Projeto Tamar
Principal símbolo da conservação dos mares no Brasil, as tartarugas marinhas tornaram-se o centro do interesse de ambienta...
O Tamar surgiu ainda  em 1980  por iniciativa do antigo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal (IBDF) - atual  ...
Essencialmente, foi preciso unir educação para a preservação do meio ambiente, valorização da cultura e tradições locais, ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projeto Tamar

2.895 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.895
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
25
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
34
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto Tamar

  1. 1. Projeto Tamar
  2. 2. Principal símbolo da conservação dos mares no Brasil, as tartarugas marinhas tornaram-se o centro do interesse de ambientalistas e cientistas no início dos anos 80, quando descobriram que essas espécies corriam risco de desaparecer após milhões de anos habitando os oceanos. As cinco espécies de tartaruga marinha que vivem no País ainda estão ameaçadas de extinção , mas as realizações do Projeto Tamar - união das palavras tartaruga e marinha - representaram uma diferenciada oportunidade de recuperação das tartarugas com mudança de mentalidade das populações locais para a conservação ambiental.
  3. 3. O Tamar surgiu ainda em 1980 por iniciativa do antigo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal (IBDF) - atual Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama) - com a missão de levantar o número das espécies de tartarugas, suas principais áreas de reprodução e de alimentação para ações de proteção. Logo se percebeu, porém, que o trabalho não poderia ficar restrito aos animais, devendo engajar as comunidades costeiras , que, além da captura acidental de tartarugas nas redes de pesca, sempre usaram estes animais e seus ovos para alimentação. Nesse sentido, o projeto busca oferecer alternativas econômicas sustentáveis que amenizem a pressão humana sobre as tartarugas. Todo o trabalho acontece nas 22 bases de pesquisa no Tamar , em oito estados brasileiros, pelo monitoramento de cerca de 1,1 mil quilômetros de praias costeiras e ilhas oceânicas com a colaboração direta da população. Nas bases também ocorrem exposições e atividades de educação com uma média de 1 milhão de visitantes por ano.
  4. 4. Essencialmente, foi preciso unir educação para a preservação do meio ambiente, valorização da cultura e tradições locais, e desenvolvimento sustentável para se conquistar o apoio dos moradores, que dependiam da renda obtida com a captura das tartarugas. A mudança de hábito das pessoas, a maioria pescadores e familiares, traduziu-se numa ampla rede de fiscalização das praias onde as tartarugas desovam. E também está consolidada hoje pela geração de 400 empregos diretos no Tamar e em diversas fontes de receita para as comunidades. Só assim, o trabalho de pesquisa e liberação de filhotes ao mar pode acontecer sem ameaças, para o objetivo mais amplo de proteção dos animais com conscientização de toda a sociedade. Alguns efeitos dessa mobilização geral são concretos: a caça já não é a principal ameaça às tartarugas marinhas e, desde a criação do Projeto Tamar, o governo instituiu leis que protegem esses animais, regulamentam fontes luminosas artificiais e proíbem o trânsito de automóveis em regiões de desovas. Mas por serem animais migratórios que viajam pelos mares de todo o planeta, as tartarugas também têm sua proteção condicionada a ações compartilhadas entre diferentes nações.

×