Avaliação das aprendizagens nas comunidades
online: uma perspectiva formativa
Paulo Maria Bastos da Silva Dias
Instituto d...
O que define uma comunidade de aprendizagem
Como se desenvolvem as aprendizagens online
Qual o objecto da avaliação
Como a...
As comunidades de
aprendizagem online
são a expressão da
democratização e
complexidade da rede
de interacção,
participação...
A formação das
comunidades na
Web tem como
suporte um vínculo
identitário na
partilha de
experiências e
narrativas
partilh...
O sentido de partilha que caracteriza a actividade
online é o princípio para a imersão social e
cognitiva, nomeadamente no...
“…when we have to learn,
learning is a remarkably social
process. Social groups provide
the resources for their members
to...
“Communities of practice are
groups of people who share a
concern or a passion for
something they do and learn
how to do i...
intencionalidade
Intencionalidade,
objectivos e
actividades demarcam
as comunidades de
aprendizagem das
restantes formas d...
Na perspectiva da Teoria da
Actividade (Engstrom, 1999) a
aprendizagem emerge das
práticas sociais organizadas
e dos
instr...
A mediação é o processo realizado entre pares
e com o recurso a instrumentos ou artefactos
mediadores, i.e., linguagem, re...
A mediação colaborativa é uma forma de
promover a modularização e a flexibilidade da
educação, na medida em que permite ad...
A key step toward
making school
intrinsically
motivating is to
customize an
education to macth
the way each child
learn (C...
Aprender em rede consiste em estabelecer uma
teia de relações entre conteúdos e contextos,
espaços formais e informais, o ...
Qual o objecto da avaliação?
A medida do conhecimento ou o apoio ao
desenvolvimento do conhecimento
Avaliar as aprendizage...
Como avaliar as aprendizagens realizadas nos
ambientes online?
Através de instrumentos para avaliar o
conhecimento das mat...
Um contributo para a avaliação das aprendizagens online
os contextos de aprendizagem modular e flexível do
conhecimento el...
contextos
O quê Quando Como
Avaliar online
autonomia
percursos intervenção
formativa
comunidade
Porquê
aprendizagem susten...
contextos
Avaliar online
autonomia
percursos
intervenção
formativa
comunidade
aprendizagem
sustentabilidade
auto-regulação
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Avaliação online ciae_2010

2.321 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Negócios

Avaliação online ciae_2010

  1. 1. Avaliação das aprendizagens nas comunidades online: uma perspectiva formativa Paulo Maria Bastos da Silva Dias Instituto de Educação, Universidade do Minho paulodias@iep.uminho.pt 2.º Congresso Internacional de Avaliação em Educação Universidade do Minho 4, 5 e 6 de Novembro de 2010
  2. 2. O que define uma comunidade de aprendizagem Como se desenvolvem as aprendizagens online Qual o objecto da avaliação Como avaliar as aprendizagens online
  3. 3. As comunidades de aprendizagem online são a expressão da democratização e complexidade da rede de interacção, participação e partilha http://www.visualcomplexity.com/vc/project_details.cfm?id=547&index=547&domain
  4. 4. A formação das comunidades na Web tem como suporte um vínculo identitário na partilha de experiências e narrativas partilha de experiências e narrativas
  5. 5. O sentido de partilha que caracteriza a actividade online é o princípio para a imersão social e cognitiva, nomeadamente no desenvolvimento da capacidade de os utilizadores procurarem e alimentarem as suas redes de informação, aprendizagem e conhecimento
  6. 6. “…when we have to learn, learning is a remarkably social process. Social groups provide the resources for their members to learn.” (Brown & Duguid, 2002:137) Harvard Business School Press, 2002
  7. 7. “Communities of practice are groups of people who share a concern or a passion for something they do and learn how to do it better as they interact regularly” (Étienne Wenger, 2006) http://www.ewenger.com/theory/index.htm Cambridge University Press, 1998
  8. 8. intencionalidade Intencionalidade, objectivos e actividades demarcam as comunidades de aprendizagem das restantes formas de organização em rede
  9. 9. Na perspectiva da Teoria da Actividade (Engstrom, 1999) a aprendizagem emerge das práticas sociais organizadas e dos instrumentos/artefactos de mediação das actividades entre os actores e os objectos do mundo real http://www.learning-theories.com/activity-theory.html
  10. 10. A mediação é o processo realizado entre pares e com o recurso a instrumentos ou artefactos mediadores, i.e., linguagem, recursos culturais e narrativas, modelos conceptuais e redes de conhecimento
  11. 11. A mediação colaborativa é uma forma de promover a modularização e a flexibilidade da educação, na medida em que permite adequar as necessidades de aprendizagem aos estilos individuais
  12. 12. A key step toward making school intrinsically motivating is to customize an education to macth the way each child learn (Christensen, 2008:10) McGraw-Hill, New York, 2008
  13. 13. Aprender em rede consiste em estabelecer uma teia de relações entre conteúdos e contextos, espaços formais e informais, o individual e o colectivo, a comunidade, numa experiência colaborativa da mediação social e cognitiva na construção do conhecimento
  14. 14. Qual o objecto da avaliação? A medida do conhecimento ou o apoio ao desenvolvimento do conhecimento Avaliar as aprendizagens online
  15. 15. Como avaliar as aprendizagens realizadas nos ambientes online? Através de instrumentos para avaliar o conhecimento das matérias curriculares ou dos processos de acompanhamento e andaimamento social e cognitivo orientados para a promoção de melhores aprendizagens Avaliar as aprendizagens online
  16. 16. Um contributo para a avaliação das aprendizagens online os contextos de aprendizagem modular e flexível do conhecimento elaborado em rede a avaliação contribui para o desenvolvimento da autonomia e dos percursos das aprendizagens um modelo de intervenção formativa (Scriven, 1967;Fernandes, 2006) orientado para a actividade individual e colaborativa O quê Quando Como Porquê para a auto-regulação e sustentabilidade da comunidade de aprendizagem
  17. 17. contextos O quê Quando Como Avaliar online autonomia percursos intervenção formativa comunidade Porquê aprendizagem sustentabilidade auto-regulação
  18. 18. contextos Avaliar online autonomia percursos intervenção formativa comunidade aprendizagem sustentabilidade auto-regulação

×