Ad1 educacao a distancia

126 visualizações

Publicada em

Avaliação à distância realizada por:
Natacha Pereira Alves Bastos
Polo: Maracanã
Matrícula: 20081208341

e

Adriadna Sousa G. Turano
Polo: Paracambi
Matrícula: 20092208093

Publicada em: Educação
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Legal ter encontrado alguém! Aprender com o outro é sempre melhor! Abraços
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
126
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ad1 educacao a distancia

  1. 1. Elaborado por: Natacha Pereira Alves Bastos Polo: Maracanã Matrícula: 20081208341 e Adriadna Sousa G. Turano Polo: Paracambi Matrícula: 20092208093
  2. 2. “O respeito à autonomia e à dignidade de cada um é um imperativo ético e não um favor que podemos ou não conceder uns aos outros.” (FREIRE, 2002)
  3. 3. Como se dá a educação autêntica? A educação que se torna verdadeira e concretizada no aluno é aquela que se faz através do conhecimento já existente no aluno, onde o professor faz seu papel de criar possibilidades para que o conhecimento pré-existente se renove e amplie. Assim, em uma sala de aula, professor e aluno trocam experiências, conhecimentos, vivências, num espaço de reciprocidade.
  4. 4. No ambiente on-line 24 horas por dia que vivemos, é possível e comum que aluno e professor se comuniquem através de redes sociais. Esse espaço deve ser aproveitado para que eles se comuniquem com uma maior descontração, sem cobranças ou avaliações, apenas pelo prazer da comunicação.
  5. 5. Através da internet, o professor pode se comunicar com seus alunos para fazê-los utilizar o meio de comunicação para ampliar seus conhecimentos e reflexões.
  6. 6. Apesar de tantas possibilidades, discutimos no fórum que os paradigmas antigos, que parecem à primeira vista obsoletos, persistem em nossa educação formal, chegando até mesmo nas universidades, onde o professor assume o papel de transmissor e detentor de todo o conhecimento; utilizando avaliações para intimidar e pressionar alunos.
  7. 7. Ainda no fórum, vimos que a educação formal deve caminhar lado a lado com o avanço da tecnologia, utilizando as tecnologias existentes como, não apenas como uma ferramenta, mas como um meio, caminho e fim para a educação, estreitando os laços entre professor e aluno, servindo como meio de pesquisa para a sala de aula e, mais que isso, como um item indispensável em debates nas classes.
  8. 8. Como nos diz Anísio Teixeira: “[...]a educação para todos não pode ficar alheia à revolução das ciências e dos meios de comunicação de massa; a formação dos mestres de amanhã precisaria romper com a pregnância do tradicional, engajando- se no enfrentamento dos descaminhos da cultura tecnológica e consumista e na apropriação do pensamento científico e dos meios de comunicação, de modo a dominá-los e a servir-se deles, assegurando a todos a educação capaz de enriquecer a vida no planeta.”
  9. 9. Nós, quanto educadores, devemos estar abertos a novas opções de dinamizar o processo de ensino aprendizagem, nos permitindo novos olhares sobre o que na atualidade nos rodeia e buscando conhecer e manusear os recursos e ferramentas que as novas tecnologias e meios de comunicação em massa (como as redes sociais) nos possibilitam. Enfim, explorar as possibilidades que surgem com a modernidade para enriquecer a construção do conhecimento, tendo o educando como autor ou coautor dessa construção.

×