Legislando em causa
própria
JUDICIÁRIO: “Fechado para balanço
Depois de toda essa podridão na qual se transformou o govern...
Legislando em causa
própria
JUDICIÁRIO: “Fechado para balanço
Meus amigos não entendem por que a oposição se cala diante d...
Legislando em causa
própria
JUDICIÁRIO: “Fechado para balanço
Não entendem por que a maior parte da imprensa nacional não ...
Legislando em causa
própria
JUDICIÁRIO: “Fechado para balanço
 
Finalmente o Brasil está desmoralizado, não passa de motiv...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Um rio de lama Dr. Humberto de Luna Freire Filho

1.111 visualizações

Publicada em

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.111
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
767
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Um rio de lama Dr. Humberto de Luna Freire Filho

  1. 1. Legislando em causa própria JUDICIÁRIO: “Fechado para balanço Depois de toda essa podridão na qual se transformou o governo do Brasil, e que já persiste por treze anos, conversei recentemente com vários amigos dos EUA e da Europa. E o que eles não conseguem en- tender é como um país com as dimensões do nosso, como uma das maiores populações do planeta, consi- derado a oitava economia do mundo, ainda se deixa levar pela conversa de um mau caráter, um salafrá- rio do naipe desse crápula que assaltou o país por oito anos, e ainda formou uma grande e organizada  quadrilha para atuar em pontos chaves da administração pública e fora dela, para se manter por mais, talvez oito anos, no comando do governo.   Vale ressaltar que essa "coisa" esteve recentemente na Capital Federal, aproveitando-se da ausência da presidente de direito para fazer proselitismo político em seu benefício, junto a seus pares homizi- ados nessa "fossa" que se tornou o Congresso Nacional. E o pior: sendo recebido pelo presidente da casa onde os sujos se entendem. Visava provavelmente a apoio para livrar a sua pele das denúncias de corrupção, e manter vivo um pretenso retorno à presidência do país. O que, diga-se de passagem, se- ria a pá de cal no que resta do Brasil como país.
  2. 2. Legislando em causa própria JUDICIÁRIO: “Fechado para balanço Meus amigos não entendem por que a oposição se cala diante de tantos desmandos, roubos e incom- petência; enfim, da evidência de um total desgoverno, enquanto eles, os parlamentares, gozam de uma imunidade que os permite denunciar a roubalheira do erário, a incompetência no comando do pa- ís e não o fazem. Na tentativa, não de justificar, mas de esclarecer, lhes digo que a nossa classe política, com raríssimas exceções, não passa também de bandidos, haja vista que 70% dos parlamen- tares em nosso Congresso respondem ou já responderam a processos na justiça, e outros, que até então, eram tidos como honestos, estão caindo na vala comum sacramentando a descrença total na classe.    Não entendem por que a Suprema Corte do país não está a serviço do Estado como acontece em to- da civilização desenvolvida, estando sim, a serviço de uma quadrilha autodenominada Partido dos Tra- balhadores, que transformou a alta magistratura do país em um chiqueiro a seu serviço. Nesse caso, esclareço a meus amigos  que oitenta por cento dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) fo- ram escolhidos a dedo pela quadrilha dominante e que um deles já foi condenado em ação de instância inferior. Aliás, ele já mandou fazer uma nova toga para inaugurar, quando a tal ação chegar às suas mãos para seu próprio julgamento.
  3. 3. Legislando em causa própria JUDICIÁRIO: “Fechado para balanço Não entendem por que a maior parte da imprensa nacional não cumpre seu sagrado dever de informar com isenção e independência à sociedade, dos fatos diários, sejam eles quais forem, como ocorre em todo país civilizado e democrático onde realmente predomina o Estado de Direito. Perguntam-se entre eles: “por que uma emissora como a Rede Globo de Televisão, conhecida interna- cionalmente pela sua capacidade técnica (e por que não dizer econômica) de promover cobertura em todo o território nacional, se omite quando qualquer notícia ou fato contraria ou poderá contrariar o governo?” Eu costumo dizer para todos que não só a TV Globo, mas também outros veículos de comunicação: es- crita, falada ou televisionada, se vendem à propaganda oficial mentirosa, superfaturada e paga com dinheiro público, além de manter em evidência figuras grotescas que compõem a face do governo e enojam o cidadão de bem.  
  4. 4. Legislando em causa própria JUDICIÁRIO: “Fechado para balanço   Finalmente o Brasil está desmoralizado, não passa de motivo de chacota nos EUA e na Europa. Desacreditado politicamente, desacreditado financeiramente e com uma presidente incompetente tec- nicamente e tão despreparada culturalmente que, para não ficar calada, até criou uma nova espécie humana que vai se somar às já conhecidas: Homo erectus (1,8 milhões de anos), Homo neanderthalen- sis (350 mil anos), Homo sapiens (29 mil anos) e finalmente, Mulher sapiens (UM MÊS). Recebido do Dr. Humberto de Luna Freire Filho Neurocirurgião (São Paulo – Capital) Formatação: Rosa Ro (Umuarama – Paraná) Julho de 2015

×