Sessão Científica Bolsista Alisson Lima - 2015.1

188 visualizações

Publicada em

Artigo Consultado: Are virtual planning and guided surgery for head and neck reconstruction economically viable?

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
188
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sessão Científica Bolsista Alisson Lima - 2015.1

  1. 1. Zweifel et al. Economics and Planned Head and Neck Surgery. J Oral Maxillofac Surg 2015. SERIA A CIRURGIA GUIADA E VIRTUALMENTE PLANEJADA PARA CABEÇA E PESCOÇO ECONOMICAMENTE VIÁVEL? UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL
  2. 2. INTRODUÇÃO • Popularização das reconstruções mandibulares guiadas c/s placas pré moldadas ou fresadas. • Custo adicional vale a pena? • Tipos de financiamento4
  3. 3. INTRODUÇÃO • Salários fixos: elimina o incentivo financeiro para aumentar qualidade do serviço de saúde • Taxa de serviço: hospitais e médicos recebem pelo procedimento realizado • Montante fixo • 2012 – Diagnosis-related group-based (DRG) Sua intenção é identificar os "produtos" que um hospital oferece. (Tepper O et al. 2012)
  4. 4. INTRODUÇÃO Os custos adicionais não podem ser cobrados separadamente Objetivos 1- Existe um ganho temporal ao utilizar um planejamento preoperativo virtual comparado a dobra de placas e osteotomia convencionais? 2- Isso se traduz em um autofinanciamento dos gastos adicionais? Esses parâmetros são utilizados para discutir se essa opção cirúrgica é economicamente viável em um sistema de montante fixo
  5. 5. METODOLOGIA • Todas as ressecções mandibulares com reconstrução fibular entre 2012 e 2013 foram incluídas • Todos avaliados por CT sub-milimétrica • Virtualmente planejados: Synthes, Pro Plan CMF, Magics (osteotomias) • Construção de protótipos (sinterização a laser) • Fresagem de blocos de titânio para reconstrução fibular • Tempo de osteotomia mandibular não fez parte do calculo
  6. 6. METODOLOGIA • Ponto de partida: Começo da reconstrução • Termino: colocação das placas de reconstrução • * tempo de dobra da placa foi contabilizado • Custos calculados pela administração do hospital • Valores convertidos para Dólar Americano (calculadora Oanda- Jan 2014)
  7. 7. RESULTADOS
  8. 8. RESULTADOS
  9. 9. RESULTADOS Média de segmentos Média tempo Média Tempo/segmento Média de Idade Pré-planejada 2.7 20.8 min 7.8 65,9 Convencional 2.1 88.2 min 42.2 57.5
  10. 10. RESULTADOS Custo de tempo operatório Placa de reconstruçao individual Planejamento virtual US$ 47,50 US$ 665 US$ 5,098
  11. 11. RESULTADOS
  12. 12. DISCUSSÃO • análise detalhada de pagamentos franceses não houve diferença no dinheiro recebido, se um paciente foi tratados por ressecção e reconstrução microcirúrgica do defeito ou por ressecção apenas. Baujat et al. 2011 • Técnica convencional, internação em UTI e enfermaria Maior gasto para o hospital. • O dinheiro pago para hospitais equivale a cerca de METADE do custo real de prestação do serviço. NÃO levam em conta o tempo e os recursos necessários para realizar a cirurgia. Townley et al. 2011
  13. 13. DISCUSSÃO • Financiamento deve ser considerado inadequado uso de pressão política • Minimizar custos e otimizar o tratamento ao mesmo tempo • 2 equipes simultâneas, padronizar o manejo intra e pós operativo, selecionar peças cirúrgicas confiáveis Lin CS et al. 2011 • Uso do planejamento 3D economiza até 102 min. Hanasono MM et al. 2013
  14. 14. DISCUSSÃO • Precificação da instituiçao e custo do pessoal conservador • Hospital em NYC US$103/ min Haddock NT et al. 2013. • Vantagens para o paciente redução do tempo isquemico; precisão do corte, melhora estetica controla melhor a distancia intercondilar.
  15. 15. CONCLUSÃO • Existe sim um ganho de tempo significativo • Considerando a baixa percentagem do custo total do tratamento Não existe um autofinanciamento completo • Vale a pena a utilização desse método mesmo no sistema de montante fixo
  16. 16. REFERÊNCIAS 1. Tepper O, Hirsch D, Levine J, Garfein E: The new age of threedimensional virtual surgical planning in reconstructive plastic surgery. Plast Reconstr Surg 130:192e, 2012 2. Leiggener C, Messo E, Thor A, et al: A selective laser sintering guide for transferring a virtual plan to real time surgery in composite mandibular reconstruction with free fibula osseous flaps. Int J Oral Maxillofac Surg 38:187, 2009 3. Hanasono MM, Skoracki RJ: Computer-assisted design and rapid prototype modeling in microvascular mandible reconstruction. Laryngoscope 123:597, 2013 4. LameireN, Joffe P,Wiedemann M: Healthcare systems—An international review: An overview. Nephrol Dial Transplant 14(Suppl 6):3, 1999 5. Manning WG, Leibowitz A, Goldberg GA, et al: A controlled trial of the effect of a prepaid group practice on use of services. N Engl J Med 310:1505, 1984 6. SwissDRG. Available at: http://www.swissdrg.org. Accessed October 11, 2013. 7. Wolff K-D, H€olzle F: Raising of Microvascular Flaps: A Systematic Approach (2nd ed). New York, NY, Springer, 2011 8. Oanda. Available at: http://www.oanda.com. Accessed October 11, 2013. 9. Baujat B, Altabaa K, Meyers M, et al: Medicoeconomic study of microsurgical head and neck reconstructions. Eur Ann Otorhinolaryngol Head Neck Dis 128:121, 2011 10. TownleyWA, Urbanska C, Dunn RL, Khan U: Costs and coding— Free-flapreconstruction in lower-limbtrauma. Injury 42:381, 2011 11. Lin CS, Lee HC, Lin CT, Lin HC: The association between surgeon case volume and hospitalization costs in free flap oral cancer reconstruction operations. Plast Reconstr Surg 122:133, 2008 12. Haddock NT, Monaco C, Weimer KA, et al: Increasing bony contact and overlap with computer-designed offset cuts in free fibula mandible reconstruction. J Craniofac Surg 23:1592, 2012

×