Oswald de Andrade novembro 2014

296 visualizações

Publicada em

Palestra apresentada para pais do Colégio Oswald de Andrade em novembro de 2014

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
296
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
42
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Pico do desenvolvimento físico, força e capacidade mental porém é a época mais perigosa. Taxa de mortalidade dos 15 aos 19 6 x maiores do que dos 10 aos 14. Taxas de crime e abuso de drogas maiores do que em outras idades. Aumento e diminuição na
  • Oswald de Andrade novembro 2014

    1. 1. Cesar Pazinatto Álcool e drogas na adolescência
    2. 2. Adolescentes ECA OMS ONU entre 12 e 18 anos entre 10 e 19 anos entre 15 e 24 anos
    3. 3. Mudanças progressivas e regressivas Regiões específicas Refinar conexões Spear LP Adolescent Neurodevelopment Journal of Adolescent Health - February 2013 (Vol. 52, Issue 2, Supplement 2, Pages S7- S13, DOI: 10.1016/j.jadohealth.2012.05.006) Sistema de recompensa Controle inibitório Estímulos aversivos Em maturação Aumenta busca por novidades Assume mais riscos Maior interação com o grupo de amigos Johnson SB, Blum RW, Giedd, JN Adolescent Maturity and the Brain: The Promise and Pitfalls of Neuroscience Research in Adolescent Health Policy Published in final edited form as: J Adolesc Health. 2009 September ; 45(3): 216–221. doi:10.1016/j.jadohealth.2009.05.016.
    4. 4. Estágio final de maturação Contradições Genes, experiências na infância, ambiente Difícil saber quando acontece
    5. 5. Região Parietal: responsável pela atenção e noção de espaço. Atinge a maturidade aos 16 anos Região Frontal : responsável pelo autocontrole, pela capacidade de discernimento e pelo humor. Atinge a maturidade aos 20 anos. Sistema Límbico : responsável pelas emoções, como a raiva. Atinge a maturidade aos 20 anos Região Temporal: responsável pela memória. Atinge a maturidade aos 16 anos
    6. 6. "emprestar seu cérebro para o jovem" o sistema límbico mais sensível Prazer = Risco Aos 17 ou 18 anos é capaz de antecipar arrependimentos
    7. 7. Comportamento adolescente experiências bem estar psicológico bem estar físico relações sociais e interações nutrição cultura relações familiares condições socioeconômicas autonomia
    8. 8. Não uso Dependência Uso Uso nocivo (abuso) “Não existe uma regra para o início do uso, mas geralmente começa com o uso ilegal de drogas legais” (Maluf, D.P, Takey, E.H, Hunberg, L.V, Meyer, M, Laranjo, T.H.M Drogas revenção e tratamento. O que você queria saber e não tinha a quem perguntar CLA Editora 2002) experimental recreativo frequente social disfuncional arriscado poliuso overdose “binge” Não existem limites claros  critérios diagnósticos Uso, abuso, dependência
    9. 9. O que são drogas: Qualquer substância capaz de modificar o funcionamento dos organismos vivos resultando em mudanças fisiólogicas e comportamentais. Efeito medicinal Efeito nocivo
    10. 10. DROGAS ILÍCITAS DROGAS LÍCITAS DROGAS ESTIMULANTES Cocaína Crack Tabaco Anfetaminas DROGAS DEPRESSORAS Tranquilizantes Solventes Álcool DROGAS PERTURBADORAS LSD Maconha Cogumelos Ecstasy De que drogas estamos falando?
    11. 11. Curiosidade natural dos adolescentes Opinião dos amigos Facilidade de obtenção de substâncias Ambiente familiar caótico Crença de que o uso está generalizado e cada vez mais aceito Sintomas depressivos Necessidade de novas experiências e emoções Insegurança / Agressividade / Pouca autoestima Pouca religiosidade Ausência de normas e regras claras Insucesso escolar Associação com grupos que apresentam desvios de comportamento Fatores de risco
    12. 12. Laços de família Monitoração parental Bom desempenho escolar Vinculação com associações que promovem socialização saudável Adoção de normas convencionais sobre o uso de drogas Baixa disponibilidade da droga Crença de que o consumo não é tolerado Programas de prevenção Fatores de proteção
    13. 13. Noto AR, Sanchez ZM, Locatelli DP, Battisti M, Moura YG, Amato TC, Carlini CMA, Opaleye ES Primeiro Levantamento sobre o consumo de substâncias psicoativas entre estudantes de ensino fundamental(8º e 9º ano) e médio(1º a 3º ano) representativo da rede particular de ensino do município de São Paulo – CEBRID 2010 Média da idade de início do consumo de drogas entre 5226 estudantes de 8º e 9º ano do ensino fundamental e 1º, 2º e 3º de ensino médio 12.5 13.5 13.5 14 14.5 14.5 14.5 álcool tabaco calmantes inalantes estimulantes maconha cocaína Idade de início do uso de drogas
    14. 14. Tipo de bebida consumida no mês anterior à pesquisa entre 2028 estudantes que relataram ter feito uso no mês de bebida alcoólica. * indica diferença estatisticamente significativa (Pearson Chi-Square – SPSSv17) Noto AR, Sanchez ZM, Locatelli DP, Battisti M, Moura YG, Amato TC, Carlini CMA, Opaleye ES Primeiro Levantamento sobre o consumo de substâncias psicoativas entre estudantes de ensino fundamental(8º e 9º ano) e médio(1º a 3º ano) representativo da rede particular de ensino do município de São Paulo – CEBRID 2010 Tipo de bebida
    15. 15. Uso no ano de drogas entre 5226 estudantes, comparando-se prevalências por ensino fundamental (8º e 9º ano) e ensino médio (1º, 2º e 3º ano) * indica diferença estatisticamente significativa (Pearson Chi-Square – SPSSv17) Noto AR, Sanchez ZM, Locatelli DP, Battisti M, Moura YG, Amato TC, Carlini CMA, Opaleye ES Primeiro Levantamento sobre o consumo de substâncias psicoativas entre estudantes de ensino fundamental(8º e 9º ano) e médio(1º a 3º ano) representativo da rede particular de ensino do município de São Paulo – CEBRID 2010 Tipo de droga
    16. 16. dos adolescentes beberam no último ano. Dos adolescentes que bebem, mais de bebe frequentemente (uma vez por semana ou mais) 26% ¼ (29%) Consumo de álcool entre adolescentes
    17. 17. LevantamentoNacionaldeÁlcooleDrogas meninos 2006 2012 % 40 31 46 43 47 40 www.inpad.org.br/lenad total meninas Adolescentes Beber em binge = 4 ou 5 doses/2 horas
    18. 18. LevantamentoNacionaldeÁlcooleDrogas www.inpad.org.br/lenad Adultos Adolescentes Beber regularmente – 1x/semana ou mais
    19. 19. LevantamentoNacionaldeÁlcooleDrogas www.inpad.org.br/lenad Adultos Beber em binge = 4 ou 5 doses/2 horas
    20. 20. LevantamentoNacionaldeÁlcooleDrogas www.inpad.org.br/lenad Doses
    21. 21. LevantamentoNacionaldeÁlcooleDrogas www.inpad.org.br/lenad Consumo de tabaco 2006/2012
    22. 22. http://www.drugabuse.gov/publications/research-reports/marijuana/letter-director
    23. 23. LevantamentoNacionaldeÁlcooleDrogas www.inpad.org.br/lenad Consumo de maconha no mundo
    24. 24. www.inpad.org.br/lenad Prevalência de usuários de maconha LevantamentoNacionaldeÁlcooleDrogas
    25. 25. Meier, M.H., et al., 2012; MacLeod, J., et al., 2004. Efeitos significantes no aprendizado Adolescentes: uso pesado e frequente reduz o Q.I entre 6 e 8 pontos Abandono da escola Fergusson, D. M. and Boden, J.M., 2008 Causa dependência Distúrbios de humor Greene, M. Claire MPH; Kelly, John F. PhD, 2014 A quantidade de THC na maconha: 4% em 1980 15% em 2012 Volkow ND, Crane NA, Mason BJ, 2014 Afeta os sentidos Altas doses podem causar surtos psicóticos ou de pânico A maioria dos adolescentes não usa Fatos sobre a maconha
    26. 26. LevantamentoNacionaldeÁlcooleDrogas www.inpad.org.br/lenad Opinião sobre legalização da maconha
    27. 27. Contato: (11) 981-824-121 (11) 3477-2184 www.pazinattoeducacional.com.br cpazi@uol.com.br www.facebook.com/PazinattoEducacional www.twitter.com/CPEDUC Obrigado pela atenção!

    ×