Aluna Patricia Graziano
Centro Universitário Senac
Pós Graduação lato sensu
Especialização em
Arquitetura Comercial
Discip...
PERFIL CLIENTE - Duas mulheres jovens (35 e 33
anos) , irmãs, que viram no
artesanato e na arte um
investimento.
- Ana é a...
REFERÊNCIAS
REFERÊNCIAS
que
tal
EXPERIMENTAR
que
tal
que
tal
EXPERIMENTAR
que
tal
EXPERIMENTAR
que
tal EXPERIMENTAR
que
tal
EXPERIMENTAR
? ??
que
tal
que
tal
EXPERIMENTAR
espaçoarte
que
tal
espaço
que
tal
que
tal
PALETA CORES
EXPERIMENTAR
OLHAR
SABER
CURTIR
= Espaço Café
= Showroom Vendas
= Espaço Eventos
= Ateliê e Cursos
LOCAL
Rua Joaquim Antunes, 460, Bairro Pinheiros
• Principais vias de acesso:
Av. Rebouças
Av. Henrique Schaumann e Av. Br...
ZONEAMENTO – ZONA MISTA ALTA DENSIDADE
Terreno
LOCAL
• Pontos Fortes
Área comercial e residencial grande
Grande fluxo de pessoas
Comércio atrativo no entorno próximo
Ace...
LEVANTAMENTO FOTOGRÁFICO
LEVANTAMENTO ENTORNO IMEDIATO
• ZM–Alta Densidade
TO máx=50% = 304m²
CA máx=2,0 = 1217,5m²
Altura máxima= 25m
Área Permeáv...
IMPLANTAÇÃO E FLUXOS
PAV. TÉRREO
PAV. SUPERIOR
Administração/ Deposito = 5,20 x 8,70m
Sanitários (4x) = 1,60 x 1,60m
Salas oficinas (4x) = 6,60 x 6,70m
Sho...
Estrutura (componentes e eixos)
• Estrutura em
madeira MCL
(madeira
laminada
colada)
• Laje OSB com
placas cimentícias
• A...
Estrutura ( Informações técnicas)
• Estrutura em madeira MCL (madeira laminada colada)
• Laje OSB com placas cimentícias
O...
Estrutura ( Informações técnicas)
• Alvenaria de tijolo solo-cimento
Principais vantagens:
•Despensa a parte da queima, co...
SISTEMAS RENOVÁVEIS
• Energia através de placas fotovoltaicas
• Aproveitamento da água da chuva
Benefícios do Sistema
• Fo...
Estrutura ( Informações técnicas)
• Telhado em madeira com telha ecológica tetra pak
• Laje jardim
Trata-se de um novo tip...
CORTE AA
Veneziana –
ventilação natural
Parede de elemento vazado
Cobertura jardim
A composição entre estrutura e vedações...
FACHADA (ACABAMENTOS)
Painel formado por barras
transpassadas de aço corten
Chapa de aço corten
Moldura em chapa dobrada
c...
FACHADA (REFERÊNCIAS)
Proporcionar iluminação indireta, ventilação permanente e visibilidade.
Relação interno x externo.
C...
SHOWROOM (REFERÊNCIAS)
ESPAÇO CAFÉ (REFERÊNCIAS)
OFICINA CURSOS (REFERÊNCIAS)
3D CONCEITUAL
3D CONCEITUAL
3D CONCEITUAL
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Proj Final Pós Graduação_espaço comercial

10 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
0
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Proj Final Pós Graduação_espaço comercial

  1. 1. Aluna Patricia Graziano Centro Universitário Senac Pós Graduação lato sensu Especialização em Arquitetura Comercial Disciplina Projeto: Ante Projeto - definições Espaços e usos integrados: o comércio do artesanato como expressão de valor, cultura e design “...É importante que se entenda esse objeto dentro das relações de mercado, como um produto, mas que se perceba que o objeto artesanal é um produto diferenciado; para que não se perca a dimensão cultural que está embutida nele”, Ricardo Lima, Livro Design e Artesanato, o caminho brasileiro (Página 142).
  2. 2. PERFIL CLIENTE - Duas mulheres jovens (35 e 33 anos) , irmãs, que viram no artesanato e na arte um investimento. - Ana é administradora e mãe solteira de um filho de 8 anos - Lia é designer e gosta de experimentar - Nas horas vagas gostam de passear pelas ruas de São Paulo (sem destino, sem rumo) ou viajar - São inseparáveis - Gostam de mexer com terra e plantar (adoram plantas) - Foram criadas pelos avós.O Avó trabalhou a vida toda em uma fábrica de vidro e a avó cuidava da casa e das crianças e ajudava na renda fazendo croche - São devotas Nossa Senhora Aparecida
  3. 3. REFERÊNCIAS
  4. 4. REFERÊNCIAS
  5. 5. que tal
  6. 6. EXPERIMENTAR que tal que tal EXPERIMENTAR
  7. 7. que tal EXPERIMENTAR que tal EXPERIMENTAR
  8. 8. que tal EXPERIMENTAR ? ?? que tal
  9. 9. que tal EXPERIMENTAR espaçoarte que tal espaço que tal
  10. 10. que tal
  11. 11. PALETA CORES
  12. 12. EXPERIMENTAR OLHAR SABER CURTIR = Espaço Café = Showroom Vendas = Espaço Eventos = Ateliê e Cursos
  13. 13. LOCAL Rua Joaquim Antunes, 460, Bairro Pinheiros • Principais vias de acesso: Av. Rebouças Av. Henrique Schaumann e Av. Brasil Rua dos Pinheiros • Transporte Público: Linhas de ônibus Estação Fradique / Linha Amarela (em construção)
  14. 14. ZONEAMENTO – ZONA MISTA ALTA DENSIDADE Terreno
  15. 15. LOCAL • Pontos Fortes Área comercial e residencial grande Grande fluxo de pessoas Comércio atrativo no entorno próximo Acesso • Características terreno Plano Calçada em mal estado 1 árvore a conservar Paredões (empenas cegas) no limite terreno
  16. 16. LEVANTAMENTO FOTOGRÁFICO
  17. 17. LEVANTAMENTO ENTORNO IMEDIATO • ZM–Alta Densidade TO máx=50% = 304m² CA máx=2,0 = 1217,5m² Altura máxima= 25m Área Permeável=15% • Cálculos Projeto Área Total =608,75m² TO (50%) = 304m² CA (0,9) = 540m² Á.Perm. (31%)= 185m²
  18. 18. IMPLANTAÇÃO E FLUXOS
  19. 19. PAV. TÉRREO
  20. 20. PAV. SUPERIOR Administração/ Deposito = 5,20 x 8,70m Sanitários (4x) = 1,60 x 1,60m Salas oficinas (4x) = 6,60 x 6,70m Showroom vendas = 8,70 x 18,70m Café = 3,20 x 5,40m Espaço convívio = 352m²
  21. 21. Estrutura (componentes e eixos) • Estrutura em madeira MCL (madeira laminada colada) • Laje OSB com placas cimentícias • Alvenaria de tijolo ecológico • Telhado em madeira com telha ecológica tetra pak • Laje jardim
  22. 22. Estrutura ( Informações técnicas) • Estrutura em madeira MCL (madeira laminada colada) • Laje OSB com placas cimentícias Os painéis LP Mezanino são compostos por LP OSB Home, revestido nas duas faces com placa cimentícias ou filme fenólico antiderrapante, os painéis recebem selamento de bordas com um produto especial que lhes confere maior impermeabilidade. OSB, do inglês Oriented Strand Board, que significa painel de tiras de madeira orientadas, é uma placa estrutural de alta resistência físico-mecânica, além de ser um produto ecologicamente correto, pois 100% da matéria-prima é proveniente de florestas renováveis. Fonte: http://www.lpbrasil.com.br/produtos/lp-mezanino.html Conheça algumas vantagens da MLC: Altas resistência ao fogo : A MLC é resistente a substancias químicas e agressivas. Número menor de ligações : Em comparação com as estruturas de madeiras feitas com peças maciças, os elementos concebidos em MLC exigem um número bem menor de ligações. Sua Leveza: A leveza dessas estruturas oferece também maior facilidade de montagem, desmontagem e possibilidade de ampliação. Matéria Prima RENOVÁVEL: A matéria-prima utilizada para fabricar a MLC vem das florestas manejadas e funciona sob o princípio da sustentabilidade para as gerações. Resistência Mecânica: Uma viga de madeira e uma de aço, com a de mesma massa, observa-se a mesma capacidade de resistência. Fonte: http://www.megamadeira.com.br/dicas_item.php?id=12
  23. 23. Estrutura ( Informações técnicas) • Alvenaria de tijolo solo-cimento Principais vantagens: •Despensa a parte da queima, consequentemente reduz a emissão de gases na atmosfera; •A terra utilizada na sua composição possivelmente poderá ser aproveitada para a sua fabricação; •Reduz o gasto com argamassa devido ao seu sistema de encaixe, barateando assim o custo da obra; •Não necessita de mão-de-obra especializada para a sua fabricação; •Podem dispensar o uso de revestimento devido as suas formas; •Economia na alvenaria, fundações, hidráulica e elétrica. Fonte: http://tijoloecologico.wordpress.com/teste/
  24. 24. SISTEMAS RENOVÁVEIS • Energia através de placas fotovoltaicas • Aproveitamento da água da chuva Benefícios do Sistema • Fonte de Energia Alternativa e Renovável. Emprega a LUZ SOLAR; • Energia Limpa, Silenciosa e Inesgotável; • Sistema não Poluente; • Não interfere diretamente no meio ambiente; • A energia gerada pode ser acumulada em baterias; • Sistema autônomo, sustentável e independente; • Baixa Manutenção e alta durabilidade do sistema; • Poder ser conectado a rede elétrica; • Pode ser ampliado conforme a necessidade (modularidade); Fonte: http://www.fc-solar.com/?page_id=22 O Reaproveitamento da Água da Chuva veio para completar o abastecimento do local, onde não é necessária água potável, como descargas dos banheiros e na irrigação do jardim. O processo começa com a captação da chuva no telhado. Benefícios: Por meio das calhas, a água passa pelos condutores e vai para as caixas coletoras, que possuem a função de limpeza. Além de descartar as primeiras chuvas (devido ao excesso de poeira do telhado) e as calhas e os condutores seguirem as normas NBR 10844, é aconselhável que a água seja captada antes do contato com o solo, pois assim será de uma qualidade melhor quando comparada com a água em contato com o meio urbano. Esta é uma ótima ideia pra aproveitar esse recurso disponível, economizar na conta da água e ajudar a natureza Fonte: http://www.senaipr.org.br/nucleo-de-sustentabilidade/reaproveitamento-de- agua-da-chuva-1-24646-225620.shtml
  25. 25. Estrutura ( Informações técnicas) • Telhado em madeira com telha ecológica tetra pak • Laje jardim Trata-se de um novo tipo de cobertura para construção civil feita de papel, alumínio e plástico reciclados, tem como matéria-prima caixas de leite longa- vida (Tetrapak). Fabricadas por meio de um processo que usa pressão e calor, a telha ecológica tem o mesmo formato das de amianto. Fonte: http://www.metalica.com.br/ecotelhado Fonte: http://estruturasdemadeira.blogspot.c om.br/2007/03/detalhes-tcnicos- parte-1-lajes.html
  26. 26. CORTE AA Veneziana – ventilação natural Parede de elemento vazado Cobertura jardim A composição entre estrutura e vedações foi elaborado para garantir conforto térmico ao espaço. A ventilação cruzada ocorre a partir do vão que corta os pavimentos + veneziana pocisionada contrária a parede de elemento vazado. A cobertura jardim alia espaço de plantio de horta para utilização da culinária do Espaço Café e conforto térmico.
  27. 27. FACHADA (ACABAMENTOS) Painel formado por barras transpassadas de aço corten Chapa de aço corten Moldura em chapa dobrada com pintura opaca laranja Vitrine fechada com vidro incolor Laje com pintura opaca cimento cinza/marrom Elemento vazado de cimento
  28. 28. FACHADA (REFERÊNCIAS) Proporcionar iluminação indireta, ventilação permanente e visibilidade. Relação interno x externo. Causar curiosidade. Marcar presença no entorno. Relação marca x espaço x produto ofertado.
  29. 29. SHOWROOM (REFERÊNCIAS)
  30. 30. ESPAÇO CAFÉ (REFERÊNCIAS)
  31. 31. OFICINA CURSOS (REFERÊNCIAS)
  32. 32. 3D CONCEITUAL
  33. 33. 3D CONCEITUAL
  34. 34. 3D CONCEITUAL

×