa. Seu trajeto tem extensãototal de cerca de 1.323 Km.Seu trajeto em meio ao Pantanal é tão sinuoso e,Possui uma área de 385.000 km², dos quais 174.612 km²situam-se dentro do Brasil, abrangendo 384 municípiosdos estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Asprincipais cidades brasileiras localizadas na bacia sãoLages e Chapecó (SC), Uruguaiana, São Borja, Bagé eSantana do Livramento(RS).A região hidrográfica do Uruguai apresenta um grandepotencial hidrelétrico, com uma capacidade total deprodução de 40,5 KW/km², considerando os ladosbrasileiro e argentino, uma das maiores relações deenergia/km² do mundo.A bacia é formada pelo rio Uruguai e por seus afluentes(Apuaê-Inhandava, Passo Fundo-Várzea, Turvo-Santa Rosa-Santo Cristo, Butuí-Usina Hidrelétrica de ItáNascente do Tocantins (GO)NascentedoAraguaia (GO-MT)
  25. 25. LagosLago é uma depressão natural na superfície da Terra quecontém permanentemente uma quantidade variável deágua. Essa água pode ser proveniente da chuva, dumanascente local, ou de curso de água, como rios e glaciaresgeleiras que deságuem nessa depressão.A quantidade de água que um lago contém depende doclima regional. As dimensões dos lagos são muitovariáveis, desde alguns metros até várias centenas dequilômetros, como são os Grandes Lagos da América doNorte ou os Grandes lagos Africanos. A sua profundidadetambém varia desde alguns centímetros até várias centenasde metros - o Lago Baikal, na Sibéria, é o mais profundodo mundo, com 1743 metros.Lago Ness - EscóciaOrigens dos LagosA origem dos lagos é variável e depende da geomorfologiado terreno.Há um número de processos naturais que formam os lagos.Um levantamento tectônico recente de uma cordilheirapode criar depressões que acumulam água e formam oslagos. O avanço e recuo dos glaciares pode também formardepressões na superfície.Os lagos podem também ser formados por meio dedeslizamento de terras ou por bloqueios glaciares.Os lagos salgados formam-se onde não existe escoamentonatural ou onde a água se evapora rapidamente.Alguns lagos, estão em zonas de rift continental, e sãoTipos de Lagos1. LagostectônicosSão formados pela acumulação das águas nas deformaçõesda crosta terrestre provocadas por epirogênese.2. Lagos vulcânicosSão os lagos formados pela acumulação de água em antigascrateras de vulcões. Esses lagos não possuem riosafluentes, e, como dependem de água das chuvas são, emgeral, de curta duração.3. Lagos residuaisCorrespondem a antigos mares (água salgada).Mar de Aral4. Lagos de ErosãoSão os que ocupam cavidades feitas pela erosão. Tambémpodem resultar da acumulação de água em depressões doterreno após o transbordamento do rio durante as cheias.Em terrenos calcários, formam-se lagos de erosão pelatenta dissolução do calcário, formando, inicialmente,dolinas (pequenas depressões de forma circular) eevoluindo, depois, para lagoas e lagos.Outros, mais comuns, são os lagos formados por meandrosabandonados.5. Lagos de Geleiras ou SubglaciaresFormados pela erosão resultante do avanço e recuo dosglaciares que gera depressões superficiais6.Lagos ArtificiaisSão Construídos pela humanidade com diversos objetivos
  26. 26. Lençóis FreáticosLençol freático (do grego phréar + atos, significa"reservatório de água", "cisterna") é o nome dado asuperfície que delimita a zona de saturação da zona deaeração, abaixo da qual a água subterrânea preenche todosos espaços porosos e permeáveis das rochas ou dos solos ouainda de ambos ao mesmo tempo.O solo é composto por rochas, por diversas partículas quenão preenchem todo o seu volume, resultando em espaçosvazios que podem ser preenchidos pela água.Parte da água, de superfície, infiltra-se no solo ocupando,juntamente com o ar, o espaço entre os fragmentos que ocompõe. Esta água constitui o chamado lençol freático. Olençol mais profundo de água é denominado lençolartesiano.Normalmente, o lençol freático vai penetrando no solo atése deparar com um maciço rochoso ou com um solo quaseimpermeável, como um solo argiloso, onde pode sedepositar ou servir de leito para a assim chamada águasubterrânea, que é um fluxo de água sob o solo, que ocupatodos os seus espaços vazios.
  27. 27. GeleirasSão as massas de gelo que ocorrem onde a queda de neve ésuperior ao degelo. Podem-se acumular nas regiões altasdos continentes e nas regiões polares.Movem-se lentamente, provocando, à sua passagem,destruição e construção.As geleiras podem ser:1. Geleiras Continentais, também conhecidas comoInlandsis2. Geleiras de latitude. Trata-se de grossas camadas degelo cobrindo todo o terreno, como ocorre atualmente naGroenlândia e na Antártida.3. Geleiras de Montanhas Conhecidas, ainda, comoBanquisasSão placas de gelo que circundam as águas oceânicas dasregiões polares e originam-se do congelamento da água domar durante o inverno. Sendo assim, as banquisas sãoformadas por água salgada; enquanto os icebergs,provenientes das geleiras, por água doce.
  28. 28. OceanografiaOceanoGrande massa de água salgada que contorna os continentesDos 150 milhões de quilômetros quadrados da superfície daTerra, os oceanos ocupam 70%, o que corresponde a 361milhões de quilômetros quadrados.Localização dos OceanosAtlânticoBanha o oeste da Europa e da África e o leste dasAméricas. É considerado o oceanos mais importante, doponto de vista econômico, pois estabelece contato com asregiões mais desenvolvidas da América do Norte e daEuropa Ocidental.PacíficoBanha o leste da Ásia e da Oceania e o oeste das Américas.É o maior dos oceanos, representando, sozinho, metade daságuas oceânicas.O fluxo comercial através do oceano pacífico vemÍndicoBanha o sul da Ásia, o leste da África e o oeste daOceania. Cortado pelo Trópico de Câncer e o Equador, ooceanos Índico é quase totalmente tropical. É o oceanoque banha totalmente o litoral indiano, no sul da Ásia,por isso recebe tal denominação.Glacial ÁrticoOcupa o Pólo Norte, banhando as terras ao seu redor,que correspondem ao Norte da América, da Europa e daÁsia. Parte de suas águas encontra-se congelado a,formando banquisas, além de nele flutuarem icebergs. Ooceano Ártico comunica-se amplamente com o Atlântico.Glacial Antártico e AustralBanha a Antártida e é considerado o prolongamento dos 3grandes oceanos. Recentemente, alguns oceanógrafospassaram a considera-lo um oceano pela constatação deque as águas dos oceanos Atlântico, Pacífico e Índico nãose separam, águas em torna das terras do Pólo Sul,individualizando-as como um oceano.
  29. 29. MaresOs mares são porções dos oceanos que situam-se próximoaos continentes e, por isso, são influenciados pelascaracterísticas ecológicas das massas continentais.Tipos de MaresMares Abertos ou Costeiros - São aqueles que secomunicam diretamente com o oceano. Ex: O mar dasAntilhas, o mar da China, o mar do Norte.Mares Interiores ou Mediterrâneos - Localizam-se,como o nome diz, no interior dos continentes, mantendocontato com as águas do oceano por meio de estreitos. Ex:Mas Mediterrâneo, mar Vermelho, mar negro.Mares Fechados ou Isolados - Localizam-se nointerior dos continentes, porém não se comunicam com ooceano. Ex: O mar de Aral, o mar Cáspio, o mar Morto.
  30. 30. Movimentos da água do mar1.OndasSão provocadas pelo vento que cria forças de pressão efricção que perturbam o equilíbrio da superfície dosoceanos.2. Correntes MarinhasSão fluxos da águas dos oceanos, ordenadas ou não,decorrentes da inércia da rotação do planeta, dos ventos eda diferença de densidade. Suas movimentações não sãobem definidas por haver continentes e ilhas ao longo dasua movimentação, portanto, correm com grandevariabilidade. Influenciam na pesca, na vida marinha e noclima.Podemos dividi-las em:• Correntes quentes: formam-se na zona intertropical,próxima à Linha do Equador, e movimentam-se emdireção às zonas polares.
  31. 31. USINA CASTRO ALVES, emconstrução no Rio das Antas,próximo à Nova Roma do Sul/RS
  32. 32. Em sala– Exercícios Aulas 43 e 44 – Apostila Caderno– Exercícios Aulas 45 e 46 – Apostila Caderno
  33. 33. Conteúdo do Simulado• Domínios morfoclimáticos do Brasil- Geral, comdestaque para:• Amazônico• Caatinga• Cerrado• Pradarias• Campos• Mares de Morros

×