PoinsettiaPoinsettia
pulchérrimapulchérrima
UNIVERSIDADE DE ÉVORAUNIVERSIDADE DE ÉVORA
Departamento de FitotécniaDepartame...
Departamento de Fitotécnia
Culturas Forçadas
Descrição Botânica
Pertence à taxonomia de Lineu e à família das
Euphorbiacea...
Departamento de Fitotécnia
Culturas Forçadas
Aspectos Morfológicos
As suas folhas apresentam coloração verde
escura, com b...
Departamento de Fitotécnia
Culturas Forçadas
Floração
As inflorescências são caracterizadas por uma única flor
feminina se...
Departamento de Fitotécnia
Culturas Forçadas
Origem
A flor do natal foi descoberta no México
em 1834
Nos inícios de 1900, ...
Departamento de Fitotécnia
Culturas Forçadas
História e Tradição
A utilização destas flores iniciou-se partir da
tradição ...
Departamento de Fitotécnia
Culturas Forçadas
Problemas Fitossanitários
Podem apresentar doenças tais como o
míldio, mosca ...
Departamento de Fitotécnia
Culturas Forçadas
Hábitos de Crescimento
Preferem temperaturas suaves, humidades
moderadas e re...
Departamento de Fitotécnia
Culturas Forçadas
Propagação da Planta
A propagação comercial, para venda da planta
em vaso, é ...
Departamento de Fitotécnia
Culturas Forçadas
Aspecto de uma estaca da flor de natal
Fonte: Abel, 2004
Departamento de Fitotécnia
Culturas Forçadas
Esquematização do ciclo cultural desde
o enraizamento
Fonte: Kessler, s/d; ci...
Departamento de Fitotécnia
Culturas Forçadas
Características a ter quando comprar
uma flor de natal
Folhagem espessa, abun...
Departamento de Fitotécnia
Culturas Forçadas
Fim
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

1230571666 culturas forcadas_-_poinsettia_pulcherrima

356 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
356
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
171
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1230571666 culturas forcadas_-_poinsettia_pulcherrima

  1. 1. PoinsettiaPoinsettia pulchérrimapulchérrima UNIVERSIDADE DE ÉVORAUNIVERSIDADE DE ÉVORA Departamento de FitotécniaDepartamento de Fitotécnia CULTURAS FORÇADASCULTURAS FORÇADAS Évora, Janeiro 2005Évora, Janeiro 2005
  2. 2. Departamento de Fitotécnia Culturas Forçadas Descrição Botânica Pertence à taxonomia de Lineu e à família das Euphorbiaceae Euphorbia pulchérrima pulchérrima significa a mais bela de todas as flores e como tal esta flor em época natalícia lidera as vendas em todo o mundo (cerca de 90 %). Esta flor composta por cerca de 2300 espécies
  3. 3. Departamento de Fitotécnia Culturas Forçadas Aspectos Morfológicos As suas folhas apresentam coloração verde escura, com bordos dentados. E tem outras folhas coloridas com aspecto de pétalas de cor vermelha, branco, amarelado e rosado. As folhas são dentadas a lobuladas e possui pecíolos longos.
  4. 4. Departamento de Fitotécnia Culturas Forçadas Floração As inflorescências são caracterizadas por uma única flor feminina sem pétalas e frequentemente sem sépalas rodeadas por flores masculinas, que estão encerradas numa estrutura denominada “cyathium”, de cor amarela Tem a sua floração de Novembro a Janeiro. Requere cerca de 12 horas de escuro depois de muitas semanas para iniciar a floração. A flor é realmente, a parte amarela que se encontra no centro.
  5. 5. Departamento de Fitotécnia Culturas Forçadas Origem A flor do natal foi descoberta no México em 1834 Nos inícios de 1900, Paul Ecke obteve cortes, começou a propagar as plantas, sendo responsável por a Poinsettia ser actualmente a principal flor envasada.
  6. 6. Departamento de Fitotécnia Culturas Forçadas História e Tradição A utilização destas flores iniciou-se partir da tradição anglo-saxónica, que impuseram o costume natalício de decorar as casas com árvores e plantas. Ao contrário dos mitos populares, esta planta não é considerada venenosa Sacerdotes antigos usavam-na porque ajudava a curar febres e também usada para dar cor à roupa e poderia ainda ter outros usos.
  7. 7. Departamento de Fitotécnia Culturas Forçadas Problemas Fitossanitários Podem apresentar doenças tais como o míldio, mosca branca, afideos, vírus, tripes e alguns problemas fisiológicos. Este tipo de plantas é susceptível a doenças de raiz pelo que deve se ter em atenção o tipo de solo (que deve ser bom) e regas frequentes.
  8. 8. Departamento de Fitotécnia Culturas Forçadas Hábitos de Crescimento Preferem temperaturas suaves, humidades moderadas e regas frequentes, assim sendo, exigem um solo de boa drenagem e muita luz solar indirecta. Requer elevados níveis de fertilidade de cerca de 150-300 ppm de azoto até à formação das brácteas, depois da qual deve ser reduzida. A temperatura deve ser 68-72º F (20-22ºC) durante o crescimento, e cerca de 5º abaixo durante o desenvolvimento das brácteas e nos estados finais do crescimento. As noites devem ser cerca de 5 graus mais baixos.
  9. 9. Departamento de Fitotécnia Culturas Forçadas Propagação da Planta A propagação comercial, para venda da planta em vaso, é conseguida por estacas herbáceas de 6 a 8 cm de comprimento, apresentando um rebento apical não danificado, com duas a quatro folhas, obtidas a partir das plantas mãe, sendo a condução da cultura um dos principais problemas; A propagação pode também ser feita através da propagação in vitro em vez da sua obtenção a partir das plantas mãe. A Direcção Regional de Agricultura do Algarve realizou um trabalho neste sentido concluindo que as plantas obtidas por este processo não apresentavam nenhum fenótipo anormal em relação as plantas mãe .
  10. 10. Departamento de Fitotécnia Culturas Forçadas Aspecto de uma estaca da flor de natal Fonte: Abel, 2004
  11. 11. Departamento de Fitotécnia Culturas Forçadas Esquematização do ciclo cultural desde o enraizamento Fonte: Kessler, s/d; citado por Abel, 2004
  12. 12. Departamento de Fitotécnia Culturas Forçadas Características a ter quando comprar uma flor de natal Folhagem espessa, abundante e de cor verde escura; Botões agrupados muito juntos para que duram toda a temporada festiva; As folhas mais pequenas que rodeiam os botões amarelos devem estar coloridos integralmente. Se tem partes verdes, essa planta poderá perder cor rapidamente; Se os botões amarelos se encontram no centro da flor, já começaram a abrir e já se perdeu pólen e trata-se assim de uma planta que não é jovem; Tire das plantas folhas de cor amarela, branco esverdeado ou que tenham marcas. Também devem tirar-se as plantas que tenham brácteas (folhas por debaixo da flor) que tenham marcas, rasgadas ou descoloradas; Como uma qualquer outra planta, assegure-se de que a sua flor de natal não tem insectos nem sinais de doença;
  13. 13. Departamento de Fitotécnia Culturas Forçadas Fim

×