Programa 1.ª conferência online urbanismo tático

434 visualizações

Publicada em

Acompanhe aqui a 1.ª Conferência online Urbanismo Tático:
https://youtu.be/v8sBaEqtKoA
Sexta-feira, 4 de Dezembro 2015
Horário: 10h-16h (BR) | 12h-16h (PT) | 13h-17 (FR)

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
434
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Programa 1.ª conferência online urbanismo tático

  1. 1. 1.ª CONFERÊNCIA ONLINE «URBANISMO TÁTICO» 4 DE DEZEMBRO - 10H-16H (BR) | 12H-16H (PT) | 13H-17 (FR) Transmissão online: https://youtu.be/v8sBaEqtKoA FB: https://www.facebook.com/events/923229501080915/ OBJECTIVO Queremos conhecer o que se tem feito em prol das nossas praças, bairros e cidades e partilhar experiências de urbanismo tático nos dois lados do Atlântico. Acreditamos que as histórias e reflexão podem inspirar outras cidades e comunidades por este mundo fora. Desejamos - a partir deste evento - iniciar a construção de uma rede e de uma agenda comum de ação colectiva pelas cidades. COMISSÃO ORGANIZADORA Ana Carla Fonseca Cainha (São Paulo- Br) anacarla@garimpodesolucoes.com.br André Gonçalves (Goiânia- Br) andre@sobreurbana.com Andreia Garcia (Porto- Pt) andreiasogarcia@gmail.com Carol Farias (Goiânia- Br) carol@sobreurbana.com Catarina Isidoro (Aveiro- Pt) catarina.isidoro@live.ua.pt Catarina Lucas (Santarém- Pt) catarinapimpao@gmail.com Day Araújo (São Paulo- Br) ddyaraujo@gmail.com Decio Coutinho (Goiânia- Br) decio.go@gmail.com Jorge Coelho (Faro- Pt) jcoelho@amal.pt José Carlos Mota (Aveiro- Pt) jcmota@ua.pt Laura Rios (Fortaleza- Br) laura@creatorearquitetura.com.br Liana Feingold (Fortaleza- Br) liana@creatorearquitetura.com.br Mayara Lima Pimentel (Recife- Br) maypimentel46@gmail.com Maria Joao Pita (Paris- Fr) mail@mariajoaopita.info Miguel Silvestre (Óbidos- Pt) silvestremiguel@me.com Sheila Holz (Aveiro- Pt) sheila.holz@gmail.com Tiago Castro (Aveiro- Pt) tiago.vng.castro@gmail.com ESPAÇOS DE ENCONTRO https://www.facebook.com/groups/urbanismotatico grupo.urbanismo.tatico@gmail.com
  2. 2. PROGRAMA 10:00 Brasil | 12:00 Portugal | 13:00 França – BOAS VINDAS AOS PARTICIPANTES 10:15 | 12:15 | 13:15 CONTEXTO Mário Caeiro (Lisboa, PT)- Retórica da acção urbana Elencagem em tom informal de modos tácticos de operar artisticamente na cidade, cotejando as intervenções seleccionadas com noções cruciais para uma ideia contemporânea de arte pública. Assim, acções oriundas de diversas 'cenas' – da arte contemporânea em espaços público à street art, da land art em contexto urbano a emergentes formas de comunicação interactiva – são perspectivadas do ponto de vista da retórica, já que esta é a arte de falar sobre aquilo de que vale a pena falar. A arte na cidade é assim, nem sempre, mas por vezes, uma arte 'da' cidade. E portanto também uma ferramenta urbanística essencial para uma cultura profundamente urbana. http://deusmelivro.com/critica/arte-na-cidade-mario-caeiro-8-10-2014/ https://www.academia.edu/8267856/Arte_na_Cidade_Introdu%C3%A7%C3%A3o Carol Farias – Sobreurbana (Goiânia - BR) - Táticas Urbanas - Experiências em Goiânia/Brasil O objetivo desta apresentação é compartilhar a experiência da Sobreurbana na experimentação de variadas táticas urbanas na cidade de Goiânia. Serão abordadas as oportunidades e dificuldades encontradas na cidade, a relação com os usuários de suas intervenções, a relação com os 'clientes', poder público, agências de fomento, imprensa e o meio académico. http://sobreurbana.com/ https://www.facebook.com/Sobreurbana EXTRA-PROGRAMA Marcos L. Rosa (São Paulo - BR) - Urbanismo feito à mão. Dos métodos de mapeamento (2008-13) e análise (2011-13) à prática experimental (2015-16) O livro "Handmade Urbanism", examina o potencial transformador existente em iniciativas comunitárias e rascunha uma possível visão de cidade impactada por esses processos segundo referências compiladas em Mumbai, São Paulo, Istambul, Cidade do México e Cidade do Cabo, de 2007 a 2012. Com base neste estudo, que operacionaliza a ação local, e para além da pesquisa, nos últimos anos, organizamos plataformas experimentais multidisciplinares e com alunos de desenho e arquitetura, através das quais pudemos extender as atividades de mapeamento, documentação, reflexão e ação na escala local, em escala 1:1 com o interesse de testar e entender práticas táticas. Estas incluem o Estúdio Tático (Escola da Cidade), Action in the real city (ETH 2010), Mapping the real city (ETH 2011), Transbordering (São Paulo 2010) e Collective Retrofit (mesmo ano), Mapa Afetivo RJ (Rio de Janeiro, 2014), Expandible Area (Berlin Make city Festival 2015), Urbanxchanger (SP, MXC, CT, ND, BLN, 2015). http://www.handmadeurbanism.com http://marcoslrosa.com/Urbanismo-feito-a-mao http://marcoslrosa.com/Microplanning 10:45 | 12:45 | 13:45 - QUESTÕES E DISCUSSÃO (15 minutos) 11:00 | 13:00 | 14:00 PRÁTICAS DE BAIRRO Mari Pini - NEX + IED (São Paulo, BR) - Essa Nossa Rua Maranhão Essa Nossa Rua Maranhão é um projeto de design e resignificação urbana para a construção de um modelo de rua que apresente soluções sustentáveis para moradores e usuários. Qualidade de vida, convivência, mobilidade e comunicação visual são alguns dos temas abordados pelo projeto, que realizou uma pesquisa com a comunidade local para mapear seus desejos e necessidades. Como parte do projeto, o evento Venha Viver a Rua teve sua primeira edição durante a Virada Sustentável 2015. Na programação do evento, que conta com atividades gratuitas e interativas, o público é protagonista, chamado para fazer, atuar, experimentar, ver, sentir, aprender na rua, convivendo, numa reunião entre pessoas de todos os tipos, mas que compartilham o interesse pela comunidade – estudantes, ambientalistas, ativistas sociais, produtores culturais, designers, artistas, músicos, circenses, contadores de história, arquitetos, professores, donas de casa e profissionais de todas as áreas. https://www.facebook.com/nexpagina/ https://www.facebook.com/Roda-de-Vizinhos-Essa-Nossa-Rua-Maranh%C3%A3o- 986764868012600/
  3. 3. João Pedro Rosa (Aveiro – PT) - VivaCidade. Vestir os Vazios da Cidade Pretende-se apresentar as diferentes fases, resultados e lições do “VivaCidade. Vestir os Vazios da Cidade”, um projecto de participação dos cidadãos para a intervenção urbana através da cultura, em Aveiro, promovido e coordenado por uma equipa constituída pela Câmara Municipal de Aveiro, pela 4iS – Plataforma para a Inovação Social e pela SETEPÉS, Lda., que tinha como objectivo possibilitar a intervenção em espaços vazios na cidade, nomeadamente, espaços abandonados e sem função que podem ser úteis para a comunidade. https://vivacidadeaveiro.wordpress.com http://vivacidade.umnovolargo.pt/ https://www.facebook.com/vivacidade.aveiro PRÁTICAS NO ESPAÇO PÚBLICO Alexandra Paio, David Viana, Lígia Nunes, António Brito Guterres, Miguel Brito (Lisboa, PT) - Territórios Colaborativos. Desafios Pedagógicos O objetivo central desta apresentação é expor os resultados do trabalho desenvolvido pelos alunos do curso de especialização em territórios colaborativos. Trata-se de uma proposta singular e inovadora no quadro nacional da oferta formativa de ensino superior, uma parceria entre o ISCTE- IUL, os Arquitetos Sem Fronteiras - Portugal e da Câmara Municipal de Lisboa, na aproximação a problemáticas emergentes da condição arquitetónica e urbana contemporânea, antecipando mudanças de paradigmas sobre o modo como se equacionará a prática profissional da arquitetura no mundo atravessado por transformações profundas de natureza económica, social, cultural e tecnológica. Os alunos utilizaram um conjunto de instrumentos e metodologias multidisciplinares para desenhar e construir soluções em cenário real» https://www.facebook.com/territorioscolaborativos/ http://ipps.iscte-iul.pt/index.php/pt/formacao/proximos-cursos/cursos/1-categoria-padrao/75- curso-de-especializacao-em-territorios-colaborativos-processos-projeto-intervencao-e- empreendorismo Inês Maria (São Paulo, BR) - Acupuntura Urbana - Transformando espaços em comunidades Antes de existirem no mundo fisicamente, todos os espaços públicos ou privados são construídos primeiramente no campo afetivo. Considerar essas memórias é uma forma de reconhecer e validar as pessoas que se relacionam com esse espaço como seus criadores e, portanto, corresponsáveis por sua existência e eficiência no mundo. Atuamos em duas frentes: A ocupa-ação e a transforma-ação dos espaços públicos, sempre baseada na colabora-ação. Acreditamos no poder da AÇÃO! Movimento gera movimento, por isso nosso dia-a-dia é baseado no conceito de Fazedoria: quando colocamos a mão na massa para fazer acontecer o mundo e as cidades que sonhamos, cooperativamente. http://acupunturaurbana.com.br/ fb.com/acupunturaurbana.au 12:00 | 14:00 | 15:00 - QUESTÕES E DISCUSSÃO (30 MINUTOS) 12:30 | 14:30 | 15:30 - PRÁTICAS NO ESPAÇO PÚBLICO Marcelo Rebelo (São Paulo, BR) - Praças.com.br Apresentaremos nossa metodologia inovadora que envolve tecnologia tanto de mídias sociais quanto de sensores aplicados a praça que são aliados no processo de revitalização http://www.pracas.com.br https://www.facebook.com/pracas.com.br/ https://www.youtube.com/channel/UCY5cQjhFnvSgzccnlDAfGsg José Otávio Braga (Fortaleza, BR) - Caminha Fortaleza O projeto Caminha Fortaleza foi iniciado no ano de 2014 e recebeu uma segunda intervenção em 2015. A ação consiste em colocar, em postes nas ruas, placas indicativas do tempo de caminhada entre dois pontos de interesse. Essa ação visa incentivar a caminhabilidade, o turismo, o conhecimento da região e a reflexão de como as coisas são, por vezes, mais perto do que imaginamos, além de ser uma ação focada no pedestre, algo quase inexistente na cidade de Fortaleza, especialmente quando o tema é de sinalização viária. https://www.youtube.com/watch?v=rsNmxXvigyw https://www.facebook.com/media/set/?set=oa.521562061331568&type=1 https://www.facebook.com/groups/WalkFortaleza/permalink/1652679574975591/
  4. 4. Coletivo Nora (Águeda, PT) - "Os costumes como base para uma linguagem diferente para a cidade." Um dos principais objectivos do coletivo nora é gerar um crescente dinamismo na comunidade onde intervém. Ao realizar os seus projectos na rua utilizando elementos populares e identitários do local, o coletivo nora não só capta a atenção das pessoas que passam nas ruas e que se identificam com os trabalhos, como também as leva a colaborarem consigo na construção, preservação e divulgação dos mesmos, contribuindo para o desenvolvimento de relações interpessoais cada vez mais raras. https://coletivonora.wordpress.com/ https://www.facebook.com/ColetivoNora/ Jose Maria Montero (Funchal, PT) - artE de pOtRas abertas Concepto del propyectos de intervncion, presentado sus fases desde la conceptico, realizacion y posterior evaluacion de los resultados obtenidos www.arteportasabertas.com 13:30 | 15:30 | 16:30- QUESTÕES E DISCUSSÃO (30 MINUTOS) 14:00 | 16:00 | 17:00- ENCERRAMENTO

×