Ética e Fisioterapia na UTI

3.194 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.194
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
92
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ética e Fisioterapia na UTI

  1. 1. Ética eFisioterapia naUTIQuestão de atitude
  2. 2. UniversidadeFederal daParaíbaCynthia CoelhoPetra RodriguesRayra MayrlaRosil RodriguesWanessa kallyneYsabelle ChavesÉtica e Fisioterapiana UTIQuestão de atitudeCentro de Ciências da SaúdeDepartamento de FisioterapiaDisciplina: Ética, Bioética eDeontologia em FisioterapiaProf.ª: Palloma AndradeOutubro 25, 2012
  3. 3. Histórico – Fisioterapia na UTI Décadas de 1940 e 1950: Assistência ventilatória não invasiva 2001: COFFITO reconhece os primeiros cursos defisioterapia intensiva no Brasil
  4. 4. Quais as funções exercidaspelo Fisioterapeuta na UTI?
  5. 5.  Avalia as funções gerais e respiratóriastraçando um plano de cuidadosindividuais Gerenciamento do sistema respiratório Manutenção das funções vitais dediversos sistemas corporais Otimização do suporte ventilatório Trabalha a força dos músculos
  6. 6. Relação Terapeuta x Paciente Consentimento livre e esclarecido “(...)Art 7º: São deveres do fisioterapeuta e doterapeuta ocupacional nas respectivas áreas deatuação:VI – respeitar o direito do cliente de decidir sobre suapessoa e seu bem estar.(...) (...) Art 8º: É proibido ao fisioterapeuta e aoterapeuta ocupacional nas suas respectivas áreasde atuação:V – recomentar, prescrever e executar tratamento ounele colaborar, quando:d) Praticado sem o consentimento do cliente ou de seurepresentante legal ou responsável (quando se tratarde menor ou incapaz).(...)”
  7. 7. “O consentimento torna-se indispensávelquando reconhecemos que na fisioterapiao sucesso do tratamento depende, alémde uma conduta adequada, doenvolvimento e da dedicação do pacientecom o tratamento.”
  8. 8. Relação Terapeuta x Paciente Veracidade no tratamento “(...)Art 7º: São deveres do fisioterapeuta e doterapeuta ocupacional nas respectivas áreasde atuação:VII – informar ao cliente quanto ao diagnóstico eprognóstico fisioterápico (...) salvo quando taisinformações possam causar-lhe dano.(...)”
  9. 9. Relação Terapeuta x Paciente Eficiência e competência na terapia “(...)Art 7º: São deveres do fisioterapeuta e doterapeuta ocupacional nas respectivas áreasde atuação:IV – utilizar todos os conhecimentos técnicos ecientíficos a seu alcance para prevenir ou minoraro sofrimento do ser humano e evitar o seuextermínio.(...)”
  10. 10. Relação Terapeuta x Paciente Respeito ao paciente “(...)Art 7º: São deveres do fisioterapeuta e doterapeuta ocupacional nas respectivas áreasde atuação:III – prestar assistência ao indivíduo, respeitados adignidade e os direitos da pessoa humana(...)”
  11. 11. Relação Inter Profissional “Art 19º: O fisioterapeuta e terapeutaocupacional tratam os colegas e outrosprofissionais com respeito eurbanidade, não prescindindo de igualtratamento e de suas prerrogativas. Art 20: O fisioterapeuta e terapeutaocupacional desempenham comexação sua parte no trabalho emequipe.”
  12. 12. “Formação de profissionais com o objetivode fornecer capacidade de análise ética econsequentemente tomar decisões éticas.”
  13. 13. “(...)O atendimento deve estar focado napessoa, nas suas necessidades, focado nobenefício a ser oferecido.”
  14. 14.  Cleber Carneirode Melo Fisioterapeuta, especialista emUTIEntrevistaFisioterapia na UTI

×