Considerações sobre içamentos pesados oficial

1.197 visualizações

Publicada em

Eng. Camilo Filho

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.197
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Considerações sobre içamentos pesados oficial

  1. 1. “Considerações sobre Içamentos Pesados” Engº Camilo Filho
  2. 2. “Quando desenvolvemos uma atividade de alto risco, tal como içamentos com guindastes, e aexecutamos dentro deum ambiente perigoso, como o de umarefinaria em operação, então, temos aí umdesastre em potencial ” Don Dickie
  3. 3. Considerações sobre Içamentos Pesados
  4. 4. ÍndiceA – ObjetivoB – Recursos EspecificadosC – Gerenciamento do RiscoD – Estudo de RiggingE – Descrição da OperaçãoF - Conclusão
  5. 5. A – ObjetivoApresentar e elencar as principais atividades e etapas desenvolvidas nasfases preparatórias, as quais são requeridas nos içamentos pesados e superpesados.
  6. 6. B – Recursos EspecificadosNesta etapa são avaliados todos os recursos materiais e humanos queserão disponibilizados para cumprir o trabalho contratado, no tempo planejadoe com a qualidade requerida.• Recursos Materiais: equipamentos (marca, modelo, tipo, medidas, ano,capacidade / tabela de carga), desenhos de referência, quantidades,histograma de equipamentos.• Recursos Humanos: conhecimentos específicos (terceirizados, seleção –perfil da função, capacitação), quantidade, organograma e histograma depessoas
  7. 7. C – Gerenciamento do RiscoSão ações e solicitações mandatórias, que visam manter o nível de riscoinerente da operação em patamares aceitáveis. “Nada acontece por acaso, para tudo há uma razão de ser. Na movimentação de carga, não existe milagre, sorte nem azar”A maioria dos problemas de gerenciamento de projetos que realmenteimpactam no empreendimento, são decorrentes do risco, os quais por sua vezsurgem da incerteza. O gerente de projeto bem sucedido, é o que foca nissocomo sua preocupação principal. O gerente de projeto bem sucedido preocupa-se em reduzir o risco de maneira significativa, freqüentemente compartilhandode uma política de comunicação franca e aberta, assegurando que cadaparticipante, de qualquer nível tenha a oportunidade de expressar suas opiniõese preocupações. Como conseqüência do exposto acima, temos que o gerente de projeto é oúnico responsável por tomar decisões tanto pequenas quanto grandes, de talmodo que o risco seja controlado e a incerteza minimizada. Acontece queagindo dessa maneira, cada decisão determinada pelo gerente do projeto seráapoiada pela equipe, beneficiando diretamente o projeto como um todo.
  8. 8. C – Gerenciamento do Risco (Cont.)A montagem de equipes vencedoras é tanto uma arte quanto uma ciência,quando do recrutamento e da montagem de uma equipe efetiva, você deveconsiderar não somente as habilidades técnicas de cada pessoa, mas tambémas funções que dada um vai assumir e a empatia natural dos envolvidos. Umaequipe de projeto tem três componentes básicos: Gerente do Projeto – O Time“da casa” – O Time Terceirizado.Ações:• Nomear o coordenador do projeto;• Formação da equipe;• Planejamento• Integração das áreas de apoio (SMS, RH, compras, financeiro e etc);• Coordenação das áreas (quem fará o que, quando e onde?);• Reunião pré-içamento;
  9. 9. Solicitações:-Estudo de rigging-Análise / preparação do solo-Estudo das condições climáticas-APR – Plano de Contingência-LMI´S – Indicadores de carga e parâmetros do içamento - ATB - Kick out-Certificação dos operadores - Segurança em Operações com Guindastes - Capacitação no Equipamento- Certificação dos acessórios - Manilhas - Cabos - Spreaders, Cestas Humanas, etc Gaiola.ppt- Plano de Manutenção - Inspeção e teste do equipamento- Check List para liberação do içamento
  10. 10. D – Estudo de RiggingO estudo de rigging se faz necessário uma vez que a segurança na operação deequipamentos não pode ser fator circunstancial, analisado apenas no momento deexecução da tarefa.Da mesma forma que o guindaste é uma poderosa ferramenta quando utilizadadentro dos padrões de segurança, quando operado de maneira inadequada ourelapsa, pode tornar-se uma arma letal.Como na operação de guindastes estão envolvidas instalações com valoresagregados altíssimos e vidas humanas, todos os itens relativos à segurançadevem ser priorizados. NUNCA DEIXE A SEGURANÇA EM SEGUNDO PLANO!!!Basicamente o estudo de rigging, tem por objetivo simular a operação a serexecutada, para que obstáculos, interferências e outros elementos integrantes daárea de operação sejam verificados.
  11. 11. O estudo de rigging deve conter no mínimo uma vista superior e uma lateral doiçamento. Deve indicar também a carga bruta a ser içada, a trajetória da carga(do ponto inicial ao ponto final).Os acessórios necessários para o içamento, com suas especificações (capacidade,modelo, tipo, marca). - Aranha.pptA capacidade liquida do guindaste no ponto inicial e no ponto final do içamento(desde que sejam as maiores solicitações / momentos críticos da operação).É de extrema importância que a pressão exercida no solo, a velocidade do vento eas condições climáticas sejam verificadas e estabelecidas.O estudo de rigging pode ser feito em 2D, 3D ou com auxílio de computaçãográfica.
  12. 12. Filme
  13. 13. E – Descrição da OperaçãoNarrativa, descrevendo principalmente os detalhes da operação como um todo.Içamentos pesados, usam máquinas complexas. Normalmente são grandesguindastes de esteiras, que demandam uma logística não somente para suamontagem e utilização, mas também para seu envio, movimentação earmazenagem das partes. Mont. Lança.pptNormalmente os locais de trabalho, são áreas confinadas, limitadasgeometricamente por ruas estreitas, pipe racks ou mesmo unidades de processovizinhas.Esp. Confinado.pptA descrição da operação deve ser acompanhada de desenhos ilustrativospertinentes a parcela da operação descrita, e de cronogramas que indiquem ostempos necessários as várias fases do trabalho.
  14. 14. F – ConclusãoComo pudemos ver, a segurança na operação de equipamentos não pode ser umfator circunstancial, analisado apenas no momento de execução da tarefa, massim de um processo cuidadoso, meticulosamente planejado, no qual,tecnologia, segurança, manutenção, treinamento, adequação técnica deequipamentos e da equipe envolvida estão focados num objetivo comum.Qualquer içamento pesado ou não para ser bem sucedido, tem que estar“apoiado” no seguinte tripé:-Planejamento-Equipe treinada e comprometida-Equipamento adequado e bem mantido
  15. 15. Perguntas?
  16. 16. Obrigado!

×