Plano de Aula

3.261 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.261
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Plano de Aula

  1. 1. PLANO DE AULA
  2. 2. Situação de aprendizagem: Olfato e Paladar Público alvo: 6º ano
  3. 3. Objetivo Trabalhar com os alunos os sentidos do paladar e do olfato e seus respectivos órgãos, e a relação entre esses dois sentidos com a percepção de sabores.
  4. 4. Expectativas de Aprendizagem Relacionar a percepção de sabores com o paladar e também com o olfato. Entender que o olfato é muito mais sensível que o paladar. Saber quais são os sabores e quais regiões da língua os percebe com mais intensidade.
  5. 5. Habilidade Identificar e explicar os mecanismos básicos pelos quais os cheiros são percebidos e os gostos são sentidos com base em textos e procedimentos experimentais.
  6. 6. Sondagem inicial Você já sentiu um aroma que fez recordar-se de algo do passado? E um aroma que evitou uma situação de risco, como um vazamento de gás? Você acha importante entender como funciona o olfato? Por quê?
  7. 7. Problematização Experimento: Degustação de alimentos (azedo, amargo, salgado, doce) com os olhos vendados e nariz tapados.
  8. 8. Contextualização 1. É possível identificar os sabores a partir do cheiro? 2. Como é possível perceber os diferentes sabores? 3. Como e onde nós percebemos estas diferenças? 4. Quais órgãos estão envolvidos?
  9. 9. 5. Identifique no desenho abaixo o sabor que cada região da língua percebe com maior intensidade.
  10. 10. Texto: A) Troca de Sentidos Giselda batia a massa do bolo enquanto Tina preparava uma deliciosa cobertura de chocolate. Rex tentava dar um jeito na cozinha que estava pra lá de bagunçada! Mas todo o esforço valeu a pena: Giselda e Tina lamberam os beiços após o lanche. Renato, porém, não aproveitou quase nada da comilança. Ele estava gripado e, com o nariz entupido, quase não conseguiu sentir o gosto dos alimentos. Por que será? Porque o paladar depende muito do olfato. Se uma pessoa com os olhos vendados cheirar um pedaço de batata e comer cebola ou vice-versa, ela confundirá os sabores. É natural que ela se confunda, pois o sentido do olfato é mais forte do que o do paladar. Os seres humanos conseguem diferenciar cerca de 20 mil tipos de odores diferentes (cada um deles em dez diferentes intensidades), mas apenas 100 tipos de gostos! E por essa informação você não esperava: cerca de 80% do que nossos sentidos percebem como o gosto de um alimento é na realidade o seu aroma! Assim, quando você tem uma gripe ou um resfriado e o seu nariz fica entupido, os alimentos perdem grande parte do sabor porque você não pode sentir cheiros - como aconteceu com o Renato! Saiba logo, então, que o sabor de um alimento é o resultado da interação dos estímulos percebidos pelos sentidos do paladar e do olfato. Outros estímulos, como as sensações de ardor e calor produzidas pela pimenta, a sensação do frio produzido pela menta, assim como a textura e a temperatura também contribuem para o sabor dos alimentos.
  11. 11. Texto: B) O sabor Umami  Umami (palavra de origem japonesa que significa "delicioso e apetitoso") é o nome do quinto sabor básico descoberto pelo pesquisador japonês Kikunae Ikeda, no ano de 1908.  O umami complementa os outros quatro gostos básicos do paladar humano: amargo, doce, azedo, salgado.  O sabor umami é composto por três principais substâncias presentes em diversos alimentos: glutamato, inosinato e guanilato.
  12. 12. Ilustração das estruturas do corpo ligadas ao olfato
  13. 13. Questões sobre os textos e a imagem 1) Relacione as colunas abaixo: a)Umami b)Língua c) Bulbo olfativo d)Olfato e paladar ( )Capta as substâncias químicas do ar e as sensações gustativas. ( )Órgão que percebe os sabores. ( )Sentidos que trabalham juntos informando as características do alimento. ( )Complementa os outros quatro sabores básicos do paladar humano.
  14. 14. 2) Quando estamos gripados não conseguimos sentir os sabores direito. Por quê? 3) Descreva a relação entre o olfato e o paladar. 4) Por que, às vezes, tapamos o nariz para tomarmos um remédio amargo? 5) Se misturarmos vários sabores e odores ao mesmo tempo, podemos confundir sabores. Explique por quê.
  15. 15. Avaliação A avaliação dos produtos desta situação de aprendizagem pode ser um meio de perceber se os alunos são capazes de:  Ler e interpretar textos e imagens;  Realizar procedimento experimental;  Interpretar dados experimentais;  Produzir textos.

×