Artefato

216 visualizações

Publicada em

Explicação do que é artefato

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
216
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Artefato

  1. 1. Artefato LEMOS, Carlos A. C. Dos Artefatos. In: LEMOS, Carlos A. C. O que é patrimônio Histórico. São Paulo: Brasiliense, 1999.
  2. 2. Artefato Como Objeto Relacional ● Meio Ambiente – O contexto de produção e utilização ● O saber e o artefato – Os modos de produzir e utilizar ● O Artefato e o Homem – As funções práticas e simbólicas ● O Homem e a Natureza – Como utilizar para sobreviver
  3. 3. Artefatos indígenas
  4. 4. Artefato Como Fragmento ● Objeto isolado de seu contexto deve ser entendido como a parte de um grupo maior de construções ● um seguimento, de uma ampla urdidura de dependências e entrelaçamentos de necessidades e interesses satisfeitos dentro das possibilidades locais da sociedade a que ele pertence ou pertenceu. (p. 11) ● Museus pedagógicos: extraem ou isolam um objeto, ou um grupo de objetos, e os utilizam como ilustração de um universo muito maior (descontextualização)
  5. 5. Esfinge de Gize
  6. 6. Múmia
  7. 7. Ecomuseus: ● Locais de memória contextualizada ● Os artefatos encontram-se em seus respectivos lugares ou em locações similares a que foram destinados ou produzidos ● Reunião de elementos e bens culturais inter-relacionados ● Busca pela intelegibilidade dos objetos ● Preocupação com a preservação e reprodução do “habitat” da sociedade que pertenceram os artefatos
  8. 8. Ouro Preto Como Ecomuseu
  9. 9. Centro de Vivência
  10. 10. Classificação dos Artefatos: ● Segundo a UTILIDADE IMEDIATA – A primeira função ● Segundo a sua DURABILIDADE OU PERSISTÊNCIA – Descartáveis, bens duráveis, bens de consumo de média circularidade ● ARTEFATOS DE ARTEFATOS – Ferramentas e máquinas ● VIDA ÚTIL – Quanto tempo é capaz de exercer sua função inicial
  11. 11. Matriz de Manhumirim
  12. 12. Comida Elaborada na Cozinha ● Consumo imediato ● Conhecimentos de gerações e gerações ● Vasilhames apropriados ● Equipamentos de preparação ● Fogões ● Modo de obtenção de energia térmica
  13. 13. Reutilização de Artefatos ● Considere um cocar feito por um indígena ● A função inicial dele era a de cobrir a cabeça e identificar o lugar social do indígena em sua tribo ● Desenraizamento do mesmo com o contexto ● Utilização do cocar como peça decorativa ● Ressignificação
  14. 14. Reutilização de construções ● O conjunto de prédios voltados para fins religiosos na Europa é enorme ● Pense numa igreja construída no período que ser católico e ir à missa era uma obrigação ● O tempo passa a religião deixa de ser obrigatória e há a laicização da população ● Templos vazios significam gastos para a população ● Patrimônio desfeito e a igreja torna-se uma boate
  15. 15. Residência Urbana ● Casinha do quintal substituída pelo puxado do banheiro anexado à cozinha ● Fogão a lenha pelo fogão a gás ● Sucessivas alterações na medida que as gerações se sucedem e as famílias se sucedem ● Construção não oferece mais conforto para determinada classe social ● Demolição e construção de edifício com novas regras de conforto
  16. 16. Casa de Índio, Casa de Português ● Quando da chegada dos portugueses aqui os naturais da terra viviam em ocas coletivas ● As construções portuguesas, sólidas e cheia de partimentos, eram indicadas para a vivência social mais recatada ● Materiais da localidade não permitiram a reprodução das construções portuguesas ● Diálogo entre as necessidades portuguesas e os materiais disponíveis = casa de pau a pique
  17. 17. Produção Serial ● A industrialização extraiu o caráter de singularidade da produção artesanal ● Acréscimo da reprodutibilidade por meio da produção nas linhas de montagem ● Desenvolvimento de uma cultura do descarte e da posse como definidor da pessoa ● Alguém tem um celular caro não porque utiliza todas as suas funções, mas porque essa posse inútil preenche seu vazio interior
  18. 18. Objetos Medíocres Valorizados ● Existe o culto aos momentos históricos e as personalidades ● Os heróis tem seus objetos simbólicos ● As coisas são dotadas de valor mais do que o contexto que as permitiu serem valorizadas ● Uma caneta, uma espada, uma arma... acabam por valer mais, e serem mais lembradas do que as ações que elas desenvolveram
  19. 19. Busca pela Identidade ● Não existe a possibilidade de preservarmos todo o patrimônio que produzimos ● A nossa sociedade cresceu sobre os destroços das sociedades passadas ● Temos que proceder nas escolhas do que preservar do passado e do que conservar do presente ● A memória e a identidade de um povo é construída sobre fragmentos de sua vivência.
  20. 20. FIM

×