Em tempos de guerra

1.379 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.379
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
994
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Em tempos de guerra

  1. 1. EM TEMPOS DE GUERRAA PROPAGANDA NO PERÍODO DAII GUERRA MUNDIALProfessor Onoél Neves
  2. 2. A propaganda no período da Segunda Guerra Mundial alcançou, o quepode ser considerado, o seu mais alto patamarna história até então. Enquanto os governos dos países envolvidos sepreparavam para a guerra, era necessário criar campanhas, com oobjetivo de motivar as populações e possibilitar o aumentode produção.Assim, durante a Segunda Guerra Mundial, os cartazes queanunciavam produtos deram lugar àqueles que ajudavama promover os esforços de guerra, por meio dopelo ao recrutamento ou veiculação de informações. Os governosque encomendavam esses cartazes queriam urgentementemensagens diretas e eficazes; assim assumiram o risco de contratare dar liberdade a jovens designers modernistas. Os resultados forammuitas vezes controversos, mas foi neste período que surgiramdesigns extremamente criativos.
  3. 3. Nunca tantos deveram tanto a tãopoucos O título é uma frase famosa,portadora de carga semânticaextremamente emotiva e forte,emitida pelo 1° Ministro britânicoWinston Churchil, exaltando o atoheróico dos pilotos da RAF que, comseus poucamente numerososSpitfires e Hurricanes, digladiaramcom os ME 109 da Luftwaffe peloscéus da Grã-Bretanha, estando emproporção bem diminuta em relaçãoà Força Aérea Alemã, isto lá pelosidos de 39, 40, 41, em plena II GuerraMundial.
  4. 4. Ridicularizando Adolf HitlerNeste pôster, Hitler éilustrado como umpersonagem de comic.Produzido nos EstadosUnidos, mostra umHitler flagrado em"trajes menores".
  5. 5. Ajuda Madrid Uma das principais ameaças à população civilde Madrid durante o cerco da cidade queocorreu de novembro de 1936 a março de1939, foi o bombardeio maciço dos aviões dosrebeldes. Historiadores estimam quemorreram mais espanhóis nas ruas da cidadeou em suas casas por causa dosbombardeios, do que nos frentes de batalha.O povo de Madrid se refugiava emcavernas, debaixo de pontes e no metrô paraevitar as bombas. Ao representar duas crianças encurraladassob um arco de tijolos olhando para o céuameaçador, o autor deste cartaz esperavafazer com que os espanhóis simpatizassemcom as condições horríveis na capitale, assim, incentivá-los à ajudar Madrid. O fatode que as crianças estivessem sozinhas, faziaum apelo mais forte para o espectador, etambém servia como um lembrete de que umgrande número de crianças fora abandonadasdurante o conflito.
  6. 6. "Nós podemos" Este pôster traz uma curiosidademuito interessante em torno de seupersonagem. A moça com cara depoucos amigos que aparece nestecartaz americano se chama Rosie, a"rebitadora", e foi inspirada em umamulher real: Rose Will Monroe. Rose nasceu em 1920 e trabalhoucomo rebitadora na construção debombardeiros B-29 e B-24. Sua vidafoi levada a grande tela, em um filmepromocional chamado "O trabalhodas mulheres", onde ela atuou comopersonagem principal.
  7. 7. Rose, "a rebitadora", sentada junto aum B-25D Mitchell,durante sua jornada de trabalho O trabalho de Rose era um reflexo danecessidade que os Estados Unidos tinhapara atender as demandas da guerra. Opaís enviou milhões de homens ao frontde guerra, levando a uma incorporaçãomassiva das mulheres no mundoindustrial. Se estimam queaproximadamente seis milhões demulheres participaram deste exército detrabalhadores, muitos deles nas fábricaspara a criação de equipamentos militares. O cartaz que talvez seja um dos maisfamosos do movimento de propagandaamericano da Segunda Guerra Mundial, éde autoria de J. Howard Miller.
  8. 8. Lado a Lado - Britânica Cartaz patriótico da 1ª GuerraMundial, convocando a populaçãopara ir as ruas celebrar o "dia daGrã Bretanha", (7 de dezembro)em 1918. O cartaz ilustra oTioSam americano e a própria GrãBretanha personificada na figurade uma mulher, conhecida como"Britannia"; ambos com seusrespectivos "mascotes", símbolosde seus países. Por um lado, aáguia careca americana e o leãobritânico.
  9. 9. "Procura-se guardas para o Air Raid" Fundada em março de 1937, a "Air RaidWardens Service" se tornou a vanguardada organização britânica, com mais de1.500.000 membros civis, quando a guerraeclodiu. Além de exercer a função de"olhos e ouvidos" do centro de controle daARP (Air Raid Precautions Control), seusintegrantes tinham outro funçãoimportante: ganhar e manter a confiançado povo. Neste papel, o trabalho dasguardas mulheres foi notável. De cada 6diretores, 1 era mulher. 6.838 guardas eoutros trabalhadores da Defesa Civil,incluindo 618 mulheres, foram mortosdurante a guerra como resultado da açãodo inimigo.
  10. 10. "Em um ataque aéreo ... Se você forpego na rua..." Em uma segunda-feira, 16 de outubro de 1939,acontecia o primeiro ataque aéreo alemão emterritório britânico, quando aviões daLuftwaffe atacaram barcos na localidadeescocesa de Forth. Em Edimburgo, onde assirenes não soaram, a população local pensouque o barulho das explosões fosse causadaspelo próprio exercício britânico, que faziaexercícios de guerra, e lotaram as ruas. Como consequências destes primeirosataques, algumas pessoas ficaram feridas e opúblico foi sendo avisado de que "não éheróico, e sim temerário, ficar nas ruas paraver os combates". Exatamente cinco mesesdepois, em 16 de março de 1940, ocorria aprimeira morte civil britânica: James Isbister,morreu quando sua casa foi bombardeada emOrkney.
  11. 11. "Mantenha a calma e siga em frente" Este pôster foi encomendado peloGoverno Britânico em 1939, e calcula-seque cerca de 2.5 milhões de exemplaresforam impressos. Este pôster eraespecialmente destinado à localidadesque haviam sofrido ataques aéreos graves,e tinham como objetivo transmitir umamensagem de tranquilidade a população. A característica principal deste pôster ésem dúvida sua simplicidade quecontrastava com os postes de guerra daépoca, muito famosos pela arte eprodução publicitária.
  12. 12. "Leve sua máscara de gás a todos oslugares" Durante a Crise de Munique de Setembro de1938, cerca de 40 milhões de máscaras de gásforam distribuídos para a população civil.AAlemanha tinha assinado o Protocolo de Genebrade 1925 prometendo que não iria empregar gásvenenoso, porém a maioria das pessoas esperavaque Hitler iria utilizá-lo. Capacetes de gás especial para bebês foramproduzidos e havia até máscaras coloridas doMickey Mouse, para crianças menores.Praticamente todas as pessoas carregavam suasmáscaras por onde andavam, prevenindo-se de umiminente ataque surpresa. Uma pesquisa realizadacom os transeuntes da Westminster Bridge, revelouque 71% dos homens e 76% das mulherescarregavam suas máscaras sempre. Com o passardo tempo, estes percentuais caíram para 24% e39%, respectivamente. Felizmente, o ataque de gásde Hitler contra a Inglaterra, nunca chegou àacontecer.
  13. 13. "Conquistamos a colina, junte-se a nóse ajude-nos a mantê-la" Cartaz australiana da primeiraguerra mundial, produzido porHarryT.Weston,representando um soldado notopo de uma coluna, duranteuma batalha naval,provavelmente a batalha deGallipoli, onde os aliadostiveram um enorme número debaixas.
  14. 14. "Finalmente, a vitória !" Enquanto os americanos se aproximavam dafronteira franco-alemão e os soviéticos, dooutro lado, iam chegando aVistosa, apropaganda doTerceiro Reich tratava de negara realidade. Durante o outono de 1944, o chefe dosServiços de Informação do Exercito Alemão nofrente oriental, ReinhardGehlen, comunicouque 225 divisões de infantaria e 22 corpos doexercito blindado soviético ameaçavam asprovíncias orientais da Alemanha, Hitlerdesacreditaria completamente estainformação, qualificando-a de "a maior farsadesde Genghis Kan“. Este pôster ilustra umasituação de júbilo e vitória que ha muitotempo já não fazia parte da cruel realidade daAlemanha durante o ano de 1944.
  15. 15. "Você também" Os jovens da Juventude Hitlerista(Hitlerjugend) podiam ingressar comovoluntários nas "Waffen SS" a partir dos 17anos. A principio Hitler permitiu seurecrutamento por razoes ideológicas, jáque tinha a intenção de substituirgradativamente o velho exércitoaristocrático por outro nacional socialista. Porém quando os exércitos aliadosameaçaram o território alemão, Hitleremitiu um comunicado que ordenavaenvio de todos os recursos disponíveis dopaís aos fronts de guerra, incluindoadolescentes de 15 anos.
  16. 16. "Seja uma enfermeira. Seu país precisade você" Em Julho de 1942, seis meses depois do ataque dePear Harbor, o presidente americano Rooseveltprevia que a guerra que os Estados Unidos estavamentrando seria de longo prazo e portanto, seriafundamental contar com uma equipe de médicos eenfermeiras bem treinadas que pudessem atenderos feridos em todos as frentes de guerraamericanas.Foi lançado então um plano derecrutamento e treinamento de enfermeirasprofissionais.O pôster acima foi utilizado comouma das peças de propaganda deste plano. A senhora simpática que podemos ver na fotoabaixo se chama Noel D`Audney, uma neo-zeolandesa de 81 anos que em 1939 serviu demodelo para a confecção deste pôster.A senhoraD`Audney ainda se lembra do dia que foi chamadapelo então fotografo do exercito neo-zeolandês econhecido da família,William Ritter, para fazer estafoto.
  17. 17. "A Vitória espera em seus dedos" Cartaz produzido pela RoyalTypewriterCompany para oDepartamento de EstadoEUA em 1942, a chamadaFrente Interna, ou o trabalhode mobilização da populaçãopara o esforço de guerra,contemplava as maisdiversas atividades atémesmo datilografia.
  18. 18. "Nós iremos liquidá-los" Cartaz produzido em 1944pelo Departamento deEstado americano. Ao longode todo o conflito, osEstados Unidos utilizaramcartazes para difundir a idéiade que o aumento deprodução das industriaslevariam o país à vitóriacontra o Japão.
  19. 19. "Dia do Exército" Este pôster foi desenhadopara promover a celebraçãodo "Dia do Exercito" (17 demarço de 1940), naAlemanha, organizado pelaKriegsWinterhilfswerk.
  20. 20. "Eu Quero Você para o Exército dosEUA" Este cartaz foi desenhado em 1914 peloilustrador inglês Alfred Leete, paraincentivar o recrutamento na 1ª guerramundial. Assim que iniciou o conflito, oprimeiro-ministro do Reino Unido AsquithHerbert Kitchener nomeu comoSecretário da Guerra, Lord Kitchener, quefoi o primeiro membro das forças armadasa desempenhar este cargo. Kitchener recebeu a ordem de recrutar umgrande exército para lutar contra aAlemanha. Com a ajuda de um pôster deguerra que mostrava seu rosto apontandoo dedo e destacando as seguintespalavras: "Seu país precisa de você".
  21. 21. "Eu Quero Você para o Exército dosEUA" 3 anos mais tarde, o pôster inglês inspirou a criação do famosocartaz americano "I Want You for U.S. Army" ("Eu Quero Vocêpara o Exército dos EUA"), encomendado pelas ForçasArmadas americanas, que recrutava soldados para a PrimeiraGuerra Mundial. Desenhado pelo artista James Flagg, este cartaz retratava oTio Sam, que representava a personificação nacional dosEstados Unidos e um dos símbolos nacionais mais famosos domundo. O nome Tio Sam foi usado primeiramente durante aGuerra anglo-americana de 1812, mas só foi desenhado em1852. O Tio Sam é geralmente representado como um senhor defisionomia séria, com cabelos brancos e barbicha. Há fontesque vêem uma semelhança do rosto de Tio Sam com o dopresidente Andrew Jackson, outras com o do presidenteAbraham Lincoln. O Tio Sam é representado vestido com ascores e elementos da bandeira norte-americana: uma cartolacom listras vermelhas e brancas e estrelas brancas num fundoazul, e calças vermelhas e azuis listradas.
  22. 22. "Contribua na vitória - Compre selosde guerra" Este impressionante cartaz, criado por HaskellCoffin em 1918, incentivava os patriotasamericanos a comprar selos de guerra. Coffin criou este pôster aproximadamentecinqüenta anos após a descoberta de umaestátua grega que se tornou mundialmenteconhecida como "AVitória Alada".Quandodescoberta, esta estátua estava sem a cabeçae as mãos, porém foi reconhecida como umtrabalho magistral de escultura. Até hoje estaestatua é considerada uma das obras maisvaliosas do Museu do Louvre, em Paris. Na época, Coffin recriou o rosto da estátuacom um olhar esperançoso no rosto. A espadaestá apontando para baixo e a palma éelevada, indicando a vitória e a paz. HaskellCoffin era conhecido como um ilustradorespecializado em retratar belas moças. Seutrabalho era muito utilizado em dezenas decapas de revistas femininas da época.
  23. 23. "Para proteger a fronteira norte parao leste" Este cartaz, encomendadopelo Ministério daPropagandaAlemão, foiutilizado na Noruega paraincentivar o recrutamentonas tropas da waffen SSalocadas na Noruega. Ailustração utilizou a técnicade pastel seco, algo raro noestilo.
  24. 24. "Ele está te observando" Este surpreendente cartaz foi desenhado em 1942, por GlennGrohe, sob encomenda do Office of EmergencyManagement, logo que os americanos entraram na II GuerraMundial. Seu desenho mostra a sombra ameaçadora de umsoldado alemão encarando diretamente o espectador. Foidestinado a motivar a adesão às regras da guerra sobre osigilo no setor industrial. No entanto, um estudo realizado em 1942 revelou que ocartaz era muitas vezes mal interpretado. Muitas pessoasachavam que o capacete estilizado alemão era o sino daliberdade, enquanto alguns operários acreditaramequivocadamente que "ele" queria dizer o "patrão” Devido a este tipo de problema, foi criado um departamentono Office of War Information, para analisar e aprovar adistribuição de qualquer cartaz de guerra que fosseconfeccionado, já que a intenção principal destes cartazesera difundir determinadas mensagens que deveriam serentendidas claramente pela população.
  25. 25. "Joana D´Arc salvou a França" Este pôster de 1918 do famoso ilustradoramericano Haskell Coffin (1878-1941), foiencomendado pelo Departamento doTesouro dos Estados Unidos como parteda campanha para arrecadar dinheiro paraa Primeira Guerra Mundial, através davenda de selos. Estes selos, a preçosreduzidos, eram colados em um marcadorde livro que podia ser posteriormentetrocado por bônus de guerra. Este belo pôster mostra Joana D Arcusando uma armadura e empunhandouma espada de sua época, mascuriosamente seu rosto foi retratadousando batom e maquiagem do século 20.Este cartaz tinha uma intenção clara demotivar as mulheres à colaborar com osesforços de guerra.
  26. 26. "Liberação Alemã" Este cartaz, aparentementedatado de 1924, é do período emque a Festa dos TrabalhadoresNacionalistas Alemães foi banidaapós o "Beer Hall Putsch" ocorridoem 8 de novembro de 1923. OPutsch foi uma tentativa másucedida de Adolf Hitler e seusirmãos de partido de tomarem ogoverno em Munique. Os dizeres"Liberação Alemã" sugeria umaconfraternização para continuar omovimento Nazista no momentoem que a Festa dos Trabalhadoresera proibida.
  27. 27. "O complô judeu contra a Europa" A primeira viagem de Churchill aMoscou coincidiu com o inicio daperseguição aos judeus de Paris. Apropaganda alemã que sempreconfundiu (propositalmente)bolcheviques com judeus e ingleses,aproveitou a viagem de Churchillpara justificar seus atentados contraa liberdade individual dos judeusresistentes na França. Este pôster produzido pelo governoalemão, faz uma interpretação doencontro de Churchill com Stalin,como um "complô dos judeus contraa Europa".
  28. 28. "Vitória. A cruzada contra obolchevismo" Os serviços nazistas multiplicavama propaganda anticomunista naFrança. Este pôster ilustra aparticipação de todas as naçõesno combate contra a UniãoSoviética. Da Finlândia a Bulgária, em todosos países aliados ou ocupados, osalemães trataram de concentraros inimigos do comunismo emunidades destinadas a lutar nofrente leste.
  29. 29. "A pátria mãe nos chama" Este cartaz invoca o patriotismo dapopulação soviética. Para os soldados doexército vermelho tratava de defender aterra russa e a pátria do comunismo. As tropas alemãs tinham conseguidoromper as linhas soviéticas, quando oexército vermelho levou a sério anecessidade de se reorganizar.Entretanto, os Estado Maior Soviético queestavam envolvidos nos "grandesprocessos" de 1938, não estavam unidos eainda que existiam planos desenvolvidospara o aumento do armamento, asfábricas não eram capazes de produziruma quantidade suficiente para suprir àsnecessidades do exército.
  30. 30. "Aqui está o inimigo" Minutos depois da proclamação por radiodo armistício italiano, Hitler ordenaria ocomeço da Operação "Achei": As tropasitalianas seriam desarmadas o destruídas,se oferecessem resistência. Os alemães reorganizaram a penínsulaitaliana utilizando a autoridade de um"Gautelier" (governador) dividindo o paísem uma zona operativa submetida a umalto comando militar. Desta forma, oantigo aliado se transformou no maisimplacável dos adversários, multiplicandoas execuções sumárias de todos osseguidores do governo de Badoglio ou daresistência italiana.
  31. 31. "Pelo Pais Basco - A ofensiva!” A queda do País Basco seproduziu em junho de 1937.As tropas italianas entraramna cidade basca dePortugalete no dia 13 dejunho e 6 dias depois,chegaram em Bilbao. Estepôster foi confeccionado naépoca pela Comissão deAjuda ao Pais Basco deBarcelona.
  32. 32. "Conheça os Uniformes Inimigos" Durante os primeiros anos daSegunda Guerra Mundial, quandoaAlemanha detinha o poder aéreoe a Inglaterra estava bordando ocolapso, as autoridades inglesastemiam um desembarque massivode soldados alemães às ilhasbritânicas. Uma série de postes foramespalhados pelas cidades inglesaspara que a população pudessereconhecer um soldado alemão.
  33. 33. "Vigia. Vencerá. Inscreva-se" Este pôster francês, editadoem 1939 trata de animar e aomesmo tempo tranqüilizar aosfranceses. Depois do alarme provocadopelo começo da guerra emsetembro de 1939, algunschefes militares tentaramdiminuir as desastrosas falhasdo exércitofrancês, demonstrandocontrários a permanecer nadefensiva.
  34. 34. O inimigo vê a luz. Oculte-a Este cartaz de propagandaidealizado por Goebbles alertava apopulação civil a respeitar asordens de escurecimento total. Dequalquer forma, a aviação aliadonão necessitava de uma visãototal para acertar seus alvos comeficácia. O novo radar "H2S" abordo dos aviões americanos ebritânicos projetava uma imagemclara e nítida, independente dascondições meteorológicas e dograu de luz disponível.
  35. 35. “LIBERDADE” Este pôster produzido pelosalemães em 1944 edistribuído na Holandaretrata os americanos comoum "robô monstro" quechega implacável paradestruir a cultura européia.
  36. 36. "Nossos lares estão em perigo agora" Este pôster, criado pela General Motorsem 1942, mostra a imagem de Hitler e doprimeiro ministro japonês HidekiTojo,olhando de forma ameaçadora aosEstados Unidos. Ambos líderes estãoarmados (Hitler portando uma pistolalugar eTojo uma faca com sangue). No canto inferior a direita, se podevisualizar um circulo com a imagem de umavião militar americano e os dizeres"Nosso trabalho: deixá-los atacar". A mensagem deste pôster é muito clara:Os Estados Unidos eram um alvopotencial e os cidadãos devem trabalharduro para livrar o país da ameaça do eixo.
  37. 37. Fim da guerra! Quando a guerraterminou, todaa produção criativa atéentão desenvolvida,abriu portas paraanúncios comerciais quese caracterizam pelo seudesenho simples,direto, eficaze humorístico.

×