Administrando meu dinheiro

564 visualizações

Publicada em

Conceito sobre administração de recursos pessoais e empresariais.

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
564
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
26
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Administrando meu dinheiro

  1. 1. Administrando meu dinheiro
  2. 2. O QUE O SEBRAE OFERECE • CAPACITAÇÃO GERENCIAL – CURSOS, PALESTRAS, OFICINAS E SEMINÁRIOS • CONSULTORIAS PRESENCIAL E A DISTÂNCIA • PUBLICAÇÕES SOBRE NEGÓCIOS E GESTÃO • MEU PRIMEIRO NEGÓCIO • SEBRAE EM AÇÃO • FEIRA DO EMPREENDEDOR • PALESTRAS GERENCIAIS • PONTO DE PARTIDA
  3. 3. COMO ACESSAR O SEBRAE MG SEDE SEBRAE-MG AV. BARÃO HOMEM DE MELO, 329 B. NOVA GRANADA - BH/MG CEP: 30.431-285 CENTRAL DE RELACIONAMENTO 0800 570 0800 NA INTERNET WWW.SEBRAEMG.COM.BR ?
  4. 4. Tempo é dinheiro... Antes do Real... Depois do Real...
  5. 5. eend FUNÇÃO FINANCEIRA no Empr A er... Investimento: Alocação de recursos Financiamento: conseguir os recursos necessários... Utilização do lucro líquido: reinvestir...
  6. 6. Antes de planejar… é preciso co ntr CONTROLES FINANCEIROS: OBJETIVO: A FINALIDADE DOS CONTROLES FINANCEIROS É POSSIBILITAR QUE OS EMPREENDEDORES POSSAM, ELES MESMOS, APRIMORAR A GESTÃO FINANCEIRA DE SEUS NEGÓCIOS E, CONSEQUENTEMENTE, GANHAR MAIS DINHEIRO COM OS RECURSOS EXISTENTES. olar
  7. 7. -SE NIZANDO NANCEIRA ORGA FI GESTÃO PARA A A FUNÇÃO DA GESTÃO FINANCEIRA É GARANTIR A SAÚDE FINANCEIRA DO NEGÓCIO, MEDIANTE A MANUTENÇÃO DE SUA LIQUIDEZ (*). NO (*) MANUTENÇÃO DA LIQUIDEZ: OS RECURSOS QUE ENTRAM S CAIXA DA EMPRESA SÃO SUFICIENTES PARA PAGAR SEU COMPROMISSOS.
  8. 8. DECISÕES QUE AFETAM A MANUTENÇÃO DA LIQUIDEZ • AUMENTO DE ESTOQUES IMPACTOS POSITIVOS • REDUÇÃO DE ESTOQUE EXCEDENTE • REDUÇÃO DOS PRAZOS DE RECEBIMENTO DE VENDAS • AUMENTO DE PRAZOS DE PAGAMENTO DE FORNECEDORES • ENTRADA DE NOVOS RECURSOS NO CAIXA • AUMENTO DOS LUCROS • AUMENTO DOS PRAZOS DE VENDA • AUMENTO DA INADIMPLÊNCIA • AUMENTO DAS COMPRAS À VISTA • AUMENTO DO TEMPO DE FABRICAÇÃO • EXCESSO DE RETIRADA DOS SÓCIOS • REDUÇÃO DOS LUCROS MENSAIS IMPACTOS NEGATIVOS
  9. 9. Desequilíbrios do Fluxo de Caixa • Insuficiência crônica de caixa • Captação sistemática de recursos através de empréstimos • Sensação de esforço desmedido
  10. 10. Desequilíbrios do Fluxo de Caixa O excesso de investimentos em estoques ou itens de baixa rotação Prazo médio de recebimento é maior que o prazo médio de pagamento Excesso de imobilizações
  11. 11. Ciclos Econômico e Financeiro Controle da matéria prima 10 0 Fornecedor 0 Início elab. produto 7 Fim elab. produto 20 Venda Recebimento 30 Ciclo Operacional 45 38 Ciclo Financeiro (Caixa) 0 30 Ciclo Econômico 45
  12. 12. CONTROLES FINANCEIROS BÁSICOS
  13. 13. Tocar é diferente de Dirigir
  14. 14. CONTROLES FINANCEIROS BÁSICOS CONTROLE DIÁRIO DE CAIXA INSTRUMENTO DE REGISTRO DAS ENTRADAS E SAÍDAS DE DINHEIRO PARA APURAÇÃO DO SALDO EM CAIXA. O CAIXA DEVE SER CONFERIDO DIARIAMENTE E AS DIFERENÇAS DETECTADAS DEVERÃO SER APURADAS.
  15. 15. CONTROLES FINANCEIROS BÁSICOS CONTROLE DIÁRIO DE CAIXA Dia - SAÍDAS Descrição Saldo do mês anterior 1 Compras de mercadoria 4 Compras de mercadoria 5 Aluguel 5 Luz 8 Água 9 Salário do dono 10 Compra de mês no supermercado 15 Taxa do banco (da conta-corrente) 15 Escola do Zezinho (pessoal) 15 Compras de mercadoria 18 Compras de mercadoria 19 Taxa do Empreendedor Individual 22 Compras de mercadoria 29 Compras de mercadoria Totais Entradas Saídas R$ 120,00 R$ 115,00 R$ 210,00 R$ 62,00 R$ 17,00 R$ 500,00 R$ 210,00 R$ 20,00 R$ 120,00 R$ 100,00 R$ 110,00 R$ 36,10 R$ 220,00 R$ 198,00 R$ 2.236,10 Saldo
  16. 16. CONTROLES FINANCEIROS BÁSICOS CONTROLE DIÁRIO DE CAIXA Dia - SAÍDAS Descrição Saldo do mês anterior 1 Compras de mercadoria 4 Compras de mercadoria 5 Aluguel 5 Luz 8 Água 9 Salário do dono 10 Compra de mês no supermercado 15 Taxa do banco (da conta-corrente) 15 Escola do Zezinho (pessoal) 15 Compras de mercadoria 18 Compras de mercadoria 19 Taxa do Empreendedor Individual 22 Compras de mercadoria 29 Compras de mercadoria Totais Entradas Saídas R$ 120,00 R$ 115,00 R$ 210,00 R$ 62,00 R$ 17,00 R$ 500,00 R$ 210,00 R$ 20,00 R$ 120,00 R$ 100,00 R$ 110,00 R$ 36,10 R$ 220,00 R$ 198,00 R$ 2.236,10 Saldo
  17. 17. CONTROLES FINANCEIROS BÁSICOS CONTROLE DIÁRIO DE CAIXA Dia Descrição Saldo do mês anterior 1 Venda do dia (a vista) 1 Compras de mercadoria 2 Venda do dia (a vista) 3 Venda do dia (a vista) 4 Venda do dia (a vista) 4 Compras de mercadoria 5 Cheques pré datados 5 Venda do dia (a vista) 5 Aluguel 5 Luz 8 Venda do dia (a vista) 8 Água 9 Venda do dia (a vista) 9 Salário do dono - ENTRADAS Entradas R$ Saídas 55,00 R$ R$ 115,00 R$ R$ 210,00 62,00 R$ R$ R$ R$ 120,00 17,00 R$ 500,00 61,00 44,44 31,10 R$ 330,00 R$ 210,00 R$ 246,00 R$ 189,00 Saldo
  18. 18. CONTROLES FINANCEIROS BÁSICOS CONTROLE DIÁRIO DE CAIXA Dia 1 1 2 3 4 4 5 5 5 5 8 8 9 9 Descrição Saldo do mês anterior Venda do dia (à vista) Compras de mercadoria Venda do dia (à vista) Venda do dia (à vista) Venda do dia (à vista) Compras de mercadoria Cheques pré datados Venda do dia (à vista) Aluguel Energia elétrica Venda do dia (à vista) Água Venda do dia (à vista) Salário do dono - SALDO Entradas R$ Saídas + 55,00 R$ R$ R$ R$ 61,00 44,44 31,10 120,00 (=) R$ R$ R$ R$ R$ 210,00 62,00 R$ R$ R$ 115,00 17,00 R$ 500,00 330,00 210,00 246,00 189,00 R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ Saldo 111,50 166,50 46,50 107,50 151,94 183,04 68,04 398,04 608,04 398,04 336,04 582,04 565,04 754,04 254,04
  19. 19. CONTROLES FINANCEIROS BÁSICOS CONTROLE BANCÁRIO DESTINA-SE AO REGISTRO DIÁRIO DA MOVIMENTAÇÃO BANCÁRIA, TAIS COMO: - DEPÓSITOS E CRÉDITOS EM CONTA, PAGAMENTOS DEBITADOS EM CONTA (TARIFAS, JUROS, CONTAS DE ENERGIA, ÁGUA E TELEFONE, ETC.), A FIM DE CONTROLAR OS SALDOS.
  20. 20. CONTROLES FINANCEIROS BÁSICOS CONTROLE DIÁRIO DE VENDAS SUA FINALIDADE É ACOMPANHAR AS VENDAS DIÁRIAS E O TOTAL DAS VENDAS ACUMULADAS NO MÊS (FATURAMENTO). POSSIBILITA TOMAR PROVIDÊNCIAS PARA QUE AS METAS DE VENDAS SEJAM ALCANÇADAS.
  21. 21. CONTROLES FINANCEIROS BÁSICOS CONTROLE DE CONTAS A RECEBER DEVE SER ORGANIZADO PARA: • FORNECER INFORMAÇÕES SOBRE O TOTAL DOS VALORES A RECEBER DE CLIENTES • ESTIMAR OS VALORES A RECEBER QUE ENTRARÃO NO CAIXA POR PERÍODOS DE VENCIMENTO
  22. 22. CONTROLES FINANCEIROS BÁSICOS CONTROLE DE CONTAS A RECEBER DEVE SER ORGANIZADO PARA: • CONHECER O MONTANTE DAS CONTAS JÁ VENCIDAS E OS RESPECTIVOS PERÍODOS DE ATRASOS, BEM COMO, TOMAR PROVIDÊNCIAS PARA COBRANÇA • FORNECER INFORMAÇÕES SOBRE CLIENTES QUE PAGAM EM DIA… ?
  23. 23. CONTROLES FINANCEIROS BÁSICOS CONTROLE DE CONTAS A PAGAR FORNECE INFORMAÇÕES SOBRE: • PRIORIDADES DE PAGAMENTO EM CASO DE DIFICULDADES FINANCEIRAS • O MONTANTE DOS COMPROMISSOS JÁ VENCIDOS E NÃO PAGOS • EVITAR QUE UMA OBRIGAÇÃO SEJA PAGA EM DUPLICIDADE OU NÃO SEJA PAGA
  24. 24. CONTROLES FINANCEIROS BÁSICOS CONTROLE MENSAL DE DESPESAS • É UTILIZADO PARA REGISTRAR O VALOR DE CADA DESPESA E TOMAR PROVIDÊNCIAS SOBRE AQUELAS QUE PRECISAM DE CONTROLES MAIS RIGOROSOS. • MANTER O CONTROLE RIGIDO DAS DESPESAS, EVITANDO EXCESSOS
  25. 25. CONTROLES FINANCEIROS BÁSICOS CONTROLE DE ESTOQUES • O MONTANTE FINANCEIRO DO ESTOQUE E O VALOR POR LINHA DE PRODUTOS • AS QUANTIDADES EXISTENTES DE CADA ITEM EM ESTOQUE • AS QUANTIDADES E O CUSTO DAS MERCADORIAS VENDIDAS • OS ESTOQUES SEM MOVIMENTAÇÃO • DADOS PARA REALIZAÇÃO DA REPOSIÇÃO DE ESTOQUES
  26. 26. CAPITAL DE GIRO É O CAPITAL NECESSÁRIO PARA FINANCIAR A CONTINUIDADE DAS OPERAÇÕES DA EMPRESA, COMO: • ◦ - RECURSOS PARA FINANCIAMENTO AOS CLIENTES - RECURSOS PARA MANTER ESTOQUES ◦ - RECURSOS PARA PAGAMENTO DE FORNECEDORES (COMPRAS DE MATÉRIAS-PRIMAS OU MERCADORIAS) - PAGAMENTO DE IMPOSTOS, SALÁRIOS E DEMAIS CUSTOS E DESPESAS OPERACIONAIS
  27. 27. CONTAS DE CAPITAL DE GIRO SITUAÇÃO LEVANTADA EM: 30/04/2012 1.APLICAÇÕES EM CAPITAL DE GIRO 1.1 CONTAS A RECEBER DE CLIENTES 1.2 ESTOQUE DE MATÉRIAS-PRIMAS 1.3 ESTOQUE DE PRODUTOS ACABADOS 105.000 15.000 39.000 - 1.4 ESTOQUE DE MERCADORIAS 159.000 SOMA (1) 2.FONTES DE FINANCIAMENTO DE CAPITAL DE GIRO 2.1 FORNECEDORES A PAGAR 2.2 IMPOSTOS A PAGAR 2.3 CUSTOS E DESPESAS A PAGAR SOMA (2) 3.NECESSIDADE CAPITAL GIRO (1-2) 42.000 6.000 10.500 58.500 100.500
  28. 28. CONTAS DE CAPITAL DE GIRO SITUAÇÃO LEVANTADA EM: 30/04/2012 1.APLICAÇÕES EM CAPITAL DE GIRO 1.1 CONTAS A RECEBER DE CLIENTES 1.2 ESTOQUE DE MATÉRIAS-PRIMAS 1.3 ESTOQUE DE PRODUTOS ACABADOS 105.000 15.000 39.000 - 1.4 ESTOQUE DE MERCADORIAS 159.000 SOMA (1) 2.FONTES DE FINANCIAMENTO DE CAPITAL DE GIRO 2.1 FORNECEDORES A PAGAR 2.2 IMPOSTOS A PAGAR 2.3 CUSTOS E DESPESAS A PAGAR SOMA (2) 3.NECESSIDADE CAPITAL GIRO (1-2) 42.000 6.000 10.500 58.500 100.500
  29. 29. CONTAS DE CAPITAL DE GIRO SITUAÇÃO LEVANTADA EM: 30/04/2012 1.APLICAÇÕES EM CAPITAL DE GIRO 1.1 CONTAS A RECEBER DE CLIENTES 1.2 ESTOQUE DE MATÉRIAS-PRIMAS 1.3 ESTOQUE DE PRODUTOS ACABADOS 105.000 15.000 39.000 - 1.4 ESTOQUE DE MERCADORIAS 159.000 SOMA (1) 2.FONTES DE FINANCIAMENTO DE CAPITAL DE GIRO 2.1 FORNECEDORES A PAGAR 2.2 IMPOSTOS A PAGAR 2.3 CUSTOS E DESPESAS A PAGAR SOMA (2) 3.NECESSIDADE CAPITAL GIRO (1-2) 42.000 6.000 10.500 58.500 100.500
  30. 30. CONTAS DE CAPITAL DE GIRO SITUAÇÃO LEVANTADA EM: 30/04/2012 1.APLICAÇÕES EM CAPITAL DE GIRO 1.1 CONTAS A RECEBER DE CLIENTES 1.2 ESTOQUE DE MATÉRIAS-PRIMAS 1.3 ESTOQUE DE PRODUTOS ACABADOS 105.000 15.000 39.000 - 1.4 ESTOQUE DE MERCADORIAS 159.000 SOMA (1) 2.FONTES DE FINANCIAMENTO DE CAPITAL DE GIRO 2.1 FORNECEDORES A PAGAR 2.2 IMPOSTOS A PAGAR 2.3 CUSTOS E DESPESAS A PAGAR SOMA (2) 3.NECESSIDADE CAPITAL GIRO (1-2) 140.000 42.000 6.000 10.500 58.500 100.500 80.000 70.000
  31. 31. Equilíbrio do Fluxo de Caixa Há permanente equilíbrio entre os ingressos e os desembolsos de caixa
  32. 32. Caixas Contas Bancos a Pagar Contas a Receber Estoque
  33. 33. Conta s a P ag ar Caixa s Banco s Conta s a Re ceber Estoque
  34. 34. ixas Ca B ncos a ntas r Co ga a Pa Estoque ntas Co er b Rece a
  35. 35. Projetar é possível
  36. 36. Planejamento de vendas : Entrada + 30 + 60 + 90 Outubro 48.000 Novembro Dezembro Janeiro Outubro Planejamento de vendas : Entrada + 30 + 60 + 90 Outubro 48.000 Outubro Novembro Dezembro Janeiro 12.000 12.000 12.000 12.000 Planejamento de vendas : Entrada + 30 + 60 + 90 Outubro Novembro Dezembro Janeiro 48.000 Outubro 12.000 12.000 12.000 12.000 65.000 Novembro - 16.250 16.250 16.250 80.000 Dezembro - - 20.000 20.000 36.000 Janeiro - - - 9.000 12.000 28.250 48.250 57.250 Soma
  37. 37. Planejamento de vendas : Entrada + 30 + 60 + 90 Outubro Novembro Dezembro Janeiro 48.000 Outubro 12.000 12.000 12.000 12.000 65.000 Novembro - 16.250 16.250 16.250 80.000 Dezembro - - 20.000 20.000 36.000 Janeiro - - - 9.000 12.000 28.250 48.250 57.250 Soma Planejamento de Compras: 30 + 60 Outubro 36.000 48.000 Outubro Novembro 55.000 24.000 Dezembro Janeiro Soma Novembro Dezembro Janeiro - 18.000 - 18.000 24.000 - 24.000 27.500 - 0 18.000 42.000 51.500
  38. 38. Projeção de caixa futuro… Dia Descrição A receber A pagar Saldo do mês anterior 5 5 5 6 8 10 11 15 15 17 20 20 20 25 25 26 28 28 Parcela 1 de 2 do armário do seu Juca Salário do funcionário Salário do dono - parte 1 FGTS do funcionário Parcela 2 de 2 das Prateleiras da dona Maria Aluguel Fornecedor - boleto Parcela 3 de 4 do criado-mudo do Joaquinzinho Salário do dono - parte 2 Fornecedor - cheque pré-datado Parcela 3 de 3 do armário da Rita Taxa do EI Água Parcela 1 de 1 da reforma do armário do José Carlos Luz Parcela 4 de 4 do armário do Joãozinho Parcela 2 de 2 das cadeiras da dona Joana Fornecedor - boleto Totais R$ 490,00 R$ 545,00 R$ 450,00 R$ 43,60 R$ 180,00 R$ 250,00 R$ 310,00 R$ 110,00 R$ 350,00 R$ 339,00 R$ 314,00 R$ 36,10 R$ 20,00 R$ 298,00 R$ 230,00 R$ 310,00 R$ 580,00 R$ 285,00 R$ 2.282,00 R$ 2.854,85 Saldo R$ 655,00 R$ 1.145,00 R$ 600,00 R$ 150,00 R$ 106,40 R$ 286,40 R$ 36,40 -R$ 273,60 -R$ 163,60 -R$ 513,60 -R$ 852,60 -R$ 538,60 -R$ 574,70 -R$ 594,70 -R$ 296,70 -R$ 526,70 -R$ 216,70 R$ 363,30 R$ 78,30 R$ 82,15
  39. 39. e ss o Suc nças! Fina nas
  40. 40. 0800 570 0800 WWW.SEBRAEMG.COM.BR

×