SÃO PAULO | RIO DE JANEIRO | BRASÍLIA | CURITIBA | RECIFE |BELO HORIZONTE | CAMPO GRANDE
DURVAL DE NORONHA GOYOS
PRESIDENT...
Introdução
Ruy de Noronha Goyos, membro da Força Expedicionária Brasileira (FEB) no teatro de guerra da
Itália, integrante...
Introdução
Ruy de Noronha Goyos, membro da Força Expedicionária Brasileira (FEB) no teatro de guerra da
Itália, integrante...
Introdução
Ruy de Noronha Goyos, membro da Força Expedicionária Brasileira (FEB) no teatro de guerra da
Itália, integrante...
Índice
= Introdução =
= A Itália Fascista =
= AAlemanha Nazista =
= O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40...
A Itália Fascista
A Itália Fascista
A Itália Fascista
A Itália Fascista
A Itália Fascista
A Itália Fascista
A Itália Fascista
A Itália Fascista
A Itália Fascista
A Itália Fascista
A Itália Fascista
A Itália Fascista
A Itália Fascista
AAlemanha Nazista
AAlemanha Nazista
AAlemanha Nazista
AAlemanha Nazista
AAlemanha Nazista
AAlemanha Nazista
AAlemanha Nazista
AAlemanha Nazista
AAlemanha Nazista
AAlemanha Nazista
AAlemanha Nazista
O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40
O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40
O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40
O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40
O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40
O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40
O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40
O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40
O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40
O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40
O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40
O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40
O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40
A defesa costeira e a guerra marítima e aérea
A defesa costeira e a guerra marítima e aérea
A defesa costeira e a guerra marítima e aérea
A defesa costeira e a guerra marítima e aérea
A defesa costeira e a guerra marítima e aérea
A defesa costeira e a guerra marítima e aérea
A defesa costeira e a guerra marítima e aérea
A defesa costeira e a guerra marítima e aérea
A defesa costeira e a guerra marítima e aérea
A defesa costeira e a guerra marítima e aérea
A campanha da FEB na Itália
A campanha da FEB na Itália
A campanha da FEB na Itália
A campanha da FEB na Itália
A campanha da FEB na Itália
A campanha da FEB na Itália
A campanha da FEB na Itália
Febiano, soldado Menasses de Aguiar Barros em treinamento antes do embarque para a Itália
A campanha da FEB na Itália
1º Tenente de Artilharia Rubens Resstel
A campanha da FEB na Itália
Capitão Plínio Pitaluga
A campanha da FEB na Itália
A campanha da FEB na Itália
A campanha da FEB na Itália
A campanha da FEB na Itália
A campanha da FEB na Itália
A campanha da FEB na Itália
A campanha da FEB na Itália
A campanha da FEB na Itália
A campanha da FEB na Itália
A campanha da FEB na Itália
A campanha da FEB na Itália
A campanha da FEB na Itália
A campanha da FEB na Itália
A campanha da FEB na Itália
A campanha da FEB na Itália
A campanha da FEB na Itália
A campanha da FEB na Itália
A campanha da FEB na Itália
A campanha da FEB na Itália
Conclusão
Conclusão
Conclusão
Conclusão
Conclusão
Conclusão
Conclusão
Conclusão
Conclusão
Conclusão
Conclusão
OBRIGADO!
DURVAL DE NORONHA GOYOS
dng@noronhaadvogados.com.br
www.noronhaadvogados.com.br
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A campanha da força expedicionária brasileira pela libertação da Itália

388 visualizações

Publicada em

Palestra proferida no Circolo Italiano; São Paulo/SP, Brasil

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
388
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A campanha da força expedicionária brasileira pela libertação da Itália

  1. 1. SÃO PAULO | RIO DE JANEIRO | BRASÍLIA | CURITIBA | RECIFE |BELO HORIZONTE | CAMPO GRANDE DURVAL DE NORONHA GOYOS PRESIDENTE - NORONHA ADVOGADOS CIRCOLO ITALIANO SAN PAOLO, 26 DE ABRIL DE 2014 BUENOS AIRES | MIAMI | LONDRES | LISBOA | SHANGHAI | BEIJING | NOVA DELHI | HONG KONG A CAMPANHA DA FORÇA EXPEDICIONÁRIA BRASILEIRA PELA LIBERTAÇÃO DA ITÁLIA
  2. 2. Introdução Ruy de Noronha Goyos, membro da Força Expedicionária Brasileira (FEB) no teatro de guerra da Itália, integrante do 9º Batalhão de Engenharia.
  3. 3. Introdução Ruy de Noronha Goyos, membro da Força Expedicionária Brasileira (FEB) no teatro de guerra da Itália, integrante do 9º Batalhão de Engenharia.
  4. 4. Introdução Ruy de Noronha Goyos, membro da Força Expedicionária Brasileira (FEB) no teatro de guerra da Itália, integrante do 9º Batalhão de Engenharia.
  5. 5. Índice = Introdução = = A Itália Fascista = = AAlemanha Nazista = = O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40 = =A defesa costeira e a guerra marítima e aérea = = A Campanha da FEB na Itália = = Conclusões =
  6. 6. A Itália Fascista
  7. 7. A Itália Fascista
  8. 8. A Itália Fascista
  9. 9. A Itália Fascista
  10. 10. A Itália Fascista
  11. 11. A Itália Fascista
  12. 12. A Itália Fascista
  13. 13. A Itália Fascista
  14. 14. A Itália Fascista
  15. 15. A Itália Fascista
  16. 16. A Itália Fascista
  17. 17. A Itália Fascista
  18. 18. A Itália Fascista
  19. 19. AAlemanha Nazista
  20. 20. AAlemanha Nazista
  21. 21. AAlemanha Nazista
  22. 22. AAlemanha Nazista
  23. 23. AAlemanha Nazista
  24. 24. AAlemanha Nazista
  25. 25. AAlemanha Nazista
  26. 26. AAlemanha Nazista
  27. 27. AAlemanha Nazista
  28. 28. AAlemanha Nazista
  29. 29. AAlemanha Nazista
  30. 30. O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40
  31. 31. O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40
  32. 32. O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40
  33. 33. O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40
  34. 34. O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40
  35. 35. O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40
  36. 36. O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40
  37. 37. O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40
  38. 38. O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40
  39. 39. O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40
  40. 40. O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40
  41. 41. O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40
  42. 42. O Brasil no final da década de 30 e início dos anos 40
  43. 43. A defesa costeira e a guerra marítima e aérea
  44. 44. A defesa costeira e a guerra marítima e aérea
  45. 45. A defesa costeira e a guerra marítima e aérea
  46. 46. A defesa costeira e a guerra marítima e aérea
  47. 47. A defesa costeira e a guerra marítima e aérea
  48. 48. A defesa costeira e a guerra marítima e aérea
  49. 49. A defesa costeira e a guerra marítima e aérea
  50. 50. A defesa costeira e a guerra marítima e aérea
  51. 51. A defesa costeira e a guerra marítima e aérea
  52. 52. A defesa costeira e a guerra marítima e aérea
  53. 53. A campanha da FEB na Itália
  54. 54. A campanha da FEB na Itália
  55. 55. A campanha da FEB na Itália
  56. 56. A campanha da FEB na Itália
  57. 57. A campanha da FEB na Itália
  58. 58. A campanha da FEB na Itália
  59. 59. A campanha da FEB na Itália Febiano, soldado Menasses de Aguiar Barros em treinamento antes do embarque para a Itália
  60. 60. A campanha da FEB na Itália 1º Tenente de Artilharia Rubens Resstel
  61. 61. A campanha da FEB na Itália Capitão Plínio Pitaluga
  62. 62. A campanha da FEB na Itália
  63. 63. A campanha da FEB na Itália
  64. 64. A campanha da FEB na Itália
  65. 65. A campanha da FEB na Itália
  66. 66. A campanha da FEB na Itália
  67. 67. A campanha da FEB na Itália
  68. 68. A campanha da FEB na Itália
  69. 69. A campanha da FEB na Itália
  70. 70. A campanha da FEB na Itália
  71. 71. A campanha da FEB na Itália
  72. 72. A campanha da FEB na Itália
  73. 73. A campanha da FEB na Itália
  74. 74. A campanha da FEB na Itália
  75. 75. A campanha da FEB na Itália
  76. 76. A campanha da FEB na Itália
  77. 77. A campanha da FEB na Itália
  78. 78. A campanha da FEB na Itália
  79. 79. A campanha da FEB na Itália
  80. 80. A campanha da FEB na Itália
  81. 81. Conclusão
  82. 82. Conclusão
  83. 83. Conclusão
  84. 84. Conclusão
  85. 85. Conclusão
  86. 86. Conclusão
  87. 87. Conclusão
  88. 88. Conclusão
  89. 89. Conclusão
  90. 90. Conclusão
  91. 91. Conclusão
  92. 92. OBRIGADO! DURVAL DE NORONHA GOYOS dng@noronhaadvogados.com.br www.noronhaadvogados.com.br

×