Projeto resíduos sólidos parte 4

409 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
409
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto resíduos sólidos parte 4

  1. 1. Visitas: Avenida de despejo ilegal de resíduos Ponto de Entrega Voluntária de Entulhos – PEV Estação de Tratamento de Resíduos – Aterroe Transbordo do lixo e Triagem de materiais
  2. 2. Avenida Maria Brambilla Passos – Pq. São Paulo
  3. 3. Avenida Maria Brambilla Passos – Pq. São Paulo
  4. 4. Avenida Maria Brambilla Passos – Pq. São Paulo
  5. 5. “Bolsão de Entulho” do Parque São Paulo -Avenida Maria Brambilla Passos
  6. 6. Estação de Tratamento de Resíduos - ETR
  7. 7. Chorume
  8. 8. Lixo
  9. 9. Coleta seletiva
  10. 10. Materiais recicláveis
  11. 11. Tratamento de Resíduos de Serviços de Saúde –Incinerador desativado
  12. 12. Materiais recicláveis
  13. 13. Pneus inservíveis
  14. 14. Reciclagem de isopor
  15. 15. Reciclagem - Prensas
  16. 16. Materiais recicláveis
  17. 17. Lixo eletrônico
  18. 18. Gestão de Resíduos Sólidos domunicípio de Araraquara
  19. 19. Aterro de Araraquara chegou na sua capacidade máxima
  20. 20. Transbordo do lixo doméstico de Araraquarapara o Aterro Sanitário de Guatapará = em tornode 140 ton/dia.Coleta SeletivaRealizada pela Prefeitura de Araraquara emparceria com o DAAE e a Cooperativa Acácia.Funcionamento:Coleta feita uma vez por semana.
  21. 21. COLETA SELETIVAO que pode ser reaproveitado ou reciclado?Óleo comestível usado, armazenado em garrafas PET.Papel: papelão, caixas, revistas, jornais, cartões, folhas decaderno, envelopes, embalagens de leite (TetraPak).Vidro: garrafas, potes, copos, frascos, cacos também valem(envolvido em papel para evitar acidentes).Plástico: garrafas de refrigerante (PET), copos epratos, brinquedos, sacos, embalagens de produtos de limpeza ehigiene.Metal: latas de alumínio e aço, canos, panelas, pregos, parafusos eprodutos de zinco, cobre, ferro e latão.
  22. 22. O que não pode ser reaproveitado?Rejeitos: papel higiênico, fraldas, absorventes, guardanaposengordurados, bitucas de cigarro, fotografias, papel carbonoe de fax.Lixo orgânico: resto de comida, cascas de ovo e devegetais, folhas e plantas.Outros: espuma, isopor, cerâmica, espelho, cabos depanela, roupas e sapatos. Esses materiais serão levados parao aterro onde serão tratados de forma correta sem provocardanos à saúde das pessoas e ao meio ambiente.Fonte: http://www.daaeararaquara.com.br
  23. 23. PONTOS DE ENTREGA VOLUNTÁRIA DE ENTULHOS – PEVs“BOLSÕES DE ENTULHO”Materiais que podem ser descartados nos bolsõesResíduos de construção e demolição: telhas, tijolos, restos e argamassa econcreto, madeiramento de telhados, restos de pisos, tanques de lavar roupa, piasde cozinha, louças sanitárias, latas de tinta, aço de construção, entre outros.Resíduos de podas e varrição: podas de árvores (galhos e folhas), capina de mato egrama, varrição de folhas etc.Volumosos: móveis de madeira como cama, armários, móveis estofados comojogos de colchões, eletrodomésticos como geladeiras e fogões, entre outros.Materiais especiais: pneus inservíveis, resíduos eletroeletrônicos comotelevisores, computadores e lâmpadas fluorescentes, desde que esses materiaistenham sido de uso doméstico.Materiais recicláveis: no local há um ponto para o recebimento devidros, plásticos, papel, papelão e metais.Fonte: http://www.daaeararaquara.com.br
  24. 24. A reciclagem no Brasil
  25. 25. Os índices de reciclagem de vários materiais vemaumentando rapidamente no país.Brasil bate recorde de reciclagem de plásticos pós-consumoem 201121,7% dos plásticos são reciclados (aumento de 12% frente a 2010).Total de 1,077 milhão de toneladas de plástico (13% superior a 2010).
  26. 26. O Brasil reciclou 17 bilhões de latinhas de alumínio em 2010, oque corresponde a 97,6% das latas de alumínio produzidas paraembalagens de bebidas.Em 2011, o Brasil bateu novamente o recorde mundial dereciclagem de latas de alumínio para bebidas, com o índice de98,3%.Foram 248,7 mil toneladas de sucata de latas recicladas, o quecorresponde a 18,4 bilhões de unidades, ou 50,4 milhões por diaou 2,1 milhões por hora.Fonte:http://www.abralatas.com.br/common/html/noticia.php?o=484
  27. 27. ReciclagemVídeo: Número da reciclagemno Brasil (Revista Época)
  28. 28. Política Nacional de ResíduosSólidos
  29. 29. Política Nacional de Resíduos Sólidos:Todos os municípios deverão ter:Aterros sanitários no lugar de lixões eProgramas de coleta seletiva, reciclagem, e delogística reversa (que atribui aos fabricantes aresponsabilidade do recolhimento dedeterminados produtos usados e embalagens).
  30. 30. Lixo: todos produzem, todos cuidamEis mais um grande desafio!A Política Nacional de Resíduos Sólidos, já em vigor, estabelece aresponsabilidade de todos por tudo que consumimos e descartamos.Isso quer dizer que as empresas terão de fabricar produtos quedeixem menos resíduos e que sejam mais recicláveis. O consumidorestá proibido de queimar lixo a céu aberto ou jogá-lo em ruas, praiase rios. E, no caso de alguns produtos, terá que devolvê-lo aofabricante, para que este os recicle.Agora somos todos responsáveis pelo descarte de resíduos no país.Tanto quem produz, como quem consome. Por isso, é cada vez maisvital que estejamos bem informados, não só sobre detalhes da novalei, como, também, sobre como descartar qualquer produto, deforma correta. E mais: com a consciência de que é preciso consumircada vez menos.
  31. 31. - Computadores e outros eletrônicos encostados em casa podem serdoados a empresas e projetos que recuperam e doam essesequipamentos para escolas. Material sem recuperação segue para areciclagem.- Lâmpadas fluorescentes contêm mercúrio, um metal pesado, e porisso devem ser enviadas para reciclagem específica. Asincandescentes, halógenas e de sódio de baixa pressão podem serrecicladas normalmente, mesmo quebradas.Fonte:http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/lixo/lixo-todos-produzem-todos-cuidam-633665.shtml?func=1&pag=0&fnt=9pt
  32. 32. O que podemos fazer?E por que fazer?
  33. 33. “Tudo que acontece no mundo,seja no meu país, na minha cidadeou no meu bairro, acontece comigo.Então, eu preciso participar dasdecisões que interferem na minhavida.”Herbert de Souza (Betinho)
  34. 34. Constituição Federal de 1988:Artigo 225: “Todos têm direito ao meio ambienteecologicamente equilibrado, bem de uso comum dopovo e essencial à sadia qualidade devida, impondo-se ao Poder Público e à coletividadeo dever de defendê-lo e de preservá-lo para aspresentes e futuras gerações.”
  35. 35. A fórmula dos "5 Rs"ReutilizarRecusar ReciclarRepensar Reduzir
  36. 36.  Repensar os hábitos de consumo e descarte; Recusar produtos que prejudicam o meio ambiente ea saúde; Reduzir a geração de resíduos e o consumodesnecessário; Reutilizar e recuperar ao máximo antes de descartar; Reciclar materiais.
  37. 37. O que podemos fazer• Consumir produtos duráveis, dando preferência a produtosretornáveis e não descartáveis.• Preferir produtos frescos e que não venham embalados, nocaso de frutas e verduras.• Planejar as compras para evitar o desperdício.• Economizar energia, luz e água, pois para fabricar os produtos énecessário usar estes elementos.• Reutilizar sacos de supermercado, garrafas PET, sacos depapel, embalagens de presente, frascos e tudo o que a suacriatividade permitir.
  38. 38. • Utilizar frente e verso do papel. Fazer blocos de rascunho.• Doar ou promover feiras deroupas, brinquedos, móveis, eletrodomésticos, entre outrosutensílios que podem interessar e servir para outras pessoas.• Não jogar fora aparelhos quebrados. Sucateiros podemcomprar e reaproveitar.• Apoiar iniciativas de reciclagem, adquirindo produtos“verdes” da construção, utensílios, papelaria, vestuário, entreoutros.• Ser solidário com os catadores de lixo e todos os envolvidosno processo de coleta seletiva e reciclagem.
  39. 39. PLÁSTICO NO MARUm dos grandes problemas das sacolas plásticas no mundo é que cerca de 0,5 %delas acaba em rios, lagos e oceanos. Parece pouco, mas são quase 90 milhões desacolinhas ao ano que chegam aos mares do mundo, muitas vezes em forma defragmentos. Além de formar uma fina camada de lixo plástico na água, são ingeridospor animais marinhos, que acabam morrendo.Fonte:http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/lixo/lixo-todos-produzem-todos-cuidam-633665.shtml?func=1&pag=0&fnt=9pt
  40. 40. O que nós podemos fazer na nossa escola?
  41. 41. ReferênciasBRASIL. Consumo Sustentável: Manual de Educação. Brasília: Consumers International/ MMA/MEC/ MEC, 2005. 160 p.Consumo sustentável / 5 Elementos -Instituto de Educação e Pesquisa Ambiental; coordenaçãoMônica Pilz Borba e Patricia Otero. – São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo : 5Elementos – Instituto de Educação e Pesquisa Ambiental, 2009.Coleção Reciclagem e Ação. 5 elementos. 1997.OLIVEIRA, N. A. S. A percepção dos resíduos sólidos (lixo) de origem domiciliar, no bairroCajuru-Curitiba-PR: um olhar reflexivo a partir da educação ambiental. 2006. 173f. Dissertação(Mestrado em Geografia) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba.http://www.abralatas.com.br/common/html/noticia.php?o=484http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/lixo/lixo-todos-produzem-todos-cuidam-633665.shtml?func=1&pag=0&fnt=9pthttp://www.brasil.gov.br/sobre/meio-ambiente/gestao-do-lixohttp://www.daaeararaquara.com.br
  42. 42. ReferênciasPlantando cidadania: guia do educador ambiental / Fundação SOS Mata Atlântica; textos de Andrée deRidder Vieira; ilustrações de Osiris Junior. – São Paulo, 2010.Gestão Integrada de Resíduos Sólidos Urbanos. Guia do profissional em treinamento. Rede Nacional deCapacitação e Extensão Tecnológica em Saneamento Ambiental – ReCESA. Núcleo Sudeste de Capacitação eExtensão Tecnológica em Saneamento Ambiental – NUCASE.http://www.google.com.br/http://www.youtube.comhttp://www.araraquara.com/politica/NOT,0,0,840550,Residuo+domestico+e+um+problema+a+ser+resolvido.aspxhttp://www.lixo.com.br

×