FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI ANTOINE SKAF 
PESQUISA E DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÃO 
LINGUAGEM VISUAL 
ELEMENTOS DE DESIGN A...
LINGUAGEM 
A linguagem é um recurso de comunica-ção 
próprio do ser humano, que evoluiu 
desde sua forma auditiva até a ca...
OS SENTIDOS 
Todo processo de interação com o mun-do 
acontece por meio dos sentidos: 
sons, olhares, cheiros, sabores e t...
OS SENTIDOS 
O conjunto dos sentidos revela a vida e 
suas descobertas, fascinação ou repul-sa 
distinguem as escolhas do ...
O SENTIDO DA VISÃO 
O sentido da visão nos permite: perce-ber, 
compreender, comtemplar, obser-var, 
descobrir, reconhecer...
O SENTIDO DA BELEZA 
BELAS ARTES ARTES APLICADAS 
ESCRITA 
PINTURA 
ILUSTRAÇÃO 
FOTOGRAFIA 
CINEMA 
INTERNET 
TELEVISÃO 
D...
MAÇA 
NEW YORK 
COMUNICAÇÃO VISUAL
COMUNICAÇÃO VISUAL 
A comunicação visual é uma forma de 
interação entre indivíduos, seu proces-so 
pode derivar de muitas...
ELEMENTOS VISUAIS 
Quando pensamos sobre o conceito da 
palavra design não estamos literalmen-te 
traduzindo para o portug...
ELEMENTOS VISUAIS 
Ponto é a unidade visual mais simples e irredutivelmente mínima. Yayoi Kusama
ELEMENTOS VISUAIS 
Linha um ponto em movimento em uma determinada trajetória. Carlos Cruz-Diez
ELEMENTOS VISUAIS 
Forma é descrita por uma ou mais linhas. www.deviantart.com. Stella McCartney
Claude Monet, 1875. 
ELEMENTOS VISUAIS 
Cor é a impressão que a luz refletida ou absorvida pelos corpos produz nos olhos.
ELEMENTOS VISUAIS Giorgia Fonyodi 
Mark Khaisman, 2010. 
Textura se relaciona a composição de variações na superfície de u...
ELEMENTOS VISUAIS 
JR, french artist. 
Prada, F/W 11/12. 
Escala pode ser estabelecida pela comparação entre dois ou mais ...
ELEMENTOS VISUAIS 
Playing Chess, 1555. Sofonisha Anguissola. 
Christopher Kane, SS14 
Dimensão é a representação no espaç...
ELEMENTOS VISUAIS Daft Punk ,Vogue US 2013 
Nº6 Store, NY. 
Movimento representa o deslocamento de algo no espaço. LIPS (2...
FASHION DESIGN 
O exercício do design de moda re-quer 
uma compreensão dos elemen-tos 
visuais e sua utilização para cria-...
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 
DONDIS, Donis A. Sintaxe da linguagem Visual. São Paulo: Martins Fontes, 2003. 
FRINGS, Gini S...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

LINGUAGEM VISUAL E VESTUÁRIO

1.304 visualizações

Publicada em

Os aspectos básicos da linguagem de comunicação aplicados ao vestuário. Reflexão sobre processos de criação.

Publicada em: Design
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.304
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
89
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

LINGUAGEM VISUAL E VESTUÁRIO

  1. 1. FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI ANTOINE SKAF PESQUISA E DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÃO LINGUAGEM VISUAL ELEMENTOS DE DESIGN APLICADOS AO VESTUÁRIO PROF. ODAIR TUONO
  2. 2. LINGUAGEM A linguagem é um recurso de comunica-ção próprio do ser humano, que evoluiu desde sua forma auditiva até a capaci-dade de ler e escrever. A evolução das capacidades humanas gerou a transformação do seu meio am-biente, tudo passou a ser moldado se-gundo suas necessidades. Da pedra lascada ao mais novo celular seguindo os diversos níveis de utilidade em sintonia com cada tempo em especi-fico. Na escrita, os egípcios antigos desen-volveram três sistemas diferentes: o hie-roglífico, considerado sagrado e usado pelos sacerdotes; o hierático, complexo e utilizado pelos escribas; e o demó-tico, simplificado e popular.
  3. 3. OS SENTIDOS Todo processo de interação com o mun-do acontece por meio dos sentidos: sons, olhares, cheiros, sabores e textu-ras. Os cinco sentidos recebem, proces-sam e interpretam o que esta ao nosso redor, estas experiências despertam emoções que serão guardadas em nos-sa memoria, arquivos conscientes ou in-conscientes da trajetória de uma vida. Grande parte dos indivíduos tendem a buscar prazer nos sentidos, reconhecer o que agrada e reviver os momentos considerados bons. Buscamos sempre um ou mais sentidos para algo, quando a percepção é inter-pretada pela inteligência, então deseja-mos mais de cada experiência.
  4. 4. OS SENTIDOS O conjunto dos sentidos revela a vida e suas descobertas, fascinação ou repul-sa distinguem as escolhas do que apre-ciamos. A trilha sonora de nossas emoções, os sabores preferidos que nos dão água na boca, as imagens que atraem sugestiva-mente nosso olhar, as fragrâncias que despertam nosso instintos, a maciez da pele acariciada. Somando a importância de todos, temos um que é considerado a janela da alma: nossos olhos. Quantas intenções ou pa-lavras podem conter um olhar?... Olhar o mundo, o outro, por dentro ou por fora. O que vê nosso olhar?...
  5. 5. O SENTIDO DA VISÃO O sentido da visão nos permite: perce-ber, compreender, comtemplar, obser-var, descobrir, reconhecer, visualizar, examinar, ler ou simplesmente olhar. A imagem pode corresponder a uma interpretação de cada individuo ou gru-po de pessoas segundo seu grau de conhecimento, intimidade, interação ou mesmo atração quando se trata de algo novo. A história buscou um sentido para a beleza que se transformou ao longo do tempo, os valores e desejos mudam ao sabor do zeitgeist, a nostalgia do pas-sado, a realidade do presente ou as projeções do futuro. Aonde poderemos interpretar a beleza singular de cada tempo?
  6. 6. O SENTIDO DA BELEZA BELAS ARTES ARTES APLICADAS ESCRITA PINTURA ILUSTRAÇÃO FOTOGRAFIA CINEMA INTERNET TELEVISÃO DESENHO INDUSTRIAL ARTES GRÁFICAS ARTESANATO ARQUITETURA ESCULTURA FORMAS DE INTERAÇÃO COM A IMAGEM
  7. 7. MAÇA NEW YORK COMUNICAÇÃO VISUAL
  8. 8. COMUNICAÇÃO VISUAL A comunicação visual é uma forma de interação entre indivíduos, seu proces-so pode derivar de muitas formas. No entanto podemos reduzir os ele-mentos visuais, considerando que a criatividade aplicada as suas formas pode estabelecer a multiplicidade de efeitos e interpretações. Neste caso a intenção é derivar a sin-taxe da linguagem visual as caracterís-ticas do vestuário. A roupa é um código derivado de forma, cor, volume, textura, imagens e outros elementos visuais que em conjunto despertam o desejo de consumo. I. Inspiração 04 de Julho, EUA. s.r.
  9. 9. ELEMENTOS VISUAIS Quando pensamos sobre o conceito da palavra design não estamos literalmen-te traduzindo para o português a pala-vra desenho. O ofício do design, dentro do processo industrial, diz respeito ao projeto de criação ou melhoria de um produto de-senvolvido em série. Ao realizarmos o ato de projetar, esbo-çar, pintar, desenhar, rabiscar, construir, esculpir estamos gestando a obra por meio de uma substância visual. Os elementos visuais básicos podem ser utilizados com grande complexida-de, a manipulação associada a criativi-dade visam uma nova interpretação dos elementos. I. Alex Konahin, 2013.
  10. 10. ELEMENTOS VISUAIS Ponto é a unidade visual mais simples e irredutivelmente mínima. Yayoi Kusama
  11. 11. ELEMENTOS VISUAIS Linha um ponto em movimento em uma determinada trajetória. Carlos Cruz-Diez
  12. 12. ELEMENTOS VISUAIS Forma é descrita por uma ou mais linhas. www.deviantart.com. Stella McCartney
  13. 13. Claude Monet, 1875. ELEMENTOS VISUAIS Cor é a impressão que a luz refletida ou absorvida pelos corpos produz nos olhos.
  14. 14. ELEMENTOS VISUAIS Giorgia Fonyodi Mark Khaisman, 2010. Textura se relaciona a composição de variações na superfície de um material.
  15. 15. ELEMENTOS VISUAIS JR, french artist. Prada, F/W 11/12. Escala pode ser estabelecida pela comparação entre dois ou mais elementos.
  16. 16. ELEMENTOS VISUAIS Playing Chess, 1555. Sofonisha Anguissola. Christopher Kane, SS14 Dimensão é a representação no espaço de um elemento real ou projetual.
  17. 17. ELEMENTOS VISUAIS Daft Punk ,Vogue US 2013 Nº6 Store, NY. Movimento representa o deslocamento de algo no espaço. LIPS (2000), Jeff Koons.
  18. 18. FASHION DESIGN O exercício do design de moda re-quer uma compreensão dos elemen-tos visuais e sua utilização para cria-ção do vestuário. Linhas, formas, cores, texturas, es-calas, dimensão e movimento estão presentes em uma roupa. Agregar a intenção ao conjunto cria uma mensagem, uma história que muitos poderão desejar vestir. Podemos nos enfeitar de sonhos, mas para que isso aconteça eles tem que se transformar em realida-de. “Quando você esta feliz, o espelho revela o que o olhar não diz...” I. O Vestido de Baile. s.r.
  19. 19. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS DONDIS, Donis A. Sintaxe da linguagem Visual. São Paulo: Martins Fontes, 2003. FRINGS, Gini S. Moda do Conceito ao Consumidor. Porto Alegre: Bookman, 2012. JONES, Sue J. Fashion Design – Manual do Estilista. São Paulo: Cosac Naify, 2005. MATHARU, Gurmit. O que é Design de Moda? Porto Alegre: Bookman, 2011. SEIVEWRIGHT, Simon. Pesquisa e Design. Porto Alegre: Bookman, 2009. SORGER, Richard e UDALE, Jenny. Fundamentos de Design de Moda. Porto Alegre: Bookman, 2009. TREPTOW, Doris. Inventando Moda: Planejamento de Coleção. São Paulo: Treptow, 2013.

×