AGENTES BIOLÓGICOS
CONHECIMENTOS
Ciências e Tecnologia

Organismos, Células,
Organelas ou unidades
funcionais

BIOTECNOLOG...
conjunto de conhecimentos que permite a
utilização de agentes biológicos (organismos,
células, organelas, moléculas) para ...
• Conhecer e utilizar MO.s. em processos
industriais para produzir mais e melhores
produtos, ou em outros processos nos qu...
• Controlar a qualidade da matéria prima e
dos produtos prontos visando:
• preservação do ataque dos MO.s;

• a detecção e...
BIOTECNOLOGIA
Caráter multidisciplinar => Química, Genética,

Ciências Biológicas e da Saúde, Engenharias.....

ÁREAS:

SA...
Setores

Bens e serviços

Agricultura

adubo composto, pesticidas, silagem, mudas
de plantas ou de árvores, plantas
transg...
BIOTECNOLOGIA
Biodiversidade; Bioprospecção; BIOÉTICA;
Biossegurança;
Genoma;
Transcriptoma;
Clonagem; OGM´s; Terapia gêni...
PRINCIPAIS MARCOS HISTÓRICOS
6.000 a.C.: bebidas alcoólicas (cerveja e
vinho) são produzidas por sumérios e babilônios;
2....
PRINCIPAIS MARCOS HISTÓRICOS
1910-1940: síntese de glicerol, acetona e
ácido cítrico;
1940-1950: antibióticos são produzid...
A sua História no Mundo ...
Primeira Geração: 6.000 /2000 a.C.
Fatos: - cruzamento de espécies animais
e plantas
- levedur...
A sua História no Mundo ...
Segunda Geração: Fim do século XIX
Teoria de Louis Pasteur
Fatos:
microrganismos
enfermidades ...
A sua História no Mundo ...
Terceira Geração: Início de 1970. Biologia
Molecular
Fatos: 1o – isolamento e manipulação de g...
A Era da Biotecnologia Moderna
Manipulação do material genético e
reprogramação de microrganismos

“fábricas” para produçã...
Brasil: PLANEJAMENTO A LONGO PRAZO;
envolve discutir e definir uma plataforma
tecnológica adequada.
• Subsídios do governo...
Planejamento a longo prazo
 1965: a Comissão para Planejamento
da Química/USA escreveu:
“. . . Queremos reforçar nossa co...
EXEMPLOS:
• Thomas
Cech
e
Sidney
Altman's
Propriedades enzimáticas do RNA
•

-

Alfredo Rafael Campi - Químico brasileiro ...
Os
maiores
DESCONHECIDOS,
futuro

avanços,
certamente
ainda estão em nosso

No Brasil, somente será possível com:
• DECISÕ...
REFLEXÕES
Argumentos científicos contra
riscos destas tecnologias:

os

possíveis

• não há controle pleno da forma como v...
REFLEXÕES
Ao dizer SIM à estas tecnologias, estaríamos
superestimando nossa capacidade de prever e
controlar as conseqüênc...
PRINCÍPIO

DA
PRECAUÇÃO
Comissão
Mundial
sobre
Ética
da
Ciência
e
da
Tecnologia
da
Unesco (Comest)
“ Quando atividades podem conduzir a

dano moralmente inaceitável, que seja
cientificamente

plausível,

ainda

que

incer...
REFLEXÕES

A
cada
área,
segundo
seus
prismas, cumpre
traçar contornos
e diretrizes,
primando
pela
qualidade
de
vida,
saúde...
QUALIDADE DE VIDA
Existem três coisas que não voltam atrás jamais:
1.
“a
flecha
(BIOTECNOLOGIA)

lançada

2. a palavra pro...
Como Químicos
lembrar que:

sempre

devemos

“ PELA SUA PRÓPRIA NATUREZA,
A QUÍMICA NÃO É UMA
CIÊNCIA ISOLADA. ELA
PROMOVE...
Biotecnologia prof. mauricio
Biotecnologia prof. mauricio
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Biotecnologia prof. mauricio

1.341 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.341
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
49
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Biotecnologia prof. mauricio

  1. 1. AGENTES BIOLÓGICOS CONHECIMENTOS Ciências e Tecnologia Organismos, Células, Organelas ou unidades funcionais BIOTECNOLOGIA PRODUZIR BENS ASSEGURAR SERVIÇOS
  2. 2. conjunto de conhecimentos que permite a utilização de agentes biológicos (organismos, células, organelas, moléculas) para obter bens, assegurar serviços (com fins industriais).
  3. 3. • Conhecer e utilizar MO.s. em processos industriais para produzir mais e melhores produtos, ou em outros processos nos quais suas atividades podem tornar-se de significância industrial ou técnica; • manipular geneticamente plantas e animais com os mesmos fins.
  4. 4. • Controlar a qualidade da matéria prima e dos produtos prontos visando: • preservação do ataque dos MO.s; • a detecção e prevenção de toxinfecções produzidas pelas ação de MO.s. em alimentos/produtos e o controle da transmissão de doenças através dos mesmos.
  5. 5. BIOTECNOLOGIA Caráter multidisciplinar => Química, Genética, Ciências Biológicas e da Saúde, Engenharias..... ÁREAS: SAÚDE AGROPECUÁRIA MEIO AMBIENTE
  6. 6. Setores Bens e serviços Agricultura adubo composto, pesticidas, silagem, mudas de plantas ou de árvores, plantas transgênicas, etc Alimentação pães, queijos, picles, cerveja, vinho, proteína, aditivos, etc. Química butanol, acetona, glicerol, ácidos, enzimas, etc Eletrônica biosensores Energia etanol, biogás Meio Ambiente recuperação de petróleo, tratamento do lixo, purificação da água Pecuária embriões Saúde antibióticos, hormônios e outros produtos farmacêuticos, vacinas, reagentes e testes para diagnóstico, etc.
  7. 7. BIOTECNOLOGIA Biodiversidade; Bioprospecção; BIOÉTICA; Biossegurança; Genoma; Transcriptoma; Clonagem; OGM´s; Terapia gênica; Engenharia metabólica; Biocatalisadores; Biomateriais; Biorreatores; Bioengenharia; Bioprocessos; Biorremediação; Biossensores; Bio-refino; Bioinseticidas; Biocombustíveis; Biolixiviação; Microbiota; Bioma; Bioeletroquímica; Biopolímeros; Biorefinaria... Em que pesem as especificidades destes termos, todos se relacionam à atividade biológica.
  8. 8. PRINCIPAIS MARCOS HISTÓRICOS 6.000 a.C.: bebidas alcoólicas (cerveja e vinho) são produzidas por sumérios e babilônios; 2.000 a.C.: panificação e bebidas fermentadas são utilizadas por egípcios e gregos; 1875 d.C.: Pasteur mostra que a fermentação é causada por microrganismos; 1880-1910: surgimento da fermentação industrial (ácido láctico, etanol, vinagre...);
  9. 9. PRINCIPAIS MARCOS HISTÓRICOS 1910-1940: síntese de glicerol, acetona e ácido cítrico; 1940-1950: antibióticos são produzidos em larga escala por processos fermentativo; 1953: estabelecida a estrutura do DNA; 1973: início da engenharia genética; 1982: insulina humana é produzida.
  10. 10. A sua História no Mundo ... Primeira Geração: 6.000 /2000 a.C. Fatos: - cruzamento de espécies animais e plantas - leveduras para fermentação de pão e álcool
  11. 11. A sua História no Mundo ... Segunda Geração: Fim do século XIX Teoria de Louis Pasteur Fatos: microrganismos enfermidades humanas causam - ação dos microrganismos anaeróbios nas fermentações láctea, butírica, alcoólica....
  12. 12. A sua História no Mundo ... Terceira Geração: Início de 1970. Biologia Molecular Fatos: 1o – isolamento e manipulação de genes 2o – fusão e multiplicação de células
  13. 13. A Era da Biotecnologia Moderna Manipulação do material genético e reprogramação de microrganismos “fábricas” para produção de vários bens úteis Química Alimentos Farmacêutico Agropecuá rio Papel & celulose
  14. 14. Brasil: PLANEJAMENTO A LONGO PRAZO; envolve discutir e definir uma plataforma tecnológica adequada. • Subsídios do governo federal/estadual; • Balanço pesquisa básica / tecnológica; • Definir algumas prioridades chaves para o futuro; tecnológicas • Propriedade intelectual e Transferência de tecnologia.
  15. 15. Planejamento a longo prazo  1965: a Comissão para Planejamento da Química/USA escreveu: “. . . Queremos reforçar nossa convicção de que os desenvolvimentos mais importantes e originais acontecerão na em INESPERADAS” área áreas de QUÍMICA ……… totalmente
  16. 16. EXEMPLOS: • Thomas Cech e Sidney Altman's Propriedades enzimáticas do RNA • - Alfredo Rafael Campi - Químico brasileiro Pai do Biodiesel; pesquisa para desenvolver querosene de aviação que entra em combustão, mas não produz chamas em caso de acidente . Esta observação é ainda verdadeira hoje em 2009 e, continuará para sempre sendo verdadeira!!!!!
  17. 17. Os maiores DESCONHECIDOS, futuro avanços, certamente ainda estão em nosso No Brasil, somente será possível com: • DECISÕES POLÍTICAS CORRETAS; • RECURSOS HUMANOS de QUALIDADE; • PESQUISA de QUALIDADE; • FORTE INTERAÇÃO IES / INDÚSTRIA.
  18. 18. REFLEXÕES Argumentos científicos contra riscos destas tecnologias: os possíveis • não há controle pleno da forma como vários compostos/alimentos produzidos por biotecnologia se expressam no organismo no qual foi inserido; o desconhecimento acerca dos impactos ambientais (ex: OGMs), principalmente no Brasil.
  19. 19. REFLEXÕES Ao dizer SIM à estas tecnologias, estaríamos superestimando nossa capacidade de prever e controlar as conseqüências de suas aplicações? E ao dizer NÃO, não nos estaríamos deixando levar pelo medo do novo, abrindo mão de possíveis benefícios ao ambiente e à saúde humana? ANÁLISE CASO a CASO + PRINCÍPIO DA PRECAUÇÃO
  20. 20. PRINCÍPIO DA PRECAUÇÃO Comissão Mundial sobre Ética da Ciência e da Tecnologia da Unesco (Comest)
  21. 21. “ Quando atividades podem conduzir a dano moralmente inaceitável, que seja cientificamente plausível, ainda que incerto, devem ser empreendidas ações para evitar ou diminuir aquele dano”. (Comest, 2005, p. 14).
  22. 22. REFLEXÕES A cada área, segundo seus prismas, cumpre traçar contornos e diretrizes, primando pela qualidade de vida, saúde e respeito a dignidade humana “É preciso coibir o abuso e não o uso”
  23. 23. QUALIDADE DE VIDA Existem três coisas que não voltam atrás jamais: 1. “a flecha (BIOTECNOLOGIA) lançada 2. a palavra pronunciada (ESCLARECIMENTOS POR MEIO DOS CIENTISTAS) 3. e a oportunidade perdida (POTENCIAL DO BRASIL NA GENÔMICA E NA PESQUISA CIENTÍFICA)” Provérbio Chinês
  24. 24. Como Químicos lembrar que: sempre devemos “ PELA SUA PRÓPRIA NATUREZA, A QUÍMICA NÃO É UMA CIÊNCIA ISOLADA. ELA PROMOVE ATRAVÉS DA INTERAÇÃO COM OUTRAS ÁREAS O AVANÇO DA HUMANIDADE ”

×