O império britanico

345 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
345
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O império britanico

  1. 1. Colégio Estadual do Espírito Santo<br />O Império BritanicoSéculo XIX<br />Nome: Nilton Carlos e Caroline Xavier<br />Professor: Marco Antonio<br />
  2. 2. Atos de Navegação. <br />O ato de navegação promulgado em 1651 por Oliver Cromwell.<br />Estabelecia que todas as mercadorias importadas por qualquer país europeu fossem transportadas por navios ingleses ou de seus próprios países.<br />Em 1652, especificou-se que o Capitão e pelo menos três quartos da tripulação dos navios deveria ser britânicos.<br />Verdadeiramente o Ato de Navegação foi à resposta do governo inglês ao poderio naval e comercial holandês em meados do Século XVII. <br />
  3. 3. Tratado de Methuen. <br />Também referido como Tratado dos Panos e Vinhos.<br />Diploma assinado entre a Grã-Bretanha e Portugal, em 27 de dezembro de 1703.<br />Foram seus negociadores o embaixador extraordinário britânico John Methuen, por parte da Rainha Ana da Grã-Bretanha, e D. Manuel Teles da Silva, marquês de Alegrete.<br />
  4. 4. Bloqueio Continental. <br />Proibição imposta por Napoleão Bonaparte com a emanação, em 21 de novembro de 1806 que consistia em impedir o acesso a portos dos países então submetidos ao domínio do Império Francês a navios do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda.<br />Com o decreto buscava-se isolar economicamente as Ilhas Britânicas, sufocando suas relações comerciais e os contactos com os mercados consumidores dos produtos originados em suas manufaturas.<br />O objetivo do bloqueio era atingir a economia britânica<br />
  5. 5. Economia Britânica. <br />Era a grande potência econômica e militar do mundo.<br />Com a revolução industrial iniciada séculos antes, eles conseguiram acumular muita riqueza através do comercio mundial, e com o seu poderio militar conquistaram colônias pelo mundo afora, ou conseguiram através de acordos comerciais.<br />Seu grande poder bélico, e também naval mercantil, era a Inglaterra quem possuía as maiores e melhores embarcações para o comercio naval.<br />O Ponto claro para a supremacia britânica era seu poder naval e comercial, por reter em seu bancos a maior parte do dinheiro do mundo, e ter muitas colônias ao redor do mundo sua supremacia, marinha, e economia era inabalável.<br />
  6. 6. A vida em Londres no final do Séc. XIX<br />A Revolução Industrial trouxe progresso e inúmeros benefícios materiais e conforto às pessoas.<br />A máquina diminuiu os esforços físicos dos homens. A burguesia chegou ao poder e passou a conduzir a economia. <br />As casas burguesas da Inglaterra, no século XIX, já contavam com iluminação a gás. <br />A vida ficou mais interessante com as máquinas fotográficas, os gramofones, as máquinas de escrever e as porcelanas inglesas, entre outros.<br />Em 1807 - A iluminação de rua, a gás, foi instalada em PallMall, Londres, na Grã-Bretanha.<br />Em 1808 - Richard Trevithick expôs a "LondonSteamCarriage", um modelo de locomotiva a vapor, em Londres, na Grã-Bretanha.<br />
  7. 7. Nome: Nilton Carlos e Caroline Xavier Rangel.<br />Turma: 2ºv5<br />Professor: Marco Antonio<br />Colégio Estadual do Espírito Santo.<br />Vitória 2010<br />

×