MODA E MÍDIA

1.196 visualizações

Publicada em

As relações entre a moda e a mídia como fator de exposição, formação de opinião e desejo de consumo.

Publicada em: Design
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.196
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
55
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

MODA E MÍDIA

  1. 1. FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI ANTOINE SKAF EVOLUÇÃO SOCIOECONÔMICA DOS EVENTOS DE MODA NO BRASIL MODA E MÍDIA DESPERTANDO DESEJOS PROF. ODAIR TUONO
  2. 2. MEIOS DE COMUNICAÇÃO O processo de socialização huma-no concebe se pela comunicação, temos a necessidade de registrar fatos. Diversas maneiras expres-sam um momento, até mesmo toda uma sequência de eventos. Ilustrar, fotografar, gravar, filmar ou digitalizar são alguns recursos que utilizamos para registrar algo im-portante para nossa memória. Efêmero ou permanente estamos ladeados de registros de informa-ções sobre nossa forma de ser e agir no mundo. I. Pintura rupestre, Lascaux.
  3. 3. MEIOS DE COMUNICAÇÃO arte ilustração fotografia cinema televisão revista música street style internet
  4. 4. MÍDIA – MEIOS DE COMUNICAÇÃO Mídia significa os meios de comu-nicação de massa (imprensa, tele-visão, rádio, internet, telefone, ar-tes, cinema entre outros). No Brasil, adotamos da pronúncia inglesa para a palavra latina "me-dia" (plural de "medius", que signi-fica meio), retirada da expressão "mass media" que os ingleses ex-traíram da locução latina "media communicationis" (meios de comu-nicação). A mídia exerce sua função: infor-mando, influenciando e divulgando todo tipo de mensagem, seja ela local ou global.
  5. 5. MODA E MÍDIA As diversas formas de expressão midiática celebram um casamento perfeito com a moda, seja em seus lançamentos ou nas características de seus personagens clás-sicos ou extravagantes. Estilistas, artistas, celebridades, modelos representam um alvo constante de maté-rias para as diversas classes da socieda-de transformando a moda em um fenôme-no da cultura POP. Fotografia, revistas, cinema, televisão, in-ternet somados aos artifícios do marke-ting compõem-se como grande trunfo para o sucesso da moda. I. JC Castelbajac, S/S 15.
  6. 6. DIFUSÃO DE MODA Antes do advento da fotografia os recursos disponíveis para compreen-der a evolução do vestuário concen-travam se nas expressões da arte. Esculturas, pinturas murais, quadros eram a referência das classes sociais de cada época. As pranchas de moda foram criadas especificamente para representar os cânones do bem vestir, os desenhos podiam representar a nobreza, os figurinos de teatro ou de cinema, in-corporando mais tarde as ilustrações em revistas, bureauxs e na internet. I. La Mode Illustrée, Florence Leniston
  7. 7. ILUSTRAÇÃO DE MODA Os ilustradores de moda podem de-senvolver seus trabalhos em meios físicos ou virtuais, alguns nomes: • Antonio Lopez • Joe Eula • Laura Laine • Stina Persson • Nadia Flower • Shopie Griotto • Fifi Lapin • Antoine Helbert • Vicent Bakkun • Monsieur Z Pesquise http://fashionary.org/ I. Monsieur Z, http://deviantart.com
  8. 8. FOTOGRAFIA DE MODA A fotografia de moda se transformou em um gênero visual com identidade própria nos anos 30. No período pós II Guerra Mundial, Richard Avedon revolucionou a fotografia de moda com suas imagens da mulher moderna. Elegância, descontração, ostentação, sen-sualidade, fantasia são alguns elementos da fotografia de moda. Hoje através de programas de manipula-ção de imagem existe uma infinita gama de efeitos que podem ser conferidos as edições de moda, todas somadas a criati-vidade do olhar do fotografo. I. Veruschka, dress Bill Blass (NY,1967).
  9. 9. FOTOGRAFIA DE MODA A fotografia de moda atende editorias de revistas, campanhas de marketing, peças de merchandising visual formando a mági-ca sedução pela imagem. • Steven Meisel • David LaChapelle • Terry Richardson • Tim Walker • Ellen von Unwerth • Cecil Beaton • David Bailey • Annie Leibovitz • Richard Burbridge • Miguel Reveriego I. Aline Weber, Vogue Espanha (2012).
  10. 10. REVISTAS DE MODA A área gráfica presta uma genuína importância para disseminação das informações de moda. Fashion Pla-tes, charges, jornais, revistas inspi-ram o gosto e o modo de vestir. A criação de revistas especializadas em moda representou um avanço na difusão e evolução do vestuário com seus criadores, modelos, artistas, ce-lebridades e fotógrafos icônicos. Vogue, Elle, W, Harper’s Bazaar, V Magazine, Numero, Flaunt, i-D, Nylon e Love são consideradas as top 10 revistas do mundo da moda feminina. I. H. Bazaar, Audrey Hepburn, 1956.
  11. 11. REVISTA VOGUE Considerada a bíblia da moda, a Vogue foi lançada 1892 (E.U.A.) - e após ter experimentado várias periodicidades, passou a ser revista mensal (1973). Na década de 60, Diana Vreeland tor-nou- se editora-chefe da publicação, a partir de então a revista começou a ter um apelo mais jovem, focada na revolu-ção sexual da época, abordando mais a moda contemporânea. A partir de 1988, Anna Wintour assu-miu o cargo de editora-chefe e transfor-mou radicalmente a publicação. Sob seu comando, vários estilistas e mode-los desconhecidos, se transformaram em celebridades. I. Revista Vogue (EUA, 2014).
  12. 12. UNIVERSO FEMININO A moda se expressa de diversas ma-neiras, a imagem feminina transita entre o mainstream e o underground sem perder o passo do tempo. • Audrey • Complex • Cowboys & Indians • Dazerd & Confuzed • Ebony • Inked • Nuvo • Paper • Rolling Stone • Town & Country I. T&C, Summer 2014.
  13. 13. UNIVERSO MASCULINO Os homens estão mais atentos aos cuidados com a imagem, seja usan-do produtos de beleza ou roupas de marca de luxo. • Another Man • Arena Hommes Plus • American Cowboy • Maxim • GQ • Details • Nylon Guys • The Chap • VMan • XXL Magazine I. The Chap, Oct./Nov. 2014.
  14. 14. UNIVERSO JOVEM Os anos 50 romperam com a ditadu-ra do mundo adulto, os jovens tem sua forma de ser e agir em busca do novo sem medo de errar. • J-14 • Teen Vogue • Twist • Seventeen • Girl’s Life • M • Glitter Magazine • Discovery Girls • POP Star • Boy’s Life I. Seventeen para adolescentes.
  15. 15. ESTILO DE VIDA A moda deve ser uma extensão do seu estilo de vida, o conjunto de va-lores e escolhas, somados ao poder aquisitivo formam este conjunto. • Bridal Guide • Divascribe • Essentials • Foam • Gladys Magazine • Glamour • InStyle • Marie Claire • Oh Comely • Redbook I. Estilo, beleza, saúde e casa.
  16. 16. CINEMA AMERICANO A grande indústria de entretenimento americana sem duvida é o cinema, filas para prestigiam os blockbusters. A produção de gêneros diversificados para todos os gostos, aonde as es-trelas podem influenciar a moda atra-vés de seus personagens. O fascinante mundo do cinema não perdeu espaço para as televisões, nem reproduções em blu-ray, man-tendo aguçada a fantasia de milhões de pessoas na sala escura. Irmão Lumière (1895) Paris primeira exibição do Cinematógrafo. I. A woman of Paris (1923), cartaz.
  17. 17. OSCAR DE MELHOR FIGURINO Para celebrizar o cinema foi criado o prê-mio Oscar revelando artistas, trilhas so-noras, fotografia, figurino entre outros. Os paparazzis a espera do melhor vestido no red carpet ou o anúncio do filme eleito ao melhor figurino são evidencias que in-fluenciam o mundo da moda. A beleza de uma película cinematográfica pode ser percebida pelo roteiro, sonorida-de, cenários, personagens e seus figuri-nos. O fato é que milhares de pessoas ao redor do mundo amam o cinema e por ele são influenciados. I. Joana d’Arc (1948), cena.
  18. 18. CINEMA E FIGURINO Alguns filmes contemplados pelo Oscar de melhor figurino: • Sansão e Dalila (1950) • O Jogo Proibido do Amor (1960) • Romeu e Julieta (1968) • Morte Sobre o Nilo (1978) • Henrique V (1989) • Priscilla, A Rainha do Deserto (1994) • O Espetáculo – Topsy Turvy (1999) • A Duquesa (2008) • O Grande Gatsby (2013), cartaz. Conheça o Blog: http://vestindocinema.blogspot.com.br/
  19. 19. FASHION MOVIES Além das filmagens de desfiles temos pro-duções de cinema assinadas por criadores de moda. Peças publicitárias lançam pro-dutos da área de moda: um perfume, uma mala ou a chegada de uma nova coleção. Fashion Movies transformaram se em es-tratégia para as marcas de luxo, o primeiro foi o Histoire d’Eau, produzido pela Fendi (1977). Visite – http://catmagazine.com.br/ Americanos, franceses, espanhóis, ingle-ses, orientais: cores, formas, estéticas, modas e modos que a imagem em anima-ção pode revelar. I. Yves Saint Laurent (2014).
  20. 20. MODA E CINEMA A moda pode ser retratada pelo cine-ma em forma de documentário, drama, comédia, musical, alguns exemplos: • Valentino: The Last Emperor (2008) • Cinderela em Paris (1956) • Zoolander (2001) • O Diabo Veste Prada (2006) • Coco Antes de Chanel (2009) • The September Issue (2007) • Prêt-à-Porter (1994) • Unzipped (1995) • It (1927) Clara Blow. • Bill Cunningham New York (2010) http://rollingstone.uol.com.br - 10 filmes que retratam o mundo da moda
  21. 21. SERIADOS AMERICANOS A popularização da televisão transformou os lares em todo mundo, inicialmente em preto e branco, ao vivo e sem cortes. O uso da televisão depois da II Guerra Mundial devido aos avanços tecnológicos surgidos com as necessidades da guerra e à renda adicional disponível, surge em a televisão em cores (1954), na rede ameri-cana NBC. Os seriados se tornaram populares entre crianças e jovens, geralmente as sessões de cinema, inclusive no Brasil, até os anos 60, eram precedidas por um episódio de seriado. Posteriormente, foram adquiridos pelos canais de TV, sendo apresentados em episódios semanais ou diários. I. I Dream of Jeannie (1965-1970).
  22. 22. SERIADOS AMERICANOS Os seriados representam mais de sete dé-cadas da televisão americana, exemplos: • Família Soprano • The Mary Tyler Moore Show • Mad Men • Friends • Jornada nas Estrelas • Sex and the City • Game of Thrones • Downton Abbey • Anos Incríveis • Absolutely Fabulous http://exame.abril.com.br/estilo-de-vida/ noticias/os-seriados-americanos-mais-bem- escritos-de-todos-os-tempos
  23. 23. MODA E MÚSICA O grande baile no palácio ou a melhor casa noturna da cidade inspiram uma roupa especial para chamar a aten-ção dos olhares. Embalados pela música, seja na ele-gância ou na descontração, o som transforma se em um código do ves-tuário. Todos temos uma trilha sonora que podem representar momentos de nos-sas vidas, eventos que ficaram mar-cados para sempre em nossa memó-ria toda vez que tocar aquela musica. I. Le Bal (1983), Ettore Scola.
  24. 24. MODA E MÚSICA Estilos musicais para vestir e dançar: • Black Music • Bossa Nova • Country • Disco • Gospel • Instrumental • Pop • Regional • Rock • Romântica I. Jimi Hendrix (1942-1970). http://www.vagalume.com.br/browse/style/
  25. 25. MODA E URBANIDADE A rua começa expressar suas vontades e verdades através de manifestações políti-cas, passeatas, cultura jovem, protestos, flash mobs... Os guetos ganham cena e soltam a voz. Grupos e ideologias transitam pela aveni-da, cada um ao seu modo, a mídia atenta revela cada movimento, a moda osmotica-mente absorve o estilo e transforma em mainstream. Nos anos 80 equipes de criativos vão as ruas vivenciar o espírito do tempo para desenvolver suas coleções. I. Marc Jacobs, grunge style, vision plus mag.
  26. 26. MODA E URBANIDADE Um movimento social envolve toda uma cultura de comportamento aon-de o vestuário reforça ideologias ou contestações. • Rockers • Hippies • Hip Hop • Punks • New Romantics • Gothics • Grunges • Nerds / Geeks • Queer Nation • Black Blocs I. Bia Ferrer, Crazy Sampa.
  27. 27. WORLD WILDE WEB O desenvolvimento da web aconteceu nos anos 80 pela necessidade de armazenar e associar informações em um grande ban-co de dados com hiper ligações virtuais – Tim Berners-Lee. “Espero que a Web se torne capaz de analisar toda a informação, ligações e transações entre pessoas e computado-res... tem que de inventar uma Web se-mântica aonde máquinas falam com máquinas.” WEB 2.0 As redes virtuais interligam pessoas e in-formações em um emaranhado grupo de tendências sociais. I. Transcendence, Johnny Depp.
  28. 28. ONLINE FOREVER A internet permite que os meios de comu-nicação possam alcançar qualquer lugar, basta estar conectado e viver online a informação. Revistas, jornais, informativos, sites, redes sociais, blogs somam possibilidades virtu-ais em tempo real criando uma nova no-ção de evento, a quantidade das conec-ções revelam o futuro. “Filtrar” o excesso, apurar a realidade cri-ando a síntese do necessário representam o desafio da rede, permear as “malhas” da informação para a formação real de com-ceitos e movimentos. I. Sticker Mandala, Honestly... WTF, DIY Blog.
  29. 29. MODA E BLOGS Hoje a primeira fila dos grandes desfiles é composta por editores de moda e de blo-gs, a resposta virtual é mais rápida que a impressa. Alguns exemplos: • Face Hunter – street style • Manrepeller – women’ fashion • Advanced Style – over 60 • Hypebeast – men style • Park and Cube – lifestyle • Patternity – innovation • Fred Butler Style – design / lifestyle • Kingdom of Style – fashion and style I. Style Feed: The World's Top Fashion Blogs by William Oliver, Telegraph Books.
  30. 30. EVENTO A evolução da humanidade somada aos avanços tecnológicos acelerados transfor-mam o virtual em realidade e vice versa. A moda atenta aos movimentos sociais, culturais e econômicos faz se valer de todos os recursos possíveis para sua rein-venção e promoção. Conseguindo percorrer este túnel do tem-po: o fenômeno passado, presente e futu-ro se mesclam para encantar e seduzir os olhos, a mente e o corpo. Essa segunda pele que nos cobre por pu-dor, proteção ou poder reside em um de-sejo que ainda não foi satisfeito plenamen-te. I. Orlan, artista francesa.
  31. 31. REFLEXÃO “Um dia, todos terão direito a 15 minutos de fama... Com tudo mudando tão depressa, não se tem a chance de encontrar a imagem de sua fantasia quando você está pronto para ela.” Andy Warhol (1928-1987)
  32. 32. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS FEGHALI, Marta Kasznar. As Engrenagens da Moda. Rio de Janeiro: Editora Senac, 2001. FRINGS, Gini Stephens. Moda do Conceito ao Consumidor. 9ª Ed. Porto Alegre: Bookman, 2012. JONES, Sue Jenkyn. Fashion Design – manual do estilista. São Paulo: Cosac Naify, 2005. MATHARU, Gurmit. O que é Design de Moda? Porto Alegre: Bookman, 2011. MOUTINHO, Maria Rita; VALENÇA, Máslova Teixeira. A Moda no Século XX. Rio de Janeiro: Ed. SENAC Nacional, 2000. WIKIPÉDIA. http://pt.wikipedia.org/ Creative Commons – CC BY-SA 3.0

×