Esotropias

852 visualizações

Publicada em

Breve aula sobre esotropia (estrabismo convergente), sua classificação, exame clínico e tratamento.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
852
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Esotropias

  1. 1. ESOTROPIASESOTROPIAS R2 OFT Pietro Baptista de Azevedo 26.08.2014
  2. 2. EsotropiasEsotropias • Desvios convergentes – Latentes • Somente quando fusão é rompida • Esoforia • E – Intermitentes • E(t) – Permanentes • ET
  3. 3. EsotropiasEsotropias
  4. 4. EsotropiasEsotropias • Fatores de risco – Caucasianos • ET 10:1 XT – Hipermetropia – Relação CA/A alta – Hx familiar
  5. 5. EsotropiasEsotropias • Manifestações sensoriais – Ambliopia – CRA (correspondência retiniana anômala) – Hiperfunção de m. oblíquo – Torcicolo – NL (nistagmo latente) – DVD (desvio vertical dissociado)
  6. 6. • Esotropia “congênita” ou infantil • Esotropia essencial ou comitante adquirida • Esotropia acomodativa • Microtropia • Esotropia e miopia • Esotropia cíclica • Esotropia do adulto ClassificaçãoClassificação + Comum
  7. 7. Esotropia congênitaEsotropia congênita • Esotropia infantil ou Síndrome de Ciancia • 30% – dos desvios oculares – das crianças com atraso DNPM – nistagmo • Falha inata no desenvolvimento da binocularidade – Desvio raramente é inato – Somente desvios que permanecem após 2 meses de vida são patológicos
  8. 8. Esotropia congênitaEsotropia congênita • Início 2-6 meses • DVD é comum • Ambliopia leve-moderada – alternância
  9. 9. Esotropia congênita • Tríade – ET grande ângulo – torcicolo – nistagmo Fase rápida para o olho fixador Piora em abdução Rotação do queixo para o lado fixador Inclinação para o lado fixador Difícil abdução
  10. 10. Esotropia congênita • Tríade – ET grande ângulo – torcicolo – nistagmo Fase rápida para o olho fixador Piora em abdução Rotação do queixo para o lado fixador Inclinação para o lado fixador Difícil abdução
  11. 11. Esotropia congênitaEsotropia congênita • Tto – Correção óptica (hipermetropia) – Ambliopia (oclusão...) – Cirurgia • <24 meses – Melhorar fusão e estereopsia (grosseira) • RBRM ou recuo-ressecção RM – Melhor alinhamento possível » Não garante estabilidade • Toxina botulínica
  12. 12. Esotropia congênitaEsotropia congênita • Supercorreção – FR • Anisometropia (>1DP) • Hipermetropia (>3DP) • Disfunção dos m. oblíquos • Ambliopia • Assimetria do desvio
  13. 13. Esotropia essencialEsotropia essencial • Esotropia comitante adquirida ou não-acomodativa • Umas dos estrabismos mais frequentes • 1º a 3º ano de vida • Hx familiar importante • Costuma ser monocular • Disfunção dos m. oblíquos – Padrão A e V • DVD e NL são raros
  14. 14. Esotropia essencialEsotropia essencial • Tto – Testar em PPO e olhando para cima e para baixo – Se estética • tendência de redução espontânea • Reduzir 25% • Supercorreção – FR • As mesmas da ET congênita • Lesão neurológica • Re-operação
  15. 15. EsotropiaEsotropia acomodativaacomodativa • Esodesvio produzido pela acomodação • Início aos 2 anos • Ambliopia leve-moderada • Hipermetropia – 2,5-5D • Acomodação e convergência – Relação CA/A • Método do gradiente
  16. 16. Esotropia acomodativaEsotropia acomodativa • Tto – Tratar ambliopia (boa resposta) – Corrigir hipermetropia total (cicloplegia) • Sem desvio: ET acomodativa simples • Desvio só perto: incomitância longe-perto (CA/A alta) – Lentes bifocais executive (+3D) » Pouco efeito – mióticos (ciclotônicos) » Anticolinesterásicos » parassimpáticomiméticos – Enfraquecer CA/A • Exercícios NÃO reduzem CA/A, melhoram vergência fusional
  17. 17. Esotropia acomodativaEsotropia acomodativa • Cirurgia – quando tto clínico falha • ET acomodativa simples – RBRM moderado (3,5-4mm) • Relação CA/A alta – RBRM moderado » CA/A  ET acomodativa simples – Mioescleropexia retroequatorial
  18. 18. ET parcialmente acomodativaET parcialmente acomodativa • Esotropia essencial + hipermetropia – Corrige-se hipermetropia e se reduz CA/A, desvio retorna ao valor inicial • Se <8DP: microtropia • Se >25DP: operar – Levar em conta: » Grau hipermetropia, pois pode hipercorrigir (reduzir 20- 25%)
  19. 19. MicrotropiaMicrotropia • ET monocular <8DP (2-5DP) • Ambliopia c/ recidivas • Primária – Ambliopia sem desvio aparente – Hereditária • Secundária – Após correção cirúrgica • Pode descompensar – Ambliopia e hipermetropia
  20. 20. Esotropia e MiopiaEsotropia e Miopia • Alta miopia – Enfraquecimento da divergência • 5-8% das esotropias • Associação c/ neuropatias e sd genéticas
  21. 21. Esotropia e MiopiaEsotropia e Miopia • Tto clínico e cirúrgico especial – Miopia moderada (4-8D) • Semelhante a ET comitante adquirida – Miopias maiores (>10D) • Semelhante a ET congênita • Olhos mais longos  recuos mais extensos
  22. 22. Esotropia cíclicaEsotropia cíclica • Períodos de esotropia – Períodos ortotropia c/ normalidade motora e sensorial • Ciclos (24h) – cronobiologia • Evolui p/ permanente – Aprox. 1 ano
  23. 23. Esotropia do adultoEsotropia do adulto  >8 anos  Aguda  Diplopia  Rara  2 Formas 1. Franceschetti • Jovem + oclusão • Esoforia descompensada • Tto cirúrgico (bom prognóstico) 2. Bielschowsky • Míope + neuropatia • Diplopia p/ longe • Paresia bilateral do RM (NC VI)
  24. 24. OBRIGADO

×