Conforme proposta divul-
gada no período eleitoral este é o
primeiro número do jornal que
pretendemos estar lançando a
cad...
Uma comunidade unida é uma co-
munidade forte, assim como uma escola
unida é uma escola forte, nesse sentido
temos procura...
Os Objetivos das reuniões é compartilhar interesses
e missões tendo em vista os benefícios para o aluno. A relação
entre e...
DENGUE
Aprender a fazer, fazendo.
Estamos na Web!
exemplo. Microsoft.com
SAÚDE E EDUCAÇÃO PARA PREVENÇÃO
Jornal Informativ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal Escolar Edição 01 2014

893 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
893
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
626
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal Escolar Edição 01 2014

  1. 1. Conforme proposta divul- gada no período eleitoral este é o primeiro número do jornal que pretendemos estar lançando a cada bimestre. Ele tem como objetivo principal levar informa- ções das ações da escola, além de alguns pequenos artigos sobre educação, receitas culinárias, dicas e outros assuntos. Esperamos que as informa- ções sejam de grande proveito! Nossas principais realizações entre os meses de Janeiro a Abril de 2014 resumimos aqui. Desta forma acreditamos que estaremos divulgando à comunidade escolar nossas ações e empenho para melhorias da escola e comunidade . JANEIRO  Retirada da madeira das salas interdita- das;  Realização do primeiro mutirão para lim- peza e poda de árvores;  Cobranças na SEDUC providências para construção de novas salas de aula;  Limpeza da quadra poliesportiva e muro para pintura;  Ida em Cuiabá e cobrança na secretaria de Infra Estrutura (SEDUC), a construção das salas de aula, estavam presentes na ocasião o prefeito Municipal Nilson San- tos e os vereadores, Alencar e Rincon.  Manutenção de todos os computadores do Laboratório de Informática. FEVEREIRO  Realização do segundo mutirão para lim- peza e poda de árvores;  Solicitação da Prefeitura Municipal, a retirada de entulhos nas proximidades do muro escolar.  Reparos e pintura da quadra poliesportiva  Pintura do muro da escola;  Cobranças na SEDUC para agilizar a construção das novas salas de aula;  Vinda de três engenheiros por parte da SEDUC, (arquiteto, sanitarista e eletricis- ta), para levantamento das necessidades da escola;  Encerramento do ano letivo de 2014;  Levantamento das necessidades e reparos de iluminarias, tomadas e ventiladores das salas de aula, tor- neiras e válvu- las de descargas nos banheiros;  Solicitação da Prefeitura Municipal, a retirada de entulhos nas proximidades do muro escolar. MARÇO  Aquisição de bancos de cimentos e arte- fatos de decoração para jardim na escola;  Atribuição de aulas aos professores;  Início do Ano Letivo 2014;  Reformas no refeitório antigo da escola, reboco nas paredes e construção de palco fixo;  Colocação dos bancos de concreto ao redor da quadra e pavilhão das salas de aulas;  Reunião com equipe de secretários da Prefeitura Municipal para discussão da greve dos motorista de ônibus;  Cobranças na SEDUC providências para construção de novas salas de aula;  Solicitação da Prefeitura Municipal, lau- do da estrutura física das salas interdita- das e a demolição de parte da área inter- ditada além da retirada de entulhos nas proximidades do muro escolar. ABRIL  Aquisição de madeira e construção de estante para a biblioteca;  Reunião de Pais e Mestres;  Colocação de cerâmicas no salão de eventos;  Cobranças na SEDUC para agilizar a construção das novas salas de aula;  Solicitação da Prefeitura Municipal, lau- do da estrutura física das salas interdi- tadas e a demolição de parte da área in- terditada além da retirada de entulhos nas proximidades do muro escolar. NOSSAS AÇÕES Um pequeno retrospecto Biênio 2014/2015 Edição N.º01 JORNAL INFORMATIVO Abril de 2014 HISTÓRICO Escola Estadual Nova Galileia Equipe Gestora Gestor: Paulo Neves Melegari Coordenadores Fátima Fuzaro e Julio César Secretários: Sergio Sartori e Eunice Souza A Escola Estadual Nova Galiléia foi criada através do Decreto N.º2864 de 17/09/90. Está localizada na Comunidade Nova Galiléia, a 28 km de Colider na altura do Km 58 da MT 320 e início da MT 410. Por sua posição estratégi- ca, atende as comunidades circunvizi- nhas no Ensino Fundamental e Médio, tem uma sala de educação Infantil Pré I e II atendida pela Secretaria Munici- pal de Educação e também atende duas salas anexas na Comunidade Novo México com o Projeto Eja Cam- po 2º segmento com 1º e 2º ano do Ensino Fundamental e com Ensino Médio1º e 2º ano.. Atualmente atende um total de 224 alunos, conforme dados da matri- cula escolar de 2014, com alunos ori- undos das comunidades: São Judas Tadeu, São Lucas, São Vicente, Cam- po Belo, Santo Antonio, Alto Alegre, Boa Vista e Sol Nascente.
  2. 2. Uma comunidade unida é uma co- munidade forte, assim como uma escola unida é uma escola forte, nesse sentido temos procurado trabalhar visando sem- pre o fortalecimento da escola. E todos tem dado seu apoio, seja através do segmento funcionários, pais ou alunos que compareceram no desenvolvimento de algumas ações promovidas pela escola. Foi realizado dois mutirões para poda de árvores e limpeza do pátio es- colar, foi um grande sucesso, estas ações muito contribuíram no melhora- mento visual da escola e se não fosse essa união, provavelmente, não estaria da forma que se encontra atualmente, com todas as árvores feito poda, muro pintado, além da quadra que teve repa- ros e também pintada. Todos tem seu mérito, nunca deve- mos menosprezar aquilo que já foi feito, ressalto que algumas das atuais inova- ções foram possíveis devido a verba emergencial liberada, para recupera- ção das salas interditadas e que foram gastas, nos meses de Janeiro abril. Todos os que tem ajudado o nosso muito obrigado, e esperamos que sem- pre continuem sendo parceiros e assim, juntos construirmos uma escola mais atrativa. RECEITAS UNIÃO E PARTICIPAÇÃO Com o início do período das secas é muito importante que se forneça uma suplementação mineral ao rebanho, que terá como finalidade repor os nutrientes que não estão presente nas pastagens nes- ta época. Esta época também é ideal para a vermifugação do rebanho, tendo em vista que os vermes presentes nas pastagens, tendem a se concentrar no intestino dos animais, onde encontram calor e umidade essenciais para sua proliferação . CHARGE “ Entre pais e filhos não há maior abismo que o silêncio” (Roger Rosemblatt) BOLINHO DE MAMÃO VERDE Ingredientes: Mamão verde, Trigo, Fermento em pó (Royal), Sal, Tempero verde. Modo de fazer: Ralar ou bater o mamão verde cru. Acres- centar os outros ingredientes e o trigo até dar liga. Fritar até dourar. Obs.: O bolinho é pingado, porque o ma- mão é úmido. MACARRÃO DE ABÓBORA Ingredientes: Abóbora, Trigo, 2 ovos,Fubá Modo de fazer: Misture os ovos, um pouco de água, um pouco de abóbora cozida sem casca e amas- sada e trigo, até dar ponto de cilindrar. De- pois de cilindrado, despejar um pouco de fubá na massa esticada, enrolar e picar fino. Ao cozinhar: Cubra a massa com água e cozinhe com um pouco de óleo (tempere a gosto e bom apetite). PROFESSORES Adair Tasarz Batista, Daiane Alves de Amorim, Dalmir José Sartori, Ednei Hau- bricht, Euzinete Alves da Silva, João Pau- lo, João Versori, Jozimar Felisbino Teixei- ra, Maycon Jhonatan Lima Camargo, Pe- nha Moreira de Oliveira, Rosieni Alcânta- ra Martins, Solange Moreira de Oliveira, Erenilda Teixeira NOVO MÉXICO—Professores: Aline Duarte Dosso, Loana Valquira Barbosa, Rosangela Martins da Rocha, Sandra Pe- goraro.. ADMINISTRATIVOS Divino Versori, João Batista Caldeira, Gersino Fernandes (Vigilância), Elza Lu- cas da Silva, Sirlei Lois, Luciana Arthe- man (Nutrição Escolar), Sergio Luiz Sar- tori e Eunice Souza (Secretários), Fátima Fuzaro e Júlio Cesar (coordenadores), Rosilda Wolf, Glaucia e Elizangela Apare- cida Silva (Infraestrutura), Paulo Neves Melegari (Gestor), Patricia Veiga Fernan- des (bibliotecária) Quadro de Profissio- nais da Educação 2014 MERENDA ESCOLAR O repasse da verba para a merenda escolar é feito à escola mensalmente. Até o mês de Abril a escola não recebeu re- passes, tendo sido trabalho com verbas do ano anterior. O Valor repassado para cada aluno é de R$0,30 e para o Projeto Mais educação o valor de R$0,60 por que é oferecido o café da manhã. Com este dinheiro a escola adquire todos os alimentos que compõem o cardápio escolar, correspondendo a um total aproximado de 7.000 refeições men- salmente. Imaginem o que pode ser com- prado com trinta centavos, no entanto, mesmo assim, temos conseguido oferecer uma alimentação de qualidade, comparado ao valor do repasse por aluno Senhores pais pro- curem saber como está o desenvolvi- mento escolar de vossos filhos, con- versem com eles, verifiquem as ativi- dades nos cadernos, falem com os pro- fessores e saiba como está sendo o desempenho deles. DICAS À PECUÁRIA TRAVA-LÍNGUAS O tempo perguntou pro tempo qual é o tempo que o tempo tem. O tempo respondeu pro tempo que não tem tempo de dizer pro tempo que o tempo do tempo é o tempo que o tempo tem. Se a aranha arranha a rã, Se a rã arranha a aranha. Como arranha a aranha a rã? Como a rã arranha a aranha? NÃO CONFUNDA! Não confunda ornitorrinco Com otorrinolaringologista, Ornitorrinco com ornitologista, Ornitologista com otorrinolaringologista, Porque ornitorrinco é ornitorrinco, Ornitologista, é ornitologista, E otorrinolaringologista é otorrinolaringo- logista. Jornal Informativo nº 01 Edição 01 pag. 02 Escola Estadual Nova Galileia
  3. 3. Os Objetivos das reuniões é compartilhar interesses e missões tendo em vista os benefícios para o aluno. A relação entre escola e pais deve ser de parceria, além de aproximar as famílias da escola estabelecendo relações de confiança/ cooperação com professores, funcionários e pais entre si. É importante que os pais se conheçam e troquem experiências. OITO RAZÕES PARA IR ÀS REUNIÕES 1º CONHECER A ESCOLA A FUNDO—Ter a oportunidade de conhecer a proposta pedagógica e a metodologia de ensino da escola, poder opinar, exercer seu direito de cidadania. 2º ACOMPANHAR O APRENDIZADO— os pais tem opor- tunidade de acompanhar o desenvolvimento dos filhos, se já sabe ler? Como tem sido seu desenvolvimento durante às au- las? Os pais podem contribuir na cobrança do aprendizado dos alunos. 3º ESCLARECER DÚVIDAS DE INTERESSE GERAL— È interessante que os pais levante questões em assembleia/ou professores/ou gestão da escola para pedir esclarecimentos ou dar sugestões de interesse a todos. 4º CONHERCER SEU FILHO SOB OUTROS PONTO DE VISTA— Conversando com os professores e outros pais, é possível perceber como o filho é visto pela pessoas que o cer- cam e, assim, tentar ajudá-lo. 5º FIRMAR PARCERIA COM A ESCOLA - a escola acha que os pais estão delegando obrigações demais para a instituição (ensinar, educar, formar caráter); por outro, os pais reclamam que a escola não cumpre seu papel como deveria. O que muitos não percebem é que a relação deve ser de parceria e de cumplicidade, e as reu- niões de pais e mestres têm a função de mostrar que isso é possível, chamando os pais para participarem e dividirem responsabilidades, lembrando que a formação em casa complementa a da escola e vice-versa. É fun- ção dos pais dar bons exemplos, estimular a criança a ler, mostrar a importância de ela cumprir com seus com- promissos, entre muitas outras. 6º ENTENDER AS CRISES DE IDADE— Infância, pré- adolescência, adolescência ... As fases do crescimento são mui- tas e cada uma possui suas particularidades. A escola e os pais precisam estar preparados para lidar com as questões que certa- mente irão surgir, enfrentando-as com naturalidade e respeito. 7º CONHECER PARA PODER AJUDAR— A escola perce- bendo da dificuldade em lidar com certos comportamentos dos filhos, podem aproveitar as reuniões para promover palestras esclarecedoras com isto a presença nas reuniões torna-se ainda mais imprescindível, quando se tem conhecimento se consegue ajudar com mais eficiência. 8º MAIS CONFIANÇA PARA TODOS — As reuniões de pais e mestres é muito importante para aproximar família e escola. E estas têm de se respeitar mutuamente. Se os pais criam uma relação de competitividade com a escola, alimentando o costume de falar mal dos professores, da organização do local, por exemplo, é possível que a cri- ança também passe a desrespeitar a instituição, o que pode prejudicar seu desenvolvimento escolar. A proximi- dade e a confiança entre escola e família, quando trans- mitidas aos alunos, fazem com que eles se sintam mais seguros, aprendam mais e se relacionem melhor. VENHA SEJA UM PARCEIRO! PARTICIPE DÊ SUGESTÕES AJUDE A FORTALECER A ESCOLA SEJAMOS UNIDOS POR UM MESMO IDEAL. PENSE NISSO! Adaptação do texto de Cynthia Costa REUNIÃO DE PAIS E MESTRES Jornal Informativo Edição 01 pag 03 Escola Estadual Nova Galileia
  4. 4. DENGUE Aprender a fazer, fazendo. Estamos na Web! exemplo. Microsoft.com SAÚDE E EDUCAÇÃO PARA PREVENÇÃO Jornal Informativo Ano 01 Edição 01 pag 04 Escola Estadual Nova Galileia

×