Acre - O Estado da Florestania na Amazônia Brasileira

6.519 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.519
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
37
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
225
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Acre - O Estado da Florestania na Amazônia Brasileira

  1. 1. ACRE Estado da Florestania na Amazônia Brasileira
  2. 2. Roteiro da Apresentação 1 – Contextualização Geográfica Estratégica do Estado do Acre 2 – Divisão Político-administrativa do Estado do Acre 3 – Principais Investimentos e Ações do Governo do Acre (1999-2006) 3.1 – Infra-estrutura de Integração; 3.2 – Infra-estrutura Urbana - Melhoria da Qualidade de Vida nas Cidades; 3.3 – Inclusão Social e Segurança; 3.4 – Desenvolvimento Econômico Sustentável; 3.5 – Indicadores Econômicos; 3.6 – Captação de Recursos e Finanças Públicas.
  3. 3. Localização Geográfica Estratégica  686.652 habitantes  14,5 mil índios e 14 etnias  164.221 km² de área  90% de cobertura florestal  4,0% da Amazônia  45% de Áreas Naturais Protegidas
  4. 4. CONTEXTO GEOGRÁFICO QUITO IQUITOS MANAUS LETICIA CRUZEIRO DO SUL PORTO VELHO PUCALLPA RIO BRANCO LIMA COBIJA P. MALDONADO
  5. 5. Porto Velho Rondonia Ji-Parana Vilhena Cerca de 30 milhões de pessoas vivem em um raio de 750 km do Acre. O desenvolvimento desta região vai depender da interação destas pessoas
  6. 6. Eixos de Integração Sul Americana ir a de Ma o Ri 1 2 Rio Branco 1 BR-364 Cobija/ Pando Complexo Hidrelétrico 2 do Rio Madeira 3 3 Trecho Peruano - Interoceânica
  7. 7. Trecho Amazônico RODOVIA INTEROCEÂNICA Trecho Peruano: Inãpari – Portos de Ilo e Matarani (aprox. 1.500 Km) Trecho Andino
  8. 8. Complexo Hidrelétrico do Rio Madeira Sistema de Transmissão Associado Unidade Geradora Bulbo (Turbina)
  9. 9. Mapa da Divisão Político-administrativa do Estado do Acre
  10. 10. PRINCIPAIS INVESTIMENTOS E AÇÕES DO GOVERNO DO ACRE (1999-2006)
  11. 11. Zoneamento Ecológico Econômico - ZEE 1ª Fase – Concluída em escala 1:1.000.000 Organização Institucional e participação da sociedade 2ª Fase – Concluída em escala 1:250.000
  12. 12. INFRA-ESTRUTURA DE INTEGRAÇÃO (1999-2006)
  13. 13. Estradas Estaduais e Federais BR-364 - Acesso ao Aeroporto
  14. 14. Estradas Estaduais e Federais BR-364 - Duplicação do Acesso ao Aeroporto
  15. 15. Estradas Estaduais e Federais BR-317 (Brasiléia-Assis Brasil) “Estrada do Pacífico”
  16. 16. Estradas Estaduais e Federais BR-317 (Brasiléia-Assis Brasil) “Estrada do Pacífico”
  17. 17. Estradas Estaduais e Federais BR-364 (Feijó-Tarauacá)
  18. 18. Estradas Estaduais e Federais BR-364 (Feijó-Tarauacá)
  19. 19. Estradas Estaduais e Federais BR-364 (Rodrigues Alves- Rio Liberdade)
  20. 20. Estradas Estaduais e Federais BR-364 (Rodrigues Alves- Rio Liberdade)
  21. 21. Estradas Estaduais e Federais Ponte Binacional Brasil – Peru (Assis Brasil/AC – Iñapari)
  22. 22. Estradas Estaduais e Federais Ponte Binacional Brasil – Peru (Assis Brasil/AC – Iñapari)
  23. 23. Infra-Estrutura Alfandegária Posto Avançado de Fiscalização de Fronteira
  24. 24. Infra-estrutura Aeroportuária Novo Aeroporto Internacional de Cruzeiro do Sul Em Obras
  25. 25. Novo Aeroporto Internacional de Cruzeiro do Sul Em Obras
  26. 26. Aeródromo de Porto Walter
  27. 27. Aeródromo de Porto Walter
  28. 28. Infra-estrutura Portuária
  29. 29. Infra-estrutura Portuária Porto de Cruzeiro do Sul
  30. 30. MELHOR QUALIDADE DE VIDA NAS CIDADES (1999-2006)
  31. 31. Infra-estrutura Urbana em Rio Branco Duplicação da Rua Antônio da Rocha Viana
  32. 32. Infra-estrutura Urbana em Rio Branco Duplicação da Rua Antônio da Rocha Viana
  33. 33. Infra-estrutura Urbana em Rio Branco Duplicação da Av. Ceará e Dias Martins
  34. 34. Infra-estrutura Urbana em Rio Branco Nova Av. Ceará
  35. 35. Infra-estrutura Urbana em Rio Branco Via Tucumã - Universitário
  36. 36. Infra-estrutura Urbana em Rio Branco Parque Tucumã - Universitário
  37. 37. Infra-estrutura Urbana em Rio Branco Parque Tucumã - Universitário
  38. 38. Infra-estrutura Urbana em Rio Branco Anel Viário de Rio Branco
  39. 39. Infra-estrutura Urbana em Rio Branco Via Verde (Anel Viário de Rio Branco)
  40. 40. Infra-estrutura Urbana em Rio Branco 3ª Ponte de Rio Branco
  41. 41. Infra-estrutura Urbana em Rio Branco Estrada do Calafate
  42. 42. Infra-estrutura Urbana em Rio Branco Duplicação da Estrada do Calafate
  43. 43. Infra-estrutura Urbana Rio Branco Canal da Maternidade: Enchentes, transtornos e riscos à população
  44. 44. Infra-estrutura Urbana Rio Branco Parque da Maternidade: Resgate da Qualidade de Vida
  45. 45. Infra-estrutura Urbana Rio Branco Parque da Maternidade: Lazer e Contemplação
  46. 46. Infra-estrutura Urbana Rio Branco Parque da Maternidade: Resgate da Qualidade de Vida
  47. 47. Recuperação do Patrimônio Histórico em Rio Branco Memorial dos Autonomistas (Rio Branco)
  48. 48. Recuperação do Patrimônio Histórico em Rio Branco Memorial dos Autonomistas (Rio Branco)
  49. 49. Recuperação do Patrimônio Histórico em Rio Branco Praça do Seringueiro Praça Eurico Dutra
  50. 50. Recuperação do Patrimônio Histórico em Rio Branco Praça do Seringueiro Praça Eurico Dutra
  51. 51. Recuperação do Patrimônio Histórico em Rio Branco Praça Povos da Floresta
  52. 52. Recuperação do Patrimônio Histórico em Rio Branco Praça Povos da Floresta
  53. 53. Recuperação do Patrimônio Histórico em Rio Branco Barrancas do Calçadão da Gameleira
  54. 54. Recuperação do Patrimônio Histórico em Rio Branco Obras de Contenção e Urbanização do Calçadão da Gameleira
  55. 55. Recuperação do Patrimônio Histórico em Rio Branco Mercado Velho – anterior a 1999
  56. 56. Recuperação do Patrimônio Histórico em Rio Branco Mercado Velho - Atual
  57. 57. Infra-Estrutura Urbana em Rio Branco Passarela Governador Joaquim Macedo ATUALIZAR
  58. 58. Recuperação do Patrimônio Histórico em Rio Branco Fachadas da Rua Epaminondas Jácome – Antes das obras
  59. 59. Recuperação do Patrimônio Histórico em Rio Branco Fachadas da Rua Epaminondas Jácome
  60. 60. Recuperação do Patrimônio Histórico em Rio Branco Ex-Usina de Beneficiamento de Castanha – Antes das obras
  61. 61. Recuperação do Patrimônio Histórico em Rio Branco Usina de Comunicação e Arte
  62. 62. Recuperação do Patrimônio Histórico em Xapuri Rua do Comércio de Xapuri antes da Restauração
  63. 63. Recuperação do Patrimônio Histórico em Xapuri Restauração da Rua do Comércio - Xapuri
  64. 64. Recuperação do Patrimônio Histórico em Cruzeiro do Sul Museu da Cidade e Memorial José Augusto Situação Atual Situação anterior
  65. 65. Infra-estrutura Urbana Cruzeiro do Sul Avenida Mâncio Lima Situação Anterior as Obras 1 MAPA DA CIDADE DE CRUZEIRO DO SUL VIA PRINCIPAL A SER URBANIZADA – BNDES II LEGENDA: Pavimento asfáltico 1. Avenida Mâncio Lima
  66. 66. Infra-estrutura Urbana Cruzeiro do Sul Avenida Mâncio Lima – primeira etapa executada (dia anterior a inauguração)
  67. 67. Continuação das Obras de Urbanização da Av. Mâncio Lima – 1,37 km (Cruzeiro do Sul) Drenagem, Saneamento e Revitalização do Entorno do Ig. Boulevard Thaumaturgo - Construção de Ciclovias, Pistas e Espaços de lazer.
  68. 68. Infra-estrutura Urbana Plácido de Castro Epaminondas Jácome Avenida Juvenal Antunes
  69. 69. Recuperação do Patrimônio Histórico em Porto Acre Situação encontrada jan/99
  70. 70. Recuperação do Patrimônio Histórico em Porto Acre Revitalização do Sítio Histórico do Seringal Bom Destino
  71. 71. Promoção do Turismo/Patrimônio Histórico – Porto Acre Pousada Ecológica Seringal Bom Destino
  72. 72. INCLUSÃO SOCIAL E SEGURANÇA (1999-2006)
  73. 73. Educação Prédio da Cila: Marca do Abandono do Passado
  74. 74. Educação Escola Armando Nogueira: Educação para o Esporte (Rio Branco)
  75. 75. Educação Escola Paulo Freire (Rio Branco)
  76. 76. Educação Escola Padrão em Xapuri
  77. 77. Educação Escola Indígena do Campinas (Cruzeiro do Sul)
  78. 78. Educação Implantação da Biblioteca Pública Ministra Marina Silva Temática sobre Florestas Tropicais (Rio Branco)
  79. 79. Educação Implantação de Centros de Cultura e Florestania – Em obras - Assis Brasil - Porto Walter - Capixaba - Epitaciolândia - Marechal Thaumaturgo - Acrelândia - Porto Acre - Mâncio Lima - Rodrigues Alves - Plácido de Castro - Bujari
  80. 80. Educação – Sistema Estadual de Rádio e TV Educativa -Implantação de 05 Rádios FM Educativa -Modernização da Rádio Difusora Acreana – AM -Estruturação do Sistema Estadual de TV Educativa / TV Aldeia Unidades geradoras (TV) em Rio Branco e Cruzeiro do Sul e retransmissoras nos outros 20 municípios
  81. 81. Educação – Sistema Estadual de Rádio e TV Educativa (Aldeia)
  82. 82. Saneamento Abastecimento de Água até 2006 Total de Domicílios Ano Cobertura domicílios atendidos 1998 31.857 9.889 31% . . . . . . . . . . . . 2002 40.482 20.786 51% 2003 42.000 25.200 60% 2004 43.575 36.605 84% 2005 45.150 38.013 84% 2006 45.209 * 42.949 * 95% * Projetado
  83. 83. Saneamento – Evolução do Abastecimento de Água Tratada Mâncio Lima Cruzeiro do Sul 1999: 20% 1999: 38% 2006: 70% 2006: 64% Tarauacá Feijó 1999: 27% 1999: 11% 2006: 89% 2006: 73% Manoel Urbano Marechal Thaum. 1999: 42% Sena Madur. 1999: 0% Santa Rosa 2006: 97% Porto Acre 2006: 97% 1999: 36% 1999: 0% 2006: 71% 1999: 39% Jordão 2006: 94% 2006: 86% Bujari 1999: 43% Acrelândia 1999: 21% 2006: 94% 2006: 98% 1999: 42% 2006: 98% Sen. Guiomard 1999: 20% Plác. de Castro 2006: 77% 1999: 24% Xapuri Capixaba 2006: 91% 1999: 87% Assis Brasil 1999: 43% 2006: 97% 2006: 99% 1999: 56% Brasiléia Epitaciolândia 2006: 97% 1999: 54% 1999: 46% 2006: 99% 2006: 99%
  84. 84. Saneamento – ETA II em Rio Branco Sistema de Tratamento Automatizado com Produção final de Até 1000 l/s – (Em fase de conclusão)
  85. 85. Saúde Hospital da Criança
  86. 86. Saúde Novas Instalações do Hospital da Criança
  87. 87. Saúde Hospital do Idoso
  88. 88. Saúde UTI do Hospital das Clínicas de Rio Branco
  89. 89. Saúde Serviço de Atendimento Móvel de Urgência - SAMU
  90. 90. Saúde Reforma, Ampliação e Reaparelhamento da FUNDHACRE
  91. 91. Saúde Reforma, Ampliação e Reaparelhamento da FUNDHACRE
  92. 92. Saúde Hospital Regional do Vale Juruá – Cruzeiro do Sul
  93. 93. Saúde Hospital Regional do Vale Juruá – Cruzeiro do Sul
  94. 94. Saúde Construção do Hospital da Família em Marechal Thaumaturgo e Porto Walter
  95. 95. Infra-Estrutura Esportiva Arena da Floresta (Rio Branco)
  96. 96. Segurança Pública – Distribuição dos Investimentos nos Municípios
  97. 97. Segurança Pública – Reaparelhamento das Polícias
  98. 98. Segurança Pública – Reaparelhamento das Polícias Reaparelhamento das Polícias Estaduais
  99. 99. Segurança Pública – Contratação e Capacitação
  100. 100. Segurança Pública Delegacias e Distritos Policiais em Rio Branco e no Interior
  101. 101. Segurança Pública Delegacias e Distritos Policiais em Rio Branco Delegacia da Mulher Adolescente Infrator
  102. 102. Segurança Pública Nova Concepção de Unidades de Segurança Pública no Acre
  103. 103. Segurança Pública Nova Concepção de Unidades de Segurança Pública no Acre
  104. 104. DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO SUSTENTÁVEL (1999-2006)
  105. 105. Produção - Industrialização Antigo Modelo das Casas de Farinha
  106. 106. Produção - Industrialização Novo Modelo das Casas de Farinha Agregação de valor e apoio a comercialização - ANAC 215 Casas já implantadas
  107. 107. Produção - Industrialização Situação do Distrito Industrial de Rio Branco em 1999
  108. 108. Produção - Industrialização Recuperação do Distrito Industrial de Rio Branco
  109. 109. Produção - Industrialização Construção do Pólo Moveleiro de Rio Branco e implantação de 12 novas movelarias
  110. 110. Produção - Industrialização Novo Parque Industrial de Rio Branco
  111. 111. Produção – Industrialização (Investimentos Privados) Ind. CONCRENORTE - Localização:Parque Industrial-BR 364 – km 04; - Capacidade de produção: 12.000 unid Postes de concreto armado /ano; - Empregos gerados: 20 - Valor do Empreendimento: R$ 3.814.443,75
  112. 112. Produção – Industrialização (investimentos Privados) Laminados TRIUNFO -Localização: Novo Distrito Industrial de Rio Branco; -Previsão de produção: Madeira Laminada 44.000 m3 Compensados 16.500 m3 -Empregos gerados: 300 -Valor do empreendimento: R$ 15 milhões
  113. 113. Produção – Industrialização (investimentos Privados) Usina de Produção de Álcool - Álcool Verde - Localização: Município de Capixaba - Empregos diretos: 814 - Empregos indiretos: 3.256 - Invest.: R$ 40 milhões - Previsão de operação: 2007 PRODUTOS Ano Açúcar Álcool 2007 - 14.400 m³ 2008 - 48.2000 m³ 2009 50.000 ton 42.560 m³ 2010 75.000 ton 43.600 m³
  114. 114. Produção – Industrialização (investimentos Privados) Ind. Ouro Branco - Localização: Município de Capixaba; - Produção: 8.000 m³/ano de Peças de S4S 3.000 m³/ano de Madeiras p/ móveis; 6.000 sacos de carvão vegetal/ano; 500 m³ de piso p/ assoalhos/ano 500 m³ de Madeiras p/ C. Civil/ano ; - Empregos gerados: 156 - Valor do Empreendimento: R$ 4,0 milhões
  115. 115. Produção - Industrialização Fábrica de Preservativos Masculinos de Xapuri - Investimentos: R$ 27,3 milhões - Produção anual: 95 milhões de unid - Empregos diretos na indústria: 150 - Ocupações produtivas: 500 famílias - Qte de latex: 500.000 kg/ano (8% da prod. anual) - Valor bruto da produção: R$ 35 milhões/ano - Estágio de execução: Centrifugadora de Látex construída. Previsão de Operação - 2007. - Recursos: SUFRAMA, Ministério da Saúde, Ministério da Integração e Governo do Acre.
  116. 116. Produção - Industrialização Complexo Industrial Florestal de Xapuri - Investimentos: R$ 32,15 milhões - Empregos diretos na indústria: 220 - Qte de madeira: 68.000 m3/ano - Recursos: BNDES e Governo do Acre - Produtos: pisos e decks de madeira - Estágio de execução: fase final de instalação Operação em 2007
  117. 117. Produção - Industrialização Usinas de beneficiamento de Castanha-do-Brasil - Localização: Municípios de Brasiléia e Xapurí - Capacidade de produção: 64.000 caixa de 20 kg - Empregos gerados: (previsão) 93 - Valor do Empreendimento: R$ 4,5 milhões
  118. 118. Abatedouro de Frangos em Brasiléia - Investimentos: R$ 4,0 milhões - Capacidade de abate: 4.500 aves/dia - Recursos: BNDES, Ministério da Integração e Governo do Acre - Estágio de Execução: Previsão de Operação - 2007
  119. 119. Produção – Industrialização (investimentos Privados) Situação dos Processos Ramo de Atividade Total Aprovados Em analise Ind. de Fabricação de Embalagens Plásticas e Perfis Rígidos de PVC 3 2 1 Ind. de Recuperação de Pneus 1 1 - Ind. Alimentos / Ind. de Água Mineral e Derivados 15 12 3 Ind. de Madeira e Derivados 32 28 4 Ind. de Beneficiamento de Produtos Extrativistas 7 7 0 Ind. de Esquadria de Ferro, Alumínio e telhas 3 3 - Ind. de Fabricação de Suplemento Mineral para Pecuária 1 1 - Ind. de Transformadores 1 1 - Ind. Frigorífica 4 2 2 Ind. de Artefatos de Concreto, Fibrocimento, Marmoraria e Cerâmica 8 4 4 Ind. de higiene e limpeza 1 1 - Ind. de Tintas 1 1 - Ind. de Fabricação de Massas para Construção Civil 3 - 3 Ind. de Fabricação Álcool e Açúcar 1 1 - Ind. de Reciclagem 1 0 1 TOTAL 82 64 18 - Total de empregos gerados: 1.930 postos de trabalhos diretos - Volume de investimentos privados: R$ 99.607.063,47
  120. 120. Produção – Eletrificação Rural / Florestal no Acre Diagnóstico da Situação em 1999 - Área Rural/Florestal Unid. % Unidades Existentes no Estado 58.146 100% Unidades Atendidas 6.381 10,97% Unidades Não Atendidas 51.765 89,03% Fase I – 2004/2005/2006 2.797,50 km executados 12.336 unidades consumidoras R$ 65.348.849,00 aplicados Fase II - 20062007 – em execução 3.020,20 km programados Aprox. 10.830 unidades consumidoras R$ 87.923.361,12 aplicados Fase III - 20072008 – A contratar 2.807 km programados Aprox. 9.330 unidades consumidoras R$ 74.640.000,00 de investimentos programados Obs.: a ligação é totalmente subsidiada, sem custos para o beneficiário de baixa renda.
  121. 121. Implantação de Porto Seco em Rio Branco Em processo de licitação. - Terminal alfandegário de uso público; - Movimentação e armazenamento de mercadorias sob controle aduaneiro; - Procedimentos de desembaraço alfandegário de cargas, na importação e exportação. Capacidade de 200 a 230 contêiners/mês de 20m³.
  122. 122. Produção – Comunidades Indígenas nas Áreas de Influência das Rodovias Federais BR’s 364 e 317  beneficiadas 10 terras indígenas e mais de 4.000 índios, com ações de fortalecimento institucional, capacitação e apoio à produção  Investimentos de R$ 1,04 milhões
  123. 123. GESTÃO PÚBLICA E FINANÇAS (1999-2006)
  124. 124. Infra-Estrutura Administrativa Palácio das Secretarias no Início de 1999
  125. 125. Infra-Estrutura Administrativa Palácio das Secretarias no Início de 1999
  126. 126. Infra-Estrutura Administrativa Palácio das Secretarias Hoje
  127. 127. Infra-Estrutura Administrativa Palácio das Secretarias Hoje
  128. 128. Infra-Estrutura Administrativa Palácio do Governo no Início de 1999
  129. 129. Infra-Estrutura Administrativa Palácio do Governo Hoje
  130. 130. INDICADORES ECONÔMICOS
  131. 131. Produto Interno Bruto - PIB PIB a preços Taxa Real de Variação (%) PIB per Ano correntes capita (R$) PIB Agropecuária Indústria Serviços (R$ bilhão) 1998 1.454 4,1 12,8 5,3 3,3 2.730 1999 1.557 3,6 17,2 5,5 2,4 2.865 2000 1.703 4,4 7,0 7,8 3,2 3.048 2001 1.921 4,5 1,0 11,4 2,9 3.347 2002 2.259 4,6 4,5 9,5 3,2 3.833 2003 2.716 5,8 5,7 16,0 2,7 4.338 2004 3.242 5,7 12,4 7,1 4,2 5.143 Fonte: IBGE / Coordenação das Contas Nacionais Elaboração: SEPLANDS / Gerência de Estudos e Pesquisas Aplicadas à Gestão
  132. 132. Participação percentual (%) das atividades econômicas no VBP do Acre Atividade econômica 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 Acre 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 7,4 8,3 8,7 11,6 12,8 Florestal 16,1 16,8 3,9 4,3 4,2 4,8 4,8 Agropecuário 4,9 4,8 4,0 4,2 4,5 5,3 5,7 Outras indústrias 6,4 6,6 2,3 2,3 2,1 2,1 1,7 Alojamento e alimentação 1,5 1,6 2,7 2,9 3,0 3,1 3,2 Serviços de utilidade pública 3,3 3,2 6,6 6,7 6,4 6,1 5,9 Comércio 5,9 5,7 0,2 0,2 0,2 0,2 0,2 Serviços domésticos 0,2 0,2 2,4 2,3 2,0 1,9 1,7 Serviços pessoais 1,5 1,5 4,5 4,3 4,5 4,7 4,0 Transporte 3,5 3,4 12,3 11,9 11,4 11,9 10,7 Construção 10,0 10,1 1,5 1,6 4,0 2,3 2,3 Comunicações 3,7 3,8 1,8 1,7 2,0 2,5 3,1 Intermediação financeira 2,7 2,6 Ativ. imobiliárias, aluguéis e 5,6 5,2 4,6 4,2 3,7 3,1 3,0 serv. prestados às empresas Administração pública, 41,3 40,3 37,3 34,9 36,6 34,0 33,4 defesa e seguridade social 3,2 3,8 5,1 4,5 3,6 Saúde e educação 3,2 3,3 Fonte: SEPLANDS/Gerência de Estudos e Pesquisas Aplicadas à Gestão.
  133. 133. Consumidores de Energia Elétrica por Classe Variação Nº de Consumidores por Classe Classe (%) 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 98/06 Total 99.613 104.177 112.422 116.306 120.023 125.279 132.174 143.072 152.629 53,22 Residencial 86.341 91.165 98.741 94.763 97.645 102.460 108.422 114.049 117.947 36,61 Industrial 366 625 678 737 744 756 757 758 707 93,17 Comercial 11.269 10.797 11.186 11.381 11.480 12.128 12.151 12.593 13.192 17,06 Rural 279 292 330 7.840 8.561 8.145 8.925 13.697 18.623 6.574,91 Poder Público 1.271 1.202 1.389 1.485 1.495 1.702 1.821 1.847 1.926 51,53 Iluminação Pública 31 40 40 44 42 40 47 63 166 435,48 Serviço Público 33 34 34 35 36 27 28 42 46 39,39 Próprio 23 22 24 21 20 21 23 23 22 (4,35) Fonte: ELETROACRE.
  134. 134. Exportações
  135. 135. CAPTAÇÃO DE RECURSOS E FINANÇAS (1999-2006)
  136. 136. Orçamento Geral do Estado 1998 0,427 40.1 0,01% 9% 406.831 90,99% Transferencias Constitucionais da União Receita Própria do Estado Operação de Crédito
  137. 137. Captação de Recursos Transferências Voluntárias (1999 a 2006) Recursos Liberados 1998 a 2006 200 175,49 133,47 150 123,42 122,95 Milhões 85,22 100 81,34 68,46 50 26,29 18,3 0 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 ano De Jan/99 a Dez/06 foram firmados 720 Convênios, totalizando aproximadamente R$ 816,64 milhões, com mais de 30 instituições. Aprox. a cada 2,7 dias úteis firmou-se um Convênio de parceria para desenvolvimento do Estado. Nenhuma inadimplência. Somando-se as operações de Crédito e todas as contrapartidas, foram investidos aproximadamente R$ 1,267 bilhões. Esses recursos equivalem a 14 anos de investimento, caso tivessem sido realizados unicamente com a capacidade de investimentos do Orçamento Estadual. Portanto, somente no ano 2014 o Acre alcançaria o atual estágio de desenvolvimento.
  138. 138. Finanças Públicas Participação (%) da Receita Arrecadada e das Receitas Federais Constitucionais Ano 2006: projeção
  139. 139. Finanças Públicas Arrecadação do ICMS 400 360,90 331,51 350 300 257,21 R$ Milhões 250 208,46 200 169,68 135,77 150 110,70 100 76,22 50 - 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 Repasse do ICMS Fonte: Secretaria da Finanças e Gestão Pública 90 81,00 80 70,45 70 64,30 60 52,56 R$ Milhões 50 36,92 40 33,94 27,63 30 19,10 20 10 0 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 Fonte: Secretaria da Finanças e Gestão Pública
  140. 140. Principais Instituições Parceiras GOVERNO FEDERAL - Min. do Meio Ambiente - Min. Agric. Pecuária e Abastecimento - Min. do Desenv. Social e Combate a Fome - Min. das Cidades - Min. da Cultura - Min. da Integração Nacional - Min. do Desenvolvimento Agrário - Min. da Educação - Min. da Saúde - Min. do Esporte - Min. do Trabalho e Emprego - Min. da ciência e Tecnologia - Min. das Comunicações - Min. da Defesa - Min. da Fazenda - Min. da Justiça - Min. de Minas e Energia - Min. da Previdência Social - Min. das Relações Exteriores - Min. dos Transportes - Min. do Turismo - Min. do Planejamento Orçamento e Gestão - Min. do Desenv., Ind. e Comércio Exterior
  141. 141. www.ac.gov.br

×